domingo, 4 de dezembro de 2011

PASTORES, SOCORRAM A ESCOLA DOMINICAL!


IMAGEM: http://iccescoladominical.blogspot.com/

Durante o presente ano tive a oportunidade de cooperar em diversos eventos realizados no Brasil voltados para a Escola Dominical. Foram conferências, simpósios, seminários e encontros de professores. Fico feliz com o aumento do número de eventos, mas, a Escola Dominical não vive ou sobrevive apenas de eventos. É preciso que outros investimentos sejam feitos.

O DIFERENCIAL DA ESCOLA DOMINICAL

Todo pastor precisa entender que a Escola Dominical oferece um ensino diferenciado, visto que considera os aspectos biopsicosociais dos seus alunos. Desta forma, conteúdo, recursos didáticos, método de ensino e linguagem, são todos adequados ao perfil daqueles que a frequentam. Por mais ortodoxa que seja a doutrina e o ensino, se ele não for aprendido adequadamente, não produzirá os efeitos desejados no aluno, que é a transformação plena de seu saber, ser, fazer, sentir, relacionar-se.

OS INVESTIMENTOS NA ESCOLA DOMINICAL

Quando falamos em investimentos, além dos cursos de capacitação para superintendentes e professores que se multiplicam no Brasil, é preciso que a Escola Dominical seja suprida de recursos materiais (cumputadores, projetores, bancas, quadros, papel, mapas, brinquedos educativos, etc.) e estruturais (salas e ambientes adequados). É verdade que a realidade econômica e financeira de nossas igrejas nem sempre é tão favorável para tais investimentos, mas, a pergunta é: estamos fazendo o melhor? Estamos canalizando os recursos da igreja para aquilo que de fato produz edificação e crescimento integral? Faço tais perguntas, pois muitos pastores que afirmam não ter recursos financeiros para investir na Escola Dominical, pagam altos cachês para cantores e pregadores, com o propósito de "encher" a igreja e fazer festa.

ENTRE O DISCURSO E A PRÁTICA

Não são poucos também os pastores que declaram de púlpito o seu amor pela Escola Dominical, mas que na prática negam o discurso, uma vez que não aparecem por lá, ou só aparecem em raríssimas ocasiões. É certo que por causa das muitas ocupações, não dá para o pastor estar em todos os trabalhos da igreja com muita regularidade, mas, programando-se com antecedência é possível aumentar as visitas. Nem sempre a questão é falta de tempo, e sim, de organização e prioridades.

APRENDENDO A LIDAR COM A LEI DA SEMEADURA

Num contexto onde os resultados precisam ser imediatos (ou instântaneos), são poucos os pastores que estão dispostos a esperar pacientemente o tempo da colheita da semeadura feita na Escola Dominical. A formação do caráter cristão numa criança, adolescente, jovem ou adulto não acontece da noite para o dia. É preciso saber investir, trabalhar e esperar. Com certeza, os frutos de um trabalho realizado com excelência na Escola Dominical serão colhidos a seu tempo.

CRESCIMENTO QUANTITATIVO OU QUALITATIVO?

Todo pastor chamado por Deus se regozijará com o crescimento quantitativo da igreja que cuida. Mas, ser pastor de uma igreja grande ou cheia não é a nossa principal tarefa. Na condição de pastores, precisamos promover nos crentes a maturidade cristã. O crescimento em estatura espiritual. Precisamos prepará-los para a obra do ministério. Precisamos habilitá-los a lidar com os falsos ensinos e ventos de doutrina. Com certeza, a Escola Dominical auxiliará o pastor nesta sublime tarefa.

CONCLUSÃO

Amados pastores, por mais dedicados e interessados que sejam os professores da Escola Dominical da igreja que o Senhor Jesus entregou aos vossos cuidados, por mais capazes que sejam os superintendentes e dirigentes, por mais amáveis que sejam os alunos, a Escola Dominical não irá muito longe sem o seu apoio. Há Escolas Dominicais literalmente falidas nas igrejas evangélicas no Brasil. Qual a atual condição da Escola Dominical da igreja que você pastoreia? Há excelência ou precariedade? Falta dinheiro ou vontade para investir? Falta recurso ou criatividade? Falta visão ou compromisso?

Meu desejo é que em 2012 os eventos que promovem a Escola Dominical se multipliquem, e que na mesma proporção as ações concretas aqui citadas sejam implementadas, para que a Escola Dominical, na qualidade de agência de ensino bíblico e espaço pedagógico, cumpra a sua missão. Tudo isso, para a glória de Deus.

Pastores, socorram a Escola Dominical!

Natal-RN, 04/12/2011