quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Sobre Liderança e Manifestações do Espírito



Uma série de "esquisitices" sob o manto de manifestações do Espírito tem promovido desordem, confusão e histeria em algumas igrejas pentecostais. 

Pseudos profetas ameaçam e tentam intimidar a todos, pastores os consultam como videntes, os mesmos falsos profetas deitam e rolam (às vezes literalmente) nos cultos, e a desordem vai se multiplicando diante da omissão e conivência de muitas lideranças. 

Vivemos um tempo onde líderes cristãos, assim como fizeram alguns reis de Israel, buscam através de profetas e profecias o respaldo e a aprovação para a sua maneira de governar. 

São as Escrituras que devem fundamentar, aprovar ou reprovar nossas decisões, nossa maneira de exercer o ministério que nos foi confiado. 

Creio na atualidade da manifestação do Espírito e de todos os dons, mas creio igualmente na necessidade do ensino, da ordem e da decência nos cultos (1 Co 14.37-40).

Voltemos à Palavra!

Um comentário:

Ademir disse...

Paz pastor, triste retrato da nossa denominação, e pelo visto em todos os cantos do país, o pior de tudo e que muitas lideranças sabem que esses "profetas" nada mais são do que aproveitadores e mercenários,mas na ânsia de verem suas igrejas cheias, fecham os olhos e tapam os ouvidos.