sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

EDUCAÇÃO É O NOSSO MAIOR DESAFIO


"Nenhuma esmola nacional, por mais ambiciosa e popular que seja, poderá ajudar o Brasil a ter um índice de desenvolvimento humano (IDH) compatível com a imagem de potência emergente. Jamais haverá dinheiro bastante para dar autoestima a brasileiros na linha da pobreza – ou abaixo. Hoje, nenhum candidato ousa criticar o Bolsa Família. Com todas as boas intenções, o Bolsa Família continua sendo um programa assistencialista, sujeito a fraudes de toda sorte. Esses recursos seriam mais bem aplicados se houvesse uma obsessão: Educação, Educação, Educação."

Leia em Revista Época

2 comentários:

Arlindo Gonzaga disse...

Paz pr. Altair.

por ser professor da area humanas lecionando na EJA sempre toco neste assunto as pessoas vêem este famigerado bolsa familia como algo sem igual e nao aceitam quando é colocado que se o dinheiro das "bolsas" fosse investido em educação a vi9da deles seria diferente.

abraços.

Elisomar disse...

É uma situação difícil! Apesar das fraudes, essa pequena verba tem beneficiado muito gente.
Infelizmente, muitos que têm um mal caráter vêm utilizando esse benefício para fins ilegais.
A pior falta de educação que enfrentamos hoje é a da conscientização em massa, de que a vida só muda se houver uma educação cristã e secular.
O Brasil tem condição independente da bolsa família, de oferecer uma educação igual a de outros países desenvolvidos.
O que está faltando são pessoas qualificadas e bem intencionadas para dirigir a educação do país. Porque as pessoas que têm qualificação e boa intenção, não têm acesso a esse bem.
Disponibilizar dinheiro para o povo, sem educá-lo, (com exceção de muitos que realmente precisa), é como colocar pérola em focinho de porco.
Mesmo com muitas falhas no governo do Lula, acho que ele tem feito uma boa administração e peço a Deus que o próximo(a), tenha vergonha e compromisso com a nação>