domingo, 31 de maio de 2009

REMINDO O TEMPO: COMO PROMOVER SIMULTANEAMENTE CRESCIMENTO PESSOAL, RESULTADOS E QUALIDADE DE VIDA


Pastor, como o senhor consegue ter tempo para tantas realizações? É uma pergunta que já há algum tempo escuto das mais diversas pessoas, líderes ou não, crentes ou não.

O tempo é um recurso muito limitado e precisa ser muito bem administrado. Alguém já afirmou que tempo perdido não se recupera, visto que, para recuperar o tempo que se perdeu (fazer as coisas que deveriam ter sido feitas), você acaba perdendo um tempo que poderia ser investido em novas realizações.

Família, liderança eclesiástica, convites e viagens para eventos, vida acadêmica (aulas, trabalhos etc.), atividade física, lazer, vida devocional, leituras, blogagens etc., como conciliar tudo isso, sem incorrer no risco de uma alta carga de estresse, numa má qualidade de vida, ou no comprometimento do desempenho e da excelência dos resultados profissionais e ministeriais?

Segue abaixo algumas dicas que até então estão me servindo, e que poderão lhe servir também:

1. Planeje a sua vida. Milhares de pessoas vivem sem planejamento pessoal algum. Planejar significa saber o que você deseja fazer no futuro e como o fará (Lc 14.28-32). Em 2008 você planejou a sua vida para 2009? Você já fez o planejamento de como será a sua semana? As atividades de amanhã já estão devidamente planejadas? Definitivamente, não dá para otimizar, aproveitar, ou organizar o tempo sem um planejamento, sem pensar calmamente e detalhadamente nas realizações antes da execução das mesmas. Como cristão, seus planos deverão sempre ser acompanhados de oração e da busca em conhecer a vontade de Deus para a sua vida (Ef 5.17);

2. Escreva o que planejou. Nossa memória não é muito confiável. Utilize uma agenda para escrever o seu planejamento anual, mensal, semanal e diário de atividades;

3. Selecione e priorize as ações. Nossas atividades deverão ser selecionadas e listadas por ordem de prioridade. As coisas mais importantes deverão vir primeiro, sendo seguidas pelas menos importantes. Dê um lugar e uma atenção especial para a sua família e para o cuidado consigo mesmo (saúde, formação, vida espiritual, etc). Cuidar das coisas ou dos outros, sem se preocupar com o seu bem estar pessoal (Lc 10.27; 1 Tm 4.16a) e com a sua família (1 Co 7.32-34; 1 Tm 5.8) não é uma atitude prudente. Lembre-se que as pessoas devem vir antes das coisas, as coisas espirituais antes das materiais e Deus antes de tudo (Mt 6.25-34);

4. Evite a procrastinação. Não "empurre com a barriga" as coisas prioritárias e os demais compromissos. Quando por qualquer motivo você não conseguir realizar uma tarefa dentro dos prazos estabelecidos, trate imediatamente de reagendar a atividade. Quanto mais importante, mais breve deverá ser o novo agendamento ou prazo (Ec 9.10);

5. Não assuma compromissos além de suas reais possibilidades. Não tente "abraçar os céus com as mãos". Conheça os seus limites. Apenda a dizer "desculpe, mas infelizmente, no momento, não poderei lhe atender". Quando muito sufocado por tarefas e atribuições, converse francamente e diligentemente com o seu líder sobre o assunto. Não é a quantidade do que se faz, mas a qualidade com que se faz que é mais importante. Quantidade sem qualidade, mais cedo ou mais tarde resultará em fracasso, em falência, em insucesso pessoal, profissional ou ministerial (Ex 18.13-20);

6. Delegue as tarefas de menor importância. Não se detenha naquilo que outros poderão fazer em seu lugar. Há pessoas que poderão realizar o trabalho, inclusive melhor do que você. Foque em ações mais relevantes, que resultarão num bem maior para as pessoas envolvidas e para a obra como um todo (Ex 18.21-27);

7. Seja disciplinado e prudente. Procure dormir e descansar o suficiente, cumprir os horários e os prazos estabelecidos. Quando tiver, por algum tempo, que sacrificar-se mais um pouco numa determinada tarefa, compense o desgaste com um período de descanso proporcional e adequado (Pv 24.6a);

Remir o tempo, conforme Efésios 5.16, significa literalmente: "aproveite bem as oportunidades e evite a ociosidade".

Abraços!

sábado, 30 de maio de 2009

O QUE ESTÃO FAZENDO COM A IGREJA: DO BLOG PARA O LIVRO


"Desde 2005, três amigos se revezam nos comentários sobre os mais diversos assuntos que se referem à vida da igreja e à sociedade. Em comum, a pena afiada, a identidade reformada e o zelo pela fé cristã. O palco escolhido por Augustus Nicodemus, Mauro Meister e Solano Portela é o blog O tempora, O mores (Que tempos os nossos! E que costumes), referência à célebre frase de Cícero (106-43 a.C). Dentre as centenas de textos postados por eles, Augustus Nicodemus selecionou alguns dos seus para se projetarem além da blogosfera, e assim oferecer suas percepções sobre a igreja evangélica e sobre o que entende ser a ascensão e queda do movimento evangélico brasileiro. Liberais, neo-ortodoxos, libertinos e neopentecostais, não escapam da escrita certeira de Augustus, cujo objetivo com a publicação de O que estão fazendo com a igreja vai muito além da simples (e saudável) polêmica. Seu desejo é fortalecer os que insistem em seguir a fé bíblica conforme entendida pelo cristianismo histórico. Sem esquecer as mazelas de conservadores, fundamentalistas e neopuritanos, Augustus traça um panorama do complexo cenário evangélico com a firmeza que lhe é peculiar." (Fonte: Mundo Cristão)

A idéia de publicar livros com textos selecionados dos blogs (como fiz em "Reflexões: por uma prática cristã autêntica e transformadora), é uma boa maneira de levar aos excluídos do "mundo digital" as pérolas que só estão disponíveis para os internautas.

Oro a Deus para que muitos outros blogueiros publiquem livros, e que as Editoras Cristãs Evangélicas possam apoiá-los.

Se Deus quiser, ano que vem lanço mais uma obra, que deverá ser intitulada "Igreja Cristã: crises e possibilidades". O texto já está sendo revisado.

PESCADOR: VENCEDORES POR CRISTO

É manhã pescador
Já se lança no mar
Pra pegar uns pescados
Pra ganhar uns trocados para se sustentar

Sol à sol com suor
Céu e céu, mar e mar
Quando enfrenta perigo
Logo lembra do amigo
Que não pôde voltar

Meia volta se faz
Não dá pra retornar
Some o sol, some a cor
Surge o medo e temor
E esquece da dor
E esquece do pão
E esquece o metal

Sabe que de sua vida se Deus não der guarida
O que vem é fatal
Pois se a vida é naufrágio
Todo o esforço é fracasso
Só Deus tem solução

Vinde Adoremos - Cláudio Claro

Com esta música envio um abraço para o meu amigo Jorge Andrade, grande repórter evangélico!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS

"Gostaria de dividir com os internautas da Arcauniversal e, especialmente, do meu blog, um assunto extremamente sério." (Edir Macedo)

Com estas palavras, em texto escrito em seu blog, o Bispo Edir Macedo lançou um pedido de contribuição para as despesas (um Total de Custos de: R$ 107.622,00) com o site www.arcauniversal.com

Leia todo o pedido AQUI

Se você pensar em atender ao apelo do Bispo e for "tocado", envia para a conta abaixo as "migalhas que caírem da mesa" para ajudar este blog:

UNIBANCO
AG. 7310
C/C 131574-2

A IMPORTÂNCIA DA SANTA CEIA. Subsídio para Lição Bíblica


Amados leitores, em razão de muitas atividades, não publiquei esta semana o subsídio para a Lição Bíblica. Segue abaixo algumas dicas literárias onde os irmão encontrarão uma vasta informação sobre o tema "Santa Ceia":

-TEOLOGIA SISTEMÁTICA, Ausgustus Hopkins Strong, HAGNOS, p. 736-751
-PALESTRAS EM TEOLOGIA SISTEMÁTICA, Henry Clarence Thiessen, IBRB, p. 306-310
-TEOLOGIA SISTEMÁTICA, Charles Hodge, HAGNOS, p. 1472-1520
-TEOLOGIA SISTEMÁTICA ATUAL E EXAUSTIVA, Wayne Grudem, VIDA NOVA, p. 834-846
-DICIONÁRIO BÍBLICO WYCLIFFE, Charle F. Pfeiffer, CPAD, 396-398
-TEOLOGIA SISTEMÁTICA, HISTÓRICA E FILOSÓFICA, Alister E. McGrath, SHEDD, p. 575-595

As obras citadas acima são indispensáveis na biblioteca do professor de Escola Dominical.

Abraços!

TECNOLOGIA SEM METODOLOGIA ADEQUADA

Não basta investir em recursos tecnológicos para a escola, sem que métodos apropriados de ensino sejam utilizados pelos professores.

Mudar as ferramentas didáticas sem atentar para a sua devida utilização, não proporcionará a eficácia e a excelência no processo ensino-aprendizagem.

As escolas devem investir em tecnologia e na formação continuada de seus professores, habilitando-os para a utilização das Novas Tecnologias de Comunicação e Informação.

Isso vale também para a Escola Dominical.

3ª Reportagem da série Os Evangélicos exibida no Jornal Nacional

CAIO FÁBIO: UM CLARO EXEMPLO DA RELATIVIZAÇÃO DOS VALORES CRISTÃOS OU DAS MISERICÓRDIAS E GRAÇA DE JESUS?

Quem na década de 80 e 90 não foi impactado e de certa forma influenciado pelas mensagens e pelo ministério do pastor Caio Fábio? Penso que raríssimas são as excessões.

Depois de experienciar uma série de turbulências e tragicidades em sua vida pessoal e ministerial, que culminou num período (do meu ponto de vista longo) de afastamento do cenário evangélico brasileiro, o pastor Caio Fábio retornou com um novo "visual" e com um discurso que tem dividido opiniões.

Para uns, os atuais posicionamentos do pastor Caio Fábio relativizam alguns valores morais e princípios espirituais bíblicos, principalmente no que concerne às questões que envolvem o casamento. Para outros, a experiência dura que vivenciou, lhe proporcionou a oportunidade de perceber e ser objeto das "ilimitadas" manifestações da misericórdia e da graça de Jesus, e de compreender perfeitamente a largura, o comprimento, a altura e a profundidade de seu amor.

O fato é que o pastor Caio Fábio está aí, ganhando cada vez mais espaço na mídia e voltando a pregar em igrejas de grande tradição histórica, como é o caso da Catedral Presbiteriana do Rio.

"Gente amada,

Neste domingo - 31/05, a partir das 9h30, o Pr. Caio Fábio estará ministrando a Palavra na Catedral Presbiteriana do Rio. E, à noite, ele estará no La Salle pregando a todos.

ATENÇÃO: Haverá transmissão AO VIVO pela VEM&VÊ TV da mensagem na Catedral.

Fica aqui nosso convite: venha com o coração cheio de fé... pois o Evangelho é para todos!

Bjos,

Chico. Equipe caiofabio.com"

Fonte: caiofabio.com

quarta-feira, 27 de maio de 2009

EBD DA AD EM ABREU E LIMA-PE IMPLANTARÁ PLANO DE INCLUSÃO ESCOLAR

A Superintendência da Escola Bíblica Dominical da Assembléia de Deus em Abreu e Lima-PE, implantará no 2º semestre de 2009 um Plano de Inclusão Escolar.

O objetivo do Plano é promover a inclusão escolar de todos que se encontram impedidos de frequentar regularmente a Escola Dominical. Nesta condição encontram-se os presos, enfermos, portadores de necessidades educacionais especiais, pessoas com deficiências (física, intelectual, auditiva, visual e múltiplas), pessoas com distúrbios da aprendizagem etc.

As ações envolverão os seguintes passos:

1.Levantar dados e informações das pessoas excluídas da Escola Dominical;
2.Criar e manter classes em presídios;
3.Criar e manter classes domiciliares;
4.Criar e manter classes hospitalares;
5.Criar e manter classes em abrigos de idosos;
6.Levantar dados e informações de psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, especialistas em Educação Especial, intérpretes das linguagens e códigos etc.;
7.Realizar palestras para tomada de consciência e envolvimento de dirigentes, professores, pais e alunos da Escola Dominical;
8.Capacitar os professores;
9.Envolver parceiros;
10.Organizar equipes de apoio local;
11.Criar uma Secretaria Geral de apoio (subordinada à Superintendência Geral);
12.Adequar a estrutura física, pedagógica e didática da Escola Dominical para receber os excluídos, principalmente os portadores de necessidades educacionais especiais;

Infelizmente, a maioria das Escola Dominicais só atendem (e algumas precariamente) os alunos tidos por "normais".

É preciso lembrar que o nosso Deus é inclusivo:

- Ele deseja que todos o sigam (Mt 11.28)
- Ele deseja que todos cheguem à unidade da fé (Ef 4.13)
- Ele deseja que todos sejam salvos e que todos cheguem ao pleno conhecimento da verdade (2 Tm 2.3-4);
- Ele deseja que todos cresçam na graça e no conhecimento do Senhor Jesus (2 Pe 3.18);

Inclusão não se trata apenas de colocar quem está fora na escola, mas, implica numa mudança de perspectiva e ações que possibilitem o desenvolvimento (inclusive de alunos com necessidades educacionais especiais) das potencialidades cognitivas, sociais, culturais e espirituais dos alunos, respeitando suas diferenças e atendendo às suas necessidades.

A Superintendência Geral da Escola Dominical da AD em Abreu e Lima-PE é responsável pela gestão administrativa e pedagógica de cerca de 400 escolas, 3.900 professores e 40.000 alunos.

OBS: SOLICITO QUE TODAS AS IRMÃS E IRMÃOS (MEMBROS DA AD EM ABREU E LIMA-PE) FORMADOS EM PSICOLOGIA E PEDAGOGIA, PÓS-GRADUADOS EM PSICOPEDAGOGIA E EDUCAÇÃO ESPECIAL, OU ESPECIALISTAS EM BRAILLER E LIBRAS, INTERESSADOS NESTE PROJETO, QUE ENTRE EM CONTATO COM A SUPERINTENDÊNCIA DA EBD, ATRAVÉS DO FONE (81) 92320617 OU PELO E-MAIL altair.germano@gmail.com

Desde já contamos com as vossas orações.

Pr. Altair Germano
Superintendente Geral da EBD da AD em Abreu e Lima-PE

TEOLOGOFOBIA


A Teologofobia se trata de uma postura discriminatória e teologofóbica, caracterizada por uma insuportável aversão ao estudo teológico formal e aos próprios teólogos.

Já estou pensando em promover uma "marcha" contra este novo (ou velho?) tipo de "intolerância" cristã.

ME QUEIMA JESUS!

Por favor senhores, frases de efeito do tipo abaixo descritas já perderam a graça:

- Desmancha essa cara de delegado;
- Abre a boca e dê "um" glória;
- Crente pentecostal não fica de boca fechada;
- Quem tá sentindo o que eu tô sentido levanta a mão direita e adora;
- Tô sentindo uma coisa gostosa;
- Se você não sentiu nada até agora, te liga no céu ou te converte;
- Dá um abraço no irmão que está ao teu lado e diz: "Ele é contigo!"
- Profetiza para o teu irmão agora: "Você vai vencer";
- Eita Deus, ai Jeová;
- Deus hoje vai fazer um reboliço (quem faz é o pregador);
- Te prepara para o "de repente de Deus" na tua vida;
- O anjo tá passando aqui agora;
- Receeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeba;
- xchiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii (chiado de fogo);

Leiam, orem, estudem e preguem mais Bíblia.

Deixem de lado estas coisas (e esquisitices) que em nada edificam a igreja.

É meu amigo Ciro Zibordi, parece que o irmão vai precisar escrever um terceiro livro de orientações para os pregadores e ensinadores da atualidade!

Antes que alguém mande: "Me queima Jesus!"

PASTOR MARCO FELICIANO: GRIFE E IGREJA PRÓPRIA

IMAGEM: CATEDRAL DO AVIVAMENTO EM ORLÂNDIA-SP

Depois de alguns anos de sucesso e polêmicas, o "maior fenômeno de público evangélico no Brasil" (como a si mesmo se intitula), resolveu criar sua própria grife (LEIA AQUI) e igreja (LEIA AQUI).

"Segundo o pastor Marco, o nascimento da Catedral do Avivamento segue orientação de Deus. 'Há muito tempo diversos irmãos me diziam para criar uma igreja nova, mas o tempo de Deus chegou”, afirma. A Catedral foi fundada em Orlândia, sede do Ministério Tempo de Avivamento, e cidade-natal do pastor Marco Feliciano. 'Queremos impactar o mundo com uma nova visão de igreja a partir da minha querida cidade', afirma. Segundo ele, o lema da Catedral, 'a igreja que entende você', foi escolhido e pensado como uma forma de atrair as pessoas que 'venham como estiverem, pois é o Espírito Santo quem move o coração do convertido para o caminho do Senhor, e não o homem'. Para Feliciano, esta é a grande diferença da Catedral com algumas igrejas no Brasil, que engessam a adoração, pregam mais costumes do que a ação do Espírito e, pior, impedem que as pessoas adorem a Deus com o que têm de melhor: seu coração." (Fonte: Tempo de Avivamento)

Segundo ainda informa o site Tempo de Avivamento, em razão da criação de sua própria igreja, o pastor Marco Feliciano se filiou a CONIMADERJ/COMADESP RIO, entidades ligadas à CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil). Até então, ele era obreiro filiado à CONFRADESP (Presidida pelo pastor José Wellington), com sede no Belenzinho-SP.

Oro para que o Senhor lhe abençoe e direcione o seu ministério, e que em seu coração nunca almeje além daquilo que lhe foi reservado.

AGRADECIMENTOS!


Agradeço aos amados leitores/blogueiros, nestes quase dois anos de blog, pelas:

- mais de 700.000 páginas visitadas
- mais de 380.000 visitantes
- mais de 2.000 páginas visitadas/média dia atual
- mais de 1.000 visitas/média dia atual

Ao Senhor, toda honra, glória e louvor!

terça-feira, 26 de maio de 2009

VERBORREIA EXEGÉTICA


Atenção profetas, pregadores, ensinadores, palestrantes, conferencistas e etc., da atualidade (serve para mim também)!

Para uma ação preventiva contra os males da "Verborreia Exegética", recomendo um chá de Interpretação Bíblica Histórico-Gramatical, misturado com a iluminação do Espírito Santo e adoçado por um mínimo de bom senso.

Esta receita é infalível.

DICA LITERÁRIA


A tragédia da Igreja: Ausência de dons
A.W.Tozer
180 páginas
Danprewan Editora

"Aiden Wilson Tozer (1897-1963), mais conhecido como doutor Tozer, influenciou bastante a Igreja brasileira nas décadas de 1970 e 80 através de seus escritos. Pastor, escritor, conferencista e conselheiro nascido nos Estados Unidos, ele exerceu um frutífero ministério que durou quase meio século, baseado na centralidade de Cristo e na luta contra o pecado. A tragédia da Igreja faz parte de uma série se sermões publicados após sua morte. Seu conteúdo fala contra a ideia de que um pastor precisa apenas ser treinado para exercer de maneira profícua seu ministério. Para Tozer, falta aos líderes a dependência do Espírito Santo e o preparo espiritual segundo os padrões da Palavra de Deus. Ele critica também a frouxidão teológica que faz com que os crentes nivelem por baixo os padrões doutrinários – uma palavra que atinge diretamente os atuais movimentos pós-modernos da Igreja." (Fonte: Cristianismo Hoje)

CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA DA EETAD NA AD EM ABREU E LIMA-PE


Informamos aos irmãos que fizeram a pré-inscrição para o Curso Básico em Teologia da EETAD na AD em Abreu e Lima-PE, e aos demais que se interessarem, que deverão comparecer na secretaria da FATEADAL (3º andar do prédio anexo ao Templo Central), até o dia 20/06, para efetuarem o pagamento da taxa da primeira matéria (R$ 30,00).

O início das aulas está previsto para os dias 18/07 (sábado) às 14h00 e 19/07 (domingo) às 9h30.

Para maiores informações, ligue para (81) 3542 1410, das 14 às 21h00.

O Curso Básico em Teologia tem a duração de 02 anos, com 16 matérias (o5 semanas por matéria), através de encontros semanais de 2 horas.

Para se matricular é necessário ser membro da igreja em comunhão, ter no mínimo 16 anos de idade e ter aprovação do Diretor do Núcleo para a sua matrícula.

Não é necessário ter o Ensino Fundamental (antigo 1º grau) completo.

Aproveite a oportunidade e faça já a sua inscrição e matrícula.

PARA ASSISTIR, OUVIR E PENSAR!

PENSAR, UM MANDAMENTO BÍBLICO.

"Quem compreende quais são as melhores maneiras de pensar e porque são melhores mudará, se quiser, as suas próprias maneiras até que se tornem mais eficientes, isto é, até que executem melhor o trabalho de que é mais capaz o pensamento do que outra operação mental. A melhor maneira de pensar, a ser considerada [...] é chamada pensamento reflexivo: a espécie de pensamento que consiste em examinar mentalmente o assunto e dar-lhe consideração séria e consecutiva." (John Dewey)

Todos nós pensamos. Não é se pensamos ou o quanto pensamos, mas como pensamos que fará um grande diferencial em nosso ser, saber, falar, fazer e relacionar-se.

Os tolos e os néscios também pensam. Pensamos acordados ou dormindo (sonhos).

Pensamos involuntariamente e desordenadamente. As coisas passam pela nossa cabeça de maneira fortuita.

Diferente do simples e aleatório pensar, o pensamento reflexivo é intencional, organizado, sequenciado, ordenado, proposital, examinador e conclusivo.

"Parar para pensar" é uma expressão que fala da necessidade de se refletir sobre a realidade, sobre os fatos, sobre a vida, sobre Deus, sobre a sua Palavra, sobre si mesmo, sobre o que lemos, sobre o que ouvimos e vemos etc.

"Agir e falar sem pensar" fala-nos da dura realidade de ações e palavras motivadas meramente pela emoção imediata e passageira.

É sobre o pensamento reflexivo que a Bíblia trata nos textos abaixo:

"Enquanto ponderava (gr. enthumethéntos, ou seja, refletia sobre) nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo." (Mt 1.20)

"Enquanto meditava (gr. dienthumouménou, ou seja, considerava profundamente) Pedro acerca da visão, disse-lhe o Espírito: Estão aí dois homens que te procuram;" (At 10.19)

"Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo (gr. huperphronein) além do que convém; antes, pense (gr. phronein, ou seja, pense sobriamente) com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um." (Rm 12.3)

"Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento (gr. logízesthe, ou seja, ocupe vossas considerações pensativas, ou reflita cuidadosamente nelas)." (Fl 4.8)

"Pense" nisto!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

DICAS DE COMUNICAÇÃO NÃO-VERBAL

"Comunicação não-verbal: nove vídeos exclusivos da fonoaudióloga Leny Kyrillos sobre cada um dos aspectos do corpo, voz e fala que podem sabotar o seu discurso. Assista e não caia nas armadilhas da comunicação" (Fonte: em Você S/A).

Falamos com a voz e com o corpo. Como anda a sua comunicação nestes dois aspectos?

Click no link abaixo e assista os vídeos sobre:

1. A importância do não-verbal na comunicação e seus aspectos;

2. Voz: ressonância

3. Voz: qualidade vocal e tom

4. Voz: Intensidade e articulação

5. Fala: entonação e e pausa

6. Fala: ênfase e vogais

7. Corpo: expressão

8. Corpo: gestos

9. Corpo: postura

LINK: VOCÊ S/A

A NOVA GERAÇÃO DE PREGADORES E ENSINADORES DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS

IMAGEM: DOLPO L'ALBA

Quando pregadores e ensinadores "batem" muito naqueles que estudaram ou estudam teologia, ao mesmo tempo negligenciando a importância do estudo sistemático e sério da Doutrina de Deus, das Escrituras, do Homem, do Pecado, da Salvação, da Igreja, das Últimas coisas etc., fique atento! Algumas das condições abaixo podem estar presentes em sua fala:

- Frustração por não te estudado;
- Conceito equivocado de Teologia herdado de seus líderes;
- Inveja de quem estudou;
- Pura prepotência e arrogância;
- Ignorância plena do valor do estudo teológico;
- Desejo de "aparecer";
- Estratégia para "animar" o auditório, neste caso, tão ignorante quanto ele (caso aprovem sua infeliz conduta);

Pregadores e ensinadores com este perfil já não conseguem pregar mais em muitos lugares. Em breve não pregarão mais em nenhuma igreja realmente séria.

Os pregadores e ensinadores das Assembléias de Deus dos últimos tempos serão cheios do Espírito Santo e do conhecimento da Palavra. Pregarão e ensinarão no verdadeiro poder do Espírito.

A nova geração não agirá como estes animadores de auditório, com mensagens enlatadas e prontas, que recorrem ao mais básicos métodos de manipulação psicológica para comover os seus ouvintes.

A nova geração saberá honrar os pioneiros e os mais antigos, que souberam manter uma postura equilibrada diante da responsabilidade de pregar e ensinar a Palavra de Deus.

A "peneira" já começou.

Quem tem ouvidos, ouça!

domingo, 24 de maio de 2009

O seu nome não é "Já"!

O Evangelho de Jesus deve ser pregado com simplicidade? Sim.

Muitos pregadores e ensinadores da Palavra abusam do uso de termos originais em grego e hebraico? Sim.

Os termos originais bíblicos devem ser desprezados em razão do uso indevido que alguns pregadores e ensinadores fazem? Não.

Quando pregadores ou ensinadores afirmam publicamente que os termos originais bíblicos devem se desprezados, incorrem no erro de provocar um constrangimento em estudantes e professores de teologia, em outros pregadores e ensinadores que lidam com seriedade e equilíbrio com a questão, além de promover o descaso com um assunto tão sério entre os mais simples na fé.

O interessante é que estes mesmos pregadores acabam sendo vitimados por sua "radical" posição. Por exemplo:

Ao tentar falar da possibilidade da "ação imediata de Deus", utilizam geralmente a seguinte expressão:

"A Bíblia diz que o seu nome é ". A Bíblia diz isto? Em qual texto?

O fato é que o Salmo 68.4 (e outros textos), nas versões mais antigas da Bíblia foi traduzido da seguinte forma:

"...pois o seu nome é ".

Observe que nas traduções mais antigas o termo foi traduzido com as duas letras (J e A) na forma maiúscula.

é uma forma contraída de Yahweh (um dos nomes de Deus no hebraico). O termo ocorre muitas vezes no Velho Testamento. Esta forma contraída entra na composição de diversos nomes próprios bíblicos, e na formação da palavra Aleluia, que significa “louvado seja Yah” (Sl 150.1,6).

Nas versões mais recentes a tradução , JÁH ou YAH foi trocada por "SENHOR" (ARA) e "JEOVÁ" (ARC);

"Cantai a Deus, salmodiai o seu nome; exaltai o que cavalga sobre as nuvens. SENHOR é o seu nome, exultai diante dele." (Sl 68.4, ARA)

"Cantai a Deus, cantai louvores ao seu nome; louvai aquele que vai sobre os céus, pois o seu nome é JEOVÁ; exultai diante dele." (Sl 68.4, ARC)

Deus faz as coisas "Já" se quiser? É claro que sim, mas, não é isto que os textos onde aparece a contração "", "JÁH" ou "YAH" significa.

Desprezar a simplicidade na transmissão da Mensagem de Deus é insensatez.

Desprezar a importância dos termos originais é irresponsabilidade exegética e hermenêutica (ou para não "complicar", irresponsabilidade na interpretação bíblica).

Trato este fato publicamente, pois é de forma pública, e através de muitos que estas afirmações são feitas (não se trata de nada pessoal, direcionado a uma única pessoa). Respeito também o estilo de cada um, pois Deus usa quem quer, da maneira quem bem quer. Não é de "estilos" que estou falando, mas, do conteúdo da mensagem. Não de "formas de pregar", mas, da essência da pregação.

Espero com este post colaborar para uma mudança de entendimento e posicionamento dos tais mensageiros, sobre o que está em questão.

Não tenho em meu coração nada contra a pessoa destes pregadores e ensinadores, tenho sim, é compromisso com Deus e com a sua Palavra.

Para estes amados companheiros desejo o sucesso e o crescimento ministerial, na mesma proporção em que respeitarem a diversidade de seu público ouvinte, pensarem no "peso" de suas afirmações e entenderem as complexidades do Texto Sagrado.

Por favor, me suportem em meu zelo e indignação!

Orem por mim.

O DIA EM QUE JESUS CHEGOU ATRASADO NO CÍRCULO DE ORAÇÃO


O fato aconteceu numa igreja onde trabalhei como pastor.

Era dia de círculo de oração, a casa estava cheia e o trabalho “animado”. Por volta das três horas da tarde, certo irmão que estava com a palavra, para a surpresa de todos, anunciou o seguinte:

- O que tenho “pra dizê” é só “pra quem “crê”!

O auditório ficou na expectativa e o irmão continuou:

- Estou recebendo uma revelação, e quero vos dizer, que Jesus está do lado de fora do templo querendo entrar com uma legião de anjos!

Aquela declaração mexeu com a emoção de muita gente. Logo uma grande “euforia” se apoderou do povo. O pregador não parou:

- Eu quero saber quem tem coragem e fé, para ir até a porta da frente da congregação e sob o meu sinal, abri-la para que o Senhor entre com os seus anjos!

Um jovem logo se dispôs e disse:

- Eu vou!

Ele foi e ficou aguardando as ordens do pregador.

- "Abra a porta e saia da frente loooooooogo! ". Ordenou desta forma o pregador para jovem de "fé".

O jovem abriu e a porta e saiu nas “carreiras” da frente (para não ser atropelado)! A euforia do povo aumentava a cada momento! De repente, o pregador olhou firmemente para a porta, e bradou:

- Entra Jesus, entra legião de anjos!

Foi um alarido só na igreja! Só quem ficou chateado foi o diácono (atualmente Evangelista) que me narrou o episódio, e um grupo de irmãos que não aceitaram o que ouviram e presenciaram.

Disseram-me o seguinte:

- Pastor, não se pode admitir uma coisa dessas! Como é que a gente chega na igreja cedo para orar, e Jesus só vem aparecer juntamente com os anjos lá pelas três da tarde?

Querido leitor, tais fatos só acontecem quando o descontrole emocional entorpece a razão, repudia a sã doutrina (que por sinal era ensinada na igreja) e ridiculariza a fé.

Apesar destes exageros (que são possíveis de serem corrigidos), vale a pena ser pentecostal!

Publicado originalmente neste blog em 29/06/2007, com o título "Entra Jesus, entra Legião!"

sábado, 23 de maio de 2009

Sarit Hadad - Shma Israel

Shma Israel


Kshehalev boche rak elohim shomea
Akeev ole mitoh aneshama
Adam nofel lifnei shehu shokea
Bitfila ktana chotech et admama

Shma Israel elohay ata akol yahol
Natata li et chayay natata li akol
Beenay dima alev bohe besheket
Ukshe alev shotek aneshama zoeget
Shma Israel elohay ahshav ani levad
Hazek oti elohay asse shelo efcha
Akeev gadol veen lean livroach
Asse sheigamer ki lo notar bi koah

Kshealev bohe azman omed milechet
Adam rohe et kol hayav pitom
El alo noda hu lo rotse lalechet
Le elohav kore al saf neor

Shma Israel elohay ata akol yahol
Natata li et chayay natata li akol
Beenay dima alev boche besheket
Ukshe alev shotek aneshama zoeget
Shma Israel elohay ahshav ani leevad
Chazek oti elohay asse shelo efcha
Akeev gadol veen lean livroach
Asse sheigamer ki lo notar bi koah

TRADUÇÃO:

Cuando el corazón grita Solo Dios entiende
El dolor Llega hasta el alma Un hombre cae Antes de hundirse Corta el silencio De una plegaria

Escucha a Israel mi Dios Tú eres el todopoderoso Tú me has dado la vida Tú me has dado todo Una lágrima en mis ojos Mi corazón llora en silencio Y cuando el corazón es silencioso El alma grita de dolor
Escucha a Israel mi Dios Ahora estoy completamente solo Hazme fuerte mi Dios Así ya no tendré miedo El dolor es grande Y no hay lugar a donde ir Detén todo esto Ya no tengo la fuerza para soportarlo

Cuando el corazón llora El tiempo se detiene Un hombre ve su vida Pasar delante de sus ojos El no quiere ir A lo desconocido Él llama a su Dios Al borde del pozo sin fondo

Escucha a Israel mi Dios Tú eres el todopoderoso Tú me has dado la vida Tú me has dado todo Una lágrima en mis ojos Mi corazón llora en silencio Y cuando el corazón es silencioso El alma grita de dolor
Escucha a Israel mi Dios Ahora estoy completamente solo Hazme fuerte mi Dios Así ya no tendré miedo El dolor es grande Y no hay lugar a donde ir Detén todo esto Ya no tengo la fuerza para soportarlo.

E POR FALAR EM FUSÕES...

MINISTRO CARLOS MINC NA MARCHA DA MACONHA

Qual será a próxima marcha em nosso país? Eis algumas possibilidades:

- A Marcha da Cocaína
- A Marcha do Êxtase
- A Marcha da Pedofilia
- A Marcha da Pornografia
- A Marcha da Prostituição Juvenil
- A Marcha do Sexo Explícito em Horário Nobre na TV
- A Marcha da Nudez Pública
- A Marcha do Sexo ao Ar Livre
- A Marcha do Bacanal
- A Marcha do Swing

Manifestações de repúdio (e proféticas) são atos lícitos, mas não espero dias melhores.

Desejo apenas que a Igreja se mantenha fiel até o fim, sem negociar ou relativizar os princípios da Palavra de Deus.

"E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes..." (Rm 1.28)

"Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará." (Gl 6.7)


sexta-feira, 22 de maio de 2009

NOTA DE REPÚDIO



A União de Blogueiros Evangélicos, neste ato representada pelos associados abaixo assinados, vem, mui respeitosamente, repudiar publicamente a atitude do Excelentíssimo Ministro do Meio Ambiente, sr. Carlos Minc, que, no dia 18 de maio de 2009, durante discurso no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro, afirmou o seguinte: "Tem alguns momentos em que a Igreja erra feio. Um deles é a questão da camisinha. Se a gente fosse atrás da Igreja, quantas pessoas não estariam doentes? Outra questão é a da homofobia. Como é que uma religião pode dizer que é fraterna e solidária com todos se pressiona os parlamentares a não aprovarem a lei que criminaliza a homofobia?"; e ainda completou: "Quem se opõe à aprovação dos projetos que criminalizam a homofobia é corresponsável pela multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários". Como que fornecendo o corolário para a discussão do problema, conforme as agências noticiosas, o ministro também forneceu o emblemático número de três mil crimes por homofobia, nos últimos dez anos no Brasil.

Sobre o desastroso pronunciamento do sr. Ministro, a UBE entende:


1) Que o Ministro pode e deve se manifestar no exercício democrático do seu juízo. Inclusive, discordando da posição da Igreja e dos cristãos de uma forma geral; afinal, a livre manifestação do pensamento é garantia assegurada pela Carta Magna em seu art. 5º, inciso IV. Garantia essa que, ironicamente, o PLC 122/2006 pretende acabar a pretexto da tipificação criminal da homofobia..

2) Que o Governo Federal, representado naquele ato pelo então Ministro, enquanto Poder Executivo do Estado brasileiro, deve zelar para que todos os cidadãos tenham seus direitos resguardados em consonância com os dispositivos legais vigentes, de maneira isonômica e justa, independente de sua cor, raça, sexo, opção sexual e religião, conforme estabelece o artigo 5º, caput, da Constituição Federal, o qual estabelece que "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes".

3) Que o sr. Ministro acabou por atacar frontalmente todas as igrejas e entidades religiosas que se opõem a tais projetos legislativos, responsabilizando-as levianamente por aquilo que ele denomina de "multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários". Entidades essas que, inclusive, estão inseridos os milhares de blogueiros evangélicos que assinam virtualmente a presente nota de repúdio;

4) Que, da maneira infeliz e irresponsável como foi feito, o pronunciamento evoca uma separação de grupos sociais, de modo a suscitar uma luta de classes entre aqueles que são contrários e aqueles que são favoráveis aos projetos de lei de criminalização da homofobia. Luta esta inexistente, uma vez que nenhuma igreja aqui representada assassinou, instigou ou colaborou para que gays, lésbicas e simpatizantes sofressem qualquer tipo de violência; muito menos incita ou incitou ódio contra os homossexuais.

5) Que o simples fato de apoiar ou não apoiar determinado projeto legislativo não significa necessariamente incentivo a um certo comportamento social; principalmente quando esse comportamento é maléfico para a sociedade. Com efeito, ser contrário à aprovação dos projetos que criminalizam a homofobia não é o mesmo que incitar o ódio ou a violência contra os homossexuais. Absolutamente. Afinal, se essa for a lógica padrão, concluiríamos também que o sr. Ministro é incentivador do uso de drogas, notadamente da maconha, isso porque, recentemente, ele mesmo participou de ato público onde pedia – aos gritos - a descriminalização do uso da maconha. Portanto, se essa idéia estiver correta, o sr. Carlos Minc é também "corresponsável pela multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários" originados a partir do uso da maconha (furtos, roubos, homicídios, violência, etc.), bem como corresponsável pela destruição de milhares de famílias brasileiras que possuem dentro de casa viciados nesse tipo de droga.

6) Que as igrejas aqui representadas se resguardam o direito ao exercício do mesmo juízo resguardado ao nobre ministro e discordam igualmente de suas palavras e do apoio a tais projetos. Desta forma, as igrejas e seus membros podem discordar de quaisquer opiniões que julguem contrárias à sua fé e crença, inclusive, entre si, e o fazem de maneira ordeira e responsável. Não lembramos de qualquer enfrentamento religioso, apesar das divergências pontuais entre as correntes evangélicas brasileiras, o que é sadio;

7) Que, diante da afirmação de que nos últimos dez anos houve no Brasil 3.000 crimes por homofobia, se faz necessária a seguinte pergunta: Por que o ministro, ou seu correspondente na pasta da Justiça, não disponibiliza as investigações das 3.000 mortes? Porque muitos destes crimes foram sequer investigados! Entendemos que o emblemático número é fruto de mistificação grosseira e sintetiza a omissão e inabilidade do próprio Governo frente à crescente criminalidade de nossos dias. Senão leiamos um trecho de reportagem do Jornal do Commercio, do dia 15 de abril deste ano sobre o mesmo assunto. Na ocasião o jornal divulgava estatísticas semelhantes (grifos nossos):

Os gays são mais "frequentemente assassinados dentro da própria casa", geralmente a facadas ou estrangulados. Já os travestis são executados na rua a tiros. O perfil dos criminosos é descrito assim pelo relatório: "80% são desconhecidos, predominando garotos de programa, vigilantes noturnos, 65% menores de 21 anos".

Os gays são assassinados dentro de casa por 80% de desconhecidos!? Não lhes parece estranho? Veja como a contradição fica mais aparente quando se acrescenta predominando garotos de programa? Ou seja, na maioria das vezes, o gay chama um garoto de programa para sua própria casa, assumindo os riscos inerentes a esta atitude, e por alguma razão, os dois se desentendem e o gay é assassinado! Isso não é homofobia desde o início, porque, a priori, quem aceita um programa com um gay é porque gosta de sexo com ele.

Apesar das mortes, que devem ser sempre lamentadas, as ONGs dos movimentos engajados desejam um tratamento específico ao problema. O que querem? Um policial para cada casa, para poderem fazer sexo em segurança com um desconhecido? Observemos, por oportuno, que a questão colocada em foco não é a violência como drama brasileiro, mas a que atinge especificamente a homofobia. Uma classe especial de apuração somente para os gays. Como se as demais mortes de brasileiros fossem menos importantes. Outrossim, o que dizer dos gays que morrem disputando parceiros? Ou isto não acontece? Ou os que se envolvem em brigas que não tem nada a ver com sua opção sexual e em decorrência delas são assassinados? Dos que se arriscam nos programas noturnos? Enfim, em que circunstâncias foram mortas cada uma destas pessoas? A alquimia esconde, por exemplo, os praticantes do bareback!

8) Que tais projetos criam uma classe especial de privilegiados. Que de posse dos direitos especiais providos pelos projetos irão arguir as opiniões contrárias, de maneira agressiva e violenta, como já ocorre nos EUA. Decerto, a prevalecer a maneira tendenciosa como o Governo Federal cria políticas segregacionistas, um dia o Brasil vai ter uma Delegacia para apurar crimes contra os gays (aliás, já tem, só que com mais ênfase tem em vista os projetos em trâmite), outra contra os negros, os pardos, os amarelos, os narigudos, os baixinhos, os carecas, os gordos, os babalorixás, os que usam colete; enfim, contra cada categoria que reclame para si uma apuração diferenciada. Quando todos, repetimos, todos, os crimes deveriam ser apurados indistintamente, e nuances como sexo, religião, raça e opção sexual fossem contornos do fato. Exceto, nos casos em que há ligação explícita, como, por exemplo, os crimes praticados por neonazistas;

9) Que o Governo Federal desde há algum tempo luta por reparações históricas. O que seria muito bom, se tais reparações não segregassem os brasileiros em castas. A segregação impõe uma classe. Tal imposição se configura racista, quando aloca privilégios. Repudiamos tal articulação, pois historicamente perseguidas pela Igreja Católica, por exemplo, as evangélicas, nunca ousaram reivindicar reparação alguma;

10) Que a fala do excelentíssimo ministro Carlos Minc tenta mantê-lo em foco, desviando-o dos verdadeiros problemas de sua pasta, quais sejam, em resumo:

a) Desmatamento recorde. Provavelmente ao término deste texto o tamanho de uma quadra de futebol de árvores foi abaixo, em nome da ilegalidade e da exploração desordenada;

b) Poluição desmedida de nossos rios e costas. As matas ciliares estão em franco desaparecimento e os rios brasileiros agonizam;

c) Crescimento desordenado de nossas cidades, com déficit sensível de saneamento básico;

d) Impunidade nos delitos contra a natureza;

e) Ausência de políticas de longo prazo para o meio ambiente, tais como implantação da sustentabilidade plena em áreas de preservação ambiental.

Em suma, diante do fiasco à frente do Ministério do Meio Ambiente, o excelentíssimo senhor Carlos Minc procura desesperadamente por visibilidade advogando causas estranhas à sua pasta. Como militância na marcha da maconha e portavoz de evento gay.

União dos Blogueiros Evangélicos

Assine o abaixo-assinado.

MINHA AGENDA PARA ATIVIDADES RELACIONADAS À ESCOLA DOMINICAL

Louvo a Deus pelos convites e pela oportunidade de poder compartilhar com os amados pastores, líderes, professores, alunos e igreja em geral de outros Estados, minhas experiências e observações acerca das múltiplas questões que envolve a Escola Dominical, no âmbito da Gestão, da Docência, da Inclusão e da Educação Especial, com um enfoque pedagógico cristão.

Quero desde já me desculpar por não poder atender alguns convites, tendo em vista minhas atribuições locais aqui na AD em Abreu e Lima-PE. Segue abaixo os eventos dos quais participarei, confirmados até a presente data:

- 27 e 28/06, AD em Gramame (J. Pessoa-PB)
- 24/07, AD em Lauro de Freitas-BA
- 14 à 16/08, AD em Parque dos Eucaliptos (Natal-RN)
- 05 e 06/09, AD em Cordeiro Farias (Belém-PA)
- 26 e 27/09, AD em Conjunto dos Bancários (Natal-RN)

As demais atividades fora de Pernambuco, envolvendo palestras, conferências e congressos para adoslecentes, jovens e outros, encontram-se especificadas na barra lateral do blog em " Agenda Pessoal".

Para maiores informações, ligue (81) 9232 0617 ou através do e-mail altair.germano@gmail.com

Conto com as vossas orações!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

TEOLOGIA: INTEGRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS


A Universidade Metodista de São Paulo, através do Pólo Recife, oferece aos Bacharéis em Teologia, formados em Cursos Livres, a oportunidade de Integralização de Créditos, conforme dados abaixo:

Habilitação/ Modalidade: Bacharelado
Autorização: Resolução CONSUN Nº 32/08 de 31/10/08
Turno: Vespertino
Duração: 1 ano (Período sujeito a alteração de acordo com a análise da matriz curricular do candidato)
Vagas: 1500
Aulas no pólo: Quinzenalmente às segundas-feiras, das 14h às 18h
Incrições no site:www.metodista.com.br/ead

  • Inscrições: de 01 até o dia 29 de junho de 2009.
  • Taxa de Inscrição: R$70,00.
  • Resultado: 15/07/2009.
  • Matrículas: de 20 a 22/07/2009.

O Processo Seletivo é composto de uma prova de redação e a análise dos documentos obrigatórios.

Serão considerados aprovados os candidatos que forem classificados na prova de redação e que tiverem entregado dentro do prazo cópias simples da documentação obrigatória indicada abaixo:

-Certificado de conclusão do Ensino Médio com data de conclusão anterior ao ingresso no Curso Superior de Teologia oferecido na modalidade de curso livre;

-Diploma do Curso Superior em Teologia, oferecido na modalidade livre, com uma carga horária mínima de 1600 horas/aula e com ingresso em processo seletivo próprio da instituição;

-Histórico escolar do Curso de Teologia contendo carga horária e nota de aprovação;

-Plano de ensino das disciplinas cursadas;

-Curriculum Vitae.

Em caso de dúvidas acesse:www.metodista.br/ead ou ligue para:0800-770-6386 3443-3514/3443-2861

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

CURSO BÁSICO E MÉDIO EM TEOLOGIA: OPORTUNIDADE

A Assembleia de Deus em Abreu e Lima-PE, através do núcleo 0761 da EETAD (ANEXO AO TEMPLO CENTRAL), está oferecendo o Curso Básico e Médio em Teologia para os seus membros, líderes em geral e obreiros.

Para o Básico em Teologia estão sendo disponibilizados dois horários: Aos Sábados, às 14h00 e aos Domingos, às 9h30. O Curso é composto de 16 matérias. O valor do curso é de R$ 30,00 (Trinta Reais) por matéria e a sua duração é de dois anos.

Já o Médio em Teologia é composto de 32 matérias. O valor do curso é de R$ 50,00 (Cinquenta Reais) por matéria e a sua duração é de quatro anos. Para o Médio em Teologia é necessário que o aluno já tenha concluído o Ensino Fundamental (antigo 1º grau).

Para maiores detalhes sobre os referidos cursos, acesse os links abaixo, ou entre em contato com o pastor Altair Germano através do telefone (81) 9232 0617 ou do e-mail altair.germano@gmail.com, e com a FATEADAL através do fone (81) 3542 1410.

- CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA DA EETAD
- CURSO MÉDIO EM TEOLOGIA DA EETAD

terça-feira, 19 de maio de 2009

INRI CRISTO NO JÔ (PARTE 2)

INRI CRISTO NO JÔ (PARTE 1)

COISAS SACRIFICADAS AOS ÍDOLOS (1)


A palavra idolatria vem do grego, eidolon (ídolo), e latreuein (adorar). Esse termo refere-se à adoração ou veneração a ídolos ou imagens, quando usado em seu sentido primário. Porém, em um sentido mais lato, pode indicar veneração ou adoração a qualquer objeto, pessoa, instituição, ambição, etc., que tome o lugar de Deus, ou que lhe diminua a honra que lhe devemos. Nesse sentido mais amplo, todos os homens, com bastante frequência, se não mesmo continuamente, são idólatras. Naturalmente, essa condição surge em muitos graus; e um dos principais propósitos da fé religiosa e do desenvolvimento espiritual é livrar-nos totalmente de todas as formas de idolatria. Paulo, em Colossenses 3.5, ensina-nos que a cobiça é uma forma de idolatria. Isso posto, qualquer desejo ardente, que faça sombra ao amor a Deus, envolve alguma idolatria.

A idolatria consiste na adoração a algum falso deus, ou a prestação de honras divinas ao mesmo. Esse deus falso pode ser representado por algum objeto ou imagem. A idolatria é má porque seus devotos, em vez de depositarem sua confiança em Deus, depositam-na em algum objeto, de onde não pode provir o bem desejado; e, em vez de se submeterem a Deus, em algum sentido submetem-se ás perversões de valor representadas por aquela imagem.


Na idolatria há certos elementos da criação que usurpam a posição que cabe somente a Deus. Podemos fazer da autoglorificação um ídolo, como também das honrarias, do dinheiro, das altas posições sociais e eclesiásticas. Praticamente tudo que torne excessivamente importante em nossa vida pode tornar-se um ídolo para nós. A idolatria não requer existência de qualquer objeto físico. Se alguém adora um deus falso, sem transformá-lo em imagem, ainda assim é culpado de idolatria, porquanto fez de um conceito uma falsa divindade.


Toda idolatria é corrupta. Paulo declara que os ídolos representam forças demoníacas (I Co 10.19-20). A religião dos cananeus era repleta de corrupções morais, que ameaçavam continuamente a Israel. Havia todos os tipos de abusos sexuais, como a prostituição sagrada, associados aos cultos da fertilidade, nos quais Baal e Astarte eram adorados, sem falarmos em cultos onde havia orgias de bebidas alcoólicas. Também havia o sacrifício de crianças na fogueira. A radicalidade dessa forma de idolatria foi a razão por detrás do mandamento da eliminação de toda forma de idolatria, com a destruição das imagens, colunas e estátuas, e com a destruição dos lugares altos onde esses ritos eram efetuados (Dt 7.1-5; 12.2,3 ).


Um ídolo representa alguma divindade, ou então é aceito como se tivesse qualidades divinas por si mesmo. Em qualquer desses casos aquele objeto recebe adoração. Contudo, é possível haver uma imagem, sem que essa seja adorada, como no caso dos querubins que havia no propiciatório (Êx 25.18) e no templo de Jerusalém (2 Cr 3.10-13), que ali por orientação divina, representavam verdades espirituais, sombras das coisa futuras. Sem dúvida, esses querubins não eram adorados, formando uma exceção acerca da proibição de imagens.

CLASSES DE DEUSES

Os deuses falsos podem ser classificados conforme abaixo:

Espíritos criados ou eternos : Anjos divinizados, espíritos demoníacos, gênios, deuses guardiães, deuses infernais, semideuses (heróis divinizados), filhos de deuses e mulheres ou de deusas e homens.


Corpos celestes : Poderíamos falar sobre o sol, a lua, os planetas, as estrelas, que supostamente seriam habitações de deuses, ou seriam os próprios seres espirituais. Os antigos não faziam idéia sobre as enormes dimensões desses corpos celestes, e nem sobre a distância que os separa de nós. A adoração ao sol tem sido uma das maiores formas de idolatria que o homem já criou.


Elementos naturais: O ar, o oceano, rios, fontes, etc. Pensava-se que os deuses controlam esses elementos, e os próprios elementos tornaram-se objetos de adoração e respeito.


Meteoros e manifestações celestes: Além dos meteoros e cometas literais serem adorados como deuses, manifestações celestes como os ventos, o relâmpago, o trovão, etc., foram considerados atos divinos.


Minerais e fósseis: Estranhos ou interessantes objetos minerais, como gemas e rochas têm sido transformados em deuses pelos homens. Os citas adoravam o ferro; e muitas nações adoravam metais preciosos como o ouro e a prata. De fato, o ouro continua sendo um dos principais deuses, entre as nações. Os finlandeses adoravam pedras, as mais variadas.


Plantas: Cebola e alho têm recebido qualidades divinas imaginárias. Certas árvores têm sido adoradas. Os druidas homenageavam o carvalho. O trigo e outros cereais eram adorados sob os nomes de Ceres e Proserpina.


Animais marinhos: Os sírios e os egípcios envolveram-se nesse tipo de idolatria.


A serpente: Com muita frequência, povos antigos e modernos têm à adorado. Poderíamos relembrar, neste ponto, a adoração diretamente prestada ao diabo. Em vários lugares do mundo religiões têm sido organizadas para fomentar a adoração a Satanás.


Animais terrestres: O gado em forma de touro sagrado (Ápis) era adorado no Egito. Vários mamíferos como o gato, o porco (em Creta), o rato (em Trôade), o leão, o crocodilo, e muitos outros animais chegaram a receber posição divina.


Insetos: Na Índia existem aqueles que divinizam as baratas. No Egito não se podia matar besouros.


Homens deificados: Homens têm sido feitos deuses ainda em vida, ou após a morte. Isso era comum em Roma, no tocante aos imperadores; mas tal costume não estava limitado aos romanos.


Virtudes deificadas: As virtudes têm sido primeiramente personificadas, e então deificadas. Poderíamos falar sobre o amor, a razão, a prudência, a arte, a felicidade, o espírito guerreiro, etc.


A natureza: No panteísmo, encontramos a deificação da natureza como um todo (Deus é tudo e tudo é Deus).


IDOLATRIA À LUZ DA BÍBLIA


O segundo mandamento da lei de Deus proíbe qualquer forma de idolatria ( Êx 20.3-5 ). No Novo Testamento, qualquer coisa muito desejada, que suplante a comunhão com Deus ou a impeça, é considerada idolatria (I Co 10.14; Gl 5.20; Cl 3.5). A teologia moral cristão insiste em que qualquer desejo desordenado, que veja o objeto de tal desejo como a fonte última do bem e a base do bem-estar do indivíduo, é idolatria.


Formas de Idolatria na Bíblia: A adoração a imagens ( Is 44.17 ), a adoração a deuses falsos, ( Dt 30.17; Sl 81.9 ), a adoração a demônios ( Mt 4.8-10; I Co 10.20 ), o manter ídolos no próprio coração ( Ez 14.3,4 ), a adoração aos espíritos dos mortos ( Sl 106.28 ), a cobiça ( Ef 5.5; Cl 3.5 ) os desejos egoístas ( Fl 3.19 ), a redução da glória de Deus em uma mera imagem ( Rm 1.23 ), a adoração aos corpos celestes ( Dt 4.19 ).


Descrições Bíblicas de Idolatria: Ali a idolatria é uma abominação ( Dt 7.25, é odiosa para Deus ( Dt 16.22 ), é vã e tola ( Sl 115.4-8 ), é destituída de proveito ( Jz 10.14; Is 46.7 ), é irracional ( At 17.29; Rm 1.21-23 ), é contaminadora ( Ez 20.7; 36.18 ).


Adjetivos Aviltadores: Os ídolos e as imagens de esculturas são deuses estranhos ( Gn 35.2 ), são novos deuses ( Dt 32.17 ), são deuses fundidos ( Êx 34.17 ), são imagens de escultura ( Is 45.20 ), são destituídos de sentido ( Sl 115.5,7 ), são abomináveis (Is 44.19 ), são pedras de tropeço ( Ez 14.3 ), não passam de vento e confusão ( Is 41.29 ), são como o nada ( Is 41.29; 42.24; I Co 8.4 ), são impotentes ( Hb 10.5 ) são vaidades dos gentios ( Jr 14.22 ).


Castigos Prometidos aos Idólatras: A morte judicial ( Dt 17.2-5 ), o banimento ( Jr 8.3; Os 8.5-8 ), a exclusão do céu ( I Co 6.9-10; Ef 5.5; Ap 22.15 ), o julgamento da eternidade ( Ap 14.9-11; 21.8 ).


A IDOLATRIA NA HISTÓRIA DE ISRAEL

Não houve nenhum período da história dos hebreus em que esse povo estivesse isento da atração exercida pelos ídolos. Raquel tomou os terafins (deuses domésticos, representados por figuras de barro) com ela, quando Jacó e seus familiares fugiram de Labão ( Gn 31.34 ). No Sinai ( Ex 32 ), em suas vagueações no deserto ( Nm 25.1-3; 31.16 ), imediatamente antes de entrarem na terra prometida ( Dt 4.15-19 ), no tempo dos juízes de Israel ( Jz 2.11-13; 6.25-32; 8.24-27 ), no tempo de Salomão, através da influência de suas muitas esposas estrangeiras ( I Rs 11.1-8 ), no tempo de Jeroboão, quando houve a adoração ao bezerro de ouro ( I Rs 12. 25-33 ), durante o reinado de Reboão em Judá ( I Rs 14.21-24 ), sob Acabe, em Israel ( I Rs 16.32 ), o que levou Elias a desafiar a idolatria ( I Rs 14. 21-24 ), nos dias do profeta Amós ( Am 5.26 ), nos dias de Isaías ( Is 2.8; 40.18-20; 41.6; 44.9-20 ), nos dias de Jeremias ( Jr 2.23-25; 10.2-10; 11.13; 23.13-14 ), nos dias de Oséias ( Os 2.16-17; 8.4-6 ).


A IDOLATRIA NA IGREJA

Os intelectuais católicos, tal como seus colegas budistas, dizem que as imagens de escultura são apenas memórias de qualidades dignas de emulação, de santos e heróis espirituais, o que, presumivelmente, ajudaria os religiosos sinceros a copiarem tais virtudes. Entretanto, o povo comum não é sofisticado o bastante para separar a imagem da adoração à divindade ou santo. E nem significa grande coisa a autêntica distinção entre adoração e veneração. O resultado disso é que a idolatria tornou-se muito comum na igreja católica e na igreja oriental.


Apesar dos grupos protestantes e evangélicos terem removido as formas mais rudes de idolatria, de seu culto, ainda assim há muitas formas sutis de idolatria ainda cultivadas. Vejamos alguns exemplos;

-A cobiça

-O credo ou título denominacional

-O apego as coisas materiais

-Pregadores idolatrados

-Profetas idolatrados

-Pastores idolatrados

-Cantores idolatrados

CONCLUSÃO

Os fatos históricos nos servem de exemplo e advertência. Se errarmos como errou o povo de Israel, certamente estaremos passivos de sofrermos e sermos penalizados pela desobediência a Deus manifesta em forma de idolatria. Através da citação da forma sutil com que a idolatria está presente em nosso meio, devemos no mínimo tomar a atitude que Davi tomou ao pedir;

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.” ( Sl 139.23-24 )

Que o Senhor nos guarde de sermos seduzidos por qualquer forma de idolatria. Que Ele possa ter sempre em nossa vida o primeiro lugar, e receber de formar exclusiva toda adoração, toda honra, toda glória e todo o louvor, pelos séculos dos séculos, Amém!

Resumido e compilado de:

R. N. Champlin, O Antigo Testamento Interpretado, CPAD, 2001.