sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

ELEIÇÕES DA CGADB 2013: PENSANDO SOBRE O ASSUNTO


Na medida em que se aproxima a 41ª AGO da CGADB - Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, onde teremos eleições para composição da nova Mesa Diretora, cresce as expectativas e especulações em torno dos possíveis resultados. Quem levará mais eleitores? Como se dará o processo? Acontecerá num clima de paz? Quem será o presidente eleito? Quais rumos dará à instituição? Há possibilidades de novas e grandes divisões nacionais acontecerem?

São muitas perguntas, muitos questionamentos, muitas apreensões, muitos gastos, muitas articulações, muitas suposições, muitas projeções e muitas liminares.

Fico a pensar em como Deus vê tudo isso.  Sim, Ele vê tudo e conhece a todos como ninguém mais. Ele conhece as intenções dos corações de cada ser humano. Ele conhece cada interesse, cada motivação. Ele assiste, mesmo quando não convidado, cada reunião, e sabe de cada decisão antes mesmo de ter sido analisada, julgada e pronunciada. 

A vontade de Deus se manifestará? Sim, mas qual vontade desejamos que Ele manifeste, a diretiva ou a permissiva? A que Ele nos abençoa, ou a que Ele nos entrega à própria sorte? 

Olhemos para dentro de nós mesmos, e com isso verifiquemos se há algo que Deus desaprova ou que lhe entristece. Se for o caso, peçamos para que Ele nos sonde,  que conheça o nosso coração, que prove os nossos pensamentos, e caso encontre algum caminho mau, que nos guie pelo caminho que conduz a uma eternidade abençoada em sua presença (Sl 139.23-24).

É tempo de orar mais. 

É tempo de buscar mais da direção do Espírito.

É tempo de na condição de obreiros darmos bom testemunho para os de fora, e de sermos modelo para os de dentro.

É tempo de sermos sal e luz.

É tempo de sermos perfeitos em unidade, para que o mundo conheça que o Pai enviou a Jesus, e que Ele nos ama como ama o Filho.

Pior do que perder uma eleição, é perder o respeito dos homens.

Melhor do que ganhar uma eleição, é ganhar a aprovação do Pai celestial.

Pensemos sobre o assunto.

9 comentários:

Luis Alberto S Silva disse...

Paz do Senhor,

Eu não sou pastor, portanto não voto, mas acho que, o que for eleito terá uma responsabilidade espiritual enorme.

As AD no Brasil estão cada vez mais parecidas com igrejas neopentecostais, e isso é uma tristeza.

Espero ainda ver uma reforma em nossa liturgia, algo mais parecido com a igreja do novo testamento.

A pessoa responsável por isso seria o presidente da CGADB. Será ??!!

Em Cristo

Pb Luis Alberto

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Altair Germano,

A Paz do Senhor!

Seu artigo vem em bom tempo e ainda mais, é pertinente e necessário!

Assino contigo.

Parabéns!

Seu conservo em Cristo,
Pr. Carlos Roberto

rei disse...

Pastor, o senhor pôs em letras tudo que os crentes estão sentindo. Essas guerras, um espírito sectarista de ambos os lados, batalhas intermináveis onde o equilíbrio vai para o espaço, deixando claro que nem todos tem deixado o Espírito produzir frutos... Estive acompanhando o blog do Pr Geremias do Couto e me enojei com o fato de pastores serem rápidos em apontar ladrões, picaretas, espertalhões... Parece que veem tudo na CGADB, menos ministros de Deus, escolhidos pelo Senhor. O clima não é político, é politiqueiro, com espaços pra fofoca e especulações maldosas de línguas que deviam ser santas. A carta de Tiago deveria ser lida todo dia em certos ambientes virtuais. É certo que a diferençã de opinião existe e quem não está no comando pode se achar capaz de, com idéias e procedimentos novos, tem algo a contribuir. Mas a santidade deve reger o processo, afinal, ainda são pastores, ainda são crentes.

Orando por essa convenção. Que Deus abençoe a todos.

Reinério Filho

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Luiz Alberto, oremos por nossos pastores na esperança de dias melhores.

Paz do Senhor.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado amigo e pastor Carlos Roberto, ainda há sete mil que não perderam as esperanças.

Abraços.

ALTAIR GERMANO, disse...

Estimado Reinério Filho, creio que as novas gerações podem contribuir para a mudança do caótico quadro.

Abraços.

wellington luis disse...

Paz do Senhor pastor quero te parabenizar pelo seu trabalho acompanho seu blog sempre,seus artigos são muitos bons esse é mais um excelente artigos, que os homens possam colocar o trabalho de Deus em primeiro lugar deixando seus interesses de lado, suas vaidades e egoismos em pro do reino de Deus. um abraço pastor que o Senhor continue te usando e te abençoando.

Terra de Gigantes disse...

Caro Pr. Altair, satisfação em ler seu blog.
Não quero fazer juízo de valor, afinal a "central de boatos" é muito grande. Alguns fatos (se são verdadeiros) são lamentáveis...
Mas o fato é que é saudável às lideranças cuidarem de seus sucessores de forma clara, cristã. Quando isso não acontece, a liderança vai perdendo o óleo... nesse caso a "engrenagem grita", pois roda fero com ferro... isso é triste...

David Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.