domingo, 17 de junho de 2018

SOBRE ESCRITORES E EDITORAS EVANGÉLICAS


Os jovens e novos escritores devem entender que não são as grandes editoras que fazem os grandes escritores. São os grandes escritores que fazem as editoras serem conhecidas e se tornarem grandes corporações.
Com isto não estou deixando de reconhecer a importância do trabalho editorial, mas apenas colocando as coisas na sua devida ordem de importância.
A publicação de uma obra não é um favor que uma editora faz a um escritor. É um reconhecimento do valor da sua produção escrita.
Conheço escritores que foram publicados por grandes editoras, cujos livros continuam parados nas prateleiras das livrarias e estoques, e que continuam no anonimato.
Em se tratando de editoras confessionais ou denominacionais, algumas obras são publicadas como mera troca de favores e interesses políticos internos.
Na perspectiva cristã e ministerial, é Deus quem promove o nosso nome, segundo a sua soberana vontade e graça. E isso Ele faz das mais diversas e imprevisíveis formas possíveis.
Quando escrever um livro, não busque a autopromoção, interesse econômico ou coisas do gênero. Busque a edificação dos leitores e a glória de Deus.
Se você deseja ser publicado, aconselho que envie o seu texto para diversas editoras. Sendo relevante, a sua criação ou pesquisa certamente será reconhecida por algumas delas.
Escreva sobre o que você gosta.
Escreva sobre o que você conhece.
Escreva sobre o que você vive.
Escreva com a mente e o coração, com a razão e com a emoção.
Escreva com autenticidade.
Escreva com prazer.
O alcance da sua obra, o número de exemplares que serão vendidos, são fatores consequenciais.
Apenas escreva.

Nenhum comentário: