quarta-feira, 29 de junho de 2011

A GRANDE E MARAVILHOSA OBRA DE DEUS NA VIDA DE MOISÉS (1ª Parte) - ESCOLA BÍBLICA NA AD EM AMERICANA-SP

Introdução (Êx 1.1-22)

Em todas as épocas povos, organizações e instituições vivenciam momentos de crescimento, desenvolvimento e prosperidade. Da mesma forma estes povos, organizações e instituições podem vivenciar momentos de crises, calamidades, perseguições, desgastes e falência.

O crescimento, o desenvolvimento e a prosperidade de um povo, organização ou instituição, pode provocar certo temor nos de "fora" (poder político, poder religioso, etc.), fazendo com que passem a agir no sentido de estagnar o crescimento, o desenvolvimento e a prosperidade, e de até buscar o extermínio daquele povo, organização ou instituição. A Bíblia e a história nos prova essa realidade.

Acontece que nem sempre as causas das crises que podem provocar estagnação, extermínio ou falência de um povo, organização ou instituição surgem do de "fora". A prosperidade de um grupo pode provocar disputas internas pelo poder, pelo domínio, pelo controle, por cargos, por privilégios dos mais diversos.

Neste contexto de disputas surgem os partidos, os grupos, as facções, as divisões, os inimigos, os "rachas". A autodestruição e o esfacelamento do povo, organização ou instituição passa a ser uma questão de tempo.

É nesse contexto de crise vivenciada entre o povo de Deus, que soberanamente ele levanta líderes vocacionados para uma missão profética, libertadora e restauradora.

1. LÍDERES E OBREIROS SÃO GRANDES E MARAVILHOSAS PROVISÕES DE DEUS PARA O SEU POVO E SUA OBRA EM TEMPOS DE CRISE

Foi em tempos de crise que Deus levantou Noé, os Juízes, Davi, Elias, Eliseu, Isaías, Jeremias, Ezequiel, Daniel, Esdras, Neemias, Ageu, Malaquias, João Batista, Jesus, Paulo, Policarpo, Irineu, Tetuliano, Wycliffe, Hus, Lutero, Calvino, Zinzendorf, Wesley, Whitefield, Edwards, Moody, Seymour, Berg, Vingren e tantos outros.

Estes homens foram levantados para confrontar a corrupção palaciana, o profissionalismo profético, o relativismo moral, o pluralismo e sincretismo religioso, o formalismo nas celebrações e na adoração a Deus, o materialismo, o comodismo, a heresia e a apostasia. Foram levantados também para encoraja e liderar o povo de Deus em épocas de perseguição e opressão.

Deus levanta cada líder e obreiro para uma missão específica. Não temos que disputar um lugar com outros líderes e obreiros, temos que encontrar o nosso, o qual por Deus já foi determinado.

Em tempos de crise, líderes e obreiros terão duas opções:

- Renderem-se e acomodarem-se às circunstâncias;
- Colocarem-se nas mãos de Deus contra toda impiedade, contras os sistemas falidos e distanciados da Palavra;

Foi em tempos de crise que Deus levantou Moisés.

Foi nesta e para esta geração que Ele nos levantou.

Ele nos levantou por amor do seu nome e para a sua própria glória!

Um comentário:

Elisomar disse...

Amei esta matéria! Muito proveitosa.