terça-feira, 8 de dezembro de 2009

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE E DA VITÓRIA FINANCEIRA: HERESIAS E HEREGES


Tenho recebido comentários em alguns posts publicados neste blog, que tratam da Teologia da Prosperidade e da Vitória Financeira, sugerindo-me que ore pelo pastor Silas Malafaia, em vez de criticá-lo. Algumas coisas preciso colocar:

1º) É claro que oro por ele. A Bíblia nos manda amar nossos inimigos (Mt 5.44), e nem meu inimigo ele é;

2º) A dimensão pública da divulgação da Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira, e a vexatória campanha dos R$ 900,00, fundamentada numa suposta profecia que não se sustenta exegeticamente, exigem uma postura pública na mesma proporção (o que pelo blog não chego nem perto), tendo em vista a gravidade e os constrangimentos promovidos pelos fatos;

3º) O que a Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira apresenta são heresias claras, princípios da Teologia da Prosperidade, como já refutei (leia AQUI), e até agora, ninguém apresentou uma réplica do ponto de vista bíblico;

4º) Chamo de heresias, pois o conceito de heresia é: "(do latim haerĕsis, por sua vez do grego αἵρεσις, "escolha" ou "opção") é a doutrina ou linha de pensamento contrária ou diferente de um credo ou sistema de um ou mais credos religiosos que pressuponha(m) um sistema doutrinal organizado ou ortodoxo. [...] O termo heresia foi utilizado primeiramente pelos cristãos, para designar idéias contrárias à outras aceitas,[1] consideradas como "falsas doutrinas". Foi utilizado especialmente pela Igreja Católica e as Igrejas Protestantes, estas argumentam que heresia é uma doutrina contrária à Verdade que teria sido revelada por Jesus Cristo, ou seja, eles acreditam ser uma "deturpação, distorção ou má-interpretação" da Bíblia, dos profetas e de Jesus Cristo. A própria Bíblia fala sobre a "aparição de heresias", "idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias," (Gálatas 5:20)." (Fonte: Wilkipédia);

5º) Em seu livro "Testemunhas de Jeová: comentário exegético e explicativo", na pág. 31, o pastor Esequias Soares (atual presidente da Comissão de Apologética da CGADB), afirma o seguinte:

"O apóstolo Paulo chama de hereges aqueles que teimam em seguir seus próprios pensamentos, contrariando os princípios básicos da fé cristã, e essas pessoas, o apóstolo recomenda, depois de duas admoestações devemos evitá-las (Tt 3.10)"

Em seu outro livro "Heresias e Modismo: uma análise crítica das sutilezas de Satanás", publicado em 2006 pela CPAD, o mesmo pastor, no capítulo 10, pág. 305, classifica a Teologia da Prosperidade da seguinte forma:

"A mensagem dos profetas da Prosperidade está centrada na saúde e na prosperidade, e não na salvação, sendo um desvio do verdadeiro evangelho de Cristo. O movimento Confissão Positiva não é denominação e nem seita, mas um movimento no seio das igrejas pentecostais e neopentecostais, que enfatiza o poder do crente em adquirir tudo o que quiser. É, também, conhecido como 'Teologia da Prosperidade, Palavra da Fé'. Sua origem está no ocultismo, suas crenças e práticas, algumas vezes, são aberrações doutrinárias e outras heresias".;

6º) A Bíblia de Estudo Pentecostal, publicada pela CPAD, em seu comentário de rodapé sobre Judas 3 diz:

"A palavra 'batalhar' (gr. epagonizomai) descreve a luta que o crente fiel deve travar na defesa da fé. Significa, literalmente, 'contender', 'estar sob muita pressão', ou 'travar uma luta'. Devemos esforçar-nos ao máximo na defesa da Palavra de Deus e da fé segundo o NT, mesmo se isso nos for custoso e agonizante. Devemos negar-nos a nós mesmos e, se necessário for, sofrer o martírio em prol do evangelho (cf. 2 Tm 4.7). Batalhar pela fé significa tomar posição firme contra aqueles que, dentro da igreja visível, negam a autoridade da Bíblia ou distorcem a fé original anunciada por Cristo e pelos apóstolos;"

7º) No Mensageiro da Paz nº 1.494, de novembro/2009, nas pág. 4 e 5, foi publicado um artigo com o título "Teologia da Prosperidade: uma praga que invadiu o meio evangélico".;

8º Dessa forma, chego às seguintes conclusões:

- A condição de vice-presidente da CGADB não outorga ao pastor Silas Malafaia o direito de disseminar heresias. Sim, estou acusando-o formalmente de herege pelos fatos aqui já citados e conhecidos;

- Como herege, ele não precisa apenas de oração, precisa também ser admoestado (vide citação do pastor Esequias Soares) e, as heresias e práticas que propaga necessitam ser combatidas (vide nota da Bíblia de Estudo Pentecostal);

- Fui informado de que não compete ao Conselho de Doutrina e à Comissão de Apologética da CGADB, nem ao seu Conselho de Ética, aplicarem advertência pessoal ou possíveis sanções aos hereges (cabe a quem?). Dessa forma, diante de minha consciência e de Deus, assim como Jesus, Paulo e os demais polemistas (Irineu, Clemente de Alexandria, Orígenes, Tertuliano e Cipriano) e apologistas (Jústino Mártir, Taciano, Atenágoras, Teófilo de Antioquia, Tertuliano, etc.) da história da igeja, continuarei denunciando as heresias e os hereges, combatendo-os e identificando-os pelo nome. Os polemistas dedicaram-se por responder ao desafio dos falsos ensinos dos heréticos, condenando veementemente esses ensinos e seus mestres (CAIRNS, 1988, p. 89):

"mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé. E dentre esses se contam Himineu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para serem castigados, a fim de não mais blasfemarem." (1 Tm 1.19-20)

"Evita, igualmente, os falatórios inúteis e profanos, pois os que deles usam passarão a impiedade ainda maior. Além disso, a linguagem deles corrói como câncer; entre os quais se incluem Himineu e Fileto. Estes se desviaram da verdade, asseverando que a ressurreição já se realizou, e estão pervertendo a fé a alguns." (2 Tm 2.16-18)

"Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não somente ensine, mas ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos." (Ap 2.20)

- Estou pronto, como vice-presidente do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e relator do Conselho de Doutrina da UMADENE (União de Ministros das Assembléias de Deus no Nordeste), para em qualquer instância institucional sustentar minhas argumentações;

- Se conseguirem me convencer de que os posicionamentos da Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira não se fundamentam nos princípios da Teologia da Prosperidade, assim como, também, algumas práticas observadas no Programa Vitória em Cristo, me retratarei publicamente;

- O espaço utilizado neste blog para estas denúncias, está aberto na mesma proporção para o pastor Silas Malafaia se defender, se assim entender que precisa e quiser.

"Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasse em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinem outra doutrina [...]" (1 Tm 1.3)

REFERÊNCIAS

- Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD, 1995.
- Heresias e Modismos: uma análise crítica das sutilezas de Satanás. Esequias Soares. CPAD, 2006.
- Jornal Mensageiro da Paz. Ano 79, número 1.494, novembro de 2009. CPAD.
- O Cristinainismo Através dos Séculos: uma história da igreja. Earle Cairns. Vida Nova, 1988.
- Testemunhas de Jeová: comentário exegético e explicativo. Esequias Soares. Candeia, 1993.

47 comentários:

Matias Borba disse...

rsPastor Altair,

Infelizmente o Pr. Silas Malafaia faz parte dos intocáveis da fé no Brasil, ele tem todo direito de críticar, bater a pauladas, e até ridicularizar qualquer pessoa, mas ele mesmo não pode receber se quer uma crítica.

Recebi essa semana em meu blog, um comentário em que um irmão falou que não podemos falar do Silas Malafai usando um meio público como a internet, questionei se o próprio Silas Malafai não faz pior, ao soltar suas facetas em rede nacional.

Será que, ao passar dos anos, as pessoas irão enfim, idolatrar o Sr. Silas Malafaia a ponto de aceitarem tudo o que ele diz sem ao menos expandir o pensamento com uma crítica saudável?

Se formos análisar todo o contexto herético que o programa dele se inseriu, veremos que Já passamos da hora até de respeitá-lo como pastor assembleiano, (alguns já nem o consideram como tal), mas mesmo assim, ainda o respeitamos.

Continuo com meu desejo pelo descredenciamento dele junto a CGADB, definitivamente, acho que falta coragem para que ao menos alguém proponha isso, visto toda burocracia existente em qualquer instituição evangélica.

A contradição é, O senhor fazendo críticas a uma heresia, corre o risco de ter alguns como seu inimigo, e até mesmo, pedirem "sua cabeça" quanto ao cargo no conselho de educação, isso seria a maior contradição e falta de senso crítico das pessoas que, podem ler muito e entender pouco, e contradição está que já é vsita em muitos lugares, não necessáriamente nesta ordem, mas no fato de que, ao críticarmos o Silas Malafaia, somos vistos como inimigos da obra, incrédulos ou crentes linguarudos.

Toda profecia deve ser análisada, e no caso do Silas Malafaia, muito bem análisado tudo o que ele diz.
Um homem que antes era o maior defensor da fé Bíblica, agora é defensor da maldição da teologia da prosperidade, um homem que antes era um defensor do evangelho, trocou-se (ou vendeu-se) pela promoção de si mesmo.

Só Deus pode mudar isso, é orar sim, mas fazer a crítica para que o pensamento seja alargado com a verdade.

Um forte abraço, amigo!

PB. João Eduardo Silva disse...

Á paz do senhor Jesus!. Pr.Altair fique em paz, o senhor esta cumprindo seu ministério apologético. Pois devemos sim denunciar e combater essas "doutrinas" estranhas e antibíblicas que aparecem em nosso meio.
Quero lhe dizer que como obreiro que sou da AD. Min.Belém Setor 11 - SP, tenho usado seus escritos como uma ferramenta no ensino da palavra de Deus. Por favor CONTINUE a denunciar essas PRAGAS que aparecem em nosso meio, devemos orar sim mas agir também, o próprio nome já diz ORAÇÃO,ou seja, ORAR+AÇÃO. Fique na paz do senhor Jesus.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor e amigo Altair Germano,

O irmão tem o meu apoio. Seja firme, meu amigo, pois seus argumentos se fundamentam na Palavra de Deus. Eu tenho evitado citar nomes, em meu blog, mas estou inteiramente ao seu lado nessa batalha contra as heresias da falaciosa Teologia da Prosperidade ora defendidas pelos telepregadores.

Em Cristo,

Pr. Ciro Sanches Zibordi
http://cirozibordi.blogspot.com

Pr. Clemente Macedo disse...

Amado Pr. Altair, a Paz do Senhor.
Concordo com suas palavras a respeito da biblia do milhão, isso é uma vergonha para a A.D.
O mais lamentavel que a CGADB, que deveria fazer alguma coisa, se cala como se nada acontece-se. Só não sabemos se a CGADB se cala por medo, ou por falta de competência. Se ela se cala por medo é porque tem algo a esconder, se o motivo é incompetência, votamos muito mal. Ninguém duvide se daqui alguns anos não tivermos o Sr. Silas Malafaia com sua trupe no comando da CGADB, ai teremos heresias pra todo$ o$ gosto$ e carteira$. Comentei no blog do Pr. Guedes, é digo novamente:ESTA NA HORA DE UMA NOVA REFORMA PROTESTANTE, pois do jeito que as coisas vão a Assembleia de Deus deixará de ser de DEUS é será de heresias !
Um forte abraço, continue firme.

Pr. Clemente Macedo

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Altair Germano,

A paz do Senhor!

Concordo plenamente com o irmão!
Apenas quero ressaltar que, ao Conselho de Doutrina e Comissão Apologética da CGADB, cabe o dever de dar sustentação à Mesa Diretora e ao Conselho de Ética e disciplina.
Cabe à MD, iniciar o responder a qualquer processo enviado por convencionais, enviando para esses conselhos para que se prununciem,
Até agora não tenho conhecimennto disso.
Quanto ao seu posicionamento, assino juntamente com o prezado irmão, pois está baseado na Palavra de Deus, e digo isso tanto pessoalmente, como membro do Conselho de Doutrina da CGADB.

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

PB. João Eduardo Silva disse...

Á paz do senhor Jesus!. Fiquei e continuo surpreso em saber, que o conselho de doutrina da CGADB não pode tomar nenhuma providência quanto ao PR. Silas Malafaia (Pastor???), quem pode então?.
Pelo amor de Deus até quando teremos que tolerar esse "outro" evengelho que Paulo condenou em galatas sendo ensinado publicamente?.
Se eu fosse o presidente da CGADB, esse senhor teria que escolher ou parava de pregar heresia e se retratasse publicamente ou seria desligado imediatamente.
Como Paulo fez em I Tm.1,18-20.
Abraços.

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Nobre Pr Altair, estamos juntos nessa guerra contra este câncer chamado "teologia da prosperidade".

Precisamos mais da PROSPERIDADE da teologia do que a teologia da prosperidade.

Nele, que nos chama a batalhar pelo verdadeiro evangelho

Pr Marcelo de Oliveira

http://davarelohim.blogspot.com/

Banda Philadelfia disse...

É... Acho q já chegou a hora da CGADB dá um basta a esses abusos, heresias, falsos ensinos. Chega de indiferença, se portar como se nada estivesse acontecendo.

Temos que orar pra Deus resolver? Sim, mas a resolução (já q se trata de um ministro) vai ter que passar pela CGADB. Se a bíblia já enconraja a enfrentá-los, pq essa inércia!?

Meu DEUS, a Assembléia de Deus, em algumas décadas passadas foi uma igreja firme, de atitude definida ante os problemas que se levantavam... Será que agora só vai ficar de camarote, vendo as falsas doutrinas entrar e disseminar-se de igreja a dentro, IMÓVEL?

Tá na hora de agir!

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. altair Germano,

A paz do Senhor!

É importante a certeza em afirmarmos que, é uma vergonha, esta situação vexatória, através destas insinuações, ditas de Deus, em pregações de prosperidade que ferem ao meu ouvido e transferem dor ao meu coração.

Estou enojado e lutando para que através da nossa pequena força, mas em união despretensiosa, possamos definir corretamente o estado em que se encontra muitas das igrejas com seus líderes esbanjando heresias.

É grande a quantidade de homens que perderam o sentido, e não conseguem mais se controlar, diante da soberba, e assim, não sentem mais, o real significado de ser apenas servo. Servo de verdade!

O Senhor seja contigo, e o esperamos no Primeiro Encontro dos Editores de Blogs Apologéticos em São Paulo, no próximo mês de Março.

pr. Newton Carpintero - servo
www.pastornewton.com

extremosulgospel@gmail.com disse...

Pastor Altair,

Cresci muito no evangelho assistindo o Pr. Silas na tv e em videos, fiquei muitissimo triste quando ele apareceu com Cerullo pedindo R$900,00,e outras heresias, ha muito que o Pastor pendeu por outro lado, poucos meses atrás ele veio em porto Seguro-Ba com Terranova, que vi por várias vezes criticando os metodos daquele cidadão.
Fico triste porque eu o considerava um homem de Deus, que combatia as heresias, e hoje tornou-se um deles, é lamentável esta situação.
Agora a minha felicidade é ler os comentários dos pastores te apoiando, venho sempre em meus comentários, e até(pasmem) na redação do ENEM pedindo para os homens de Deus, que levantem um clamor por nossa nação, precisamos de homens consagrados como estes que estão declarando o total apoio a vossa pessoa, vá em frente pastor, esta luta é de Deus, Ele que é o teu COMANDANTE.
Que Deus te cubra de sabedoria.

José Ailton
www.extremosulgospel.com.br

Fredy disse...

Faço côro ao seu protesto. Onde estão os "obreiros de Deus"? O que a gente percebe é que "homens de Fé" está sendo raridade, agora "homens de Organização", ai sim, é o que mais há.

O posicionamento da CGADB é, no mínimo, vergonhoso!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Matias,

oremos pois as contradições só se avolumam.

Abraços.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado pb. João Eduardo, estou em paz.

Obrigado e conto com as vossas orações.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amigo e pastor Ciro Zibordi,

seu apoio, partindo de um zeloso combatente do genuíno viver bíblico é de grande relevância.

Vossa juventude é sinal de que ainda há esperança para a igreja evangélica brasileira.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Amigo e pastor Carlos Roberto, como secretário do Conselho de Doutrina, vossa participação é corajosa e exemplar.

Obrigado pelo apoio.

Aguardemos então o posicionamento da Mesa Diretora em relação aos fatos.

Ficar da forma que está (silenciosa e passiva)é uma condição insustentável.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Pastor Clemente Macedo,

uma possível e futura presidência do pastor Silas Malafaia à frente da CGADB, mantendo ele tais posturas, seria para mim:

- Um atestado da falta de bom senso (ou senso crítico) de quem o eleger;

- Uma prova de que Deus não tem mais interesse na instituição CGADB. Seria o fim.

Abraços,

Weslei Rocha disse...

Sou assembleiano, porém estou escandalizado com alguns pastores pregadores de nossa denominação. Fico indignado ao ver como alguns querem fazer descer goela abaixo dos irmãos a teologia da prosperidade que a meu ver é a principal apostasia dos últimos tempos, pois além de ser anti-bíblica é hipócrita, falaciosa e totalmente desumana pois incentiva o capitalismo selvagem.
Dos cinco famosos pregadores assembleianos que pregaram nos últimos congressos na nossa sede (Catalão-Go), três deles são descaradamente adeptos da teologia da maldade, digo, da prosperidade. O último deles, um terapeuta familiar, ministrou recentemente (17/11 e 18/11) em um encontro de casais e é considerado por muitos a maior autoridade assembleiana na área da família. O tempo disponível já era insuficiente para a ministração de um tema tão importante como família, mas o pastor decidiu no último dia tirar uma hora, isso mesmo, uma hora, para negociar uma oferta. Para quem ofertasse de forma sacrificial, principalmente os mais abastados é claro, o nobre pastor ofereceu fazendas, empresas, etc. Chegou a profetizar que, em pouco tempo, membros daquela igreja seriam os homens mais prósperos da cidade, mas tinham que semear de forma sacrificial. O mais interessante, ou melhor, deprimente, é que nas preliminares da oferta o pregador começou a falar mais forte e pela primeira vez em todo o seminário começou a falar em línguas estranhas.
Pude constatar algumas características comuns em tais pregadores:
1- Cobra um preço abusivo para pregar e não mede esforços para vender todo material que possui para a ocasião (CD`s, DVD`s, livros, etc.), utilizando sempre o mesmo jargão: aproveitem que está acabando.
Obs. Não vejo nenhum problema o pregador divulgar e vender o seu material; o problema é que, além de cobrar um exagerado valor para pregar e vender muito material, ainda tem a coragem de pedir, ou melhor, negociar uma grande oferta.
2- Procura fazer do momento da oferta o mais “fervoroso” do culto; para isso precisa de um bom tempo, no mínimo trinta minutos.
3- Inicia o pedido, ou seja, o negócio, sempre com uma mensagem emotiva e bem floreada, utilizando frases dos maiores vendedores de bênçãos do mundo e uma interpretação irresponsável de alguns versículos bíblicos; como diz certo pastor: uma exejegue.
Obs. O terapeuta mencionado acima, querendo negociar as bênçãos de Deus, diz que Salomão antes de ser abençoado com o “pede o que quiser” ofertou a Deus mil
bois. Esta eu ainda não tinha ouvido.
4- Em seguida conta vários testemunhos fantásticos da “Fé”. É dinheiro aparecendo na conta, empregado virando patrão, etc.
5- Depois das preliminares começa o “desafio’’ de fato. O pregador diz: eu estava orando nesta manhã e Deus me falou assim ......... Eu nunca fiz isto antes........ quero aqui na frente 20 pessoas para semear R$ 1000, 00 cada uma ......... E assim o show continua.......

CHEGA! BASTA!

Quanto ao SF, a Bíblia do Cerullo e a unção de R$ 900,00 dispensa comentários. VC está de parabéns com esta iniciativa. Deus lhe abençoe!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Marcelo Oliveira,

quero mais uma vez destacar o equilíbrio e a lucidez de uma geração de jovens obreiros cheios da graça e capacitados teologicamente para lutar contra as "doenças" teológicas dos nossos dias.

Você é um representante desta nova geração.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amados da Filadélfia,

creio numa ação de nossa CGADB.

Aguardemos.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Newton,

obrigado pelo apoio.

Me esforçarei para ver se consigo estar no encontro.

Abraços e paz do Senhor.

ALTAIR GERMANO, disse...

José Ailton,

o quadro é crítico e a tendência é piorar.

É necessário orar e agir combatendo esta desgraça.

Abraços.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Fredy,

o institucionalismo tem causado sérios danos ao Evangelho, na medida que produz por diversas razões o silêncio omisso.

Abraços.

olharreformado disse...

Olá, pastor Altair. Gente como senhor, e o pastor Ciro, me fazem ver que ainda existe "alma bíblica" no coração do pentecostalismo classico (AD's). De todos os estudos sobre a postura do Malafaia, este, para mim, foi o melhor de todos. Estarei tomando a liberdade de referencia-lo em meu blog, para que outros possam vir aqui e lê-lo.

Que Deus o abençoe ricamente, em Cristo Jesus, nosso Salvador.

Marcelo Lemos

Ulisses disse...

Ainda há profeta!

Profeta não se cala diante dessas heresias.

Estamos juntos nessa luta.

Forte abraço.

Heitor disse...

A Paz do Senhor !
Pr.Altair,
Parabéns ao senhor. Conte comigo em orações e divulgações de seu blog. É igual a parábola moderna do beija - flor ajudando a combater o incêncio na floresta : pelo menos ele estava fazendo a diferença. Hoje são centenas que acessam o seu blog amanhã (bem próximo) amanhã serão milhares e depois milhões. Num momento a CGADB irá sair do estado de letargia em relação a este nobre companheiro e irá puni - lo exemplarmente. Ah, isso vai acontecer sim. Continuemos pois, combatendo as heresias antigas e modernas, em nome de JESUS CRISTO e de sua Palavra, a Bíblia Sagrada.

Pb.João Eduardo disse...

Á paz do senhor jesus1. Pr. Altair eu tenho fé e esperança que a cgadb irá tomar alguma providência. Não é possível que tudo isso acabará em pizza.
Para a glória de Deus, para a defesa do evangelho de Cristo e integridade da nossa Assembléia de Deus, se tivermos que perder ministros dos nossos quadros convencionais para mantermos a nossa integridade, é melhor perdemos e mantê-la, ou seja, como o nosso presidente disse uma vez sobre o mensalão, "nem se tivermos que cortar a própria carne".

Abraços - Fique na paz do senhor Jesus.

eliseu disse...

parabéns Pastor, até que enfim achei um homem com coragem, um homem de Deus que tem batalhado pela fé que uma vez nos foi dada.
Também mandei vários emails para a cgadb questionando que posição iriam tomar em relação ao Pr. Silas Malafaia (vice presidente da convenção, filiado a convenção, conhecedor do estatuto, do credo, e prometeu seguir tudo isso), que punição teria (NINGUÉM RESPONDEU)
Alguma coisa tem que ser feita, ele está disseminando confusão nos irmãos. (como no programa em que chamou os pastores que buscam preservar os bons costumes e sã doutrina, de fariseus e tudo mais, e ainda incitou os irmão não satisfeitos com o pastor para sairem da igreja e ir para outra onde se sintam bem.
É brincadeira,
Parabéns estarei orando pelo irmão nessa batalha.

Ev.Jailson Trajano disse...

Estamos Juntos em defesa so evangelho genuino!
paz!

MARIA disse...

Pr. altair,
Por favor, mandei um comentário e logo em seguida percebi alguns erros de digitação e fiz pequenas correções. Peço que publique a versão abaixo que está corrigida e não a anterior. O conteúdo é o mesmo, mas com as revisões de digitação.

Curioso!!!!
O que se tem contra a prosperidade???
Pelo visto, os teólogos que vociferam com tanta fúria contra o que eles chamam de Teologia da Prosperidade são contra a prosperidade "dos outros", porque eles mesmos são prósperos, vivem bem, têm saúde, são abençoados, são profícuos e têm suas vidas confortáveis!!! Então o evangelho só veio para a prosperidade de alguns sortudos????
É claro que Jesus não veio apenas para nos fazer prósperos nessa vida! Todos sabem disso! E também é claro que o maior tesouro que recebemos de Deus por meio do sacrifício de Jesus É A SALVAÇÃO DE NOSSAS ALMAS, A NOSSA REDENÇÃO, OS NOSSOS TESOUROS ETERNOS, OS QUAIS JAMAIS PERECERÃO!!! Porém não creio que Jesus tenha algum problema em derramar bençãos materiais. Se alguém coloca os tesouros dessa vida acima de Deus e dos tesouros eternos, isso é questão de cada um, que responderá diante de Deus! Então porque vocês acham tão herético assim, o fato que alguns, por convicção de que Deus tem prazer em abençoar seus filhos, têm ensinado com sinceridade de coração, o fato que Deus deseja que todos sejam liberais como o próprio Deus é liberal para com todos, para que assim possam ser abençoados??? E também ensinam uma lógica evidente: "só é possível colher quando se planta, e quando se planta pouco, pouco se colhe, ao contrário, quando se planta muito, abundantemente se colhe"??? Esta verdade foi ensinada pelo próprio apóstolo Paulo.
A bíblia está recheada de exemplos de que Deus nos manda ofertar liberalmente, a fim que Ele liberalmente derrame suas bençãos sobre o seu povo. É uma incoerência criticar algo de que vocês mesmos se beneficiam!! É claro que há aqueles que se perdem em meio a sua própria ganância. Problema deles!! Vocês deveriam advertir que as bençãos espirituais estão muitíssimo acima das bençãos materiais, o que, claro, precisa ser colocado em ênfase. E não ficar o tempo todo criticando, generalizadamente, a pregação do Pr. Silas e outros que pregam bençãos financeiras, como se vocês fossem os donos da verdade e eles loucos hereges. Combater idéias com argumentação exegética é possível para qualquer um que tenha desenvoltura retórica! Nesse campo, retóricos podem até empatar, sem que se saiba quem está com a razão, devido à força da oratória! Isso é uma bobagem! Os homens estudam muito e ficam orgulhosos de seus conhecimentos intelectuais e começam a se achar os donos da verdade única. É típico do ser humano! Que tal cada um examinar sua próprias razões ocultas em seus consciente ou inconscientes??
Maria

ALTAIR GERMANO, disse...

Irmã Maria, já comentei em outro post que:

a prosperidade bíblica está fundamentada na obediência à Palavra de Deus (Js 1.8; Sl 1.1-3) e não em "profetadas", "desafios" ou "barganhas".

Outra questão é que o conceito de prosperidade bíblica (tsaleah)não se restringe à esfera financeira.

Prosperar implica em ser bem sucedido (ministerialmente, familiarmente, profissionalmente etc), tendo Deus como fonte do sucesso.

Como já escrevi, é possível ter sucesso na vida sem necessariamente ser rico ou ter comodidade financeira (ver os profetas, apóstolos, o próprio Jesus etc.).

Toda verdade e doutrina bíblica levada ao extremo pode gerar uma heresia. É o caso.

Paz do Senhor.

Matias Borba disse...

Meu pastor, uma correção.

Lendo novamente meu comentário, percebi que errei em trecho onde diz:


"Se formos análisar todo o contexto herético que o programa dele se inseriu, veremos que Já passamos da hora até de respeitá-lo como pastor assembleiano, (alguns já nem o consideram como tal), mas mesmo assim, ainda o respeitamos".

O que quiz dizer na verdade foi:

Já se foi a hora de respeitá-lo como pastor assembleiano, (respeitá-lo no sentio deste ser ou não um Pastor asembleiano), isso, pelo fato de ele comportar-se como adepto de doutrinas, posturas e pregações que não se encaixam no contexto assembleiano.

Como estava no trabalho, e com um pouco de pressa, acabei por errar na digitação.

Obrigado e A Paz!

MARCOS DANIEL disse...

A Paz do Senhor.
Faço côro aos meus irmãos que lutam e resistem à Teologia da prosperidade. É lamentável ter um alto comissário da AD firmar uma postura pessoal em desacordo com posição oficial da AD no Brasil. Lembro-me que há muito tempo o Pr. Ezequias Soares escreveu nas lições da EBD sobre o perigo desta heresia e não somente ele, mas outros escritores condenaram veemente esta celeuma doutrinária, bem como o G12, dentro outras.Talvez seja por esse motivo que o Pr. Silas tenha adotada suas próprias lições (rivalizando, no minimo, com a CPAD)pois acha-se acima da crítica, isento de desvios doutrinários e não aceita a correção e volta ao caminho.
Penso ser este um capítulo triste do pentecostalismo clássico. Porém, creio que as "vozes" clamam no deserto. A voz dos que oram, dos que militam, dos que resistem os desvios, mesmo não tendo essas vozes ecoado na mídia, mas pelo poder do Espírito Santo, ecoaram nas consciencias.
Marcos Souza

Inaldo dos Anjos disse...

SENHORES,

NÃO SOU PRÓ A NENHUM HOMEM POIS A BÍBLIA ME PROÍBE, PORÉM SEI QUE NINGUÉM BATE EM CACHORRO MORTO. QUANTO À ESTA POLÊMICA DE "ESPARRO" COMO SE DIZ AQUI NA BAHIA, GOSTARIA DE SABER QUAL DE VOCES NÃO PROSOERARAM E ALGUNS PROSPERARAM MUITO DEPOIS QUE ASSUMIRAM UMA IGREJA OU UM CARGO ECLESIÁSTICO? ENQUANTO PERDEMOS TEMPO COM ESTA POLÊMICA DE " ESPARRO" PEGANDO UMA CARONA NO PASTOR EM QUESTÃO, SATANÁS ESTÁ GARGALHANDO A MIL ESPALHANDO A SUA MENSAGEM ENTRE O POVO DE DEUS, PRECISAMOS TER VERGONHA NA CARA E PAGAR A DEUS POR SUA MISERICÓRDIA E PELA GRAÇA QUE NOS CONCEDEU, OU VOCES NÃO ACREDITAM NISSO? ESPERO QUE O "MODERADOR" PUBLIQUE.
A PAZ
INALDO MAURÍCIO - PARAFUSO - BAHIA
RUA SÃO JOSÉ. 16 - CEP: 42.849-000
71 91122282

MARIA disse...

Inaldo,

"Pagar a Deus por sua misericórdia e pela graça que nos concedeu"??????????
Você enlouqueceu??? Desde quando temos condições de pagar a Deus alguma coisa? Tá doido? Hei! Chama-se graça porque é incomensurável, impossível de se pagar!!! E depois, Deus não é mercador! Precisamos estar dispostos a oferecer tudo a Deus, inclusive nosso tão apreciado dinheiro, por amor e gratidão. Devemos aprender a ser liberais e provar pra nós mesmos que o dinheiro não é senhor de nossas vidas e que confiamos totalmente na provisão material de Deus em nossas vidas! Deus quer que sejamos incondicionalmente liberais e desapegados de qualquer bem material, principalmente dinheiro, e por isso muitas, muitas vezes Deus nos desafia a abrirmos mão de determinadas quantias que pra nós poderia significar muito, não porque Deus precise de nós, mas porque ele quer que aprendamos a viver em total dependência de suas mãos provedoras. Veja se consegue entender isso!!!!
"pagar a Deus" Nunca vi tamanha asneira!!!!!
Maria
mary.auxilia@hotmail.com

Inaldo dos Anjos disse...

PREZADA MARIA,
A SENHORA SE NÃO ME ENGANO É UMA PESSOA IRACUNDA, CREIO QUE SE ESTIVESSE PRÓXIMA A MIM ME DARIA UM TAPA, MISERICÓRDIA. O "PAGAR" É EXATAMENTE DEVOLVER AO SENHOR TUDO QUE ELE NOS DEU ATRAVÉS DA NOSSA DOAÇÃO POR INTEIRO, OLHA O QUE A BÍBLIA DIZ:
I TIMÓTEO
9 Quero, do mesmo modo, que as mulheres se ataviem com traje decoroso, com modéstia e sobriedade, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos custosos,
10 mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras.
11 A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão.
12 Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio.
13 Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
14 E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão;
15 salvar-se-á, todavia, dando à luz filhos, se permanecer com sobriedade na fé, no amor e na santificação.

FIQUE NA PAZ!

MARIA disse...

Caro Ir. Inaldo,

A Paz do Senhor para você também!

Não, não, não sou iracunda de modo algum! Jamais!!
E jamais agrediria fisicamente quem quer que fosse. Eu só bato com as palavras! Por isso, não vou, de modo algum, me calar como você sugeriu. A força da expressão é mais forte que qualquer tapa! rsrsrs
Eu sou um pouco veemente em minhas expressões. Mas, você não deve ficar ofendido, aliás minha intenção não foi ofendê-lo e sim exortá-lo, e se você lê o texto outra vez vai perceber que: eu não ofendi a sua pessoa e sim as idéias equivocadas contidas no texto; e também que, aquilo que eu escrevi está correto.
Eu creio totalmente na prosperidade vinda de Deus, e creio também que para desfrutar dessa prosperidade é imprescindível que aprendamos a colocar confiantemente tudo que temos à disposição de Deus. Mas é preciso defender essa idéia de forma correta. A maneira como você defendeu foi totalmente equivocada. Mas pelo texto bíblico que você mandou para mim, você deve ser do tipo que acredita que a mulher é um ser de segunda categoria que deve permanecer calada e abaixo do homem. Eu não creio assim. Creio que tanto homem como mulher devem falar quando souberem falar. Só deve ficar calado quem ainda não prendeu a se expressar e defender suas idéias corretamente. Espero que não se ofenda desta vez.
No amor de Cristo Jesus
Maria

ricardoisrael disse...

Graça e Paz caro Pr Altair.
Como cristão genuíno e nascido de novo, não pude deixar de ler e de principalmente, comentar sobre este tema em seu blog a "TEOLOGIA DA PROSPERIDADE E DA VITÓRIA FINANCEIRA: HERESIAS E HEREGES".
Primeiramente, não tenho a intensão de defender e nem criticar ninguém aqui, porém, não posso ser conivente com tal falta de informação. Aconselho a todos aqui, antes de se levantar contra um líder como o Pr Silas Malafaia (não sou da mesma denominação que ele), informem-se a respeito do assunto.
Creio que o Pr Altair ñ conhece esta passagem no livro de Salmos
35:27, que diz: "Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O SENHOR seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo"
Ou seja, Deus se agrada em prosperar aqueles que o seguem, e tal prosperidade, com certeza inclui-se o quesito "dinheiro", pois precisamos dele para nos manter, manter igrejas, etc,o senhor como pastor, creio que sabe bem disso.
Em relação a salvação, Deus só prospera aqueles que são filhos Dele, para receber a Sua prosperidade, no mínimo, o crente já tem a sua salvação, como mostra a bíblia no livro de Salmos
24:5 "Este receberá a bênção do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvação."
Se a Teologia da prosperidade e da vitória financeira para vocês é heresia, creio que a "teoria da miseravilidade e derrotabilidade" para o senhor deve ser bem eficaz.
Satanás tem imbutido na mente das pessoas, e principalmente, na mente de alguns "crentes", um pensamento malígno, de que "quem serve a Deus ñ deve ser próspero", sendo que Deus, é o dono de toda prata e todo ouro que existe, uma vez que, Ele próprio é quem fez todas as riquezas, e porque nós, sendo filhos Dele, ñ podemos gozar de tal riqueza.
Essa forma retrógrada de opinião, acerca da prosperidade vem de Roma, ñ estamos mais naquele tempo.
A revolução de Martinho Lutero para vcs, ñ deve ter significado algum, ñ é?
Saiam de Roma!
Abíblia nos ensina a nunca nos levantar contra um ungido do Senhor em 1 Samuel
26:23 "O SENHOR, porém, pague a cada um a sua justiça e a sua lealdade; pois o SENHOR te entregou hoje na minha mão, porém não quis estender a minha mão contra o ungido do SENHOR".
O Pr. Silas Malafaia, é um dos poucos homens de Deus, que prega a palavra a nível nacional com intrepidez. Já que vcs querem criticar alguuém, critiquem a satanás, porque é ele que está derrotando alguns crentes com estes tipos de pensamentos, e sofismas religiosos, criando divisão na Igreja de Jesus Cristo,reino dividido não subexiste, e vcs estão sendo instrumento nas mãos dele para tla divisão.
Creio que ao invés de criticá-lo, o senhor deveria é pregar o evangelho, ganhar almas, porque foi para isto que Deus o instituiu Pastor aqui na Terra. Silas Malafaia esatá ganhando almas, e vcs, oque estão fazendo? Blog ñ edifica ninguém, e sim pregar o evangelho.
Como relatei acima, ñ estou defendendo o Pr Silas, mas ñ posso deixar que propaguem um paradígma demoníaco desses que está em seu blog.
Quer dizer então que se Deus passasr a prosperar o senhor, a sua igreja, o Pr ñ vai aceitar?
Deus não quer que amemos o dinheiro, porque como a própria palavra diz em Timóteo
6:10 "Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores"
Nosso Deus é um Deus de equilíbrio, Ele prospera aqueles que tem a capacidade de recebê-la, porque infelizmente, existem "crentes" incapazes de receber a prosperidade financeira, porque se assim for, imediatamente, os mesmos se deixam corromper pelo dinheiro, e o Senhor Deus, conhece o coração de todas as pessoas.
Shalom.
ricardosatsilva@hotmail.com

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Ricardo, quero fazer algumas considerações sobre o vosso comentário:

1. "A bíblia nos ensina a nunca nos levantar contra um ungido do Senhor em 1 Samuel
26:23 "O SENHOR, porém, pague a cada um a sua justiça e a sua lealdade; pois o SENHOR te entregou hoje na minha mão, porém não quis estender a minha mão contra o ungido do SENHOR"."

O texto aqui fala de atos de rebeldia no sentido de querer tomar a força o lugar de alguém com autoridade delegada por Deus. Quando Saul desobedeceu ao Senhor (1 Sm 15.10-29), Samuel foi enviado para repreende-lo. Repreender um "ungido" não é o mesmo que "levantar a mão contra o ungido".

2. "Creio que o Pr Altair ñ conhece esta passagem no livro de Salmos
35:27, que diz: "Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O SENHOR seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo"

Creio que o irmão não leu meu post conforme o link http://www.altairgermano.com/2009/12/vacina-contra-peste-da-teologia-da.html, onde afirmo que "A prosperidade é uma doutrina bíblica (Dt 28.1-14; Js 1.8; Sl 1.1-3, 1 Co 16.1-2 etc), mas, uma vez desassociada de seu contexto, reduzida ao simples fator financeiro e transformada em mera barganha, resultará em distorções e prejuízos de ordem espiritual e material para os seus propagadores e seguidores."

3. "Creio que ao invés de criticá-lo, o senhor deveria é pregar o evangelho, ganhar almas, porque foi para isto que Deus o instituiu Pastor aqui na Terra. Silas Malafaia esatá ganhando almas, e vcs, oque estão fazendo? Blog ñ edifica ninguém, e sim pregar o evangelho."

Sua visão de ministério pastoral é muito raquítica. Pregar o Evangelho é um das muitas missões de um pastor. Proteger o rebanho de hereges e heresias é outra importante missão. O que estamos fazendo aqui? Vou deixar que o tempo lhe responda tal pergunta.

Nobre amigo, sua defesa foi, digamos assim, apaixonada.

Deus te abençoe.

ricardoisrael disse...

Caro Pr, falo sobre prosperidade financeira com conhecimento de causa, pq hoje, sou um homem próspero, graças as bençãos de Deus, e próspero em todos os sentidos.
Faço parte de um ministério Apostólico que prega sim a prosperidade financeira, uma vez que sou prova viva de que Deus prospera sim o seu povo, e muito por sinal, nossa igreja é próspera e os membros tmbm.
Não serei hipócrita ao ponto de negar que exista erros e falhas nessa doutrina em determinados ministérios, concordando diretamente quando o senhor diz que a prosperidade, "uma vez desassociada de seu contexto, reduzida ao simples fator financeiro e transformada em mera barganha, resultará em distorções e prejuízos de ordem espiritual e material para os seus propagadores e seguidores."
Porém, graças a Deus no nosso ministério isso ñ ocorre, porque antes de aprendermos sobre prosperidade financeira, aprendemos primeiro sobre a o principio da fidelidade a Deus, na entrega dos nossos tributos como dízimos, ofertas e prinícias, e que a obediência é a chave para todas as bençãos financeiras que Deus possa derramar sobre nossas vidas.
Não creio que a minha "visão de ministério pastoral seja muito raquítica", primeiro que aínda ñ sou pastor, porém quando o ser, protegerei sim meu rebanho contra hereges e heresias, porém, isso ñ significa privá-los de receber as bençãos do Senhor, por achar que é heresia. Concordo plenamente com o Senhor quando diz que "pregar o Evangelho é uma das muitas missões de um pastor", porém, creio mais aínda, que é a primeira e mais importantes delas, pois como diz em Mateus 28: 19 "Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;", isso é mandamento, e cuidar do seu rebanho é consequência e obrigação, pois o Senhor nos ordena a fazer discípulos.
Pr Altaír, acredito que para um êxito ministerial, é muito importante um profundo conhecimento teológico, porém, imprescindível a comunhão com o Espírito Santo, porque é Ele que manifesta a vontade de Deus aqui na terra, pois conheço pessoas analfabetas que pregam o evangelho com autoridade e conhecimento muito maior que muitos teólogos por aí. (ñ estou me referindo ao senhor, longe disto, estou apenas exemplificando).
Em fim caro Pr Altaír, nossas divergências acerca da Teologia da prosperidade são evidentes, eu tenho a minha visão e o senhor a sua, porém, fico triste em saber que líderes pastorais caracterizem as bençãos de Deus como heresias sem ao menos conhecê-la.
Que Deus lhe abençoe imensamente, e que também o tempo de Deus na sua vida, faça o senhor conhecer melhor a prosperidade financeira que Ele tem a todos nós.
Graça e Paz Pr Ataír.
Shalom!!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Ricardo, eu já fui abençoado com a "verdadeira" prosperidade bíblica, inclusive financeiramente.

Deus te abençoe!

MARIA disse...

Pr. Altair,
Enviei uma mensagem em resposta a Inaldo dos Anjos que havia me postado uma mensagem citando um texto de Timoteo e não foi publicada a minha mensagem. Gostaria de saber porque já que não vi nada que merecesse cerceamento.
Grata,
MARIA

Juliana Rangel de Sena disse...

Pastor ALTAIR GERMANO, agradeço a Deus por ainda existirem pastores como o senhor! Peço a Deus que ele tenha misericórdia dos pastores que amam a prosperidade material e pregam essa teologia a tantas vidas...
Obrigada, que Deus lhe abençoe!

Fabio disse...

Deus te abençoe pr. Altair.

Obrigado por mais este post que, ao contrário do que alguns irmãos pensam, muito nos edifica, "aparando as arestas" das nossas concepções bíblicas e convidando-nos a um aprofundamento no que, realmente, diz a Bíblia.

Muitas vezes, somos partidários, facciosos. Tomamos como uma ofensa pessoal o fato de se exortar alguém ou até mesmo sermos exortados, neste caso concreto, ao vermos uma repreensão biblicamente embasada de uma doutrina que, possivelmente, alguns dos que postaram seguem.

Mas veja: isso não é "perder tempo", "julgar ao próximo" e nem "tocar no ungido do Senhor". O cristão maduro discerne todas as coisas, como disse o apóstolo Paulo. Entretanto, não deixa, por isso, de amar aquele a quem repreendeu ao encontrar em falra. Isso é, na verdade, parte do ministério pastoral.

A tolerância com o erro é, diante de Jesus, uma ofensa. Ao passo que a defesa da sã doutrina é motivo de louvor de Sua parte.

Ah, irmãos... há tanta imaturidade espiritual no meio da igreja. Tanta falta de conhecimento bíblico. Precisamos enxergar a Palavra com as "lentes" do Espírito e não através da visão de homens.

Aos que defendem o evangelho da prosperidade, combatido pelos mais renomados homens de Deus desde há muito, homens que, a contra sensu do que um irmão alegou, foram grandes evangelistas, homens que não posso nem enumerar aqui, respondem-me:

1)Possuia Jesus alguma aspiração neste mundo, além das almas perdidas? Jesus aguardava alguma "benção financeira"? Porque ele é o nosso modelo, por isso nos chamamos discípulos.

2)A despeito de interpretações e traduções bíblicas distorcidas, podemos, de fato, afirmar que algum dos apóstolos que seguiram Jesus, dando a sua vida e seus sofrimentos por Ele, alcançaram a posição de status e posses materiais que certos "falsos apóstolos" querem nos induzir a acredirtarmos que devemos determinar?

3)Ignoraremos tantas passagens que combatem o amor às riquezas e distorceremos tantas outras, mormente constantesd no AT, para fazer valer as paixões do nosso coração?

Ao que lê, não me tome como alguém qu quer te ofender, te desafiar ou debater contigo. Tome-me como um irmão em Cristo que te ama e ora por você, mesmo se conhecê-lo, para que Jesus se revele a ti de uma maneira cada vez mais maravilhosa.

Em Cristo,

Fabio

Fábio disse...

Gostaria de parabenizar o Pr. pela exposição pública do seu repúdio pelos ensinos heréticos ministrados pelos pastores da teologia da prosperidade. Faz-se necessário combater veementemente a postura do Pr. Silas e de outros que aderiram a este tortuoso caminho, caminho este q parece bom mas o final é trágico.

Continue assim Pr Altair.
Abraços fraternos

J. Edis disse...

Querido Pastor,

Parabéns pelo excelente esclarecimento sobre o seu posicionamento a respeito das heresias adotadas pelo Pastor Silas Malafaia. Infelizmente muitos não tem coragem de citar nomes, é claro, entendemos que existe "n" para não fazerem,
perdem uma excelente oportunidade de expor biblicamente os erros doutrinas de pseudos mestres. Estarei brevemente publicando uma materia sobre caracteristicas de falsos profetas. Peço a sua autorização, para publicar como parte a sua materia no meu comentário, é claro, será citado a fonte, que é o seu blog. No aguardo de sua autorização, sou antecipadamente grato.

Com amor em Cristo.

deondeeoteureino.blogspot.com

MARIA disse...

Não vejo nada de errado no que o Pr. Silas faz. Ao contrário, muitos tem conhecido a Cristo através desse Ministerio. Vejo muita hipocrisia e inveja de vocês que o criticam. Por traz desse "zelo" de vocês há, sim, muito ciúme e inveja inconsciente, além de uma falta de percepção espiritual das coisas. Vocês são religiosos demais, fariseus demais, incapazes de ver o Reino de Deus, ainda que esteja diante de vossos narizes!

Marlon Marques disse...

Maria,

Não é inveja não. É zelo pelos ensinamentos bíblicos! Jesus não disse pra que, ao o seguirmos, sejamos ricos ou prósperos financeiramente. Ele disse ao jovem rico pra se desfazer das riquezas. A Zaqueu, nem precisou dizer, pois este disse que iria se desfazer da metade dos seus bens e restituir quatro vezes mais a quem extorquiu. Paulo se contentava com o que tinha, junto com os demais apóstolos!

Veja bem o que Malafaia e outros enganadores pregam, pois é uma pregação que Satanás adora!

Em Cristo,

Marlon Marques