quarta-feira, 24 de junho de 2009

SÉRIE INVESTIMENTOS MINISTERIAIS (1)


Uma modesta e aconchegante casa!

4 comentários:

Elisomar disse...

Puxa, que tapera!

Djenane disse...

Esta casa pode representar a casa dos sonhos de muita gente(ministros investidores)só que tem uma diferença: eles escolheram o lado mais fácil da coisa! Com Deus, nada é fácil e de graça, tudo tem o seu preço! Por exemplo: eu estou esperando minha casa própria em Deus, mesmo que isso signifique que eu tenha que passar pelo teste do tempo e paciência, além é claro, das provações! Graça e Paz amado!

Pr Alessandro Garcia disse...

Com uma casa dessa o "obreiro" se esquece até do céu!!!

Eu penso que não haveria nada de errado o pastor possuir uma casa desta, em duas situações pelo menos:
1ª Se ele tiver uma renda própria e não depender do salário da igreja. Ele tem o direito de comprar a casa que ele quiser e puder como qualquer cidadão.
2ª Se a realidade econômica da igreja que pastoreia permite que ele more numa casa assim, já que a maioria da membresia é de classe média e rica.

O que é insustentável, é o pastor querer viver uma realidade financeira muito além da realidade dos membros.

Uma outra questão é saber se o obreiro realmente precisa morar numa mansão ou apenas ter uma moradia. Se ele precisa de um carro importado ou de um veiculo para se transportar.

São comportamentos e ideais que precisam ser revistos em muitos ministérios.

Anônimo disse...

Aqui no DF tem um Pastor que anda num C4/Pallas, além de morar numa mansão e o que é pior : Largou a mulher(não foi adultério nem da parte dele e nem da dela !) e ainda continua à frente da Igreja. Eu não sei quem é pior : Quem anda assim ou quem aceita ele andar assim e não faz nada.
"O Obreiro é digno do salário, e não do cachê milionário !"