domingo, 3 de janeiro de 2010

BÍBLIA DE ESTUDO DAKE: ANÁLISE DOUTRINÁRIA, TEOLÓGICA E EXEGÉTICA


Conforme o pedido de vários leitores deste blog, farei a leitura de todas as notas de rodapé da primeira edição da Bíblia de Estudo Dake, publicada no Brasil pela CPAD/ATOS, e em seguida publicarei os devidos comentários sobre as heresias lá contidas.

Abraços!

7 comentários:

francisco disse...

Deus te dê agilidade estamos ansiosos pelos seus equilibrados comentarios!

Luis disse...

Ótimo.
Parabéns pr. Altair por essa iniciativa.

Maxmiler Freitas disse...

Todas?

Paulo Mororó disse...

O Senhor é contigo varão valoroso! Vai com ousadia e imparcialidade. Certamente serás vitorioso!

Um abraço
PAULO MORORÓ

PR MAURICIO BRITO disse...

É preciso critérios Comentário; para não colocr em descredito a empresa tão conceituada CPAD; que é uma instiruição de credibilidade e moral no cenário das literaturas cristãs.
PR MAURICIO BRITO

Pr. Marcos Crecchi disse...

Apologetas virtuais e profetas de internet


BLOGOSFERA CRISTÃ SE EXPANDE E QUANTIDADE DE PÁGINAS DE TEOLOGIA E DEFESA DA FÉ CHAMA A ATENÇÃO DOS INTERNAUTAS
A apologética, ou defesa da fé, sempre foi tema controverso entre os evangélicos. Normalmente associada ao combate ideológico e espiritual a seitas e heresias, ela costuma dar pano para manga nas igrejas, salas de aula de seminários e congressos. Da denúncia das crenças consideradas antibíblicas à “caça às bruxas” dos modismos teológicos, a prática apologética nem sempre encontra espaço apropriado para discussão. O estudo acerca do assunto padece, por um lado, da falta de tempo do interessado para aprofundar-se e da carência de instrutores realmente preparados. Mas há ventos de mudança à vista. Um movimento na internet vem sendo o contraponto positivo destes dias de liquidificador teológico no meio evangélico: os blogs apologéticos. Eles constituem um subconjunto de um universo de mais de 20 mil blogs cristãos brasileiros, reunindo em torno de 2 mil blogueiros apologetas e um público que varia entre 1,6 e 1,8 milhões de visitantes/mês.

É um novo tipo de fórum, onde discussões antes restritas ao âmbito acadêmico estão atraindo cada vez mais crentes. Os blogs apologéticos têm denunciado uma apostasia em franco crescimento na Igreja Evangélica, mas não é só isso. Além de incentivar o consumo de literatura cristã, eles oferecem material devocional e suprem as deficiências das escolas dominicais – e o grande avanço foi a abertura de espaço para o interesse de um público crescente, germinando uma “semente bereiana” que incentiva o contato diário com a Palavra de Deus, com linguagem acessível, muitas vezes bem humorada, e de acesso gratuito. Os grupos se formam em função de interesses comuns, como combate a modismos, doutrina cristã, heresiologia, defesa da fé… Sobra até para a denúncia de picaretagens e desmandos tristemente praticados “em nome de Jesus”. Uma verdadeira inclusão teológica digital!

Campeões de audiência da apologética

O Tempora, o mores! (http://tempora-mores.blogspot.com) – Reflexões de calvinistas sobre quase tudo – inclusive, religião!

E agora, como viveremos (http://comoviveremos.com) – A sociedade pelas lentes de um antropólogo cristão pentecostal. Temas polêmicos

Renato Vargens (http://renatovargens.blogspot.com) – Traz a visão de um reformado sobre o cotidiano. Textos curtos e leves, mas afiados

Pr. Altair Germano (http://www.altairgermano.com) – Pentecostal. Exorta a melhor formação dos líderes como elemento de mudança

Genizah (www.genizahvirtual.com) – Teologia em linguagem simples e criativa. Apologética com humor. As novidades do absurdário gospel

Púlpito cristão (www.pulpitocristao.com) – Bem diversificado, é um blog engajado no combate ao estelionato religioso. Sobra até para as profetadas, inclusive aquelas com interesse político

Pavablog# (pavablog.blogspot.com) – Provocativo e irreverente. Cristianismo, política, humor e conteúdo cultural

Popularity: 1% Fonte: Revista cristianismo hoje

Antonio disse...

shalon
Fui hoje a cpad ver a biblia dake para minha surpresa tinha 8 no alto e o restante so pentecostais.