terça-feira, 3 de novembro de 2009

A ESPIRAL HERMENÊUTICA: DICA LITERÁRIA



SINOPSE

Há um significado original nos textos bíblicos? Como esse significado pode ser traduzido para os dias de hoje? De que forma isso influencia a pregação?

Foi pensando em tudo isso que Grant R. Osborne escreveu a sua obra magistral, A Espiral Hermenêutica. Ao perceber as muitas dificuldades que pastores, pregadores e estudiosos da Bíblia enfrentam ao interpretar o texto bíblico, Osborne resolveu propor uma nova abordagem à hermenêutica bíblica. Para o autor a principal premissa deste livro é a de que a interpretação bíblica gera uma “espiral” que vai do texto ao contexto, do significado original à contextualização ou significação para a igreja de hoje. Segundo ele, a espiral é a metáfora mais adequada, pois não é um círculo fechado, mas um movimento irrestrito que vai do horizonte do texto ao horizonte do leitor.

Além de dialogar com as mais recentes teorias da linguagem, bem como propor um novo método de interpretação bíblica, o autor também aprofunda questões de extrema relevância para a hermenêutica tais como: contexto histórico, padrões de retórica, análise gramatical, semântica e exegética, gêneros literários, citações do AT no NT, relações entre a hermenêutica e as teologias bíblica, histórica, sistemática e homilética, e muito mais.

Outro aspecto importante é que A Espiral Hermenêutica é uma obra comprometida com a pregação da Palavra. Osborne dedica dois capítulos do livro a mostrar passo a passo como preparar um sermão que, começando com a exegese, leva em conta todas as etapas da hermenêutica.

Enfim, aqueles que estavam em busca de um livro especializado em hermenêutica bíblica agora têm em mãos uma das mais bem conceituadas obras de referência no assunto.

Click AQUI e leia um trecho da obra.

Fonte: Vida Nova

Luz e Vida Recife
Praça Joaquim Nabuco, 173 - Fone: (81) 3224-4767 - lojarecife@luzevida.com.br

4 comentários:

Elisomar disse...

Uma obra assim é muito importante!
O contexto da leitura muda muita coisa em algumas passagens bíblica.
Porque dizer que Jesus tocou um instrumento de sopro, no dia que ressuscitou o filho da viúva de Naim...não é bom, não é?

LUIS ANDRE DE BARROS disse...

Maravilhosa obra, que pena que muitos não valorizam! precisamos ouvir em nossas igrejas o verdadeiro significado do texto bíblico... oxalá que nossos irmãos despertassem e reconhecessem a necessidade do estudo. "2 Tm 4.13"

Márcio Cruz disse...

A Paz do Senhor para todos.

O fato não reside sobre material disponível. Vai além mais, pois é fato que o povo brasileiro não tem o hábito da leitura.

Outro fator preocupante: muitos líderes não incentivam o hábito da leitura. Exemplo: pastor pregar com um laptop sobre o púlpito. Muitos não veem nada demais, mas reflete sobre os demais que, vendo uma cena dessa, acabam por associar que é mais fácil depender da máquina que fornece tudo de maneira mais "fast".

Mais um dado: é mais fácil manipular um povo ignorante, inculto, leigo. Incentivar a descoberta literária e tesouros para o crescimento e enlevo espiritual, emocional para os outros, acaba por trazer para os mercenários obstáculos.

Outra questão é a cultural.

Se nós que somos o povo que Deus quer usar para transformação de outros não dermos exemplos em tudo, como queremos que as pessoas desejem seguir os nossos passos?

Reflitamos sobre esta situação na igreja brasileira.

Mas não esqueçamos do equilíbrio. De que adianta muito conhecimento se acabarmos virando meros religiosos?

Conhecimento e unção: ingredientes para uma vida plena da presença do Eterno.

*recomendo a leitura do MP deste mês. Matéria sobre os pioneiros da AD.

No Amor de Cristo,

Ir. Márcio Cruz

Gutemberg Maciel disse...

Caro Pastor Altair Germano,
Graça e Paz!

Muito boa indicação. Todos que primam pela correta interpretação dos textos bíblico devem ler esta obra.

Nos Laços do Calvário
Pr. Gutemberg Maciel