quarta-feira, 30 de novembro de 2011

OBSESSÃO POR LEITURA

IMAGEM: Carl Spitzeweg, Le rat de bibliotèque, cerca de 1850.

Além de acumular milhares de livros, o leitor segura quatro ao mesmo tempo, expressando um inquietante e obsessivo desejo
de se apropriar de seus conteúdos.

9 comentários:

Dc. Roberto Luis disse...

Paz do Senhor!
Nobre Pastor Altair Germano.

Esse na verdade é um homem sábio, pois com os cabelos embranquecidos ainda busca o conhecimento mesmo sendo aparentemente já velho procura aprender mais um pouco nessa grande faculdade da vida.

Claro que tudo demasiadamente é ruim como diz a própria palavra em Eclesiastes 12:12.

“E, demais disto, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne.”

Muitos tem interpretado esse versículo errado não querendo estudar.
Mas eu gostei dessa imagem.
Roberto Luis
http://robertoumavoz.blogspot.com

Ciro Sanches Zibordi disse...

E ainda, nessa idade, corre o risco de cair da escada... Tudo pela leitura!

Ciro Sanches Zibordi

Edinei Siqueira disse...

Me identifiquei com o velhinho desta pintura. Tenho dito a minha esposa e amigos que quando estiver bem velhinho quero estar rodeado de livros.

Pb. Edinei, Th.B

Edinei Siqueira disse...

Quatro livros não,mas fazendo café com uma mão e com um livro na outra, já me ví assim.
Isso é o amor à leitura, e só entende quem é do ramo.

Pb.Edinei, Th.B

ALTAIR GERMANO, disse...

Caro Roberto,

a sabedoria na relação com os livros é vital para o nosso crescimento integral.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Amigo Ciro,

tal risco, perto do risco da ignorância proveniente da não-leitura, não é nada.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Ednei,

envelhecer lendo é um privilégio de quem aprendeu com a vida o valor da leitura.

Abraços,

Ciro Sanches Zibordi disse...

Foi o que eu quis expressar... O que é nobre e proveitoso envolve riscos.

Um abraço.

Ciro Sanches Zibordi

Ev. Washington de Miranda disse...

Paz do Senhor! Pr.Altair.
Visualizando esta foto, penso que a necessidade de um aprendizado nestes ultimos dias se faz mais do que urgente e que a idade em nada atrapalha nesta busca vital e personalizada. Washington de Miranda