sexta-feira, 28 de agosto de 2009

GLOBALIZAÇÃO CONVENCIONAL

"Globalização Convencional" foi a expressão que ouvi, como definição dos fatos que continuam a se propagar (para uns felizmente, para outros infelizmente) nas Assembleias de Deus no Brasil.

O mais novo acontecimento (pelo menos para mim), relatado pelo próprio pastor Oton Miranda de Alencar, presidente da Assembleia de Deus em Macapá-AP, foi o fato do pedido de desligamento feito pelo mesmo à Convenção Estadual dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus no Estado do Amapá, presidida pelo pastor Lucifrancis Tavares.

Ao desligar-se da Convenção de seu estado no processo da "Globalização Convencional", o pastor Oton Miranda, juntamente com os pastores da igreja de Macapá se filiaram à CEADIF - Convenção Evangélica das Assembleias de Deus no Distrito Federal, presidida pelo pastor Sóstenes Apolo.

A Assembleia de Deus em Macapá-AP já abriu congregações nos outros municípios do estado (onde existem trabalhos ligados à Convenção Estadual, presidida pelo pastor Lucifrancis), e já avança para o interior do Pará.

E por falar no Pará, temo novos fatos. Na capital, em Belém, depois do mal estar causado pela abertura de uma igreja pela COMIADEPA - Convenção de Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado do Pará, presidida pelo pastor Gilberto Marques, onde já havia trabalhos da Assembleia de Deus em Belém (igreja mãe, com seus ministros filiados à CIADSETA - Convenção Interestadual dos Ministros e Igrejas Assembleias de Deus do SETA, com sede no estado do Tocantins, e presidida pelo pastor Pedro Lima), liderada pelo pastor Samuel Câmara, temos o estabelecimento de uma nova igreja Assembleia de Deus, liderada pelo pastor Daniel Oliveira, filiado à CEADIF - Convenção Evangélica das Assembleias de Deus no Distrito Federal, presidida pelo pastor Sóstenes Apolo.

Desta feita, não temos mais duas convenções estabelecidas no Pará, agora são três, todas filiadas à CGADB (Convenção de Ministros das Assembleias de Deus no Brasil, presidida pelo pastor José Welington), sendo que duas com sede fora do estado (em Tocantins e no Distrito Federal).

O que mais virá por aí? É orar e esperar para ver!

10 comentários:

Sidnei Moura disse...

Pr. Altair,

Qual será o futuro da Ad no Brasil? Como se não bastasse, qual seria a sua reação ao saber que o vice-presidente da CGADB esteve na Bola de neve??

Se ainda não viu, o link abaixo:

http://sidneiemoura.blogspot.com/2009/08/silas-malafaia-na-bola-de-neve-confusao.html

Abraço!

Edmilson Cruz Silva disse...

Pois é, se o objetivo fosse evangelização, salvação de almas, será que haveria isso?

É triste, lamentável, pois isso só mostra o quanto a igreja está dividida. Depois chegam nas convenções e é um "batendo tapinhas nas costas do outro". Quanto hipocrisia!

O pior é que isso não tem volta. Pra arrumar essa bagunça precisaria uma reforma geral na forma de administração. Isso nunca acontecerá! Só não se dividem mais porque a marca "ASSEMBLÉIA DE DEUS" traz "status".

Oremos!

Anônimo disse...

Só que a AD do pr. Sostenes não pretendeu ser a NOVA IGREJA SEDE DA ASSEMBLEIA DE DEUS DE BELÉM.

E mais novidades meu querido Altair: Acabo de ser informado que o Pr. Samuel Câmara (atraves da Conv. da igreja mãe) abriu trabalho em Santarem (cidade com 300 mil habitantes). O pr. da Assembleia de Deus de lá da Comieadepa Nivaldo que tbm é um dos vices da Convenção não tinha quase tempo para a Igreja. E desde que assumiu viu seus membros serem perdidos para a IGREJA DA PAZ, do pr. ABE HUBER, que hoje conta com 30 mil, eu disse 30 mil mesmo) membros soemnet na cidade de Santarem.
O pr Samuel que não é bobo e nem nada abriu uma Igreja nos moldes modernos da Igreja da PAz (que por sianl eh uma excelente igreja na área de discipulado cristão, pergunte ao pr. geremias do Couto, pois esteve lá)e deixou como pastor um jovem de 35 anos Pr.Ronalth, filho do pr. de oriximiná (Pr. Augusto) que já tinha saido da Comieadepa há 2 anos.
Então meu querido Altair, apartir de Santarem a Igreja mãe vai estabelecer primeiro as suas sedes em todo o oeste do PArá (onde fica Santarém), que a área mais aberta ao evangelho daquele estado para depois envolver todo o esatdo.

Anônimo disse...

Link de uma festa na nova igreja de santrem, logo após ser ianugurada, jah abriram mais 2 filiais na cidade, e hje jah conta com 3 igrejas e um total de 1.500 membros.
A foto no detalhe é da congregação recente e esse blog é dos jovens q se reservaram o direito de não falar nada sobre a nova igreja

http://www.missaojovemsantarem.blogspot.com/

pastormarcosantunes disse...

enquanto nossas igrejas se fragmentam, outras vão ocupando espaço. Será que vai acontecer com a nossa AD o que já aconteceu a muitas denominações que implodiram.
Se depender de nossas lideranças e suas Capitanias Hereditárias...
agora não lutamos mais contra o mundo e o diabo, somos nosso maior inimigo! nossos "irmãos " agora são nossos inimigos! AH, Assembléia, volte a ser de Deus!

Atalaia disse...

Sinceramente ,parece mais com franquias disputando mercado consumidor,perdão,na verdade,são realmente franquias disputando mercado consumidor de religião.

MINHA IGREJA disse...

Pastor, daria pra montar um gráfico, só pra entender melhor...

Anônimo disse...

Pr. Altair, a Paz do Senhor,
Gostaria que o Pr. explicasse o que é "Globalização Convencional" ou o processo de globalização ministerial está em ritmo acelerado. Pude ver um site onde jovens tiraram a roupa para dizer NÂO à globalização, como protesto. Agora vejo esta frase... Por favor, me traga algum esclarecimento. Fique na paz

Anônimo disse...

Em relação a inumeras convenções em uma cidade isso já não é novidade, já convivo com isso na cidade onde moro interior de SP, há três ASD ligadas(Comadespe, Confradesp e Cieadespel) e todas ligadas a Convenção Geral, uma total falta de união, vejo que Deus não se agrada disso tudo, pois a liderança não lidera, mas sim divide cada um olhando somente para o seu curral. Onde estará a ética, moral e carater dos nossos lideres?? palavras muito pronunciadas, mas pouco praticadas.

Um abraço Pr. Altair!

Pr João Laurentino disse...

Vivemos uma época de "donos de igreja"
portanto isto não me admira
Em um país onde muitas igrejas estão entregues nas mãos de verdadeiros criminosos,sem escrúpulos,sem visão de Deus em nada que fazem,por que se admirar destas coisas?

Esperando em Cristo...

Pr.João Laurentino
AD Brasilia-DF