quarta-feira, 29 de julho de 2009

OU É O EVANGELHO OU É DOENÇA: POR CAIO FÁBIO

"É esse conhecimento de Jesus segundo a carne, apenas como informação histórica e dogmática, o que mais drena a energia espiritual de quem deveria estar pregando o Reino de Deus, e não sendo sugado pelas sanguessugas da religião. Eu ousaria dizer que talvez 95 por cento do que suga a nossa energia na “causa cristã” nada tem a ver com Jesus segundo o espírito, mas apenas com o Jesus segundo a carne.

Ora, isso vai das formalidades e das politicagens dos concílios e das convenções denominacionais e ministeriais até as mais cretinas formas de perversidade praticadas em nome de Jesus, feitas de fofocas, intrigas, intervenções, tiranias, perseguições neuróticas e invenções mirabolantes que tiram a simplicidade do Evangelho, fazendo dele um feioso produto da religião." Leia em CAIO FÁBIO

Alguém duvida destas verdades?


O fato é que para se encobrir debaixo da capa da hipocrisia, numa verdadeira manobra "schopenhaueriana", alguns (ou muitos), apontando para antigas falhas morais, tentam dessa forma, desviar o olhar do público leitor, da denúncia para o denunciante.

Haja (falsa) religião!

3 comentários:

Matias Borba disse...

O final do seu texto foi brilhante Pastor.

"O fato é que para se encobrir debaixo da capa da hipocrisia, numa verdadeira manobra "schopenhaueriana", alguns (ou muitos), apontando para antigas falhas morais, tentam dessa forma, desviar o olhar do público leitor, da denúncia para o denunciante."

Recentemente publiquei em meu blog algo falando sobre essência, o que falta em muito hoje. Muitos de nós aprendemos tudo dentro de uma denominação ou instituição religiosa, cantar, pregar, tocar instrumentos, fazer campanhas, etc.

Mas temos uma grande dificuldade de aprendermos a sermos seguidores de Cristo, servi-lo sem barganhas, a cumprir seu ide de amar ao próximo, perdoar, fazer justiça ao pobre etc.

Só precisamos aprender a termos essência a cada dia, e não a sermos meros religiosos exalando tamanha hipocrisia.

Deus abençoe!

Anônimo disse...

Parabéns pela postagem! Excelente artigo e muito oportuno hoje em dia mais do nunca.

Anônimo disse...

Caro Pr. Altair Germano acompanho seu blog sempre que possivel, e louvo a Deus pelo que encontro nele...Sobre Caio Fábio,que sempre se pronuncia de forma polemica, chocante, verdadeira,irritante, muitas vezes contra tudo e todos ( até contra ele mesmo rsrsrsrs),deixando transparecer em seus textos o seu "estado de espirito", falando que é Caio, que Cai, que já Caiu, mas o favor imerecido o sustentou, e hoje ele caminha, por Graça, pelo que leio e sinto ainda com um coração amargo, ferido, mesmo assim o coração de um homem de Deus ( homem, com todas as suas ambiguidades, contradições, e que diferentemente de muitos de nós, não tem vergonha de esconder isso, não se esconde em molduras engessadas de santidade, alimentando uma santidade que serve de auto-justificação diane de Deus...)e por outro lado vejo Pr. Altair Germano, Pr, teólogo, pedagogo, professor, escritor, conferensista, servo, essa ultima qualidade, com certeza vejo transparecer, ha um bom tempo, que para a gloria de Deus não é assembleiano ( em minha concepção, embora o senhor não concorde rsrsrs, mas simplesmente Altair, servo do Deus vivo, que tem a missão de apascentar, anunciar, aconselhar...seus conselhor me serviram muito caro pastor e dentro de abreu e lima, com toda certeza..no fim das contas 2 homens de Deus a quem admiro, a um perguntarei, ao senhor, como o senhor percebe o Caio Fábio hoje?, o senhor concorda mais do que discorda do que ele escreve, ou o contrario?, Pr. se possivel responda-me através do falabacana21@yahoo.com.br...Um abraço, Paz!