sábado, 29 de agosto de 2009

GLOBALIZAÇÃO (OU PLANIFICAÇÃO) MINISTERIAL



TEXTO EM LINGUAGEM ADAPTADA AO CONTEXTO

Aê, essa é muito legal. Você se ligaria que um dia um pastor bleiano (1º vice-presidente da CGADB-Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) pregaria numa igreja pra lá de maneira? Então fica esperto que essa onda já rolou.

A igreja Bola de Neve, onde desde já deixo claro que respeito, considero e amo cada irmão que lá congrega, recebeu (me parece que pela segunda vez) o nosso 1º vice-presidente, o pastor Silas Malafaia (digo nosso porque sou membro da CGADB).

O que rola aqui é o lance da Globalização Ministerial. Que maneiro (não para todos) essa de quebrar paradgmas e barreiras denominacionais (para alguns quebra de princípios).

O barato é que o pastor Silas Malafaia se garante. Quem não se garante fica só naquela do querer sem poder, de reprovar sem agir. Tá ligado!

Nessa parada pra lá de muito doida, entre aplausos e apupos, o processo de Globalização Ministerial segue em ritmo acelerado.

Que viagem! Uhuuuuuuuuuuu!

TEXTO NA NORMA CULTA

Amado. Você acreditaria que um dia um pastor das Assembleias de Deus (1º vice-presidente da CGADB-Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) pregaria numa igreja não muito convencional? Então saiba que o fato já aconteceu.

A igreja Bola de Neve, onde desde já deixo claro que respeito, considero e amo cada irmão que lá congrega, recebeu (me parece que pela segunda vez) o nosso 1º vice-presidente, o pastor Silas Malafaia (digo nosso porque sou membro da CGADB).

Defino os acontecimentos como parte do processo da Globalização Ministerial. A quebra de paradgmas e das barreiras denominacionais empolga uns e irrita outros

O fato é que o pastor Silas Malafaia não está preocupado com o que os outros pensam, nem com o que alguns pastores assembleianos esperam de um 1º vice-presidente da CGADB (afinal de contas os mesmos não pagam o seu salário). Quem gostaria de agir como o pastor Silas, mas não o faz por temer represálias, por orientação de seu pastor presidente, ou para não perder cargos e prestígio, ou ainda, quem gostaria de tomar uma atitude, mas não o faz por falta de força ou vontade política, fica apenas no desejo e na indignação.

Diante dessa nova realidade, entre aprovações e repúdios, o processo de Globalização Ministerial segue em ritmo acelerado.

21 comentários:

Matias Borba disse...

E agora ninguém pode mais tocar nos "intocáveis da fé", pois eles dizem, "não tô nem aí pra você, crítico!"

Não se pode mais fazer nem crítica reflexiva, acho que temos é que fazer elogios à tudo o que aparece por aí.

profe sandra disse...

A paz meu amado irmão, quero aqui fazer uma observação, este texto acima não está escrito de forma coloquial, ele está escrito de acordo com a norma culta, ou norma padrão da língua portuguesa, texto coloquial é quando é utilizado para expressar linguaguens de regiões diferentes do Brasil, ou uma linguaguem que usamos no dia a dia.Fique na paz.

ALTAIR GERMANO, disse...

Pois é nobre Matias,

são as características de um Ministério Globalizado arrogante.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre professora, obrigado pela correção. Já adequei o texto.

Paz do Senhor!

Anônimo disse...

Caro pastor Altair!

Tirando a parte da Teologia da Prosperidade que o Silas prega (tbm sou contra)eu gostei da ida do 1º vice presidente da CGADB ter ido visitar a Bola de neve.
Sou assembleiano mas respeito a Bola de Neve por eles terem compromisso com
Deus e a santidade. Tenho uma sobrinha convertida lá, que depois de uma vida devassa dentro da nossa Assembleia de Deus, ela foi visitar a Bola de neve e foi questionada em culto de Jovens sobre sua vida: Segundo ela, nunca ninguém na Assembleia de Deus tinha falado pra ela EM UM CULTO, sobre sexo, namoro escandaloso, drogas, bebidas etc.
Ela se arrependeu naquela noite e ficou na Bola de Neve. Posteriormente foi convidada a procurar a santificação, incluindo a santificação de seu corpo, e foi discipulado sobre o perigo do beijo na boca entre os jovens namorados, pois pode levar ao pecado da fornicação. Desde então ela tem se mantido fiel a Deus e aos principios bíblicos da santidade.


PAstor notei um AR de deboche em seu artigo contra a Bola de Neve.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre ANÔNIMO (que pena não se identificar)!

algumas observações são necessária sobre o vosso comentário:

1. Lamento que sua sobrinha "caiu" nas não de um pastor assembleiano tão negligente com as questões relacionadas. Há muitos que abordam e tratam com seriedade e propriedade tais pontos;

2. Quem escreve está sujeito as várias interpretações por parte do leitor. O significante geralmente possibilita na escrita vários significados. Não há deboche na intenção do autor do texto. O que há é uma linguagem comum àqueles que vivem algumas realidades no mundo teen.

3. Não escrevi "contra a Bola de Neve". Aprecio todo ministério sério e comprometido com a Bíblia, mesmo que não seja muito "convencional" da perspectivas de alguns (ou de muitos). Não conheço nem a igreja Bola de Neve nem o seu pastor. Conheço apenas algumas características, como por exemplo a de um ministério voltado para jovens surfistas etc.

4. O presente texto é uma narrativa sobre fatos novos em termos da postura de um pastor assembleianos de grande representatividade dentro de sua denominação;

5. Nem cheguei a falar que o pastor Silas "errou" ou não. Apenas descrevi fatos e implicações. Mesmo se tivesse falado, não importaria ao pastor Silas, pois atualmente ele se encontra acima da crítica;

O que acontece é que tais fatos nem sempre são novos, simplesmente ganharam mais visibilidade num mundo cada vez mais plano.

No amor de Cristo,

Elisomar disse...

Pastor, com toda siceridade, a gente não sabe nem o que dizer.
Parece que estamos parado num piso muito liso e com sabão, com medo de nos mover pra não cair.
A denominação pode ser "qualquer uma" Mas a doutrina não pode mudar em prol de A ou B.
Estamos comendo no prato que cuspimos? Ou estamos tomando consciencia que não somos os melhores? Ou quem sabe, abarcando o "mundo" em troca de popularidade?
O que somos nesses ultimos dias?

Gilva Cleródias disse...

Eu prefiro a Assembleia de antigamente! Bons tempos que não voltam mais! Temos um exemplo aqui - http://www.youtube.com/watch?v=e8MWUW5yd-Y&feature=related

Deus seja com o Senhor, Pastor! Vamos no Bom Combate para que todos os irmãos sejam esclarecidos!

Gilvanizia Cleródias

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado pr. Altair Germano,

A Paz do Senhor!

Diante de defesas e acusações, até mesmo, de covardes que não se identificam, vou direto ao assunto e peço a irmã professora que não se importe com, ou mesmo se preocupe, com os meus erros de português. Não sou professor de português!

Existem em encontros de grupos católicos que pregam a quarta trindade, ou seja a várias marias (menos a nossa irmã Maria, mãe de Jesus, por misericórdia e bondade de Deus), vidas que se libertaram da prostituição, alcoolismo e diversos tipos de drogas. Até aí tudo bem!

A questão é uma igreja que sente a necessidade incomum em possuir uma prancha de surf(surf), em seu púlpito. Afinal, a falta de respeito não encobre a conforme e desnecessária utilização como objeto de desvelo para uma apreciação tão simplificada do que deveria ser necessário, ou seja, o comum ao bom senso.

O pior está por vir. Cada um com a sua "VISÃO?".

O Senhor seja contigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com
Contra a Fal[acia da Prosperidade!

Anônimo disse...

Faço parte da terceira geração de uma famili assembleiana e fui sim visitar a bola de neve juntamente com meu esposo, chorei o culto inteiro, sentindo a presença de Deus.E mesmo entre aqueles jovens, tatuados, de bermudas, com brincos na orelhas,tou falando de homens é claro; Pensei comigo mesmo diante dessa galera, nem crente eu sou. posso ser uma religiosa, mas crente mesmo é essa turma. É uma maravilha, meus filhos amam a Igreja.seria tão bom se assembleia de Deus pudesse ser como eles. Sem compromisso com orgão corruptos, ah esquece. Não vou escrever a sigla pois se por sei que vc nao vai editar esse texto.

Antonio disse...

Jesus jamais proibiu que alguém que não andasse com ele pudesse pregar em seu nome(Mc. 9.38-40). É uma "ciumera" à toa. Desde que você pregue a PALAVRA, pregue a tempo e fora de tempo onde você tiver oportunidade. Isso de querer proibir um dos nossos pregar em outra denominação é um ranço do velho autoritarismo assembleiano. Repense essa sua posição. Aqui defendo ou ataco idéias, não pessoas.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Antonio,

me desculpe, mas acho que você leu outro texto;

"Isso de querer proibir um dos nossos pregar em outra denominação é um ranço do velho autoritarismo assembleiano. Repense essa sua posição."

De onde você tirou isto? Onde estou falando de "proibir" de se pregar em outras igrejas. Eu mesmo prego, quando devidamente autorizado por quem tenho de prestar contas.

E por falar em prestar contas, cada vez menos as pessoas estão dispostas a isto. Estão muito "grandes".

Abraços,

Anônimo disse...

Caro Pastor Altair:

Obrigado pela resposta por sinal bem explicativa e me perdoe se eu entendi o irmão de forma errada.
Eu tenho 35 anos de Assembleia de Deus e posso garantir que nossa denominação tem se descuidado da vida de santidade que nossos jovens devem levar (não estou generalisando)E na Igreja Bola de neve eles tem uma busaca intença pela santidade, isso eu posso garantir.
Na minha casa tem jovens na Assembleia e na boal de neve, e os da Assembleia são "paqueradores" profissionais de garotas e só falam nisso e os da bola de Neve levam uma vida de oração e leitura da Bíblia e se guardam da prática do beijo na boca (pois pode levar a prostituição)e fazempromessas a Deus até de se casarem virgens e intocáveis.
Agora quero respeitosamente dizer ao amado irmão que me chamou de covarde,l que não sou covarde, apenas estou usando do direito de não me identificar.
Se eu estivesse acussando alguém ai sim teria o dever de me identificar, mas não estou.
Quanto a nossa Assembleia de Deus, apensar de tudo ela ainda é a Igreja mais respeitada do Brasil, tem a doutrina mais ortodoxa. Apenas eu observei o fato de a neopentecostal Bola de neve tem um cuidado especial com seus jovens.
Sei muito bem do que estou falando.
E peço mais uma vez perdão ao pastor Altair por ter entendido errado o seu texto.
Quanto ao pr. Silas malafaia, acho que ele está exagerando na Teologia da Prosperidadee já passou de todos os limites.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre anônimo,

onde lhe chamei de covarde? O fato de expressar meu lamento em não poder me dirigir para alguém identificável, não diz respeito ao ato de covardia, mas o de poder saber com quem dialogo.

Certamente o irmão tem os seus motivos de não querer se identificar, e pode ter certeza que o respeito por isso.

No amor e na paz de Cristo,

Altair Germano

Anônimo disse...

De um lado temos um certo exagero por parte de nossos irmãos da Bola de neve e por outro lado temos exagero por parte de irmãos pentecostais como neste link onde uma irmã procurou a justiça para não usar calça no trabalho.
Aproveito para perguntar ao pr.Altair sobre "O fazer votos ao senhor" em nossos dias, se tem embasamento bíblico ou não, pois é um tema meio nublado para mim.

abraços, Carlos

Anônimo disse...

http://www.acsdourados.com/index2.php?ctg=17&nt=887

MULHER APELA À JUSTIÇA PARA CONSEGUIR TRABALHAR DE SAIA

Antonio disse...

Querido irmão Altair. O único que é digno de honra, de glória, de adoração, de louvor, para os que estão no Reino lutando por entrar pela porta estreita é o GRANDE EU SOU. Não conheço nenhum outro grande. Não importa se é presidente da convenção, vice-presidente etc. Diante de Deus somos iguais, embora aqui para alguns somos menos iguais que outros!!! Gostaria de lembrá-lo que prestação de contas não é o forte de nossa denominação.

Alexandre Matias disse...

Cuidado!
Jesus pregou,andava e comia com publicanos!
Pastor Altair por gentileza faça uma visita a Igreja Bola de Neve, e depois faça outro comentário.
Um abraço e fique na Paz.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Alexandre Matias,

penso que os irmãos da Bola de Neve são amados em Cristo.

Releia o texto com mais cuidado e certamente você entenderá que não precisarei ter cuidado.

Visitá-la, sem dúvida alguma, assim que puder!

Abraços,

Cidinha disse...

olha só ,trabalho com uma moça não crente,mas que é virgem ,só vai se casar assim como ela diz,não bebe,não fuma,não vai baladas ,só ao cinema,então ela nunca precisou de ninguém além de seus pais me ensinarem o que é certo ou errado.
Onde quero chegar com isso?dizer que qdo era da assembléia fazia isso e aquilo e depois que foi para bola de neve teve um "encontro com Jesus" ,Jesus sempre esteve lá não o encotrou pq não quis .
Não cabe somente os lideres dos jovens orienta-los ,mas os pais tembém tem que colaborar.
Pra uma jovem ou um jovem viver fora das drogas e fora da prostituição ,não precisa ser crente,basta ter no minimo boa estrura familiar e saber oq é bom para ele.E esse negocio de não poder beijar na boca qdo namorados para não fornicar ,cai por terra toda santidade que querem pregar,pois se der um beijo que já quer algo ,não tem dominio próprio sobre seu corpo?
Ai ,cansei dessa coisa toda,na assmbléia não pode isso e aquilo e todos são pecadores ,agora na igreja tal ,pode isso tudo mas são todos "santos".. então tá.

lucia silva disse...

a paz! meu nome é lucia sou da assembleia de DEUS a 26 anos e amei ver nosso pastor assembleiano ser convidado a pregar na bola de neve, o senhor pr altair escreveu, colocou o video com o silas falando, pena que não nos prestigiou com a pregação dele; pois quando começou a pregação, o video acabou, podia ter colocado a pregação, pois acredito que foi uma benção e maravilha. que os irmãos da bola de neve convide mais e mais pastores assembleianos p/ pregar a palavra la, ai saberemos que realmente estarão ouvindo a genuina palavra de DEUS a paz!