segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

UMA RELEITURA DO SALMO 23

"Salmo 23 é um dos textos mais conhecidos da Bíblia. O seu primeiro versículo está estampado em toda parte, principalmente em adesivos colados nos vidros dos carros que circulam pelas nossas cidades.

Se o leitor parar a leitura agora, fechar os olhos e recitá-lo, é quase certo que o faça assim: “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará.” Entretanto se abrirmos a Bíblia vamos verificar que não é bem assim que está lá. Vamos conferir: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.” Faz diferença? Faz. O artigo definido "o", em “o meu pastor”, determina o pastor. A falta desse artigo o indetermina. É como se disséssemos “é um pastor”; um, dentre outros. Um outro problema é que a conjunção aditiva "e", em “e nada me faltará”, nos dá uma idéia de adição, soma: “O Senhor é meu pastor e [além disso] nada me faltará.” Ocorre que a idéia que o versículo transmite não é de adição e, sim, de conclusão: “O Senhor é o meu pastor; [logo, portanto] nada me faltará.”

Se repetíssemos com o versículo 2 o mesmo procedimento adotado no anterior, tenho quase certeza de que o leitor repetiria: “... guia-me mansamente às águas tranqüilas.” De novo, não confere. O texto diz: “... guia-me mansamente a águas tranqüilas.” E continua fazendo diferença. Enquanto no primeiro versículo retirou-se o artigo, no segundo, acrescentou-se. As águas não são determinadas. A ovelha não é guiada sempre às mesmas águas, mas a águas que têm uma característica: são tranqüilas.

Uma outra curiosidade é que, quase sempre, quando alguém faz a leitura do salmo na Versão Revisada, lê o versículo 5: “... o meu cálice transborda.” Só que essa versão usou a forma variante “trasborda”. O difícil é enxergá-la na hora da leitura. A partir de agora, sempre que recitarmos o Salmo 23, sejamos fiéis ao texto"

O texto acima é de autoria de ADALBERTO ALVES DE SOUSA (Professor de Língua Portuguesa na Faculdade Batista do Rio de Janeiro, mantida pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil), publicado originalmente no site Prazer da Palavra.

2 comentários:

Artur Eduardo disse...

Olá. Estou indicando-lhes ao ´Olha Que Blog Maneiro´. Maiores informações, no meu blog: http://artureduardo.blogspot.com/2009/02/indicacao.html.

Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

Elisomar disse...

Muita boa esta postagem!
Isso acontece também com o salmo 121, algumas pessoas Lêem assim: "Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro.
O socorro vem dos montes ou do Senhor? Às vezes é só falta de atenção.