sábado, 23 de julho de 2016

SOBRE OFENSAS E RETRATAÇÕES: BUSCANDO UNIDADE E PAZ NA DIVERSIDADE EVANGÉLICA BRASILEIRA



Enquanto pessoas e instituições, passivos que somos de cometermos erros, devemos sempre nos retratar por nossos desrespeitos e ofensas para com aqueles que não pensam teologicamente como nós, e por nossas falhas institucionais que acabam provocando constrangimentos e dissabores.

Já tive a oportunidade de fazer um curso num seminário presbiteriano, e de até pregar numa igreja presbiteriana, e isso sob a devida autorização do seu presbitério local. Gozei de tal confiança, dentre outras razões, pelo fato de não expor ao ridículo a fé calvinista. Podemos discordar em questões doutrinárias, mas sem perder o devido respeito. 

Tal postura, penso eu, sempre contribuirá para a tão desejada unidade e paz na diversidade evangélica brasileira. É possível pensar diferente e ao mesmo tempo respeitosamente.

Sim, um erro não justifica o outro. Aprendamos com os erros, todos nós, e nos perdoemos em tudo, pois afinal, ninguém é perfeito.

Um comentário:

João Paulo Souza disse...

Concordo pastor.

O primeiro vídeo não está funcionando.

http://joaopaulomsouza.blogspot.com.br/