sábado, 18 de fevereiro de 2012

ENSINAR: UM TRIBUTO AOS MESTRES



Ensinar é se realizar na realização do outro.

Ensinar é promover tomada de consciência.

Ensinar é libertar mente e corpo.

Ensinar é alimentar a alma.

Ensinar é fortalecer o espírito.

Ensinar é servir.

Ensinar é aprender.

Ensinar é democratizar a cultura.

Ensinar é fazer contas e fazer de conta.

Ensinar é contar e recontar a história.

Ensinar é viajar no tempo e conhecer o espaço.

Ensinar é provocar a descoberta da origem e do propósito da vida.

Ensinar é conduzir à leitura de livros e do mundo.

Ensinar é socializar.

Ensinar é integrar.

Ensinar é amar.

Ensinar é cooperar na construção e no refazer de vidas, ideais, planos e sonhos.

Ensinar é vocação, dom, arte, momento indizível na vida de quem faz da vida vivência e convivência numa sala de aula, ou em qualquer outro espaço ou momento educativo.

Ensinar é compartilhar conhecimentos, vida, risos, lágrimas, emoções e afeições.

Ensinar é o encontro do "eu" com o "tu", onde aprendente e ensinante se confundem num maravilhoso e prazeroso ato de dar e receber.

Ensinar é oferecer o melhor de si, oferecendo-se a si mesmo, apesar de nem sempre ser correspondido.

Ensinar é nunca desistir daqueles de quem já desistiram, inclusive de quem já desistiu de si mesmo.


Um comentário:

João Paulo disse...

A paz do Senhor, caro pastor!

Maravilhosa reflexão! Confesso que fiquei assaz emocionado, porque também decidi andar nos passos daqueles que amam a arte de aprender e ensinar...

Um forte abraço!

JP