sábado, 8 de dezembro de 2012

O VASO NA MÃO DO OLEIRO: SOBERANIA E MISERICÓRDIA DIVINA


A palavra do Senhor, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas. Como o vaso que ele fazia de barro se quebrou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos seus olhos fazer. Então, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó Casa de Israel? – Diz o Senhor; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.” (Jr 18.1-6)

O vaso do oleiro é uma das narrativas bíblicas mais ricas acerca do amor, da bondade de Deus e da misericórdia dele para com o seu povo.

No texto o profeta Jeremias é orientado pelo Senhor para descer à casa do oleiro, pois lá o Senhor lhe faria ouvir as suas palavras.

Ao chegar à casa do oleiro, Jeremias observou que este estava fazendo um vaso (a sua obra, o seu trabalho) sobre as rodas, e o vaso se quebrou na sua mão. O oleiro tornou a fazer daquele vaso outro vaso.

A história nos fala de como Deus trabalharia com a nação de Israel, que tinha se distanciado de sua vontade: “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? – diz o Senhor; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.” 

Da mesma forma como Deus trabalhou com Israel, restaurando aquela nação, Ele também trabalha na restauração de vidas, casais e famílias. 

Somos como o barro na mão do divino oleiro, onde podemos nos quebrar, e isso em razão de nossas escolhas e decisões equivocadas. O barro do vaso que se quebrou não foi jogado fora, antes, foi reaproveitado, restaurado, refeito pela mão do oleiro amoroso.

O divino oleiro é também soberano, pois Ele faz as coisas conforme lhe parece bem. Não adiantaria para os inimigos de Israel desejar o mal para a nação, a sua destruição plena, pois Israel era (e continua sendo) povo escolhido de Deus. Nós sabemos pela profecia bíblica que Israel ainda vivenciará tempos de grande esplendor, pois foi o Senhor quem decidiu assim. Quebrar-se na mão do divino oleiro não significa o fim, mas a possibilidade de recomeço que culminará com a realização de toda a sua vontade na vida dos seus escolhidos.

Não acredite naqueles que afirmam que a sua vida “quebrada”, que o seu casamento “quebrado”, ou que a sua família “quebrada” não tem mais jeito. Estando tudo isso na mão do Senhor, Ele é poderoso para dar uma nova chance, uma nova oportunidade.

Basta confiar e esperar no divino oleiro, que tudo será reconstruído para a glória dele e para a nossa alegria!

Jundiaí, 08/12/2012

Nenhum comentário: