domingo, 7 de março de 2010

UM "POSSÍVEL" BLEFE?

IMAGEM: JORNAL DA METRÓPOLE

"Assim, a afirmação, como foi feita, transpareceu uma descortesia para com o colega, mesmo que involuntária. Deu a impressão tratar-se de um blefe, quando de fato a fonte, ainda que pessoal, veio do próprio Conselho de Doutrina. Caberia aqui, a meu ver, uma reparação." (Geremias do Couto)

O pastor Geremias do Couto acabou de publicar em seu blog "Manhã com a Bíblia" um post intitulado "Minha tréplica sobre a Dake ao pastor Altair Germano". Já enviei a resposta no próprio post.

Acontece, que um dos pontos colocados pelo nobre companheiro fiz questão de repondê-lo aqui, pela gravidade das colocações sobre a minha integridade e sinceridade nas respostas dadas. Sendo assim:

1. Não tive a intenção de tratar com descortesia o nobre companheiro e pastor Carlos Roberto. O tom dado a minha colocação pelo pastor Geremias do Couto continua sendo equivocado. De qualquer forma, se mais alguém assim entendeu (pois até agora apenas o pastor Geremias levantou esta hipótese), antecipo minhas desculpas pela possível falha na colocação da frase.

2. Conforme o Dicionário da Língua Portuguesa Houaiss:

- blefe: simulação, fingimento;
- blefista: quem tem o hábito de blefar;
- blefar: iludir no jogo, mentir com arte.

Não sou fingido, não tenho o hábito de blefar, não estou jogando e nem sou um especialista na arte da mentira. Não chamaria de blefe uma declaração vinda do nobre companheiro, ainda que a mesma não me convencesse sintaticamente ou semanticamente, pois em tudo que escreve, até que me provem do contrário, com base em sua história e reputação é sincero e verdadeiro.

Não sei, se assim como o pastor Geremias do Couto me interpretou equivocadamente, acabei o interpretando da mesma maneira.

De qualquer forma, mantenho o respeito pelo nobre amigo e companheiro.

Um comentário:

Pastor Geremias Couto disse...

Caro colega e nobre amigo, pastor Altair Germano:

Prestei no meu blog os esclarecimentos sobre esta postagem.

Abraços!