sábado, 4 de abril de 2009

A CHAPA VAI ESQUENTAR! (2)

O alarido não foi proporcional aos fatos. Houve muito barulho e grande expectativa para o óbvio.

Como falei, segue abaixo meus comentários sobre o pronunciamento do pastor Silas Malafaia em seu programa de hoje (REDE BANDEIRANTES às 12h00):

1. Sobre a Identidade das Assembléias de Deus. Escrevi sobre este tema em "Por uma Identidade Assembleiana". Já se foi o tempo em que a CGADB interfiria nas questões de usos e costumes nas igrejas. Para alguns foi um avanço, para outros um retrocesso. O pastor Silas Malafaia declarou que não temos mais unidade de identidade em questões de liturgia, estrutura eclesiástica e usos e costumes. Concordo, isso é um fato. O que não concordo é na unidade doutrinária de norte a sul, leste a oeste, sugerida pelo mesmo. Nas "questões essenciais" temos unidade? Quem deliberou e convencionou o que é essencial ou não? O que é doutrina? A salvação é um tema doutrinário? Sim. A prosperidade e a libertação do cristão são temas doutrinários? Também. A quebra de maldição é tema doutrinário? É claro. O que acontece nas AD no Brasil, é que em meio ao discurso da sustentação das "doutrinas essenciais" (essencias para quê? que m convencionou o que é doutrina essencial e o que é doutrina secundária?), modismos teológicos /doutrinários foram introduzidos, baseados em interpretações equivocadas, distorcidas e extremadas do texto sagrado. Unidade doutrinária? Esta também já não existe. Ao promover a Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira, o nobre companheiro prova isto.

3. Sobre a "Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira". O nobre companheiro e pastor Silas Malafaia, declarar que "esta Bíblia é um Show!", e isto, sem as devidas ressalvas, é no mínimo irresponsável do ponto de vista teológico. Como presidente do Conselho de Doutrina da UMADENE (União de Ministros das Assembléias de Deus no Nordeste), e na qualidade de secretário do CEC (Conselho de Educação e cultura Religiosa da CGADB), mantenho o meu voto de repúdio aos conteúdos da referida Bíblia, já citados e refutados neste espaço (Leia BÍBLIA DE ESTUDO BATALHA ESPIRITUAL E VITÓRIA FINANCEIRA), e que até então não foram teologicamente contestados. Chamar de preconceituosos e ignorantes os que denunciam os erros desta Bíblia, sem querer debater os pontos denunciados, é uma estratégia de quem quer fugir dos fatos e da verdade.

4. Sobre a liberdade de votar e ser votado. Direito, liberdade e consciência para votar. Falou apenas o óbvio. "Se for votar num cadidato à presidência, vote também naqueles que fazem parte de sua chapa". Fiquei perplexo com esta idéia promovida pelo pastor Silas Malafaia. A sua grande sugestão é: "Se votar no pastor Samuel vote em mim, se não votar no pastor Samuel, não vote em mim". Amados, a composição de uma mesa diretora com membros de ambas as chapas é salutar. As divergências de idéias, a contestação e outras posturas semelhantes, colaboram para a síntese de propostas e para o enriquecimento de projetos. No uso da plena liberdade de consciência e voto, pode-se votar num presidente, sem necessariamente votar num vice apoiado pelo mesmo. Pode-se votar num vice, mesmo que o presidente seja da outra chapa. Pode-se votar num presidente e vice da mesma chapa. Sugerir o voto "amarrado" foi uma atitude infeliz.

Por fim, quero parabenizar o pastor Silas Malafaia pela ênfase que o programa dedicou a evangelização, anunciando "cruzadas" e com uma mensagem verdadeiramente evangelística.

Sim, quanto ao fato da existência de lideranças assembleianas radicais xiitas, isto é verdadeiro, como é verdadeiro também o fato da existência de lideranças assembleianas liberais pós-modernas. Fujamos dos extremos.

32 comentários:

Cristiano Santana disse...

Quando à unidade doutrinária nas AD do Brasil acredito que ela ainda exista, porém somente de forma teórica. Se formos comprar livros da CPAD notaremos uma linha doutrinária homogênea, graças à uma comissão interna da editora que analisa o conteúdo das obras antes de mandar para impressão. Talvez haja um consenso doutrinário se fizermos a comparação dos regimentos e estatutos de todas essas igrejas.

Entretanto, no campo prático é notamos como a AD encontra-se fragmentada doutrinariamente. As coisas mais bizarras tem sido cometidas dentro de nossas igrejas e os pastores não fazem nada. Consentem calando-se sobre elas. Numa festividade de minha igreja um pregador reconhecido nacionalmente e que tem um ministério de décadas, saiu assoprando sobre os irmãos, empurrando suas testas para que eles caíssem no chão e, para minha perplexidade, o meu pastor aceitou aquilo normalmente. Sabemos que outras práticas perniciosas tem sido introduzidas em nosso meio, mas como cada pastor-presidente é o rei do seu feudo, ninguém pode intervir no seu reino de faz-de-conta.

Agora, essa de votar no Silas só se votar no Samuel Câmara, foi algo no mínimo bizarro. Ali no Silas declarou, implicitamente, que não quer ver o José Wellington na frente dele nem pintado de ouro. Isso, para mim, reflete uma terrível animosidade. Essas coisas podem existir na política, porém não podem ser aceitas no Reino de Deus. Bem que os pastores poderem votar de tal forma que o Silas se torne o vice do José Wellington. Aí nos iríamos ver a situação deprimente dele ter de renúnciar ao cargo, porque não gosta do Pr. José Wellington. Muito contraditória a atitude do Pr. Silas: ele defende o direito de votar dos pastores mas, ao mesmo tempo, os induz a votarem da forma que ele julga correta.

Assisti a todo o programa. Ele disse que não se sentirá nem vencedor, nem perdedor. Não terá de se ufanar se vencer, pois o que prevalecerá é a vontade de Deus, mas para todos aqui é patente as manobras humanas dos dois lados para vencer a disputa.

Deus tenha misericórdia de nós.


Cristiano Santana
http://cristisantana.blogspot.com

Anônimo disse...

A grande verdade é que nós obreiros precisamos orar, jejuar e buscar mais a Deus. Infelismente há muitos pregando aparecendo e tornando-se famosos usufruindo do bom senso dos crentes, e sem oração é impossível alcançar os milgres de Deus e ter uma vida de plena comunhão e completa visão espiritual. Muitos estão fazendo a obra e esperando que os outros orem no lugar deles. Que poderá vencer as adversidades desta vida sem uma vida de total transparência diante de Deus?

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Cristiano,

"não quer ver o José Wellington na frente dele nem pintado de ouro".

Prefiro acreditar que se trata apenas de diferenças ideológicas.

Se ele renunciaria sendo eleito junto com o pastor José Wellington é que eu não sei.

Abraços.

Esequiel Santos disse...

Se há ou não unidade doutrinária na AD Brasil é discutível. Porém, uma coisa é inegável: alguém de fato está fazendo "terrorismo" por aí dizendo que vão mudar a nossa "identidade".
O que não fazem por aí para garantir mais alguns "votinhos"...
O pior é que isso tem cheiro de "racha" como já aconteceu em 1988.
Que o Senhor nos proteja.

Fernando disse...

Quanto maior for o ministério, maior será as divergências; depois que as Assembléias de Deus tornou-se a maior denominação evangélica deste país, começou as disputas pelo poder eclesial na(CGADB, isso cheira a congresso nacional, onde se disputa com unhas e dentes os cargos ali existentes. fica difícil ver unidade na igreja nos dias de hoje. imaginem no futuro como será!... Misericórdia...

William de Jesus, Pr. disse...

Como ministro das Assembléias de Deus no Brasil e ligado à queridíssima CONFRADERJ E CGADB, também estou muito atento aos acontecimentos dos últimos meses relacionados à eleição na próxima AGO entre 20 e 24 do corrente mês e ano em Vitória - ES.

Acompanhei ao programa do Pr. Silas Malafaia, hoje, e confesso que fiquei um tanto quanto atônito com o que ouvi por duas razões básicas: primeira, porque ele falou tanto sobre esse programa que pensei que haveria uma "bomba" ou que falaria algo "novo" no cenário "político" de nossa Assembléia de Deus. Segundo, porque preciso concordar com ele sobre alguns fatores, como: heterogeniedade quanto à estrutura exlesiástica (isso, verdadeiramente não temos), à gerência da Convenção em uma deterrminada igreja, à liberdade do voto, dentre outras (secundárias). Mas preciso, porque discordo, comentar sobre a quenstão da sã doutrina. Concordo plenamente com o que foi postado pelo Pr. Altair Germano. Só acrescento que nem nas doutrinas , tais como a escatologia e soteriologia, não há convergência. Sou da área da educação (pela graça de Deus, sou formado em Pindamonhangaba, e fiz Letras na UEMG, com pós graduação em Língua Portuguesa e outra em Pedagogia), e conheço muitos homens de Deus, professores e doutores que são assembleianos, mas aderem o pós tribulacionismo e o calvinismo não extremado ou xiita. Digo isso, porque entendo que o que liga alguém à Assembleia de Deus é o seu posicionamento quanto à doutrina do Espírito Santo. A Assembleia de Deus é uma igreja pentecostal.
Quanto a proposta de votar no Pr. Samuel e nele; ou votar no Pr. José Welington e num dentre os dois (pr. Moura e Pr. Timóteo), confesso que fiquei estarrecido. Achei de um farisaísmo extremado. A proposta do Pr. Silas foi a seguinte: Os votos do Pr. Samuel serão dele; enquanto os votos do Pr. José Welington serão divididos entre o Pr. Timóeo e o Pr. Moura. Assim, mesmo o Pr. Samuel perdendo, o Pr. Silas terá plenas condições de vencer.
Penso que se o Pr. Silas fosse mesmo homem que não presa por essas questões como ele mesmo disse, não faria uma proposta, no mínimo obscena para os parâmetros evangélicos, como essa.
Respeito o voto do Pr. Altair (sou seu fã, meu amigo), mas voto com o Pr. Samuel (ele foi meu professor em Pinda e tem uma visão missionária muito grande), e no Pr. Timóteo Ramos que é o presidente de minha Convenção (CONFRADERJ). Não vejo o Pr. Silas preparado para assumir um cargo de tão grande responsabilidade. Um homem que funda uma editora (o que não é problema algums, diga de passagem), para concorrer com a CPAD não tem o direito moral de concorrer a um cargo como esse. Vencendo as eleições e, por um acidente do prosidente, ele vir a assumir a presidência, como fica a concorrência entre sua editora e a CPAD (no mínimo quanto às lições da EBD? (Apenas essa indagação).

Um forte abraço, meu amigo e Pastor.

William de Jesus, Pr. CONFRADERJ - CGADB

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado anônimo,
que sábio conselho. Sem dúvida, a oração, o jejum e outras práticas espirituais são extremamente necessárias para a vida cristã e ministerial.

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Esequiel,

precisamos é de mais propostas, menos ataques e mais unidade.

Deus nos ajude!

ALTAIR GERMANO, disse...

Fernando,

coloque misericórdia nisto.

Paz do Senhor!

Anônimo disse...

Gosto do Pr Silas como pregador do evangelho, mas tenho me impressionado negativamente com suas declarações. Por exemplo:
A) Dizer aos pastores do Brasil que a CGADB não manda na igreja deles, pra quê falar isso?
B) Que tipo de contribuição ele vai dar como vice da CGADB se ele está dizendo por aí que a CGADB não interfere nas igrejas?
C) Pra que então serve uma AGO da CGADB? Os pastores são ou não obrigados a acatar uma decisão da convenção?
Fico triste em ver um pastor esclarecido fazer tais declarações que causam mais danos do que ganhos. A Assembléia de Deus não precisa de uma conduta assim.

Max Cordovil

Anônimo disse...

Infelizmente muito dinheiro será utilizado nessa eleição,que poderia ser investido na evangelização. Quem custeará as despesas de viagem, hospedagem? O caixa das Igrejas (que é sustentado pelas ofertas e dízimos dos fiéis e + humildes), entendo que a viagem deveria ser custeada pelo próprio Pastor. Também pressuponho que haja pastor que não tendo como ir, já pediu e conseguiu "alguem" que lhe pague a viagem (turismo etc). Neste momento fiquei triste ao ver o Site de uma CONVENÇÂO estadual colocar uma ENQUETE sobre a eleição. Ora, o Site deveria ser usado para outro fim, até porque o Presidente da referida convenção do Sul, apoia declaradamente um dos Candidatos. O que nos garante que a parcial da ENQUETE não é manipulada??? Nesse momento, vimos muitos pastores "CAMALEÕES", que se declaram "CONSERVADORES", sim, só quando lhe convem, pois não deixam de apoiar homoxessuais, promover o Nepotismo e a falta de temor à Deus.

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado pastor William de Jesus,

quero aproveitar o vosso comentário, para mais uma vez deixar claro, que não tenho nada pessoal contra o pastor Silas Malafaia. Até que me provem o contrário, ele é um homem de Deus.

Discordo dele é no campo das idéias, nas questões em que já me posicionei. Desejo que o Senhor abençoe o seu ministério e para que ele não perca o foco da evangelização.

Vosso comentário sobre as questões doutrinárias procede. Há calvinistas, pós-tribulacionistas, gêdozistas com métodos de manipulação psicológica etc., que lideram, pregam e ensinam em nossas igrejas.

Respeito também o voto do irmão. O pastor Timóteo é um grande amigo, pude conhecê-lo de perto aqui em Abreu e Lima. Quando fui ao Rio, quase subi a serra para visitar Petrópolis, mas fui impedido pelas chuvas.

Quanto a questão do pastor Silas ter uma editora que concorre com a CPAD, e ser membro da mesa diretora, isto já é um fato.

Pensar na possibilidade dele se tornar vice-presidente, e até chegar a ser o presidente da CGADB, e nas implicações em relação a esta questão, é difícil.

Na altura dos acontecimentos, passados os constrangimentos iniciais,oro pelo sucesso da editora do pastor Silas e pelo sucesso da CPAD.

Só quem ganha com isso é o Reino de Deus.

Paz do Senhor amigo!

Paulo Silvano disse...

Caro Pr. Altair,
Permita-me o seguinte:
1) Em se tratando de evangelização, você já pensou na inconveniência do uso do termo "cruzadas" no século 21?
Não acredito que esse termo, que remete aos quase 200 anos de massacres promovidos por "cristãos", possa designar movimentos de evangelização para a nossa geração.

2)Desafio alguém a provar que faz sentido gastar R$ 500.000,00 (conforme informou o póprio Silas Malafaia)promovendo "cruzadas" para "ganhar almas", no estilo popularizado pelo Billy Graham.
Hoje, via de regra, as ditas "cruzadas" são eventos para entretenimento de crentes e promoção de tele-evangelistas e seus produtos. Foi-se o tempo que as pessoas eram ganhas no grito (convertidas) para depois então serem discipuladas. No mundo do século 21, discipulado, ao melhor estilo de Jesus, vem antes da decisão. Nesse cenário, as pessoas genuinamente "convertidas" pelas cruzadas ja vinham participando do processo de discipulado promovido pelas igrejas locais, que culminaria com a decisão, independente da realização do evento de massa.

Um abraço,
Paulo Silvano

Donizete Inácio de Melo disse...

MEU NOBRE PR ALTAIR, ABRAÇÃO.
PARECE QUE NÓS ESTAMOS FAZENDO UMA TEMPESTADE NUM COPO D´ÁGUA. ALGUNS DIZEM QUE DEUS NÃO TEM NADA A VER COM A DECISÃO DA NOVA MESA DIRETORA, PARECENDO ATÉ QUE ESTAMOS COLOCANDO DEUS FORA DAS NOSSAS DECISÕES MINISTERIAIS E FAZENDO DESSA ESCOLHA TÃO IMPORTANTE E HISTORICA DA NOSSA CONVENÇÃO ALGO SIMPLESMENTE POLÍTICO E HUMANO. NÃO CREIO E NEM VEJO ASSIM. QUANTO A ESCOLHA DO PROXIMO PRESIDENTE, ELE SERÁ APENAS UM QUE FORMARÁ A MESA DIRETORA, MAS TERÁ AO LADO DELE 5 VICES, 5 SECRETARIOS E 2 TESOUREIROS, QUE SEM DÚVIDAS, SERÃO HOMENS CAPAZES PARA TODA E QUALQUER DECISÃO. ENTÃO, NADA DE TEMOR. É ALGOM COMUM E NORMAL E SOBRE TUDO DEMOCRÁTICO. SOBRE ALGUÉM DIZER EU SOU DE "A" OU DE "B", ISSO JÁ ACONTECEU NA IGREJA PRIMITIVA. EU SOU DE PAULO, EU SOU DE CEFAS EU SOU... QUANDO JESUS ESTAVA ENTRE NÓS TINHA DOIS IRMÃOS FAZENDO POLITICA E DESEJANDO SENTAR UM À DIREITA E OUTRO A ESQUERDA DE JESUS. ISSO É VELHO! ENTAO, O QUE FAZER? ESPERAR PARA VER OS ACONTECIMENTOS E ORAR, NA VERDADE, PARA DEUS TOMAR OS RUMOS DA NOSSA IGREJA, COMO TEM FEITO ATÉ HOJE.
EM CRISTO, MEU ABRAÇO E PARABÉNS POR ESTA TRIBUNA DO POVO.
ESTAMOS COM SAUDADES DO SENHOR AQUI EM NOSSA TERRA DAS VIÇOSAS-AL.
SEU CONSERVO EM CRISTO,
PR. DONIZETE INACIO
donizeteinacio@hotmail.com

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Paulo Silvano,

seu comentário é pertinente. Realmente o termo "cruzada" não é pensado quanto utilizado. Cruzada contra quem? Contra o diabo e seus demônios? Contra o pecado? Isso precisa ficar claro.

Quanto ao método, penso que "cruzadas" podem produzir frutos, desde que planejadas com oração e ações que envolvam o discipulado bíblico pós-conversão.

Quanto aos recursos investidos, enquanto "cruzadas" forem pensadas como mega eventos e espetáculos da fé, o dinheiro será disperdiçado.

É possível realizar grandes "cruzadas", sem altos investimentos.

Abraços.

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado companheiro e pastor Donizete Inácio,

os extremos sempre são perigosos. Sem dúvida alguma, afirmar que Deus não tem nada com convenções e eleições é um ponto extremo.

É extremo também, afirmar que Ele compactua com as falhas humanas no processo.

Como bem colocado pelo companheiro, estas questões sempre estiveram presentes entre os cristãos e sempre estarão.

Meu amigo, a saudade é recíproca. Na agenda celestial, espero que esteja marcada uma data futura, para o nosso retorno a esta terra e povo abençoado.

Abraços em todos e paz do Senhor!

Anônimo disse...

Vota-se em que se quiser votar, mas criticar o Silas e não votar nele e votar no cabeça de chapa que é quem o apoia não é incoerente?

Elisomar disse...

Ah,se toda essa vontade de vencer dos candidatos fosse em prol da unidade das assembléias de Deus, e tivesse um cunho genuinamente voltado para a espiritualidade da igrja....ha se fosse!

ALTAIR GERMANO, disse...

O amigo anônimo que falar de incoerências...por favor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Elisomar,

espero que seja!

Paz do Senhor!

Pr.D S Acioli disse...

Meu companheiro Pr Altair!!

Graça e Paz em Cristo Jesus.

O discurso ou fala tem uma mensagem sub-liminar, o fato de dizer: Não vote em mim, se votar no Pr. JW, é e foi uma maneira de "cabestrear ou direcionar" a votação!

“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos” II Coríntios 4:13


A fala é um dos principais veículos de comunicação entre os homens.

Tem o poder de gerar vida ou morte, saúde ou doença, alegria ou tristeza, esperança ou inquietação, paz ou guerra. Pv 18:20,21

Mas a fala não é só um condutor de comunicação, é o próprio individuo que é expresso em sua linguagem, demonstrando o seu caráter, sua personalidade, suas intenções, ou seja, o que está intrínseco no mais profundo do seu ser.

É na observação do que é expresso através da fala, que um médico, um psicólogo, um terapeuta, pode diagnosticar uma patologia que está implícita em comportamentos tidos como anti-sociais.

Jesus ensina que a fala é o substrato de uma atitude interna da alma:

“Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus?

Porque a boca fala do que está cheio o coração.

O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más.” Mateus 12:34,35

A palavra é forte e contundente: “Porque a boca fala do que está cheio o coração.”

Essa expressão nos leva a meditarmos sobre o que temos falado.

O que tem saído de nossa boca pode sim, descrever o estado de nossa alma.

Esperando que todos estejam em oração, vamos a Vitória, no Espírito de Cristo!

Max Cordovil disse...

Prezados Amigos,
É notório ver o crescimento da CPAD, braço econômico da CGADB. Contudo, Sugiro que a CPAD varie os seus comentaristas das revistas de Ecola Dominical. Penso que será um grande avanço rumo à unidade da nossa igreja e um fim das insatisfações nesta área. Creio que há irmãos em Belém do Pará (igreja mãe) e em outras igrejas pelo Brasil tão preparados quanto os irmãos que hoje comentam. O Pr Altair Germano, que é de Pernambuco, é um dos que podiam ter uma oportunidade de comentar um trimestre das Lições Bíblicas, preparo claramente o nobre pastor tem. Espero que a direção da nossa Casa reveja esta área e atenda o pedido do povo assembleiano, pois as revistas vão para todos os cantos do Brasil. É um erro manter apenas alguns comentaristas. Sei que devo enviar esta sugestão/crítica à Casa (farei), mas quero aproveitar este espaço tão democrático e popular para esta publicação.

Abraços.

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre pastor Acioli,

o pastor Silas Malafaia falou em seu programa que esperava ser esta a última vez que falaria sobre eleições da CGADB. Espero que seja mesmo, e sei que os contribuintes pensam o mesmo.

Cada candidato deveria ter convicção como a melhor opção para o cargo que pleiteia, em vez de "pegar carona" na eleição alheia, ou na "chapa".

Abraços!

ALTAIR GERMANO, disse...

Prezado Max Cordovil,

pode ter certeza que assim como qualquer outro, me sentiria bastante honrado em colaborar neste sentido, se for esta a vontade de Deus.

Paz do Senhor!

ideilson disse...

Seria muito bom se todos os comentaristas tivessem realmente um melhor conteudo, pois acredito que tem muito desencontro em seus discursos e as vezes vazio.em relaçao ao pr. silas acredito que foi sincero e nada mais justo "esclarecer para muitos pastores a opçao de votar em candidatos diferentes, presidente e vice ja que nao existe uma chapa propria mente dita" creio que ainda tem milhares de pastores leigos quanto ao assunto, desculpa a expressao.
Acredito tambem nas 3 diferenças nao essenciais que foi citadas pelo pr. Silas, pois e muito facil perceber que em cada Assembléia de Deus existe suas divergencias em funçao de suas diretrizes,ou seja cada pr local juntamente com seu regimento tem sua liberdade pastoral. Resumindo e bem diferente de outras denominaçoes como: universal, Deus é amor que segue um so regime doutrinario,liturgico e custumes.Resumindo nao voto, mais no entanto, conheço bem de perto o Rev. Samuel Camara, trabalhei em belem em 3 igrejas e sei o quanto ele tem visao de reino em todos os aspectos e em geral os nobres pastores do brasil ou alguns que sao levados por mal informaçoes e que nao conhecem de fato do que estao falando.
Abçss... e parabens pelo blog

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre Ideilson,

"Resumindo não voto, mais no entanto, conheço bem de perto o Rev. Samuel Camara, trabalhei em Belém em 3 igrejas e sei o quanto ele tem visão de reino em todos os aspectos".

Baseado neste vosso depoimento, gostaria de lhe perguntar o seguinte:

-Por qual razão, com toda a visão de Reino que o pastor Samuel Câmara possui (não duvido disto), ele não conseguiu ser eleito como Presidente da Convenção do Estado onde é pastor?

Pergunto isto, pois sinceramente fico a pensar: "Como o pastor Samuel Câmara não consegue ser Presidente de sua Convenção Estadual e deseja ser Presidente da Convenção Nacional?

Penso que é uma dúvida de muitos.

Repito, não duvido da capacidade empreendedora e visão do pastor SC, mas por favor me esclareça este fato.

No amor de Cristo,

Ideilson Pereira disse...

Sobre seu questionamento referente ao Pr. Samuel Câmara não ganhar a eleição junto a COMIEADEPA é simples.
È difícil vencer a máquina administrativa levando em conta as manobrase suas articulações e infeslimente isso vale tambem para eleições nessa dimenção(se comparado ao pleito eleitoral secular) é bom lembrar também o fato do pr. Firmino, que preferindo seguir orientações divinas passa sua administraçaão Eclesiástica ao pr. S.C causando ciumes e furor na convenção local, aliás por que não dizer ao Brasil, sendo aclamada a Igreja mãe das Assembléias de Deus,
pergunto. Qual o pr. não gostaria de estar afrente dessa amada Igreja?
Começa então todo tipo de preconceito e difamação da querida Igreja mãe, começam os chavões por parte dos amados pastores convencionais como: Igreja de ricos ,fria,liberal e outros que me recuso a descrever aqui.
Como motorista do candidato à vice do pr.S.C na COMIEADEPA, presenciei
algo estarresseedor, depois de dirigir longas hs em estradas empoeiradas,balsas pelo interíôr do meu querido pará, chegando em um vilarejo por sinal fomos bem recebidos e após um abençoado jantar com direito ao açaí é claro tivemos a terrìvel noticia: sinto muito mais vocês estao atrasados, a equipe do pr. Gilberto marques passou aqui e levou uma lista de obreiros para serem apresentados e me deu uma oferta de amor. Fatos como esse eu presenciei, aliás estive la na sede da convenção no momento da eleição não me recordo no momento qual a pouquissíma difênça que fez os aliados do pr. Gilbrto soltarem rojoes no lado de fora pela eleição ganha depois de conferirem os votos a mão por diversas vezes e é bom lembrar que nas primeiras contações dava VITÓRIA ao pr. S.C.
Querido pr. poderia descrever aqui muito mais no entanto prefiro finalizar dizendo que eu tenho um sonho e acredito ser maravilhoso com minha amada ASSEMBLÉIA DE DEUS de um dia "viver-mos em unidade" e é exatamente isso que me faz hoje, apesar de continuar sendo membro da Igreja mãe pois não me desliguei ser cooperador em uma outra denominação.
Acredito que o pr. J.W é um grande homem de Deus porém como podemos e temos o direito de escolha ou seja os votantes, então por que não mudar? Os Israelitas disseram queremos um Rei, mais Deus não queria no entanto Deus deu um Rei mesmo não sendo segundo o seu coração como é o caso de Davi.
Estou na promessa de Deus mais se fosse credenciado a votar não teria duvida: PR. SAMUEL CAMARA
APESAR DE SABER QUE ISSO TUDO NÃO SERÁ PUBLICADO O QUE EU LAMENTO MUITO ..MESMO
PR. FORTE ABRAÇO

ALTAIR GERMANO, disse...

"Como motorista do candidato à vice do pr.S.C na COMIEADEPA, presenciei
algo estarressedor..."

Ah se todos os motoristas, assessores e articuladores de campanha resolvessem falar! Pelo grau de aproximação com o dia a dia dos candidatos revelariam muitas coisas.

O que o irmão afirma ter testemunhado, só confirma o "cheiro de carniça" no ar.

Em relação ao próximo pleito nacional, o texto abaixo cai bem:

"Desde a planta do pé até à cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, contusões e chagas inflamadas, umas e outras não espremidas, nem atadas, nem amolecidas com óleo." (Is 1.6)

Comentário publicado!

Abraços e paz do Senhor!

Ideilson Pereira disse...

Ok, pr. obrigado por publicar na integra meu comentário, espero que não tenha contribuído para tornar o tema mais polêmico ainda, no entanto essa é a realidade e claro oro para que prevaleça a soberana vontade de Deus, dando entendimento aos amados pastores, que irão decidir se fazem a mudança ou não.
abçssssss

Max Cordovil disse...

Irmãos,
espero que esta mobilização por parte dos membros das igrejas sensibilizem os corações dos líderes. Digo isto porque creio que a Assembleia de Deus não está dividida ou em litígio, o que está em litigio ou árduo atrito são os líderes. O racha de Madureira não foi feita pelos pastores 'menores' ou os membros, mas pela liderança. Vamos continuar orando para que os nossos muitos dos líderes recobrem a consciência e estes males sejam banidos do nosso meio.

A Paz do Senhor!

Max Cordovil

Abraão Couto disse...

Assim como existe eleição na CGADB, por que não há também em nossa Convenção? Acho que o cargo de vitalício deixam os presidentes muito acomodados.

Anchieta Campos disse...

"esta Bíblia é um Show!"... essa realmente é de "torar a boca do balão!"...

Tudo bem, ninguém é 100% perfeito em suas conclusões, mas existem certas coisas que não se dá para compreender. Muito triste mesmo. Silas já foi bem mais ortodoxo.

Oremos, e alertemos, pois.

Que Deus o abençoe e use cada vez mais, admirável pastor Altair Germano.

Abraço.

Anchieta Campos