terça-feira, 6 de janeiro de 2009

JOSUÉ ASSUME A LIDERANÇA DE ISRAEL. Subsídio para Lição Bíblica.

A Lição Bíblica desta semana, em seu terceiro ponto, promove mais uma vez a discussão ética sobre o uso da mentira com propósitos justificáveis. Mentir é sempre errado? Pode-se mentir quando objetivos e causas nobres estão envolvidos, como por exemplo salvar vidas?

Geralmente as pessoas fogem da discussão deste tema, com receio de promoverem a prática da mentira. O fato, é que na Bíblia, alguns casos de mentira foram justificáveis, como a de Raabe.

Observemos a narrativa bíblica;

"De Sitim enviou Josué, filho de Num, dois homens, secretamente, como espias, dizendo: Andai e observai a terra e Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e pousaram ali. Então, se deu notícia ao rei de Jericó, dizendo: Eis que, esta noite, vieram aqui uns homens dos filhos de Israel para espiar a terra. Mandou, pois, o rei de Jericó dizer a Raabe: Faze sair os homens que vieram a ti e entraram na tua casa, porque vieram espiar toda a terra. A mulher, porém, havia tomado e escondido os dois homens; e disse: É verdade que os dois homens vieram a mim, porém eu não sabia donde eram. Havendo-se de fechar a porta, sendo já escuro, eles saíram; não sei para onde foram; ide após eles depressa, porque os alcançareis. Ela, porém, os fizera subir ao eirado e os escondera entre as canas do linho que havia disposto em ordem no eirado. Foram-se aqueles homens após os espias pelo caminho que dá aos vaus do Jordão; e, havendo saído os que iam após eles, fechou-se a porta. Antes que os espias se deitassem, foi ela ter com eles ao eirado e lhes disse: Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra, e que o pavor que infundis caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desmaiados. Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito; e também o que fizestes aos dois reis dos amorreus, Seom e Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra. Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR que, assim como usei de misericórdia para convosco, também dela usareis para com a casa de meu pai; e que me dareis um sinal certo de que conservareis a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm, e de que livrareis a nossa vida da morte. Então, lhe disseram os homens: A nossa vida responderá pela vossa se não denunciardes esta nossa missão; e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade. Ela, então, os fez descer por uma corda pela janela, porque a casa em que residia estava sobre o muro da cidade. E disse-lhes: Ide-vos ao monte, para que, porventura, vos não encontrem os perseguidores; escondei-vos lá três dias, até que eles voltem; e, depois, tomareis o vosso caminho. Disseram-lhe os homens: Desobrigados seremos deste teu juramento que nos fizeste jurar, se, vindo nós à terra, não atares este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e se não recolheres em casa contigo teu pai, e tua mãe, e teus irmãos, e a toda a família de teu pai. Qualquer que sair para fora da porta da tua casa, o seu sangue lhe cairá sobre a cabeça, e nós seremos inocentes; mas o sangue de qualquer que estiver contigo em casa caia sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. Qualquer que sair para fora da porta da tua casa, o seu sangue lhe cairá sobre a cabeça, e nós seremos inocentes; mas o sangue de qualquer que estiver contigo em casa caia sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. E ela disse: Segundo as vossas palavras, assim seja. Então, os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela." (Js 2.1-21)

O texto é claro, Raabe mentiu ao afirmar que os espias não se encontravam mais em sua casa, que haviam saído ao escurecer, e que não sabia onde eles estavam. Por fim, os próprios espias prometeram proteger Raabe, se ela não denunciasse aquela missão.

Em Hb 11.31, a atitude de Raabe é chamada de "ato de fé"

"Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os desobedientes, tendo acolhido em paz os espias."

Para uma maior entendimento entre o conflito ético de mentir ou preservar uma vida, ou, mentir em favor de uma causa divina, leia o post A MENTIRA DE ABRAÃO .

O diabo é o pai da mentira (Jo 8.44)? Sim, respondo. Mas de que tipo de mentira ele é pai?

Mentir pode ser um ato justificável? Sim, respondo. Mas em que circunstâncias e movido por quais intenções e valores?

Os valores e princípios éticos podem entrar em conflito? Sim respondo. Quando isso acontece o que fazer? "Princípios inferiores (de qualquer tipo) devem ser "quebrados" quando isto é necessário para guardar princípios superiores." (Norman Geisler)

No caso de Raabe (pessoa finita), a mentira foi tomada como um princípio inferior, quando confrontado com o propósito divino (pessoa infinita) de entregar a cidade de Jericó ao seu povo.

2 comentários:

Elisomar disse...

Mentira é mentira, no entanto há uma diferença no porquê da ação.
Existem pessoas que quando têm um objetivo, não fazem o menor esforço para o bem e usam de má fé com os outros.
Enquanto que Josué, não só estava preservando sua vida como também de seus amigos e irmãos.
E Deus já sabia de tudo que iria acontecer, mas nem por isso rejeitou o esforço de seu servo de obedecer a seu superior e cumprir sua tarefa. A vida é um bem inestimável e deve ser preservada a qualquer custo.

evangelista juliano i.velho disse...

Caro e conpanheiro,existe uma diferença entre mentira e mentiras,no caso apresentado na biblia podemos classificar como sendo mentira:EFEITO SURTO DE QUALIFICAÇAO E OMISSAO,a pessoa que proteje e finita,logo seu efeito esta na qualificaçao de uma resposta emergente (uma necessidade) como no caso de Raab,quando aplica-se o termo mentira aquando de uma necessidade deve-se observar o efeito qualificativo da Pessoa infinita que traçou o plano,(no caso desta historia, Deus).o uso inadequado de mentiras iracunda a verbalizaçao e credibilidade da pessoa infinita para a pessoa finita,Raab nao mentiu,omitio a necessidade de conduta propria para levar a cabo um plano determinado por Deus.