sábado, 28 de novembro de 2009

11 PERGUNTAS SEM RESPOSTAS FINAIS DOS CIENTISTAS

IMAGEM: REVISTA ISTOÉ

A Revista ISTOÉ desta semana, trás a seguinte matéria: 11 perguntas que os cientistas ainda não conseguem responder.

Uma delas diz respeito à homossexualidade: O que define a nossa sexualidade?

A matéria confirma o fato de que ninguém pode se fundamentar em argumentos científicos, para afirmar de forma absoluta, que a sexualidade é determinada no útero materno.

"Para o psicólogo Oswaldo Rodrigues Júnior, do Instituto Paulista de Sexualidade, o indivíduo não nasce com a sexualidade definida e pode mudar de orientação: "Isso mostra por que muitas pessoas passam por fases assexuadas ou se tornam homo ou bissexuais." A neurocientista Suzana ressalta que nascer com a sexualidade definida não garante que o indivíduo aceitará a si próprio e assumirá sua inclinação."

Leia toda a matéria em ISTOÉ-INDEPENDENTE

2 comentários:

jussiê blogfísica disse...

Interessante notar que a procriação (ou reprodução), como queiram chamar, só existe entre homens e mulheres. Creio em uma desculpa "esfarrapada" de quem quer se tornar um homosexual essa história de que no utero não há definição quanto à sexualidade. Ora, acho que o ser que tem vontade de mudar de sexo deve assumir isso e acabou, sem utilizar tais meios. Interessante notar que tal comentário demonstra mais um medo do que propriamente uma fundamentação científica.

Presbítero Sena disse...

Eu já fui indagado por farias vezes às pessoas me perguntado o que é um homossexual. Então dado a seguinte resposta. “O homossexual, é um homem se trajando de mulher, com desvio de conduta moral”. Meu querido irmão jamais a psicologia terá uma resposta adequada ao comportamento do homem avança desenfreadamente no pecado da homossexualidade.