quinta-feira, 4 de junho de 2009

ELOQUÊNCIA DISSIMULADORA

Desconfie dos discursos "espirituais" e "proféticos", das acusações, das denúncias e dos julgamentos desassociados de amor e misericórdia. Tais atos tendem a esconder grandes hipócritas e abomináveis pecados .

A lógica é simples. Quanto mais tais profetas-oradores apontam o erro alheio (nos termos acima citados) mais afastam os olhares e a atenção de si próprios.

Desta forma, de discurso em discurso, de acusação em acusação, de denúncia em denúncia, de julgamento em julgamento, vão afundando eloquentemente em seus fétidos e ocultos pecados.

3 comentários:

Jabes Nogueira Filho - pastor disse...

E que Deus tenha misericórdia de nosso povo.

Ricardo disse...

Disso é o que me queixo bastante, tanto nos púlpitos quanto dos blogueiros que só abrem espaços para denúncia de tudo e acusação de todos.

Laudicéia Mendes disse...

O irmão Ricardo exprimiu algo que também me frustra quanto ao conteudo dos blogs: "A redundância".(Sobre isto tenho aludido em meu despretensioso blog).Tudo soa muito artificial,vazios de inspiração muniram -se de acusações.De maneira que são poucos os que se podem classificar como poetas, pensadores, compositores, arautos e urdidores da verdade.
Não seria isto o farisaísmo reeditado?
Nossos doutores, dizendo-se ortodoxos esmeram-se em discursos...mas ao ouvinte e ao leitor arguto não se furta a ênfase proselitista e a inconsistência evangelizante.
Pela atenção,obrigada pastor.