segunda-feira, 25 de junho de 2018

O CALVINISMO NA CPAD - OS TESOUROS DE DAVI - 3ª PARTE


A essa altura, parece-nos, que juntos aos "tesouros de Davi" estão também os "tesouros de Calvino".
*- Salmos 139:16, pg. 898,
Vol. 3

"Assim foi ordenado no decreto secreto pelo qual todas as coisas são como são."
- Análise Crítica
O autor trabalha com o conceito de soberania meticulosa, ou seja, qualquer evento deve necessariamente ser determinado ou causado por Deus, caso contrário Deus não poderia ser soberano, sendo assim a parte da vontade revelada de Deus ele adiciona uma vontade oculta ou secreta. Uma forma nítida de ser contrastado a questão, é que a proibição bíblica para Adão de não ser desobediente encontra-se dentro da declaração escriturística e assim vontade revelada, mas por outro lado a alegação da vontade oculta de Deus é que levou Adão ao pecado da desobediência. A questão que se impõe para tal assertiva, se a vontade é secreta como o autor tem conhecimento desta? A Declaração de Fé das Assembleias de Deus, amplamente alinhada com as Escrituras, articula o conceito de indeterminismo, ou seja, é possível o homem desobedecer a Deus e isso não o torna menos soberano, pois determinismo não é sinônimo de soberania.
- Pg. 902
"Se antes de toda a existência finita foi divulgado o seu decreto pré-determinante, se, naqueles antigos registros da eternidade, estava inscrita a estrutura do homem, com todos os seus incontáveis elementos e órgãos, em todas as épocas de sua duração...A primeira, não ter nem sentir qualquer complacência pelos ímpios..."
- Análise Crítica
A onibenevolência é um atributo divino, o qual nos ensina que Deus ama a toda humanidade (Jo.3:16). O texto da obra aqui em destaque possui uma assertiva que se contrapõe a declaração bíblica do amor universal de Deus pela humanidade. A concepção determinista de Spurgeon fala de um amor seletivo de Deus, estendido somente aos eleitos incondicionalmente por Ele próprio.

Após publicar As Obras de Armínio, Arminianismo a Mecânica da Salvação, do pastor Silas Daniel, e a Declaração de Fé das Assembleias de Deus, a publicação de Os Tesouros de Davi chega a beirar um dos maiores absurdos editoriais, partindo de uma editora que se diz oficial de uma denominação.
Falta de aviso antes da publicação da obra não faltou.
Sigamos com a análise deste caos teológico denominacional histórico promovido pela CPAD.
*- Salmos 135:6, pg. 811, Vol. 3
“Nós bem podemos dizer: ‘Quem resiste à sua vontade?’ (Rom 9:16). Muitos na verdade, desobedecem, e pecam contra a sua vontade, que está expressa no seu preceito; Segundo o plano de Armínio (se é que o absurdo pode merecer o nome de plano), a gloriosa obra da salvação de Deus e a eterna redenção de Jesus Cristo não estão completas, amenos que um mortal moribundo empreste o seu braço, isto é, a menos que ele, que por si só nada pode fazer, concorde em começar e realizar aquilo que todos os anjos no céu não podem fazer.
- Declaração de Fé - Capitulo 10;1
A graça de Deus se manifesta salvadoramente maravilhosa, perfeita, entretanto, não é irresistível, pois não são poucos os que, ignorando o Evangelho de Cristo, resistem ao Espírito da graça.
- Análise Crítica
Dentre os pontos de conflito entre o texto de Spurgeon e a Declaração de Fé, está a possibilidade de um ser humano resistir a graça de Deus. Na concepção de Spurgeon a graça é um ato onipotente a qual o homem não pode resistir. A declaração de Fé apresenta uma vasta quantidade de referências bíblicas que apontam em direção oposta ao que é defendido nessa obra.
Spurgeon utiliza o posicionamento de Jacó Armínio para buscar fortalecer sua posição, desfigurando a teologia bíblica, e contradizendo a obra Arminianismo a Mecânica da Salvação, de Silas Daniel, publicada recentemente pela própria CPAD. Convém observar que Spurgeon utiliza o pressuposto da soberania meticulosa (ou seja, Deus somente pode ser soberano se determinar todos os atos humanos) tão amplamente defendida por ele nessa obra. Segundo Spurgeon, se o homem possui liberdade de dizer não a Deus, então Deus não é soberano.


Nenhum comentário: