segunda-feira, 25 de maio de 2009

A NOVA GERAÇÃO DE PREGADORES E ENSINADORES DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS

IMAGEM: DOLPO L'ALBA

Quando pregadores e ensinadores "batem" muito naqueles que estudaram ou estudam teologia, ao mesmo tempo negligenciando a importância do estudo sistemático e sério da Doutrina de Deus, das Escrituras, do Homem, do Pecado, da Salvação, da Igreja, das Últimas coisas etc., fique atento! Algumas das condições abaixo podem estar presentes em sua fala:

- Frustração por não te estudado;
- Conceito equivocado de Teologia herdado de seus líderes;
- Inveja de quem estudou;
- Pura prepotência e arrogância;
- Ignorância plena do valor do estudo teológico;
- Desejo de "aparecer";
- Estratégia para "animar" o auditório, neste caso, tão ignorante quanto ele (caso aprovem sua infeliz conduta);

Pregadores e ensinadores com este perfil já não conseguem pregar mais em muitos lugares. Em breve não pregarão mais em nenhuma igreja realmente séria.

Os pregadores e ensinadores das Assembléias de Deus dos últimos tempos serão cheios do Espírito Santo e do conhecimento da Palavra. Pregarão e ensinarão no verdadeiro poder do Espírito.

A nova geração não agirá como estes animadores de auditório, com mensagens enlatadas e prontas, que recorrem ao mais básicos métodos de manipulação psicológica para comover os seus ouvintes.

A nova geração saberá honrar os pioneiros e os mais antigos, que souberam manter uma postura equilibrada diante da responsabilidade de pregar e ensinar a Palavra de Deus.

A "peneira" já começou.

Quem tem ouvidos, ouça!

23 comentários:

Heitor disse...

A Paz do Senhor !
Pr.Altair,
Lendo esta sua postagem, me alegrei pois, infelismente, vivemos momentos de "extremos-teológicos" em nossa Denominação : De um lado, aqueles que teem verdadeira aversão a Teologia e aos estudiosos da mesma e de outro, aqueles que, por serem teólogos se acham melhores do que aqueles que, por razões adversas, ainda não cursaram a mesma, como é o meu caso. Louvo a DEUS por sua linha de conduta teológica equilibrada. No compasso dos tempos porém firmado na Rocha !
Renovar sim, inovar jamais.

João Paulo Mendes disse...

A paz do Senhor Pr Altair,

Gostei da citação:
"Os pregadores e ensinadores das Assembléias de Deus dos últimos tempos serão cheios do Espírito Santo e do conhecimento da Palavra. Pregarão e ensinarão no verdadeiro poder do Espírito."

Espero que haja coro quanto ao AMÉM em relação à afirmação acima.

Abraço.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro pr. Altair Germano,
Amém, Amém e Amem!

Uma coisa não extingue a outra.
Lutemos por ambas, pregadores com conhecimento e cheios do Espírito Santo.

Um grande abraço!

Seu conservo em Cristo,
Pr. Carlos Roberto

Gutierres Siqueira disse...

Eu quero dizer um AMÉM, pois eu sonho com esse dia na nossa Assembleia de Deus!

Marcelo Adelino (Assembléia de Deus M. Ipiranga) disse...

O que eu não concordo e acontece muito no Brasil, é o endeusamento do diploma. Diploma não prova nada, a não ser que vc se sentou por 2 ou 4 anos numa sala de aula, o que o não o qualifica como bom aluno ou estudioso. Todos sabemos que existem pessoas habilidosas para tirarem boas notas em provas que necessitam de memorização, no caso a Teologia se encaixa neste perfil, ou seja muita gente com diploma passou mas não tem conhecimento , apenas estudou para as provas. E a crítica aos estudos é um tiro pé, pois ficaremos cada vez mais dependentes de palavras superficiais e clichês, mas a Exegese pura e simples tambem não ajuda, tornando a mensagem algo técnico, sem sentimentos.
Os crentes hoje não sabem , mas as Assembléias é cria do movimento Pietista
que eram contrários as menssagens técnicamentes perfeitas porém sem comprometimento com Espírito Santo, isso criou verdadeiros profissionais da palavra, fazendo novamente a separação clero e leigos.
O Pietismos quebrou essa barreira, ensinando que todos os Salvos podem e devem falar na igreja, importando mais que o conhecimento técnico o seu modo correto de viver(ou sua piedade).
Ficarei triste se as Assembléias de Deus involuir a este ponto, de permitir apenas os técnicos diplomados, pois conheço muitos que estudam com afinco a Palavra, sem contudo nunca terem pisado no Sacro Santo Solo dos Seminários Teológicos.
Cabe a Igreja e os Pastores verificarem quem são os membros mais dedicados ao estudo, e não fiarem isso a um reles diploma de fundo de quintal, ou de qualquer instituição que ensina as pessoas ficarem eretas no pulpitos.
Que Deus abençoe a todos.

Elisomar disse...

Amém! Há um bom tempo estou esperando por isso.
Quanto aos que cursaram teologia, que haja lugar para o Espírito de Deus em suas pregações. E tudo será muito edificante.
Parabéns pastor, por essa postagem!

RUY JOSÉ DE ALMEIDA GOMES disse...

A Paz do Senhor. Infelizmente tenho que discordar dessa materia pelo simples fato de que aqueles que tiveram oportunidade de estudar teologia, poucos se dão ao verdadeiro sentido do ensino, principalmente dentro da própria igreja que congregam, quando congregam. Por certo existem um minoria que são abençoados por Deus e usam aquilo que receberam para o crescimento e edificação do Reino de Deus. Gostaria de ver chegar o dia que esse acesso fosse para todos os membros da igreja, para que aqueles que verdadeiramente querem estudar para transmitir ao povo o conhecimento recebido por Deus, pudesse faze-lo com amor, e não com interesses ($$$$$$$$). Que Deus abençoe a todos que acessam esse blogger abençoado.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Heitor,

os extremos são geralmente perigosos.

Abraços,

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado João Paulo,

espero o mesmo.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre companheiro e pastor Carlos Roberto,

ainda há pastores comprometidos com a Palavra de Deus e igrejas sérias que horam a nossa denominação.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Gutierres,

este é um sonho (desejo) que cada dia mais se concretiza.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Marcelo, já escrevi um artigo intitulado "Patologias na Teologia", que retrata bem este quadro.

Buscar o equilíbrio entre vida cheia do Espírito e do conhecimento da Palavra de Deus deveria ser um ideal de todos.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Elisomar,

oremos por este equilíbrio.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Preza Ruy,

o estudo teológio, não depende necessariamente de frequentar uma academia.

Quanto a oportunidade de estudar formalmente, nunca houve tanta dispobilidade quanto em nossos dias (apesar de ainda podermos melhorar na oferta de cursos).

O ensino presencial, à distância, on line etc. está democratizando a Educação Teológica.

Realmente muito "teólogos" enterraram o que aprenderam ou foram "enterrados" em suas igrejas.

Oremos por grande despertamento em suas vidas!

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Pb Adriano,

não publiquei o seu comentário e consequentemente não o respondi, pois não sei se o nível de "maturidade" do irmão suportaria (também optei por não expor ninguém).

De qualque forma, para uma melhor análise vossa, acredito que alguns questionamentos que o irmão fez, se tivesse conhecimento dos bastidores dos fatos, seriam mais prudentes, inteligentes e respeitosos.

Prefiro o risco da mal interpretação de meus atos e falas, do que o silêncio omisso, conveniente e covarde de muitos.

Saiba que entendendo que entregar a Deus, em "algumas" situações é o melhor caminho (tempo de ficar calado).

Deus continue te abençoando!

antonio saraiva disse...

a Biblia dis crecer na graça e no conhecimento.[o profgessor de paulo foi Gamaliel].shalon p/tds

Atalaia disse...

Eu já perdi a visão denominacional a um bom tempo,então quando eu lí a afirmação destacada em negrito, me causou certo desconforto.
Pensei: porquê os ensinadores das AD dos últimos tempos somente,e não os ensinadores das AD,bat.,metod.,presb.,ipda,quadr.etc,
etç ???
Achei a afirmação muito sectária,ainda que penso não ter sido esta a intenção.
Primeiro,porque se é um mover que vem de Deus,então virá sobre todos,pois Deus não faz acepção de pessoas;
segundo, isto só será possível se esta geração dos últimos tempos conseguir se libertar da crise ética que estamos vivendo hoje!
Eu não acredito,que esta geração, portadora de desvios éticos gravíssimos, que gasta milhoes em campanhas convencionais,frauda relatórios,desvia dinheiro de ambulâncias,consagra obreiros para votarem neles mesmos vai gerar algo que preste.
Caro pastor,me perdõe discordar tão veementemente,mas o que vejo é um futuro próximo,sombrio,de muito sofrimento, pois as centenas de obreiros que foram consagrados na carne,somente para votarem na chapa "a" ou "b",irão explodir nas igrejas como bombas relógio nefastas,causando anos de sofrimento e estrago nas igrejas,quem lê entenda.
Deus tenha misericórdia de sua igreja.
É o que penso.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Saraiva,

isso se chama crescimento equilibrado.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Atalaia,

em considerando vossas colocações, eis alguns esclarecimentos:

- Eu não perdi a visão denominacional, embora creio que o Reino de Deus seja maior que qualquer denominação. Acontece que não dá para ignorar as realidades e peculiaridades da cultura coletiva de qualquer grupo (igrejas, denominações, comunidades, empresas etc.)onde se convive;

- Como você bem colocou, não é um texto sectarista. Minha intenção é falar para um grupo específico, do qual faço parte (onde o Senhor me estabeleceu com um propósito específico);

- O perfil de pregadores e ensinadores que descrevo serve para qualquer outra denominação (ou grupo cristão, comunidade etc);

- A crise ética está presente em todas as denominações, grupos, comunidades cristã etc., em maior ou menor grau. Mesmo assim, acredito que no meio da lama é possível crentes, pregadores, ensinadores... sinceros não se "melarem".

Abraços!

Cláudio H. disse...

Que não tarde esse dia. Nossas igrejas precisam de ensinamento e poder do Espírito para evitar uma destruição em massa ocasionada pela falta de conhecimento. Infelizmente, enquanto este dia não vem, muitos falsos mestres e doutores da lei vão disseminando uma mensagem contrária ao nosso credo pentecostal, ousando, muitas vezes até, pregar contra o batismo com o Espírito Santo e o arrebatamento antes do período tribulacionista. Claro, isso tudo é feito de maneira muito sorrateira para não provocar escândalos maiores no seio da igreja. Que o Povo de Deus peça mais discernimento a Ele para saber distinguir o que alimenta do que causa indigestão.

BLOG DO PR.FRANCISCO DE SIQUEIRA CAMPOS disse...

Amado Pr.Altair paz do Senhor,sei que até a volta do Nosso Mestre haverá profundas mudanças,entendo que ja era tempo da verdade resplandecer, e a meditação e treinamento ministerial chegar as Assembleias de Deus,a Igreja nunca deveria ser aversa a teologia ou filosofia, más, infelizmente por pura ignorancia isso ocorre no meio onde convivo, tenho sofrido muito nesse sentido por ser teólogo, o que foi postado pelo senhor é realidade onde vivo, as obras da carne como inveja e pre-julgamento existe muito e principalmente no nosso meio pentecostal, esta geração será de modificação nessa postura e louvo a Jesus porque ela somos nós.Em Cristo.Rev.Franciosco.Ig.Pent.Jerusalém

Anônimo disse...

Pr. Altair Germano, a Paz do Senhor
Gostei da matéria, é maravilhoso ver uma pessoa realmente comprometida com a Palavra de Deus.
O curso de Teologia é muito importante, ajuda muito, realmente existem pregadores cheios do conhecimento, usados pelo Espirito Santo, mas também tem aqueles que copiam tudo. Aproveitando a oportunidade, gostei do comentário de Atalais, principalmente do último parágrafo.São todos teólogos, não? Que Deus tenha misericórdia da AD.Confesso que fiquei muito decepcionado, não entendi nada!
Prefiro ver o Poder sobrenatural de Deus acontecer: libertação, curas, e isso estamos vendo pouco.
Deus o abençoe sempre.

DEJAD MONTE LÍBANO disse...

Eu creio!!