quarta-feira, 13 de maio de 2009

HOMENS BOMBA!


A alta carga de pressão e responsabilidades diárias, os prazos a cumprir, as cobranças da família, da empresa, dos funcionários, associados ao corre-corre da vida e a outros fatores, acabam nos transformando em "homens bomba", só que sem hora e nem local certo para explodir.

O fato é que explodimos, e quando isto acontece a mulher, os filhos, os amigos, o chefe, o empregado, o cachorro, o gato, enfim, quem estiver por perto é que recebe o impacto da explosão, nosso desabafo, nossa atitude ou expressão agressiva, ríspida e insensata.

O que fazer? Depois que explodir (seria bom que não explodisse), reconheça o seu erro, se dirija a (s) vítima(s) da explosão, peça perdão e roge por sua misericórdia e compaixão.

Se for o seu cachorro ou o gato de estimação a vítima, chame-o docemente, faça um carinho, ofereça um daqueles biscoitos gostosos e tudo estará resolvido.

2 comentários:

Ev. Steven W. Ribeiro disse...

Meu amigo e nobre pastor, essa foi na veia. pois esses disturbios emocionais, tem distruido muitos relacionamentos, conjugais e até mesmo fraternais, porem essa é única saída o reconhecimento nato de que esse comportamento é digno de misericordia. Faz uma semana que aconselhei um casal vivendo uma crise por conta disso, e minhas prerrogativas para aquele nobre casal foi:

RECONHECIMENTO - ARREPENDIMENTO - HUMILHAÇÃO (são essênciais para o crescimento).

Pobres e miseros homens bombas sigam essas recomendações.

Estimadas esposas, filhas e filhos, usem de compaixão e misericordia para conosco diante de um bombardeiro dessa natureza.

Paz do Senhor.....

orem por nós...

Ev. Steven W. Ribeiro (Obreiro Resp. na área de Paratibe)

João Paulo Mendes disse...

Paz do Senhor Pr Altair,

Irai-vos e não explodão.
Como bem salientou, é melhor não explodir, carregar os explosivos às vezes é impossível evitar, mas acioná-los........


Abraço.