sábado, 8 de agosto de 2009

O SISTEMA DE VIVER DO MUNDO (2). Subsídio para Lição Bíblica.

O sistema de viver do mundo, em termos práticos e atuais, está presente na vida pessoal e eclesial do cristão , das seguintes formas:

- Na Vida Pessoal

a) Na prática das obras da carne (Gl 5.16-21);
b) No apego aos bens materiais e acúmulo de riquezas (por vezes ilícita) (Mt 6.19-21; Lc 12.15-21; 1 Tm 6.17-19; Tg 5.1-6);
c) No poder opressor, vivenciado na família (Ef 6.4; 1 Pe 3.7), no trabalho (Ef 6.9) e na igreja (1 Pe 5.1-4);
d) Na busca orgulhosa, arrogante e desenfreada por títulos (eclesiásticos, acadêmicos e honoríficos) e posições (Mt 20.20-23), fama, sucesso e status (Mt 4.8-10);
e) Em práticas que comprometem a integridade moral do indivíduo (1 Co 6.9-11)

- Na Comunidade Eclesial

a) Na adoção do modelo (sistema) econômico capitalista selvagem. Caracterizado pela opulência dos templos, luxo de alguns líderes (viver dignamente não é viver regaladamente) às custas dos dízimos e ofertas de lavadeiras, operários, viúvas assalariadas e semelhantes, no mero profissionalismo ministerial, na disseminação e defesa da Teologia da Prosperidade (mascarada no meio assembleiano por "Vitória Financeira"), no tratamento diferenciado aos que possuem "mais", ou crentes ricos (Tg 2.1-7);

b) Na adoção do modelo (sistema) político corrupto e corruptor. Manifesto nos atuais métodos de eleições convencionais (com direito a corrupção, nepotismo, traições, mentiras, estratégias desleais, e gastos de milhões de reais, partidarismo, revides etc.), na aliança, apoio e compromisso público (e por debaixo dos panos) de pastores com "políticos bandidos" (salvo as raríssimas exceções), no recebimento de salários (ou ajudas) por cargos fantasmas (ou compra de voto e apoio descarada), na negociação dos votos da igreja (sem conhecimento, autorização e aprovação da igreja);

c) Na adoção do modelo (sistema) ético/moral relativizado. Percebido no aumento do sexo pre-conjugal, da infidelidade no casamento e do número de divórcios (inclusive no ministério) por motivos banais, na sonegação ou retenção de impostos (previdenciários e trabalhistas), na falta de transparência administrativa e financeira;

d) Na adoção do modelo (sistema) de entretenimento pão e circo. Marcado pelos shows gospel, pelos artista e estrelas da fé, pelos fã-clubes evangélicos, pela desenvoltura no púlpito/palco, pela banalização e comercialização da adoração.

"E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Rm 12.2a)"

"Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo. Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente." (1 Jo 2.15-17)

4 comentários:

Givanildo disse...

Prezado Pastor que Deus continue lhe abençoando, tenho acompanhado os comentários das Lições Biblicas do 3º Trimestre 2009, eles tem sido uma bênção para nós professores da EBD. Givanildo Souza.

Antonio disse...

Apenas para lembrar, em São Paulo o ex-governador Paulo Maluf, execrado por suas condutas na administração pública, numa de suas últimas campanhas foi levado ao púlpito das Ass Deus com direito a discurso. A maioria dos irmãos com os quais conversei se sentiam envergonhados duplamente: primeiro por ter aquele cidadão oportunidade em nossos púlpitos, coisa que poucos têm; segundo, porque foi acompanhado pelo presidente da CGADB. Os cristãos deveria escolher melhor seus representantes políticos e eclesiásticos.

Anônimo disse...

Cá entre os meus botões: fico me perguntatndo se o comentário do nobre Pastor tem endereço e CEP certo.

Elias Charamba

Antonio disse...

Quando comecei a ler seu maravilhoso, há mais ou menos 3 meses, fiquei em dúvida quanto às suas pretenções políticas (no que tange à CGADB), quanto à sua posição teológica, sua coragem ou falta dela... Quero parabenizá-lo, por que tenho visto que o senhor é um homem de coragem, que tem compromisso primeiro com o Senhor Jesus e sua Palavra e escreve aquilo que acredita. Deus lhe abençoe grandemente. Fale e não se cale!!!