sábado, 13 de março de 2010

AS CLÁSSICAS DESCULPAS DOS CORRUPTOS

"Os corruptos da política pegos em flagrante delito em todos os tempos e latitudes não costumam dar o braço a torcer facilmente. Reconhecer o erro e prontificar-se a ser punido nunca são, é óbvio, as opções escolhidas. A reação imediata deles é recorrer à combinação de características que, em grande parte, os levou a fazer sucesso na atividade. A saber: o dom da retórica, o poder de dissimulação, a forte autoestima, a noção de que as versões podem valer mais do que os fatos e a certeza maquiavélica de que se honra e honestidade regessem o mundo eles próprios não teriam chegado aonde chegaram." (Leia em Veja.abril.com)

Do jeito que as coisas andam, em breve será incorporada a seguinte frase: Sou corrupto, mas quem não é? Ou então a versão evangélica: Quem não for corrupto, que atire a primeira pedra!

Um comentário:

SOLDADO DO FOGO disse...

Pastor..se o senhor puder perguntar quem participou da Semana Nacional de Jejum e Oração ficaria grato. Nós (minha igreja) fizemos no domingo passado um jejum e um café da manhã na igreja, mas creio que deixamos a desejar durante a semana. Poderia perguntar que igreja fez?