quarta-feira, 10 de julho de 2019

Teólogos e Intérpretes Pentecostais Pós-Modernos



Como tantos outros pentecostais que conheço, a leitura da Bíblia que faço, diferente dos teólogos e intérpretes pentecostais pós-modernos, não valoriza o elemento carismático em detrimento do didático, não encontra garantias nos dons do Espírito em detrimento da inerrância das Escrituras, e não está centrada na experiência em detrimento da orientação teológica.
Cada um dos aspectos carismáticos citados tem o seu valor, mas não se encontra acima da autoridade final das Escrituras, e nem excluem os aspectos didáticos e racionais do fazer teológico. Tais aspectos são complementares.
A minha perspectiva hermenêutica não exclui a possibilidade de se verificar, analisar e testar novas metologias, mas não abre mão da pejorativamente chamada pelos pós-modernos de "leitura fundamentalista da Bíblia", e nem do método histórico-gramatical, grande herança da Reforma Protestante, também pejorativamente chamado pelos pós-modernistas de "método racionalista".
Sem a busca hermenêutica pelo sentido do texto pretendido por seu autor, todos os sentidos impostos ao texto se tornam válidos. Se cai assim no poço sem fundo do subjetivismo interpretativo, onde cada leitor se torna ao mesmo tempo o próprio autor do texto, dando-lhe o sentido que bem lhe parecer, construindo e reconstruindo significados.
O relativismo e o desconstrucionismo característicos da pós-modernidade são assim aplicados à interpretação da Bíblia, onde a sua autoridade tenta ser comprometida pelos teólogos e intérpretes pentecostais pós-modernos.
Diante dos atuais desafios impostos ao pentecostalismo assembleiano brasileiro, cabe a nós, intérpretes pentecostais tradicionais, chamados pelos pós-modernos de "ingênuos" e "arqueólogos do sentido", resistir e combater contra esse atual vento hermenêutico, informando e alertando as lideranças, e ao máximo possível de irmãos em Cristo, que pelas mais diversas razões ainda não estão plenamente inteirados das questões aqui tratadas.

Nenhum comentário: