segunda-feira, 28 de junho de 2010

A NATUREZA DA ATIVIDADE PROFÉTICA (1). Subsídio e Plano de Aula para Lição Bíblica

Nesta segunda lição do 3º trimestre/2010, vamos trazer como subsídio algumas informações acerca do "Processo de Comunicação", "Visões" e "Sonhos" proféticos.

TEXTO BÍBLICO

Jeremias 1.4-6,9-14

OBJETIVOS (extraídos da Lição Bíblica)

- Explicar as formas de comunicação divina aos profetas, e pelos profetas ao povo.
- Descrever a interpretação naturalista acerca dos profetas do Antigo Testamento.
- Refutar a falácia dos naturalistas com argumentos bíblicos.

CONTEÚDO

O Conceito de Comunicação

“Comunicar significa tornar algo comum. Esse algo pode ser uma mensagem, uma notícia, uma informação, um significado qualquer. Assim, a comunicação é uma ponte que transporta esse algo de uma pessoa a outra ou de uma organização a outra.” (CHIAVENATO, 1999, p. 518).

A comunicação é aparentemente um processo simples, tendo em vista o fato de que as pessoas se comunicam sem fazer nenhum esforço ou sem tomar consciência disso. Em sua complexidade, na comunicação há sempre a possibilidade de enviar ou receber uma mensagem de maneira errada ou distorcida.

No processo de comunicação estão presentes os seguintes elementos, (Idem, p. 520-522):

a) Fonte (Emissor). É a pessoa, grupo ou organização que deseja transmitir alguma idéia ou informação através de uma mensagem. A mensagem pode comunicar informação, atitudes, comportamento, conhecimento ou alguma emoção ao destinatário.

b) Canal (Transmissor). É o meio ou aparelho utilizado para codificar a idéia ou significado através de uma forma de mensagem. A codificação é realizada através de meios verbais, escritos ou não-verbais (símbolos, sinais ou gestos) ou através de uma combinação dos três.

c) Destino (Receptor). É a pessoa, grupo ou organização que deve receber a mensagem e compartilhar o seu significado.

d) Feedback (Resposta). Corresponde à informação que o emissor consegue obter e pela qual sabe se a sua mensagem foi captada pelo receptor.

e) Ruído. É o termo que indica qualquer distúrbio indesejável dentro do processo de comunicação e que afeta a mensagem enviada pela fonte (emissor) ao destino (receptor). Quando maior o ruído, maior a probabilidade de erros e distorções na recepção da mensagem.

- Linguagem verbal: As dificuldades de comunicação acontecem quando as palavras têm graus distintos de abstração e variedade de sentido. O significado das palavras não está nelas mesmas, mas nas pessoas (no repertório de cada um e que lhe permite decifrar e interpretar as palavras). (wikipédia.org)

- Linguagem não-verbal: Conforme a Wikipédia, as pessoas não se comunicam apenas por palavras. Os movimentos faciais e corporais, os gestos, os olhares, a entoação são também importantes: são os elementos não verbais da comunicação

Os significados de determinados gestos e comportamentos variam muito de uma cultura para outra e de época para época.

Outras informações importantes sobre a comunicação não-verbal, nos passada pela Wikipédia são:

Alguns psicólogos (e.g. Armindo Freitas-Magalhães, 2007) afirmam que os sinais não-verbais têm as funções específicas de regular e encadear as interações sociais e de expressar emoções e atitudes interpessoais.

a) Expressão facial: não é fácil avaliar as emoções de alguém apenas a partir da sua expressão fisionômica. Por vezes os rostos transmitem espontaneamente os sentimentos, mas muitas pessoas tentam inibir a expressão emocional.

b) Movimento dos olhos: desempenha um papel muito importante na comunicação. Um olhar fixo pode ser entendido como prova de interesse, mas noutro contexto pode significar ameaça, provocação. Desviar os olhos quando o emissor fala é uma atitude que tanto pode transmitir a idéia de submissão como a de desinteresse.

c) Movimentos da cabeça: tendem a reforçar e sincronizar a emissão de mensagens.

d) Postura e movimentos do corpo: os movimentos corporais podem fornecer pistas mais seguras do que a expressão facial para se detectar determinados estados emocionais. Por ex.: inferiores hierárquicos adotam posturas atenciosas e mais rígidas do que os seus superiores, que tendem a mostrar-se descontraídos.

e) Comportamentos não-verbais da voz: a entoação (qualidade, velocidade e ritmo da voz) revela-se importante no processo de comunicação. Uma voz calma geralmente transmite mensagens mais claras do que uma voz agitada.

f) A aparência: a aparência de uma pessoa reflete normalmente o tipo de imagem que ela gostaria de passar. Através do vestuário, penteado, maquilagem, apetrechos pessoais, postura, gestos, modo de falar, etc. As pessoas criam uma projeção de como são e de como gostariam de ser tratadas. As relações interpessoais serão menos tensas se a pessoa fornecer aos outros a sua projeção particular e se os outros respeitarem essa projeção.

A comunicação verbal é plenamente voluntária; o comportamento não-verbal pode ser uma reação involuntária ou um ato comunicativo propositado.

Na Bíblia encontramos vários exemplos de comunicação realizada através das várias formas de linguagem, nas mais diversas relações (Deus x homem; homem x homem; Deus x profetas; profetas x povo; Deus x anjos; anjos x homens, etc.):

- Comunicação escrita: Ex 34.27-28 (tábuas de pedra); Dt 6.9 (umbrais e portas); Jr 30.2 (livro); Jo 8.8 (terra)

- Comunicação verbal: Gn 3.8-9 (Adão e Eva); Gn 6.13-22 (Noé); Gn 12.1-3 (Abraão)

- Comunicação não-verbal: Jr 13.1-11 (o cinto de linho); Jr 13.12-14 (o jarro quebrado); Jr 18.1-6 (o vaso do oleiro); Jr 19.1-15 (a botija quebrada); Os 1.2 (o casamento com uma prostituta)

O ponto máximo da comunicação de Deus com o homem se deu através de Jesus:

“Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho [...]” (Hb 1.1)

“E o verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (Jo 1.14)

Não temos nenhuma dúvida, que todas as vezes que o Senhor resolveu comunicar a sua vontade para seus filhos, através do ministério profético ou por qualquer outro meio, Ele fez da melhor forma possível, usando a melhor linguagem e o melhor meio ou canal de comunicação.

Continua...

Nenhum comentário: