domingo, 12 de julho de 2009

PRESENTE DE GREGO: POR SAMUEL CÂMARA

INAUGURAÇÃO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM BELÉM, PELA COMIADEPA, NUMA PERSPECTIVA DO PR. SAMUEL CÂMARA

"Este lamentável acontecimento é, sem dúvida, um “presente de grego” aos 98 anos de nossa Igreja-mãe, que não será recebido nem passará pelas suas portas. Seu intuito de confundir e destruir os marcos antigos será frustrado." Leia no site da IGREJA MÃE

Leia mais em CAVALO DE TROIA

Leia também em PRESENTE DE GREGO

Deste ponto de vista, posso afirmar, que em nenhum outro momento da história das Assembleias de Deus no Brasil, tantos "presentes de grego" foram e estão sendo distribuídos.

O problema é que ninguém se assume como o presenteador. Todos só se colocam na condição de presenteados.

23 comentários:

TIAGO VIEIRA disse...

Pastor Altair Germano,

Concordo com o Pastor Samuel Câmara. é um "lamentável acontecimento". Belém não precisa de mais uma "igreja". Mais uma igreja em Belém é uma afronta, é um desrespeito a propria Assembléia de Deus no Brasil. Esse fato é sem dúvida o fim da picada. Não é só um desrespeito ao Pastor Samuel Câmara não, é um desrespeito aos irmãos membros da igreja mãe, é um desrespeito muito grande aos trabalhos dos Pastores que pastorearam a AD de Belém, como o próprio Pastor Firmino, Nyström, Vigrem e Berg em fim.

Se não há respeito pela igreja-mãe então o temor, cordialidade, união, amor já não existe há muito tempo.

Lamentável este acontecimento.

Anônimo disse...

No caso em questão o presente de grego foi institucional pois a referida inauguração desse Templo central foi referendada pelo presidente da CGADB; Nesse caso temos sim o presenteador.
Resta também resaltar que o pr. Samuel Câmara também deu seu presente de grego a nossa denominação ao veicular as suas denuncias na TV, embora que muitas delas sejam do conhecimento de muitos pastores.

Pr. Ezequias Barbosa

Gislaine disse...

Será esta somente perspectiva do pr. Samuel Câmara?
Eu pelo menos sou uma jovem que mora em Itajai-SC e também esta é minha perspectiva. Concordo inteiramente com o pr. Samuel que isso foi um presente de grego e os presenteadores foram os líderes da CGADB.
Imagino isso ocorrendo isso em Itajai, o pr. José Welligton e pr. Arcelino inaugurando a um TEMPLO CENTRAL E EMPOSSANDO UM NOVO PASTOR DE ITAJAI!!!

Isso é dose prá leão não dormir!

Sóstenis Moura disse...

Nós, pernambucanos, membros das Assembleias de Deus, não achamos nada anormal que uma Convenção abra templo no espaço da outra!!!

Sóstenis Moura

www.embaixadoressiao.blogspot.com

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre pastor Ezequias,

perceba a complexidade da questão em perspectivas diferentes. Recebo e-mails (e comentários) de irmãos de Belém, afirmando que foi uma "benção" a inauguração de uma igreja AD em Belém pela Convenção Estadual, enquanto outros afirmam que foi "presente de grego".

Como publicado neste blog, muitos entendem que o pr. Samuel Câmara agiu corretamente quando se pronunciou sobre os problemas administrativos e internos da CGADB em rede de TV aberta (o que, como já me posicionei, não concordo), enquanto outros, como o irmão, afirma que foi um "presente de grego".

Como coloquei, em situações delicadas, ninguém que assumir o papel do "presenteador".

ALTAIR GERMANO, disse...

Gislaine,

quero lhe informar, que em todo o Brasil, Convenções de Assembleias de Deus e igrejas de outros estados, estão abrindo templos onde já existem trabalhos consolidados.

Não se espante se em breve isto acontecer em Itajaí (se é que já não aconteceu, e a irmã não sabe.

Como já escrevei, se bom ou ruim, o tempo vai dizer, o sistema de Capitanias e feudos assembleianos ruiu.

ALTAIR GERMANO, disse...

Sóstenis,

como bem falado, aqui em Pernambuco, há igrejas das mais diversas convenções assembleianas do sudeste abertas (Rio de Janeiro, Espírito Santo, etc).

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Tiago,

"A Convenção de Ministros das Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus no Estado do Pará, foi fundada no dia 18 de agosto de 1921, na cidade de Belém, capital do estado do Pará, pelos missionários e Pastores Gunnar Vingren, Daniel Berg, Absalão Piano, Izidóro Filho, Pedro Trajano, Adriano Nobre e outros sob a denominação de Convenção Estadual das Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus do Estado do Pará." (Fonte: www.comieadepa.org)

Me ajude a entender a história:

Quando a igreja em Belém (igreja mãe) rompeu com a Convenção Estadual, fundada igualmente pelos pioneiros, não houve desrespeito a memória dos tais e às demais igrejas do estado?

Quem deu primeiro o tal "presente de grego"?

Como não conheço bem a história, uma ajuda seria bem vinda.

Elisomar disse...

Infelizmente há uma diferença muito grande desse presente de grego. Pelo menos o cavalo de Tróia deu a chance de o inimigo ser destruido, parece que este está gerando inimigo e alimentando o inimigo. Não me refiro à igreja do Senhor e sim a aceitação da mesma pelos donos dela. Que situação!

Gislaine disse...

Eu entendi pastor o que o senhor falou, aqui mesmo em Itajai tem Assembleias de Deus de outros ministérios e até em Camboriu também tem.
Mas nunca presidentes de Convenções membros da Convenção Geral chegaram aqui colocando isso nos jornais e em rádios que iam inaugurar O novo Templo Central da Igreja e não apenas mais um, entende?
O pr. Cesino disse em Camboriu que se coloca no lugar do pastor de Belém o Pr.Câmara, e disse que não queria estar no lugar dele, pois disseram que iam inaugurar O N O V O T E M P L O C E N T R A L? e o n o v o p a s t o r i a t o m a r p o s s e

entendeua diferença? Disseram que iam inaugurar O ... e não apenas um...

Abraços fraternos em Cristo.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre leitores, há uma diferença em relatar fatos, expor opinião, discordar de maneira equilibrada e respeitosa, mesmo que com firmeza, de agredir com palavras.

Além de manter o anonimato, alguns comentaristas usam deste expediente.

Desculpe, mas postarei vossos comentários quando os mesmos forem mais respeitosos com as partes envolvidas.

Abraços!

Anônimo disse...

Desculpe pastor mas com todo o respeito do mundo o senhor se enganou quando disse que a Igreja mãe rompeu com a convenção do Pará, pois a igreja mãe nunca rompeu com Convenção nehuma até mesmo porque ela nunca foi membro de Convenção, ao contrário ela criou 2 convenções:a Comieadepa e Ciadseta.
No caso em questão, que o senhor aborda é um fato delicado que envolve um longo período de tempo em que houve um rompimento entre os líderes da Convenção e o então pastor da Igreja Girmino Gouveia. E quando o pr. Samuel Câmara assumiu o pastorado a convite da Igreja mãe referendado pelo então pastor da igreja, ministério, diretoria e Assembleia Geral, o presidente da Convenção não se conformou e as coisas ficaram insustentáveis, culminando assim com o pedido de desligamento dos pastors de Belém da refrida Convenção. Fato esse que é muito comum no Brasil como o senhor mesmo sabe, e todos acham perfeitamente normal, só n o caso do pr. Câmara é que alguns não perdoam e taxam esta saída dele como presente de grego. Mas Deus sabe que ele não podia mais continuar na Comieadepa e ele se filiou a outra Convenção também criada pela Igreja mãe que é a CIADSETA.
Estou relatndo isso porque é a verdade e realidade dos fatos.
Não é preciso o senhor aceitar, basta ler e tomar conhecimento das coisas aqui em Belém. Espero tê-lo ajudado na elucidação deste assunto.
Mesmo que aIgreja mãe tivesse rompido - o que não aconteceu - sem motivos, não era o caso do líder da CGADB vir inaugurar segundo ele O NOVO TEMPLO CENTRAL DE BELÉM. e nem empossar O NOVO PASTOR QUE VAI CUIDAR DO CAMPO DE BELÉM.
Pois Belém já tem Templo Central e pastor.
Se eles tivessem aberto o trabalho como a AD da Comieadepa apenas (que é a pura verdade) esses problemas não estariam acontecendo.
Mas em vez disso, preferiram criar confusões e confusões causando estragos da imagem da Denominação na mídia local e talvez nacional, não sei dizer!

antonio saraiva disse...

shalon p/tds nem grego nem troiano e sim a palavra do senhor sta sendo pregada de ambas partes volto a dizer convenção não salva sois salvo pela palavra.

JOÃO A DA SILVA FILHO disse...

Prezados,Paz do Senhor.!

Acho que obra cresce tanto em Belém-Pa, que o Pastor Samuel Câmara, mesmo com toda capacidade não está conseguindo dar conta.
A OBRA NÃO PODE PARAR............

.. disse...

Li esse texto nesse blog, abaixo mencionado, gostaria de saber se isso procede ou não, se for verdade, estamos caminhando para a harmonia na CGADB porque alguém deu o 1º passo abdicando de suas razões:
Eis o texto:
Saiu no Blog do Eliseu
Nesta segunda-feira, dia 13 de julho, a Justiça de Serra, Vitória – Espírito Santo, caçou a liminar que deu direito a diversos pastores estarem integrados à CGADB como convencionais. Estes pastores votaram no Pr. Samuel Câmara em junho, na 39ª Assembleia Geral Ordinária (AGO).

Dentre os pastores que estavam convencionais por força de lei, havia o Pastor Jabes de Alencar. Embora Jabes de Alencar seja um pastor muito querido no meio evangélico, originário de uma família com história de peso na Assembleia de Deus em São Paulo, é considerado persona non grata pela cúpula da instituição assembleiana.

E, além disso, no Rio de Janeiro, diante da Mesa Diretora da CGADB, o Pr. Samuel Câmara deu amostras de quem é. Ele fez uma retratação por ter colocado em dúvidas o processo de contagem de votos, disse estava abalado com o resultado da eleição, e pediu desculpas a José Wellington Bezerra da Costa.

Aos olhos humanos, pedir perdão é um gesto de fraqueza, mas aos olhos de Deus, havendo sinceridade no gesto, é prova de grandeza espiritual.

http://belverede.blogspot.com/

Vagner disse...

Só não percebe quem não quer, ou quer ser ignorante, pois, qualquer pessoa, por mais leiga que seja, sabe que isso só aconteceu em Belém, por motivos pessoais e não bíblicos. Não existe de "ganhar almas", é pessoal mesmo. Só não ver quem não quer. Ou vê e faz de conta que não vê?

TIAGO VIEIRA disse...

Pastor Altair,

A questão do rompimento da igreja-mãe com a convenção estadual foi "quase que forçada", infelizmente por motivos do "querer-poder". É claro que também é uma situação "lamentável", e episódios semelhantes a este acontece frequentemente.

A questão que consideramos de igual modo "lamentável" é o ignorar totalmente a idoneidade da igreja-mãe, ignorar o início da nossa própria história como denominação. Sabemos que a motivação para abrir "mais um templo central em Belém" não é para "ganhar almas", e isso é "lamentável". O abrir igrejas para a expansão do evangelho é um dever, o Pará é imenso, há muito espaço para isso, mas querer "substituir" o templo central é outra história, analisando as entrelinhas fazemos esta leitura.

A alegria por novos templos serem inaugurados nos alegra, mas inaugurar um templo chamando-o de "central" (por que é assim que está sendo chamado) é sem dúvida uma ignorância, falta de respeito e cordialidade.

Ev. Souza disse...

Olá Pr. Altair
Apaixonei-me pelo seu blog de forma que não fico um só dia sem acessá-lo. Assuntos de extrema importância nos nossos dias, atualizadíssimos. Parabéns.
Romanos 15:20-25
20 esforçando-me, deste modo, por pregar o evangelho, não onde Cristo já fora anunciado, para não edificar sobre fundamento alheio;
25Mas, agora, estou de partida para Jerusalém, a serviço dos santos.
PRÁTICA DESTES TEXTOS SAGRADOS
Esforçando-me, deste modo, por pregar o evangelho, “onde Cristo já fora anunciado” (é muito mais fácil! Não me preocuparei mais com os rudimentos da fé, perderei muito tempo até ensinar que devem dizimar! Olha as etapas que deixarei de cumprir! E “logo logo” serei visto como um grande apóstolo!!!) Fundamentos de quem? Ah, já tem pastor lá? Estarei fundamentando outra edificação? Vou provocar divisões no seio familiar? Ah não, isto é uma visão arcaica nem sei por que o Espírito Santo permitiu ser escrito isto ai? Eu acho que Paulo estava cheio do vinho quando escreveu! A serviço de quem? Dos santos? Ah sim estou a serviço dos santos lá de casa. Tenho que dar o melhor para meus filhos afinal no mundo de hoje se não tivermos uma faculdade no exterior, não dá, não é.
Onde está a ética pastoral?
De um lado, julgando-se descendente de um pontifício, intitulando-se Sucessor de Daniel Berg e Gunnar vingren, utilizando-se deste marketing promissor de IGREJA MÃE, o pastor SC parte em busca de arregimentar seguidores sem muitas preocupações com o verdadeiro evangelho. Em busca sim de um poder secular. Já não basta a ICAR buscando para si todo o poderio secular e eclesiástico desvirtuando-se do autêntico compromisso citado por Paulo “A SERVIÇO DOS SANTOS”. Se tivermos uma igreja mãe ela está em Jerusalém onde tudo realmente começou. Por motivos de universalidade o Senhor não permitiu este título mostrando-nos que este capricho não permitiria a ninguém. Olha que esta luta pra ser mãe de tudo e consequentemente adquirirem poder terreno e governar a seu bel prazer, não é de hoje. Lembram da grande babilônia sob o governo de Nabucodonozor? ”Assim diz o SENHOR, o que vos redime, o Santo de Israel: Por amor de vós, enviarei inimigos contra a Babilônia e a todos os de lá farei embarcar como fugitivos, isto é, os caldeus, nos navios com os quais se vangloriavam.”Is 43:14. E a Roma de Constantino palco de tantas prostituições e disparates em nome de JESUS, hoje se intitulam IGREJA MÃE.
Confesso que pasmo diante de tantas aberrações em nome de JESUS.

Ev. Souza disse...

O primeiro Estatuto apresentou como principais objetivos da CGADB:
Promover a união e incentivar o progresso moral e espiritual das Assembléias de Deus;
Voltemos a estes princípios, o que vemos hoje são as ASSEMBLÉIAS DE DEUS digladiando-se neste coliseu mundano de uma política soberba e prepotente onde predominam o poder secular e a corrupção moral.
É hora de repensar nestes valores “Progresso moral e espiritual”.
Admitamos que a CGADB na pessoa do seu Exmo. Presidente tinha que fazer alguma coisa, mesmo passando por cima da ética e dos princípios originais da INSTITUIÇÃO, não é mesmo? Afinal na guerra pode-se utilizar de todos os meios pra vencer o inimigo. Afinal de contas o SC se utilizando do título de sumo pontífice da igreja Mãe, e de todo seu carisma, está como Absalão ameaçando o poder do outro (Davi) que cumpre hoje um mandato de longos 21 anos, que Deus o Abençoe.
Independente de reconhecimento, se fulano ou beltrano manda ou não, o Evangelho do Reino segue imperiosamente. Sendo conduzido com ética ou não, o crescimento é visível, as Assembléias de Deus de Abreu e Lima que o diga. “Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?”1Co 4:7; Não fomos chamados para juízes. “Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus.”1Co 4:5. A seu tempo o Senhor julgará todas as coisas:

Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,1Co 3:12
manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. 1Co 3:13
E QUE DEUS NOS ABENÇOE...

Anônimo disse...

Pr Altair, bom dia já me tornei fã do seu blog pena que por meio de um assunto tão triste como esse, pois admirava muito os dois personagem da historia,acredito que alguem tem que voltar atrás senão..., falta de perdão, sei não.

Anônimo disse...

Meu Deus!
Não acredito que o evagelista Souza acredite em tudo oq ue ele falou nos 2 grandes posts dele acima.
Sem cometários!

Pr. Cledionilson Rodrigues disse...

Amado Pr Altair
Paz em Cristo.

convido aos amigos e irmãos blogueiros, que atentem para os seguintes detalhe.

A COMIEADEPA - Convençao dos Ministros e das Igrejas Assembléias de Deus no Estado do Para, com o deligamento da Igreja Mãe e de seus pastores, da convenção Estadual, a referida convenção ficou sem representação na capital. ´havia a necessidade de se ter, na capital do Estado, uma representação da Convenção da AD do Estado do Pará, contudo ao se innstituir a representação, não houve a pretenção de se anular o valor e o significada da igreja mãe, muito meno de substituí-la.
para os que estão a par dos fatos, sabem que do momento da ruptura até o da instituição desta representação, se passaram apeoximadamente quatro anos, nos quais se acreditava que as coisas iam retornar a ser como eram, mas isso não ocorreu.
ao Controrio, a liderançada igreja em Belem, transformou o Estado do Pará, em seu campo de missão, e abriu igrejas, intituladas de AD da Igreja Mãe.
não seria isso um desrespeito aos pastores destas cidades, pois não se abriu igrejas onde não havia, não se procurou aldeias, vilas e valados, mas procurou-se cidades, instituindo nova igreja, causando um desconforto para a liderança local.
lembro da seguite postagem do Pr Samuel Camara: http://samuelcamara.blogspot.com/search?q=bumerangue.
e para concluir afirmo que ele esta semeando o que plantou, é o bumerangue que retornou, e que se alguém está perdendo, não é o reino de Deus, pelo contrário a genter agradece.

Pr. Sander e Luzia Silva disse...

Pr. Sander Rodrigues da Silva...
Meus amados, estão pegando um diamante único, o mais belo jamais encontrado e fragmentando-o sem uma razão que valha a pena...
A Assembléia de Deus é o amor do Senhor Jesus consolidado na terra, por que permitir que satanás quebre a nossa comunhão semeando a discórdia.
Me sinto tão pequenino, e meu coração chora com isso... Vejam que coisa linda :
http://www.youtube.com/watch?v=iPIr1hCQkNE

PELO AMOR DE DEUS, NÃO PERMITAM QUE O MAU COMPORTAMENTO DE ALGUNS IRMÃOS DESTRUAM O QUE HÁ DE MAIS BELO ENTRE NÓS, o nosso amor e compromisso verdadeiro com o Senhor da obra...