terça-feira, 3 de abril de 2012

CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA


As cartas de Jesus às igrejas da Ásia são de um conteúdo riquíssimo e atual.

Em nossos estudos procuramos contextualizar cada uma das sete cartas à realidade da igreja evangélica no Brasil, e de forma mais específica às Assembleias de Deus.

Não acredito na eficácia de um estudo bíblico que se limita ao conhecimento gramatical, literário, cultural, histórico e doutrinário, mas que não avança na extração dos exemplos e na aplicação dos princípios, essenciais para orientar e tratar as situações-problemas atuais vivenciadas pela igreja.

Apesar de concisos, esperamos que os textos aqui publicados proporcionem a todos edificação e transformação para a glória de Deus!

ÉFESO
ESMIRNA
PÉRGAMO
TIATIRA
SARDES
FILADÉLFIA
LAODICEIA

4 comentários:

Charlles Oliveira disse...

Caro Pr. Altair, A Paz do Senhor!

A contribuição deste material é excepcional para o nosso desempenho na sala de aula da EBD, portanto, colaborando para a divulgação deste excelente subsídio e comentário, estarei publicando na íntegra em nosso blog “oassembleiano.com” esta postagem e referidos links, creditando ao nobre companheiro a autoria do mesmo.

Abraço fraterno,
Pr. Charlles Oliveira
Venha Ver-RN

T.Mendes disse...

Apaz do Senhor a todos. Deixo aqui um comentário interessante a ser repassado na introdução do estudo das sete cartas.
Os problemas das Igrejas hoje são diferentes das do primeiro século, do segundo e assim por diante?O pecado mudou? Somente a igreja de É feso abandonou o primeiro amor?Somente a de Tiatira tinha falsas doutrinas e palavras adulteradas?Somente as da "época" de Pérgamo eram perseguidas?
Bem, devemos tomar todo cuidado para que não ensinemos como muitas denominações o fazem em afirmar que estamos neste momento vivendo no período e exortações somente com referência a de Laudicéia por acreditar que muito semelhante é com os pecados e hábitos dela com as de nossos dias.Paulo direcionou aà Corinto, Roma, Colossos etc,e destinou a todas as épocas enquanto Cristo não raptar a Igreja e não somente à sua época.
Paz a todos.

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Pb. Charles Oliveira, que vossos leitores possam ser edificados com os textos publicados.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado T. Mendes,

uma observação muito válida.

Abraços,