quinta-feira, 6 de agosto de 2009

TROCA DE INSULTOS NO SENADO: "DEDO SUJO", CANGACEIRO DE TERCEIRA CATEGORIA"...



A coisa no Senado Federal está para lá de feia.

Ofensas do tipo "minoria com complexo de maioria", "não aponte esse dedo sujo para mim" e "cangaceiro de terceira categoria", baixam o nível de tão conceituada casa.

Oremos pelas autoridades constituídas, para que no mínimo possam dar bons exemplos (há como estamos precisando!)

Leia mais AQUI.

4 comentários:

Elisomar disse...

É para isso que o povo elege esses homens? Infelizmente isso e outras, não servem de lição para o povo.

saraiva disse...

Uma enfermidade na cabeça descontrola tds os membros [ uma laranja estragada contamina todas.]eles stão esquecendo q existe internauta vamos dar o troco.

Pastor Geremias Couto disse...

O que mais me espanta são as esdrúxulas alianças.

Renan Calheiros abandonou Collor, que defenestrou Sarney, que, por algum tempo, andou rosnando para Renan, que aderiu a Fernando Henrique (foi seu Ministro da Justiça), que, afinal, conseguiu ser presidente do Senado com o apoio de Sarney, que depois teve o apoio de Renan para a presidência, e ambos se juntaram a Collor, que chamou Lula de cambalacheiro e usou "golpe baixo" para derrotá-lo, que agora chama Sarney, Collor e Renan de "cumpanheros".

Mas vamos descer um pouco para a planície.

Como ficam aqueles que não dão nota fiscal para sonegar impostos, não devolvem o troco a mais que recebem do supermercado, não comparacem ao trabalho, quando exercem cargo de confiança no serviço público, dirigem em velocidade além da permitida no trecho rodoviário, votam e prometem o voto da igreja em troca de sacos de cimento, pisos, bancadas, sistema de som etc., roubam o sinal da TV a cabo do vizinho e nada pagam para assistir os seus programas prediletos, fazem "gato" na rede elétrica para não pagar a conta de luz, subfaturam a compra de suas casas ou outros imóveis para pagar menos ITBI, adulteram os taxímetros e as balanças comerciais para auferir lucros fraudulentos e apresentam documentos falsos para receber vantagens indevidas, além de outras práticas consideradas "normais" que tornariam a lista grande?

Para nossa tristeza, o Congresso Nacional é apenas o espelho do que é a nação!

Já passou da hora começarmos, cada um de nós individualmente, um programa de tolerância zero com os nossos atos. Quem sabe, aí sim, as coisas melhoram lá em cima?

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor e amigo Altair:

Permita-me acrescentar dous ou três outros tópicos na longa lista que já apresentei na minha postagem anterior:

Como ficam os que, se dizendo cristãos, se escondem no anonimato para agredir, ofender, em suas postagens ao invés de estabelecer o contraditório de maneira respeitosa sob a própria identidade? Não estariam usando os mesmos métodos dos Renans e Tassos da vida?

Como ficam os que, se dizendo cristãos, se escondem atrás de "fakes" nos blogs, you tubes, twitters para lançar calunias, difamar e atacar a honra das pessoas?

Como ficam os que atacam a casa alheia, mas a sua casa está entulhada dos mais sórdidos enganos, da mais sórdida empulhação?

Seria melhor que fechassem a boca, recolhessem-se de sua covardia e tivessem firmeza de caráter.

Abraços