terça-feira, 23 de junho de 2009

"A" IGREJA QUE ENTENDE VOCÊ!

IMAGEM: www.marcofeliciano.com.br

"A Igreja que entende você".

Este é o slogam estampado na marca da Catedral do Avivamento.

Uma coisa me chamou a atenção. Foi a utilização do artigo definido "a".

Não cairia melhor, ou soaria menos arrogante o artigo indefinido "uma" igreja, em vez de "a" igreja?

Certa vez, li numa apostila de certa instituição de ensino teológico (não lembro o nome da instituição agora) a seguinte frase: "aqui você aprende de verdade". Fiquei a pensar: nas outras escolas teológicas não se aprende de "verdade" também?

No caso aqui tratado, não fica subentendido que as outras igrejas não "estendem" as pessoas?

Há uma outra questão. Até que ponto "uma" igreja, sendo ela composta por líderes e membros falhos, humanos e limitados, entende realmente todas as pessoas, com todos os seus problemas e complexidades? Somente Jesus, o cabeça da Igreja, entende plenamente as pessoas.

No desejo de colaborar com este nobre ministério e igreja, deixo como sugestão o seguinte slogam:

"
uma igreja que procura lhe entender "

Shalom.

7 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Pastor Altair,

Estou publicando este artigo em Genizah, com seus créditos e link, naturalmente. (hoje 08:00)

Saudações em Cristo,

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

Anônimo disse...

Infelismente o "marketing de resultados" está invadindo até os nossos arraiais. Uma conhecida Denominação evangélica no DF tem, junto ao banner que leva o seu nome, a foto do tal "Bispo" e da tal "Bispa". E outras Igrejas já estão seguindo este (des)modelo.

antonio saraiva disse...

shalon ...

quem liberta o homen do pecado a denominaçao ou o espirito santo.

ALTAIR GERMANO, disse...

Fique a vontade nobre blogueiro!

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado anônimo,

estamos na era do personalismo!

ALTAIR GERMANO, disse...

Saraiva,

precisamos nos libertar do denominacionalismo doentio.

Elisomar disse...

Seria melhor assim: UMA IGREJA PRA VC TENTAR ENTENDER.
Já que são tantas e tantos problemas que a gente não entende.