sábado, 31 de maio de 2008

TRIBUNA CONVENCIONAL

Depois de transformar o seu programa "evangelístico", em agência promotora e difusora da "Teologia da Prosperidade" (lembrando que o programa recebe doações de crentes fiéis a sã doutrina, membros de várias denominações evangélicas e inclusive de não-crentes), parece-nos que o pastor Silas Malafaia quer transformá-lo agora em tribuna de discussão para os assuntos internos da CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil).

O primeiro caso aconteceu durante a campanha das últimas eleições para o biênio 2007-2008, dando algumas "orientações" para os convencionais.

Há dias atrás, propôs uma "chapa de consenso" para o pleito de 2009.

Por último, está convocando os pastores membros da CGADB, para um novo pronunciamento que fará em seu programa, no próximo sábado 07/06.

Vou assistir o programa. Se achar necessário, publicarei algo a respeito da fala do pastor Silas Malafaia. Antes, porém, estou orando para que o nobre companheiro não perca o equilíbrio, o bom senso e o foco, qualidades estas comuns a todos que trabalham para o bem estar e crescimento do Reino de Deus.

Como este blog não é evangelístico, nem se mantém através de contribuições, estou livre, no temor de Deus, para falar sobre o assunto.

ATÉ BREVE PASTOR ISAAC!

A FAMÍLIA DO PR. ISAAC RECEBEU A SOLIDARIEDADE DA IGREJA E DO MINISTÉRIO
O TEMPLO CENTRAL DA A.D EM ABREU E LIMA RECEBEU MILHARES DE PESSOAS
O PASTOR TEMÓTEO RAMOS (RJ) REPRESENTOU O PASTOR JOSÉ WELLINGTON, A MESA DIRETORA E OS ÓRGÃOS DA CGADB

PASTOR ROBERTO JOSÉ (PRESIDENTE DA A.D. EM ABREU E LIMA E DA COMDALPE, AO PROFERIR SEU DISCURSO EM HOMENAGEM PÓSTUMA AO PASTOR ISAAC MARTINS RODRIGUES

Uma cerimônia marcada por grande comoção e saudades. É como podemos definir a despedida ao pastor Isaac Martins Rodrigues.

Após a oração inicial, realizada pelo pastor José Flôr, o hino de número 202 da Harpa Cristã foi entoado pelo irmão Abner Apolinário, sendo acompanhado por toda a igreja: "Junto ao trono de Deus preparado, há cristão um lugar para ti; Há perfumes, há gozo exaltado, há delícias profusas ali".

Os conjuntos, corais e banda musical, também louvaram a Deus. O cantor e pastor Oséias de Paula se fez presente e falou da forma como foi ajudado pelo pastor Isaac no início de sua carreira: "o pastor Isaac vendeu o seu carro, para que eu gravasse o meu primeiro disco".

O pastor Roberto José (Presidente da A.D. em Abreu e Lima e da COMADALPE) fez as apresentações dos visitantes, que vieram compartilhar das lágrimas e trazer suas homenagens póstumas ao servo do Senhor. Entre eles, podemos citar os pastores Temóteo Ramos (RJ), 2o. vice-presidente da CGADB, que representou o pastor José Wellington e a mesa diretora da CGADB, José Antônio (AL), 1o. vice-presidente da CGADB e presidente da UMADENE, Gerinaldo Messias (SE), José Carlos (PB), Emídio Pacheco (Campina Grande/PB) e José Almeida (Recife/PE). Estiveram também presentes os pastores Douglas (Comunidade da Graça em Recife), Paulo Hortêncio (Igreja Batista de Jardim São Paulo), José Alencar (A.D. Madureira em PE), dentre outros.

Marcaram presença a diretoria da igreja local e da convenção estadual (COMADALPE), juntamente com todo ministério local e com obreiros dos campos.

Foi registrada ainda, a presença do padre Manoel (Abreu e Lima), do ex-governador do estado, Joaquim Francisco, do prefeito de Abreu e Lima, Fávio Gadelha e do ex-prefeito Gerônimo Gadelha, do deputado federal Eduardo da Fonte, dos deputados estaduais Airinho (que representou o governador Eduardo Campos) e Cleinton Collins, dos vereadores José Eustáquio (Recife), Fernando Moreira (Jaboatão), Sebastião Pereira (Abreu e Lima), o juíz de direito Abner Apolinário, dentre outros.

A leitura da Bíblia Sagrada foi realizada e ministrada pelo pastor Temóteo Ramos, no texto de 2 Co 5.1-8 que enfatizou o privilégio de "habitar com o Senhor". O pastor Temóteo declarou seu profundo apreço e afirmou que a vida do pastor Isaac é "um exemplo a ser imitado".

Em seguida, o pastor Altair Germano leu um breve histórico do pastor Isaac, dando ênfase aos pontos mais significativos, desde o início, até o término do seu ministério na A.D em Abreu e Lima.

Ao final da cerimônia, o pastor Roberto José, profundamente emocionado, proferiu um discurso, onde entre outras coisas, disse que a memória do pastor Isaac não será apagada, e que tudo que for construído, será construído sobre o que já foi feito.

O pastor José Antônio, após trazer suas palavras de condolências à família, fez a oração final.

Um multidão acompanhou o cortejo até ao local do sepultamento.

O grande guerreiro combateu o bom combate, encerrou a carreira e guardou a fé (2 Tm 4.7), o Senhor Jesus, justo juíz, certamente lhe recompensará naquele dia.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

VENCENDO AS TENTAÇÕES: AGRADANDO A DEUS - Subsídio para a Lição Bíblica

Qual é a principal estratégia do inimigo para levar as pessoas ao pecado? Tentá-las é a resposta. Só quando percebermos e conseguimos neutralizar as ações do Inimigo, das seduções do mundo e das inclinações da carne, através da observação de alguns princípios bíblicos, é que sairemos vitoriosos sobre as tentações.

1. O que é a tentação

1.1 Análise Exegética

Conforme o Dicionário Bíblico Wycliffe, os termos hebraicos massa e nasa, podem, às vezes, ter o significado de "induzir ao pecado". Mas seu principal e predominante significado é o de "testar o valor e o caráter de homens" e, às vezes, os de Deus (Hb 3.9).

"Tentação", do latin tentatione, pode significar indução ao erro. Segundo Vine (2003, p. 1014-1015), a palavra grega para “tentação” é peirasmós e ekpeirazõ. Esta palavra é usada com os seguintes significados:

a) Provas com o propósito e efeito benéficos (Lc 22.28; At 20.19; Tg 1.32; I Pe 1.6; 4.12; 2 Pe 2.9).

b) Com um significado bom ou neutro (Gl 4.14).

c) Provas de caráter variado (Mt 6.13; Lc 11.4; I Co 10.13)

d) Prova projetada definitivamente a conduzir à má ação, “tentação” (Lc 4.13; 8.13; I Tm 6.9).

c) A “tentar” ou desafiar Deus, por homens (Hb 3.8).

1.2 Conceito Teológico

"Tentação" pode ser definida como uma influência interna ou externa, de origem divina (quando refere-se ao fato de Deus "provar" o homem, 1 Pe 4.12), diabólica (malígna, Mt 4.7) ou humana (carnal, Tg 1.14), que embora, em si, não seja pecado, pode conduzir ao mesmo (Tg 1.15).

2. Os Cinco Estágios da Tentação (Tg 1.14-15)

Classificamos os estágios ou processos da tentação, em cinco. São eles:

a) Inclinação: "Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça". Dá-se em virtude da natureza pecaminosa do homem.

b) Atração: "quando esta o atrai". A atração, percepção seguida da atenção, é resultado natural da ação dinâmica dos nossos sentidos (tato, olfato, visão. audição e paladar).

c) Sedução: "e seduz". Sedução, conforme o Diconário Michaelis, significa "1. Ato ou efeito de seduzir ou de ser seduzido. 2. Qualidade de sedutor. 3. Encanto, atração, fascínio." A sedução é uma ação envolvente, que de maneira sútil, embriaga, neutraliza a razão, podendo ser considerada um estágio avançado no processo da tentação.

d) Concepção: "Então, a cobiça, depois de haver concebido". A idéia aqui, é a do estabelecimento pleno do desejo de pecar, de transgredir, de realizar o desejo, independente das consequências. O pecado está a um passo.

e) Consumação: "dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado,". O pecado é o resultado da consumação de todo o processo pertinente a tentação. Este processo pode ser lento ou rápido, planejado minuciosamente ou entregue aos acontecimentos. A consequência imediata deste último estágio é a morte (Gn 2.17; Rm 6.23).

3. É Possível Resistir a Tentação

Segundo Champlin (2001, p. 351) "A tentação, se não for dominada, destrói a fibra moral. Mas, uma vez que lhe oferecemos resistência, isso melhora a qualidade moral de nosso ser".

A Bíblia é clara e categórica, quando afirma que as tentações podem ser resistidas, suportadas e vencidas:

"Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação;" (Tg 1.12)

"sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." (Tg 4.7)

"Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar." (1 Co 10.13)

4. Como Vencer a Tentação

A observância de alguns princípios e orientações da Palavra de Deus, nos conduzirá sempre para a vitória sobre a tentação. Dentre os tais, podemos citar:

a) Vigiar e Orar - "vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca." (Mt 26.41; Mc 14.38)

b) Mortificar os feitos do corpo, através de uma vida guiada pelo Espírito - "Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. (Rm 8.13-14)

c) Andar no Espírito - "Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne" (Gl 5.16)

d) Viver por fé - "porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé." (1 Jo 5.4)

e) Fazer a vontade de Deus - "Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente." (1 Jo 2.17)

5. Conclusão

A tentação não faz acepção de pessoas. Ela se faz presente na vida de crianças, jovens, adultos e anciãos. Ela não respeita condição ou posição social, novos convertidos ou veteranos na fé. Congregados, membros, líderes e oficiais da igreja, também estão incluso. Crentes carnais ou espirituais, famosos ou anônimos, profanos ou santos, íntegros ou imorais, casados ou solteiro, verdadeiros ou hipócritas, obedientes ou insubmisso, também não escapam.

Todos os dias, milhares de cristãos caem em tentação. Enquanto você lê esse texto, estou certo de que em sua vida, uma das etapas do processo da tentação está sendo vivenciada. Desperte, acorde, fuja, resista, lute, clame, rompa agora com a possibilidade do pecado.

É preciso lembrar, que tentação não envolve apenas questões "sexuais", antes, inclui qualquer questão moral e espiritual. Tentação envolve desobedecer a Deus, transgredir os seus mandamentos, negar através de ações o amor que declaramos a Ele.

REFERÊNCIAS

http://www.bibliaonline.net/bol/. Acessado em 29 de maio de 2008, às 20:30 hs.

CHAMPLIN, R. N. Enciclopéida de Bíblia,Teologia e Filosofia. 5. ed. São Paulo: Hagnos, 2001. v.6

Lições Bíblicas: jovens e adultos. 2o. Trimestre de 2008. Rio de Janeiro: CPAD.

VINE, W. E.; UNGER, Merril F.; WHITE JR., William. Dicionário Vine. 2.e.d. Rio de Janeiro: CPAD, 2003.

PFEIFFER, Charles F.; VOS, Howard F.; REA, John. Diconário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: 2006.




NOTA DE FALECIMENTO

FOTO TIRADA COM O PASTOR ISAAC, POR OCASIÃO DA ESCOLA BÍBLICA DE OBREIROS NO ANO DE 2000

É com lágrimas nos olhos e com um profundo pesar, que comunicamos o falecimento do Pastor Isaac Martins Rodrigues, Presidente de Honra da Assembléia de Deus em Abreu e Lima-PE.

O corpo será velado no Templo Central da Assembléia de Deus em Abreu e Lima. O sepultamento está marcado para amanhã, às 15:00 hs, no cemitério do município de Abreu e Lima-PE.

Segue abaixo um breve histórico da vida e obra do Pastor Isaac Martins Rodrigues:

"O irmão Isaac nasceu em Recife no dia 19 de agosto de 1926, no calor de um lar cristão. Seus pais, Alexandrino Martins Rodrigues e Séfora Lopes Rodrigues, foram um dos primeiros casais a figurar nos anais da história da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Pernambuco, como também no Brasil. Criado em um ambiente embasado nos princípios bíblicos, desde a mais tenra infância foi levado a se consagrar sem quaisquer reservas ao serviço do Senhor. A prova disto é que aos 20 anos, em 1946, é separado para servir à Igreja como auxiliar. Em 1948, o jovem Isaac, já com 22 anos, recebe o batismo com o Espírito Santo, galgando mais das benesses divinas, sentindo a partir daí maior intensificação do ardor da chama pentecostal e procurando dedicar-se integralmente à obra do Mestre.

Neste mesmo ano (1948) foi consagrado ao corpo diaconal. Em 27 de setembro de 1949, casou-se com a jovem Neusa Rodrigues. Um ano depois foi separado para o presbitério. O amor à Palavra e à evangelização torna inconteste a escolha e ordenação de Isaac Martins Rodrigues ao santo Ministério como evangelista, fato que ocorreu em 04 de outubro de 1951.

A palavra EVANGELIZAÇÃO sempre foi marca indelével em toda sua trajetória ministerial, uma carreira pontilhada de vitórias e eloqüentes testemunhos de fé, que em inúmeras viagens feitas ao sertão do Estado de Pernambuco pôde deixar semeada no coração de muitos sertanejos a Palavra da Cruz. Diante dos olhos dos pioneiros da Igreja em Recife, homens como os missionários Joel Carlson, Eurico Bergsten; José Amaro da Silva, José Rosa dos Santos, entre outros, pôde receber o reconhecimento da chamada divina que se tornava cada dia mais evidente na sua vida. Cargos de relevância foram-lhe confiados: esteve à frente da superintendência das Escolas Bíblicas Dominicais por 17 anos; foi tesoureiro e secretário da igreja por alguns anos.

PROFECIAS

Antes da vinda do Pastor Isaac Martins para Abreu e Lima, Deus deixou alguns sinais da sua explícita vontade. Estando em Recife ouviu (através de um vaso anônimo), uma contundente profecia:

“Isaac vou te entregar um campo e ai de ti se recusares, pois vou fazer crescer, crescer e crescer!”

Outro fato corroborou com esta profecia: o pastor Amaro Alexandrino de Sena, no exercício das suas funções na Igreja em Abreu e Lima, ao colocar a pedra fundamental para construção de um templo na localidade por nome Jaguarana, município do Paulista, estando presente um grande número de obreiros e entre eles, o evangelista Isaac Martins, proferiu a seguinte mensagem:

Hoje faço o lançamento da pedra fundamental, porém quem irá construir este templo é o irmão Isaac.

O próprio Pastor Isaac, contou certa vez ao irmão Sebastião José de Souza (hoje diácono em Abreu e Lima), o seguinte fato:

"Eu vinha, no final da década de 50, de Goiana com uma comitiva de pastores de um trabalho que lá ocorrera. Ao passar em frente ao Templo Sede de Abreu e Lima, o saudoso Pastor José Amaro da Silva tocou-me e disse em tom de confidência: 'Isaac, olha Abreu e Lima'. Era como se estivesse dizendo: 'este Campo te espera'. "

Deus também revelou em sonho a uma irmã por nome Maria Tota, “um homem de pequena estatura, que carregava um guarda-roupa sobre a cabeça”. Esta irmã, natural de Abreu e Lima (mas tendo se dedicado ao trabalho do Mestre em Tabuleiro, Usina São José e Vila Rural), não entendeu naquele momento, que o “homem do sonho transportando o pesado móvel” era o Pastor Isaac Martins Rodrigues.

Em 23 de julho de 1969, pastor Amaro foi chamado ao descanso eterno. Um acidente automobilístico o vitimou, como também a esposa e uma sobrinha. O evangelista Antonio Ulisses da Silva, em caráter interino assumiu o Campo em Abreu e Lima. Como profetizara o pastor Amaro Alexandrino de Sena, o seu sucessor de fato, foi Isaac Martins Rodrigues, que em 24 de outubro de 1969, com 43 anos foi consagrado pastor, e, em 9 de novembro do mesmo ano, o pastor José Amaro da Silva, Presidente da Igreja em Recife, o empossou como pastor Presidente no Campo de Abreu e Lima. O Ministério local era composto apenas de 01 evangelista, 09 presbíteros e alguns diáconos.

Na posse, o pastor Isaac tomando a palavra deixou para a meditação da Igreja o texto de I Tessalonicenses 5.25: 'Irmãos, orai por nós.'

Assinaram a Ata de Posse, na data supracitada, os seguintes obreiros que constituíam o Ministério local: Amaro Francisco da Silva (Pb e 1° Secretário), Antonio Pedro Sales (Pb), José Antonio da Silva (Pb), Jeferson Henrique Rabelo (Pb), Sebastião Salú da Silva (Pb), Policarpo Lira (Pb), Antonio Francisco da Silva (Pb), José Pontes da Silva (Pb), Augusto Lopes (Pb), Antonio Ulisses da Silva (Ev), José Amaro da Silva (Pr) e Isaac Martins Rodrigues (Pr).

O coração que pulsava por evangelização impulsiona o pastor Isaac, estando apenas há cinco anos à frente da Igreja, a ultrapassar as fronteiras do Brasil e enviar o primeiro missionário a Moçambique, no continente africano. Era 1974, ano digno de nota, por ser ele o primeiro no Nordeste a investir em missões transculturais, quando as finanças não comportavam tal feito. Ao longo do tempo, outros países foram alcançados pela mesma chama missionária: Venezuela, Equador, Austrália, Portugal, Estados Unidos, Timor Leste, São Tomé e Príncipe e Israel.

Pastor Isaac Martins Rodrigues, nos seus 34 anos de pastorado sonhou e projetou, mas também empreendeu e desenvolveu um grande trabalho para o Reino de Deus, tornando-se conhecido nacional e internacionalmente, deixando sempre evidenciar dois traços fortes de sua personalidade: humildade e coragem.

CURRÍCULO

Seu currículo é extenso e ajudou a escrever a história da Igreja no Brasil: três vezes presidente do Conselho Administrativo da CPAD (Casa Publicadora das Assembléias de Deus); uma vez vice-presidente, e hoje é conselheiro vitalício; membro da Mesa Diretora da CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil); membro do Conselho de Doutrina por várias vezes; membro do Conselho Consultivo da EETAD (Escola de Educação Teológica da Assembléia de Deus); foi presidente e fundador da UMADENE (União dos Ministros da Assembléia de Deus no Nordeste); Diretor do Educandário Evangélico Neusa Rodrigues; diretor do Orfanato e Abrigo dos Idosos Estrela de Bethel; recebeu a Medalha Pernambucana do Mérito Policial Militar; Medalha do Sesquicentenário, concedida pela Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco; recebeu Título de Cidadão das seguintes cidades: Abreu e Lima, Igarassu, Paulista e Olinda.

Concluiu Licenciatura de Estudos Sociais pela Faculdade de Formação de Professores de Olinda (FUNESO), em 1980; Bacharelado em Teologia pela Academia Cristiana La Voz de Los Andes, em 1985. Ainda como Evangelista servindo a Igreja em Recife, Isaac Martins Rodrigues, escreveu o livro A História das Assembléias de Deus em Pernambuco (Jubileu de Ouro - 1918 a 1968), que se constitui um relato minucioso dos fatos históricos que envolvem a formação, implantação e expansão da Igreja em todo o Estado. O outro livro que nos deixou para a posteridade foi o Manual do Professor de Crianças, editado em 1984, pela CPAD.

Do casamento com a irmã Neusa Rodrigues (que dormiu no Senhor em 1974), nasceram os seguintes filhos: Noemi, Rute (ambas, in memoriam), Ester, Adna e Joquebede.

Em 14 de fevereiro de 1976, o Senhor lhe concedeu uma nova companheira, a irmã Cosma Maria Rodrigues, acrescentando-lhe mais dois filhos: Rute e Isaac Júnior.

TEMPLO CENTRAL - UM MARCO PARA A CIDADE DE ABREU E LIMA

Dentre muitos feitos realizados pelo pastor Isaac, um se destaca dos demais. No centro de Abreu e Lima, depois de um histórico de muitas lutas e dificuldades, foi erigido o Templo Central, que pode ser visto à distância, tanto pelos que entram como pelos que saem da cidade. Este prédio todo em mármore, de arquitetura e linhas arrojadas e estilo modernista, foi inaugurado no dia 6 de novembro de 1994, contando com a presença de obreiros locais e de diversas partes do Brasil.

O evento (inauguração do Templo Central), foi evidenciado pela imprensa local:

"(...) É também fruto das 'contribuições voluntárias' desses evangélicos, de acordo com o pastor, o majestoso templo em mármore que será inaugurado hoje, naquele município. Há quatro décadas existia no local uma simples casa de madeira e barro coberta com capim, onde os cultos eram realizados à luz de candeeiro. A inauguração coincide com o jubileu de prata de pastorado do reverendo Isaac Rodrigues."

PEDIDO DE JUBILAÇÃO

Em 14 de fevereiro de 2004, o Pastor Isaac enviou o seu pedido de Jubilação à Convenção. Em Assembléia Convencional Extraordinária, Pastor Roberto José dos Santos por aclamação unânime é eleito Presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Abreu e Lima e da COMADALPE (Convenção Estadual de Ministros da Assembléia de Deus com Sede em Abreu e Lima-PE). Desde a data supracitada, o Pastor Isaac Martins Rodrigues passou a ser reconhecido como Presidente de Honra da Igreja e da Convenção, onde esteve cumprindo seu mandato por 34 anos. Deixou como legado ao seu sucessor, uma Igreja composta de aproximadamente 130.000 “ovelhas”, entre membros e congregados distribuídos em 550 congregações em todo o estado de Pernambuco; 98 pastores, 108 evangelistas, 542 presbíteros e 1.068 diáconos.

PATRIARCA DE 77 ANOS PASSA O CAJADO PARA UM JOVEM DE 38 ANOS

Pastor Roberto José dos Santos foi gerado pelo Pastor Isaac e esteve ao seu lado como vice-presidente por 7 anos. Soube receber com humildade, responsabilidade e hombridade o grande legado deixado por este grande vulto da história da Igreja no Brasil. Essas são suas palavras em referência àquele que pode ser considerado seu pai na fé:

Ele é um apóstolo da Igreja. Dedicou toda sua vida a Obra do Senhor. Um homem que sempre zelou pelos bons costumes da Palavra de Deus (...). "Enquanto o pastor Isaac estiver entre nós, a cadeira de presidente no Templo Central estará reservada para ele", disse o pastor Roberto José dos Santos, atual presidente da Igreja e Convenção Estadual.

Como servo, o Pastor Isaac procurou sempre cumprir cabalmente a tarefa que lhe foi atribuída, dedicando-se inteiramente ao cuidado das ovelhas do Senhor Jesus." (Texto extraído do livro Assembléia de Deus em Abreu e Lima - 80 anos: síntese histórica, p. 59-67))

Hoje, ele não está mais está entre nós, mas temos a certeza de que em breve o encontraremos nas mansões celestiais.

Deixo aqui, as minhas condolências para a família enlutada.

terça-feira, 27 de maio de 2008

FRASES QUE EVIDENCIAM O FINAL DOS TEMPOS


Tenho ouvido algumas frases, que revelam claramente a crise espiritual e moral vivenciada pela Igreja no final dos tempos. Entendo, que além de confirmar as profecias bíblicas, as mesmas nos servem de alerta ante ao caos instaurado. São elas:


1. Saia do legalismo e venha para cá. Aqui pode tudo! (Pescador de aquário ou empresário da fé, tentando convencer um crente de certa denominação a mudar-se para a sua igreja)


2. Sábado tem balada na igreja (Dois jovens crentes de uma igreja liberal conversando)


3. Pastor, se o Senhor me disciplinar lhe coloco na justiça (Uma irmã em adultério, ameaçando o seu pastor)


4. Eu dou o ônibus, o hotel e a alimentação (pastor em campanha eleitoral convencional, tentando angariar alguns votinhos)


5. Você é livre para votar em quem quiser (Televangelista famoso, tentando promover a prática da falta de respeito, da desconsideração e da insubmissão, por parte dos pastores auxiliares em relação aos pastores presidentes. Não estou falando aqui de alienação)


6. Vá para os quintos dos infernos (Pregador pos-star, em relação aos seus críticos)


7. Pobreza é do Diabo (Um certo profeta da vitória financeira)


8. Filha, vou abrir a minha igreja (Pastor confidenciando à sua esposa, o desejo de promover um novo racha estadual ou nacional em sua denominação)


9. Eu vi com os meus próprios olhos as almas sendo salvas, Jesus batizar com o Espírito Santo e curar (Irmão profundamente entusiasmado com um certo pregador insubmisso, arrogante e desequilibrado)


10. Igreja é igreja, convenção é convenção (Televangelista famoso, tentando justificar o comportamento "moleque" de alguns convencionais)
Continua...

segunda-feira, 26 de maio de 2008

MODISMOS MODERNOS - GERAÇÃO DE APAIXONADOS


“E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências”
(Gálatas 5.24)


Muitos cantores e grupos evangélicos (pregadores também) estão dando uma ênfase indevida para a "paixão".

O QUE É PAIXÃO?

“Do latim passione, sentimento excessivo; amor ardente; afeto violento; entusiasmo.”

“Palavra de origem Grega derivada de paschein, padecer uma determinada ação ou efeito de algum evento. É algo que acontece à pessoa independente de sua vontade ou mesmo contra ela. De paschein deriva pathos e patologia. Pathos designa tanto emoção como sofrimento e doença. As paixões, entendidas como emoções, mobilizam a pessoa impondo-se à sua vontade e à sua razão.

Paixão é patologia do amor.


Alguns cientistas a descrevem como uma descarga bioquímica que transporta no interior de nosso ser um misto de adrenalina e outras substâncias secretas, que produzem uma certa confusão emocional.”

CARACTERÍSTICAS DA PAIXÃO

A paixão, ao contrário do amor, dura intensamente por um tempo muito curto.

O amor autêntico é altruísta, dirige-se à outra pessoa, não busca os seus próprios interesses. A paixão é simplesmente uma satisfação egoísta.

O que fica nos relacionamentos e nas realizações fundamentados na paixão, quando esta se acaba? Nada de bom, é a resposta.

A PAIXÃO NA BÍBLIA

Sempre que a palavra “paixão” aparece na Bíblia, percebe-se nela um sentido negativo. Por exemplo:

Paixões Infames (Rm 1.26)
Paixão Lasciva (Cl 3.5)
Paixões da Mocidade (2 Tm 2.22)
Paixões Mundanas (Tt 2.12)
Paixões na Ignorância (1 Pe 1.14)
Paixões Corruptoras (2 Pe 1.4)
Paixões Ímpias (Jd 18)

QUAL SENTIMENTO O SENHOR JESUS DESEJA VER EM NÓS?

Quando Jesus esteve com Pedro após sua ressurreição, junto ao mar de Tiberíades, não perguntou se o mesmo estava apaixonado por Ele. "Amas-me" (gr. agapas me)? Foi a pergunta feita pelo Senhor. (João 21.15-17).

Jesus sabe que o amor é a mola propulsora para uma vida de santidade, renúncia, altruísmo, obediência e serviço.

CONCLUSÃO

Não é uma geração de "apaixonados" que Deus deseja, mas sim, de "compromissados" com Ele e com a sua palavra. Uma geração que simplesmente lhe devote amor, que esteja disposta a negar-se a si mesmo, tomar a cruz e seguí-lo.


Você ama Jesus?

domingo, 25 de maio de 2008

MÊS DE ANIVERSÁRIO DO BLOG


Em 15 de junho estaremos comemorando 01 ano de blog. Para celebrar a data, faremos uma promoção entre os nossos leitores e amigos, sorteando três livros (um livro por leitor sorteado), cujos títulos iremos em breve divulgar.

Para participar, você deve enviar um e-mail até o dia 29/06 para altair.germano@gmail.com, indicando o post mais interessante, publicado neste primeiro ano de blog.

Caso você seja sorteado, lhe enviaremos um e-mail, solicitando vosso endereço para o envio do livro, livre de qualquer despesa postal para o sorteado.

O sorteio será realizado em 30/06 às 8h00. No mesmo dia publicaremos o resultado.

Um abraço!

Assembléia de Deus em Campina Grande-PB promove o CAPED

PARTICIPANTES DO CAPED EM CAMPINA GRANDE-PB

EQUIPE DE APOIO AO CAPED

DA ESQUERDA PARA A DIREITA: PR. ALTAIR GERMANO E OS PROFESSORES MARCOS TULER, CLAUDIONOR DE ANDRADE E ESDRAS BENTHO

IRMÃO BETH (AO CENTRO) E AS PROFESSORAS HELENA FIGUEIREDO (DIREITA) E TELMA BUENO (ESQUERDA)

No período de 21 a 24 do corrente mês, a Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Campina Grande - PB, promoveu o CAPED (Curso de de Aperfeiçoamento de Professores de Escola Dominical).

Desde 1974, a CPAD (Casa Publicadora das Assembléias de Deus) ministra o curso através do Setor de Educação Cristã, do seu Departamento de Publicações.

As aulas foram marcas por um clima de bastante alegria, entusiasmo e pelo mover do Espírito Santo na vida dos 427 inscritos.

Os seguintes temas foram abordados: Bibliologia (Pr. Esdras Bentho), Teologia Sistemática (Pr. Claudionor de Andrade - Supervisor Geral do Curso), Escola Dominical (Pr. Marcos Tuler - Coordenador do Curso), Pedagogia (Profa. Helena Figueiredo) e Psicologia Educacional (Profa. Telma Bueno). Amor, competência, excelência e experiência, são algumas das características que puderam ser claramente constatadas na vida de cada professor do CAPED.

Parabenizo o Pr. Francisco Pacheco de Brito (Presidente da Igreja), o Ev. Nelsivan Marques e o Ev. Antonio Carlos (Superintendentes da Escola Dominical), a CPAD, na pessoa do irmão Ronaldo Rodrigues (Diretor Executivo), toda equipe do CAPED, a equipe de apoio ao evento, e todos os demais participantes.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

O LOUVOR QUE CHEGA AO TRONO DA GRAÇA - Subsídio para lição bíblica (02)


Quero sugerir ao nobres professores de ED, que iniciem a lição de domingo falando sobre a história da música à luz da Bíblia. Um link interessante sobre o o assunto é o MÚSICA NA BÍBLIA.

Penso que a grande questão em debate estará girando em torno do que é "música sacra" e "profana". Os links abaixo ajudarão na exposição:

- EXISTE MÚSICA SACRA?
- MÚSICA CRISTÃ, SAGRADA OU SECULAR?
- Música: Explicatio Textus, Prædicatio Sonora

- ALGUMAS QUESTÕES PRÁTICAS

Gostaria de levantar a seguinte questão: existe nas Assembléias de Deus no Brasil, uma posição unânime, acerca do que caracteriza uma música como sacra ou profana? Observemos as seguintes questões:

1. O que leva uma música a ser considerada sacra? O ritmo, a letra, o compositor, o cantor, o propósito, a origem etc?

2. Em nossas igrejas (assembleianas), o forró e o bolero são estilos musicais aceitos, enquanto o rock, o frevo e o samba são rejeitados.

3. Nosso corais cantam composições de grupos musicais tidos por seitas ou heréticos (ex: Prisma, Voz da Verdade etc.), onde o povo é "tocado", "as almas" se convertem e o "fogo" cai.

4. A Harpa Cristã possui hinos, cujas músicas são originalmente "hinos oficiais" ou parte da cultura popular de alguns países.

5. Alguns cantores evangélicos fazem grande sucesso com letras e músicas compostas por pessoas não-crentes.

6. alguns cantores não-evangélicos fazem grande sucesso com letras e músicas compostas por crentes.

A esta altura você deve estar um pouco "tonto" com estas informações. Realmente não é tarefa muito fácil lidar com esta problemática musical.

- O DIABO E A MÚSICA

Existem ritmos musicais que podem ser criados pelo Diabo? Minha resposta, é que sim! Quais são? Minha resposta, é que essa pergunta exige pesquisa.

Com relação ao ponto de vista teológico, a única dificuldade com a palavra "criar" é se ela significar "criar do nada" do hebraico "bara'", uma vez que somente Deus tem poder para tal. Caso contrário, das coisas já criadas, os homens e inclusive o diabo pode "criar" algo (criação literária, artística, musical, etc.).

Uma composição ou estilo musical, pode ser "criada" pelo Espírito Santo, pelo Diabo ou pelo homem. Acredito que, se nossos compositores e músicos orassem mais, o Espírito de Deus os inspirariam na criação musical. Por que é, que sempre temos que pegar carona nos estilos musicais que nascem no "mundo" (rock, funk, olodum, regae etc.), associados sempre às práticas ocultistas, espíritas, demoníacas, satanistas, sensuais, libertinas, etc., para em seguida incorporá-los na adoração a Deus?

- SALMOS, HINOS E CÂNTICOS ESPIRITUAIS

Acredito que os salmos, hinos e cânticos espirituais dos quais a Bíblia fala (Cl 3.16), nascem no coração de Deus e são comunicados aos seus filhos pelo Espírito Santo. Não quero assim afirmar, que Deus não considera de alguma forma certos elementos "culturais" de uma sociedade, desde que tais elementos não tragam uma carga espiritual ou cultural que firam a sensibilidade do Espírito e que não promova escândalo para a Igreja.

- HINOS PARA A IGREJA E HINOS PARA A "EVANGELIZAÇÃO", "SHOW GOSPEL" etc.

Muitos, buscando um conciliação entre os vários pontos de vista sobre a questão da música cristã evangélica, passaram a classificar algumas músicas de "música para Igreja", e outras, como "músicas para outros espaços" ou "eventos gospels". Cabe aqui cabe também, a designação de "música de adoração" e "música de evangelização" (nesta última, vale tudo, desde que almas sejam ganhas). Os fins justificam os meios? Tira o pézinho do chão!!!

- HINOS CRISTOCÊNTRICOS E ANTROPOCÊNTICOS

Para quem catamos? Creio que é para o Senhor! O Senhor pode falar profeticamente através da música, exortando, consolando e edificando? Claro que sim! O que se percebe, é que cada vez, canta-se menos para o Senhor e mais para os homens. Receba a benção, receba a vitória, pare de sofrer agora etc. Este tipo de música é boa de vender no mercado gospel. Os compositores, cantores, gravadoras e produtoras sabendo disto, deitam e rolam.

- MÚSICA, MÚSICO E TEOLOGIA

O tema é bastante vasto. A lição aborda também, a pessoa e as qualificações teológicas e morais de um músico e adorador verdadeiramente cristão. A qualificação teológica ajuda a se evitar as barbaridades (heresias) que vemos em algumas letras musicais, do tipo 500 graus de puro fogo santo e poder, quero me apaixonar, um anjo serei etc.

Músicos e adoradores precisam também andar em integridade e sinceridade diante do Senhor. A advertência de Mt 7.15-23 também serve para os falsos profetas da música, falsos cantores, falsos compositores, falsos empresários da fé etc.

- CONSIDERAÇÕES FINAIS

Entendo que uma música sacra (sagrada, venerável e respeitável), que promove o louvor que chega ao trono da graça, possui as seguintes características:

a) Nasce de um coração regenerado, puro, sincero e jubiloso (Sl 95.1; Mt 15.8; )
b) Nasce com um propósito santo (Sl 66.2; 101.1)
c) Em tudo glorifica a Deus (1 Co 10.31)
d)Seus elementos: ritmo, melodia, harmonia e letra, não estão dissociados de seu contexto cultural, não agridem a cultura coletiva da igreja, nem ferem os princípios bíblicos cristãos (1 Co 10.32)
c) Contribui para a ordem e a decência do culto cristão (1 Co 14.40)

Por fim, nossa recomendação, é que "segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento" (1 Pe 1.15). Isto inclui também, a nossa maneira de louvar ao Senhor!

terça-feira, 20 de maio de 2008

PROJETO BÍBLIA MANUSCRITA

Considerada um dos maiores tesouros da humanidade, a Bíblia chegou até os nossos dias graças à atuação de pessoas muito especiais: os copistas. Através dos séculos, as Sagradas Escrituras foram preservadas e transmitidas por meio de cópias manuscritas, assegurando que a Palavra de Deus acompanhasse a humanidade em todos os momentos, antes da invenção da imprensa. No período medieval, o recinto onde os copistas atuavam era conhecido como scriptorium. Relembrar esta prática foi a forma encontrada pela Sociedade Bíblica do Brasil para comemorar seus 60 anos de existência, em junho próximo, com o lançamento do projeto Bíblia Manuscrita.

A iniciativa prevê a instalação de um scriptorium em várias cidades do país e está inserida nas celebrações do Ano da Bíblia, que visa colocar o Livro Sagrado em evidência durante todo ano de 2008. A expectativa é transcrever uma Bíblia por estado brasileiro e ter dois exemplares copiados pela população de todas as regiões do país, totalizando 29 exemplares completos, escritos manualmente, no período de junho a setembro.

De acordo com o projeto, o scriptorium a ser instalado nas cidades brasileiras ocupará uma área reservada, onde voluntários auxiliarão os "copistas" a transcrever o conteúdo da Bíblia na seqüência correta. Cada participante poderá copiar, no máximo, dois versículos, permitindo assim a contribuição de um grande número de copistas, além de enriquecer o manuscrito pela diversidade de caligrafias.

Ação Social
O projeto Bíblia Manuscrita também terá um aspecto social, propondo doações para o programa Inclusão do Deficiente Visual, mantido pela SBB. Durante seus três meses de funcionamento, será realizada captação de recursos para levar a Bíblia em Braile e áudio a um número ainda maior de deficientes. Hoje, o programa da SBB beneficia 2,5 mil pessoas, além de instituições especializadas no atendimento ao deficiente visual.

A sugestão é que os copistas doem, ao menos, R$ 1,00 por versículo copiado. Aqueles que quiserem contribuir com quantias maiores, a conta para depósito é:

Banco Bradesco
Sociedade Bíblica do Brasil
Agência 3390-1
Conta corrente: 18.510-8

Funcionamento
A transcrição do texto pelos copistas será permanentemente acompanhada, para evitar que haja saltos de versículos ou erros que comprometam o manuscrito. Cada participante será registrado por meio da Ficha de Copista. Ali, além dos dados pessoais, será identificado o trecho bíblico copiado.

Participação de todos
Igrejas e organizações cristãs, escolas e universidades, entidades públicas, órgãos de comunicação cristãos e editoras são convidadas a promover iniciativas que incentivem a população brasileira a participar do projeto Bíblia Manuscrita. (site: http://www.bibliamanuscrita.org.br)

CHARGE DO DIA

Parabéns irmã Marina!

domingo, 18 de maio de 2008

O LOUVOR QUE CHEGA AO TRONO DA GRAÇA - Subsídio para lição bíblica (01)


Como fizemos na lição passada, iniciaremos nossa série de postagens com algumas indicações de links que abordam o tema louvor e música na Igreja.

- Música na Bíblia (Dra. Liliane Doukhan)
- Música: Explicatio Textus, Prædicatio Sonora (Parcival Módulo)
- Existe Música Sacra? (Harold B. Hannum)
- Música Cristã, Sagrada ou Secular? (Dra. Euridice V. Osterman)
- A música na Igreja de Cristo (Walter Andrade Campelo)
- A música no culto (01) (Pr. Ciro Sanches)
- A música no culto (02) (Pr. Ciro Sanches)
- A música no culto (03) (Pr. Ciro Sanches)
- A música no culto (04) (Pr. Ciro Sanches)
- A música no culto (05) (Pr. Ciro Sanches)
- O rock é do Diabo? (Pr. Altair Germano)
- Rock cristão? (Ric Llewellyn)
- Afinal de contas, o ROCK é do Homem, de Deus ou do Diabo? (sola scriptura)
-
Bater palmas e as escrituras (Ludgero Morais)
- Qual o culto que agrada a Deus? Qual o louvor que Deus pede? (Pr. Calvin Gardner)
- Dança litúrgica (
Rev. Ludgero Bonilha Morais)
- Dança na Bíblia (
Dr. Samuele Bacchiocchi)
- Distinguindo entre os estilos sacros e contemporâneo em música cristã (David Cloud)

Continua...

Por quais razões Malaquias cap. 3 vers. 10 não deve ser aplicado à Igreja?


O texto de Malaquias 3.10 deve servir de base para a prática do dízimo na igreja? Entendo que não. Segue abaixo, de forma bastante objetiva as devidas razões:

1. O livro do profeta Malaquias foi escrito especificamente para o povo de Israel. Sua mensagem profética tem a sua razão e o seu lugar próprio no tempo, e no espaço

"Sentença pronunciada pelo Senhor contra Israel, por intermédio de Malaquias." (Ml 1.1)

"Assentar-se-á como derretedor e purificador de prata; purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata; eles trarão ao Senhor justas ofertas. Então, a oferta de Judá e de Jerusalém será agradável ao SENHOR, como nos dias antigos e como nos primeiros anos." (Ml 3.3)

"Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos." (Ml 3.6)

Afirmar que as profecias e as orientações específicas de Malaquias se aplicam "literalmente" à Igreja, é uma atitude que implica na quebra de princípios básicos, sérios e confiáveis que norteiam uma interpretação gramático-histórica da Bíblia;

"[...] os princípios do sistema gramático-histórico de interpretação, que surgiram em antioquia pela primeira vez como princípios pensados e conscientes, representam o modelo de interpretação que mais bem corresponde aos pressupostos do Cristianismo histórico quanto à natureza das Escrituras" (Nicodemus, 2004, p. 256)

Bentho (2003, p. 69-71) diz que a função da hermenêutica e exegese bíblica, dentre outras, é compreender o sentido do texto dentro de seu ambiente histórico-cultural e léxico-sintático. Qualquer interpretação que tenta forçar o texto a dizer o que não diz, seja de forma voluntária ou involuntária, com base em pressupostos ou premissas previamente estabelecidos pelo intérprete, que ignora o contexto sob pretexto ideológico, que ignora a mensagem e o propósito principal do livro e que não analisa o texto à luz de outros, não deve ser confiável.

2. A mensagem de Malaquias está fundamentada na necessidade de se observar o cumprimento da Lei do Senhor, prescrita para o povo de Israel

"Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, a qual lhe prescrevi em Horebe para todo o Israel, a saber, Estatutos e juízos." (Ml 4.4)

Não vivemos sob a Lei de Moisés:

"Porque eu, mediante a própria lei, morri para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo". (Gl 2.19)

"Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar seus preceitos por eles viverá" (Gl 3.12)

"Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão" (Gl 5.1)

3. Os que se utilizam de Ml 3.10, acabam por incorrer na alegorese, ou seja, no abuso de uma interpretação fundamentada na escola alegórica.

"Quem alegoriza fala ou escreve sobre alguma coisa por intermédio de outra, procurando desvendar sentidos simbólicos, espirituais ou ocultos. [...] De acordo com o método alegórico, o sentido literal e histórico das Escrituras é completamente desprezado, e cada palavra e acontecimento são transformados em alegoria de algum tipo, a fim de escapar de dificuldades teológicas ou para sustentar certas crenças estranhas e alheias ao texto bíblico. Assim, não interpreta o texto bíblico, mas perverte o verdadeiro sentido deles, embora sob o pretexto de buscar um sentido mais profundo ou mais espiritual" (Idem, 2003, p. 124)

O uso claro de alegorese em Ml 3.10, é afirmar que a "casa do tesouro" e a "minha casa", citadas no texto se aplicam aos templos cristãos. É equivocado também declarar, que as maldições ali citadas, virão também sobre os crentes. Vale lembrar as palavras de Paulo em Atos 17.24 "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas."

Muitos se utilizam do texto de Ml 3.7-11, tirando-o do seu contexto, para colocar a "faca no pescoço dos simples", amedrontando-os com maldições ou acusando-os de ladrões, no que diz respeito a prática do dízimo. Volto a declarar que a Bíblia não deve ser interpretada segundo as nossas conveniências.

Compreendo ainda pela Palavra, que na Igreja, o dízimo não deve ter a sua prática incentivada a partir de Malaquias, mas sim, a partir de Abraão (Gn 14.18-20) e Jacó (28.18-22) que contribuíram voluntariamente, livre de qualquer preceito legal, sem medo de qualquer punição ou castigo, sendo unicamente movidos por pura adoração em reconhecimento àquele que provê todas as coisas.

As bases motivadoras e punitivas que norteiam as contribuições financeiras na Igreja, estão prescritas em 2 Co 9.6-15

"E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. Deus pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra, como está escrito: Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus. Porque o serviço desta assistência não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças a Deus, visto como, na prova desta ministração, glorificam a Deus pela obediência da vossa confissão quanto ao evangelho de Cristo e pela liberalidade com que contribuís para eles e para todos, enquanto oram eles a vosso favor, com grande afeto, em virtude da superabundante graça de Deus que há em vós. Graças a Deus pelo seu dom inefável!"

Dizimar e contribuir com outras ofertas, não pode ser encarado por cristãos como um fardo ou jugo da lei. Deve sim, ser percebido como um privilégio e como um ato livre e amoroso que reconhece em Deus o sustentator, provedor e criador de todas as coisas.

Bibliografia

BENTHO, Esdras Costa. Hermenêutica fácil e descomplicada: como interpretar a Bíblia de maneira prática e eficaz. Rio de Janeiro: CPAD, 2003.

LOPES, Augustus Nicodemus. A Bíblia e seus intérpretes: uma breve história da interpretação. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.

SCHOLZ, Vilson. Princípios de interpretação Bíblica: introdução à hermenêutica com ênfase em gêneros literários. Canoas-RS: Ulbra, 2006.

STUART, Douglas; FEE, Gordon D. Manual de exegese bíblica: Antigo e novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2008.

http://www.bibliaonline.net. Acessado em 18/05/2008 às 10h25m

sábado, 17 de maio de 2008

DÍZIMOS E OFERTAS - UMA DISCIPLINA ABENÇOADORA - SUBSÍDIOS PARA LIÇÃO BÍBLICA (03)


Estou concluindo com este post, os subsídios para a lição bíblica desta semana. Como anunciei, depois de publicar uma relação de links com estudo contrários, e outros com estudos favoráveis a prática do dízimo, farei uma retrospectiva dos posts e concluirei com uma síntese sobre o assunto.

1. Links que sustentam uma posição contrária ao dízimo

- DÍZIMO: Contribuição da lei ou da graça (Luciana R. A. Viana)
- DÍZIMO: superstição ou obrigação
- O Dízimo do Velho Testamento versus o Dadivar do Novo Testamento (Brian Anderson)
- Dízimo, deve-se ou não pagar? (Paulo da Silva Neto sobrinho)
- O crente e o dízimo (José Fontoura)

2. Links que sustentam uma posição favorável ao dízimo

- Dízimos (Elias Oliveira)
- Dízimos e Ofertas (Montesião)
- Determinações Bíblicas para os Dízimos e Ofertas Alçadas (Solano Portela)
- E a questão do Dízimo??? (José Barbosa Júnior)
- Afinal de contas, devem ou não os cristãos dar o Dízimo?(Dr. Leadnet)
- Dízimo: mordomia e contribuição (Luciano Subirá)

3. Principais argumentos contrários e favoráveis


a) Argumentos contrários

- O dízimo, não poder ter sua obrigatoriedade na igreja, fundamentado em Malaquias 3.8-12, pois desta forma se tornaria uma prática legalista e não uma contribuição voluntária.

- Não existe no Novo Testamento nenhum mandamento ou orientação para a prática do dízimo pela igreja. Mateus Mt 23.23 é uma palavra destinada aos fariseus: "Dizer que, uma vez que Jesus falou a estes fariseus que deviam dizimar, isto força que também nós devemos dizimar, ignora o fato que aqueles fariseus viviam sob pacto e leis diferentes daqueles de um salvo do Novo Testamento" (Brian Anderson)

- O dízimo tem servido como instrumento de opressão e barganha com Deus por grande parte da liderança cristã.

b) Argumentos favoráveis

- O dízimo antecede a Lei no Antigo Testamento. Como exemplo disto "Abraão deu o dízimo a Melquisedeque (Gn 14.20) e Jacó também fez votos de dar a Deus o dízimo de tudo o que no Senhor lhe concedesse (Gn 28.22). Portanto, o dízimo não "nasceu" como uma ordenança e sim como um ato espontâneo, que depois foi instituído como lei ". (Luciano Subirá)
.
- O Novo Testamento não orienta claramente, mas também não suspende claramente a prática do dízimo.

- O dízimo tem servido de instrumento de bençãos para quem contribui e para o suprimento das necessidades financeiras da igreja local.

4. Considerações Finais

Analisando a Bíblia e os vários comentários sobre a prática do dízimo, fica bastante evidente os pontos abaixo:

- O dízimo é uma prática bíblica anterior a Lei de Moisés.

- O dízimo, assim como as próprias ofertas, não deve ser ensinado como uma prática "legalista" para a igreja. As contribuição financeiras, incluindo o dízimo, devem estar fundamentadas na voluntariedade, na liberalidade, na alegria, na fé e no amor

"E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. Deus pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra, como está escrito: Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus. Porque o serviço desta assistência não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças a Deus, visto como, na prova desta ministração, glorificam a Deus pela obediência da vossa confissão quanto ao evangelho de Cristo e pela liberalidade com que contribuís para eles e para todos, enquanto oram eles a vosso favor, com grande afeto, em virtude da superabundante graça de Deus que há em vós. Graças a Deus pelo seu dom inefável!" (2 Co 9.6-15)

Os crentes que se utilizam do argumento de que o dízimo é uma prática legalista, não devem se privar do grande privilégio de assim servir ao Senhor.

Oro para que o sentimento que envolveu o coração de Abraão, de Jacó e de tantos outros santos, e que está presente no coração de milhares de cristãos, os impulsionando desta forma a contribuir, esteja também no coração de todos os demais.

"porque Deus ama a quem dá com alegria"

ELA VOLTOU!

Depois de algumas semanas sem ser anunciada, a "Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira", com suas perigosas notas e comentários que promovem a flamigerada Teologia da Prosperidade, voltou a ser anunciada na TV.

Para aqueles que não tiveram acesso aos nossos comentários sobre a referida Bíblia, clik no link abaixo:

BÍBLIA DE ESTUDO BATALHA ESPIRITUAL E VITÓRIA FINANCEIRA SOB UMA PERSPECTIVA PENTECOSTAL E ORTODOXA

sexta-feira, 16 de maio de 2008

TORNE O SEU BLOG CONHECIDO

Não sei se a informação lhe causará surpresa, mas o fato, é que muitos evangélicos que acessam a internet desconhecem a existência da blogosfera evangélica, como também, a própria existência dos blogs.

Se você fizer uma breve pesquisa na comunidade cristã que você faz parte, poderá constatar essa informação.

Todos nós, podemos de alguma forma, contribuir para que os blogs evangélicos se tornem conhecidos e acessados. Aliás, muitos reclamam que seus blogs são pouco visitados, sem contudo empreender esforços para torná-los conhecidos. Os meios listados abaixo para divulgar um blog, apesar de simples, são eficazes. Falo por experiência própria. São eles:

- O boca-a-boca: Fale para todos que você conhece, sobre o seu blog
- O orkut: Divulgue o seu blog nas comunidades do orkut. Para isso, se faz necessário participar de várias comunidades bem frequentadas (quantitativamente e qualitativamente). Sempre que postar algo novo, envie uma mensagem para todos.
- A igreja: Se você ocupa ou não funções de liderança na igreja (pastor, líder de mocidade, superintendente e professor de escola dominical, ministro de música etc), divulgue entre os seus liderados ou entre os seus pares.
- O e-mail: Utilize também as mensagens por e-mail para divulgação
- Os comentários: Faça comentários em blogs bem visitados e deixe o link do seu blog registrado
- Os links: Tente fazer parcerias, oferecendo a troca de links com outros blogueiros (você coloca o link do meu blog no seu, e eu coloco o link do seu blog no meu)
- A UBE: Filie-se a União de Blogueiros Evangélicos. Eis aqui um bom espaço para tornar o seu blog conhecido.

É bom lembrar, que tão importante quanto a divulgação do blog, é o seu conteúdo. As pessoas que acessarem o seu blog, só voltarão a fazê-lo se gostarem do conteúdo, dos temas abordados, do estilo de escrever etc.

No demais, após a leitura deste breve post, comece imediatamente, ou inclemente mais ainda a divulgação do seu blog.

O mais importante: Faça tudo para a glória de Deus!

Congresso Mundial "Interdenominacional" das Assembléias de Deus (02)


Como já escrevi, o referente Congresso acontecerá no período de 23 a 25/05/2008, em Lisboa-Portugal.

O único cantor brasileiro convidado para o evento (cuja designação "interdenominacional" foi por mim adicionada) é o Pr. André Valadão (Formado como ministro pelo Rhema Bible Trainning Center/Kenneth Hagin Ministries -EUA), da Igreja Batista da Lagoinha-MG (vídeo acima), conforme nos informa o site oficial do evento.

Salvo melhor e mais clara justificativa por parte dos organizadores, parece-nos que a ida do pastor e cantor André Valadão servirá para dar um certo glamour ao evento.

Mantenho o meu protesto em razão da exclusão dos cantores brasileiros assembleianos (já falei que não se trata de sectarismo, mas sim, de coerência).

Não vou! Ficarei por aqui orando para que os nossos congressos não percam o foco, não vindo assim a serem transformardos em meros "eventos gospels".

CHARGE DO DIA


Os adolecentes são uma benção!

Eles só precisam ser pacientemente compreendidos, devidamente orientados e amorosamente cuidados.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

DÍZIMOS E OFERTAS - UMA DISCIPLINA ABENÇOADORA - SUBSÍDIOS PARA LIÇÃO BÍBLICA (02)


Continuação.

2. Links que sustentam uma posição favorável ao dízimo

- Dízimos (Elias Oliveira)
- Dízimos e Ofertas (Montesião)
- Determinações Bíblicas para os Dízimos e Ofertas Alçadas (Solano Portela)
- E a questão do Dízimo??? (José Barbosa Júnior)
- Afinal de contas, devem ou não os cristãos dar o Dízimo?(Dr. Leadnet)
- Dízimo: mordomia e contribuição (Luciano Subirá)

Na continuação, faremos uma síntese das posições contrárias e favoráveis aos Dízimos.

PROJETO MINHA ESPERANÇA BRASIL


Louvo a Deus pela possibilidade de participar do Projeto Minha Esperança - Brasil, da Associação Evangelística Billy Grahan, na função de Coordenador Denominacional Regional.

O que é o Projeto Minha Esperança

Minha Esperança é um esforço evangelístico, para que cada crente do país alcance seus amigos, familiares e vizinhos com o evangelho da esperança em Jesus Cristo, convidando-os a vir à sua casa para assistirem a três programas de televisão e ajudá-los a crescer no Senhor e tornarem-se parte de sua igreja local, tão logo se convertam a Cristo.

O que é concretamente o projeto Minha Esperança e como se desenvolve?

- É um projeto evangelístico que alcançará todo território nacional.
- Cada igreja evangélica será convidada a desenvolver o projeto dentro do seu próprio contexto, somando-se ao conjunto de igrejas cristãs de todo país.
- A mensagem de Jesus Cristo será transmitida pela televisão por três noites consecutivas através de uma rede de alcance nacional e em horário nobre.
- Nas duas primeiras noites será apresentado um programa de meia hora cada. O conteúdo incluirá uma mensagem evangelística, pregada na primeira noite por Billy Graham e, na segunda noite, por Franklin Graham, além de um testemunho impactante e música cristã.
- Na terceira noite será transmitido um atraente filme, produzido pela Associação Evangelística Billy Graham, com uma poderosa mensagem de esperança em Cristo.
- Todas as igrejas receberão treinamento, capacitação, materiais e orientação a fim de alcançarem o maior número possível de lares envolvidos e capacitados onde o evangelho possa ser escutado.
- Cada crente, em cada igreja, poderá participar de forma ativa, por meio dos passos indicados no folheto de Mateus e seus amigos, apresentando conjuntamente com Billy Graham e Franklin Graham a mensagem da esperança em Cristo por ocasião das transmissões.
- Como resultado, dezenas de milhares de cristãos estarão capacitados para compartilhar o evangelho com amigos, familiares e vizinhos.

Preparo e mobilização

Uma sede nacional foi estabelecida em São Paulo para coordenar o projeto. Estamos pedindo a Deus que milhares de igrejas se preparem para este poderoso impacto evangelístico nacional.

Cada fase tem importância singular, mas a oração e a estratégia Mateus e seus amigos são o coração do projeto.

Para maiores informações, acesse o site http://www.minhaesperanca.com.br

Ore, divulgue e participe!

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Matéria da Revista Enfoque Gospel

IMAGEM: ENFOQUE GOSPEL


A Revista Enfoque Gospel, edição 81, traz um matéria sobre a ferramenta blogs. Para a glória de Deus fomos entrevistados e citados. Segue abaixo o texto na íntegra.

Blogs (por Rosana Melo)

"Quando eles surgiram, por volta de 1997, os blogs eram definidos como diários virtuais. Hoje, a ferramenta se consagrou como o oposto dos antigos diários escritos em segredo. Eles tornam públicos os pensamentos e a vida dos internautas e não ficam restritos a registros pessoais. Um blog pode ter vários objetivos e é uma forma de o autor publicar o que não se enquadraria em outro meio de comunicação.

O site americano Technorati (http://technorati.com), que monitora e observa essa tendência, calcula que há na rede hoje mais de 120 milhões de blogs registrados. Ainda segundo o site, são criados 175 mil todos os dias. O Technorati considera como blog ativo a página que é atualizada pelo menos uma vez a cada três meses. Enquanto nos Estados Unidos os blogs corporativos já fazem sucesso, aqui eles surgem de forma discreta.

Não custa nada manter um diário virtual desses na rede. Basta ter um computador, acesso à internet e fazer um cadastro nos diversos endereços eletrônicos que oferecem o serviço. Os blogs também se encaixam, perfeitamente, na lógica da Web 2.0, que funde os conceitos de conteúdo, compartilhamento e comunidade. Ou seja, ela parte do princípio de que o internauta vai interagir e conseqüentemente gerar conteúdo. E assim, mundo afora, pessoas de todos os credos e raças se manifestam sobre temas variados como política, religião, música, esportes, negócios, gastronomia e fotografia, entre outros.

Mas se por um lado a liberdade de expressão empolga seus autores, ela vem encontrando algumas resistências. Países como a China já tentaram impor restrições – ela queria obrigar os blogueiros a usar seus nomes verdadeiros, mas recuou devido a uma grande oposição da indústria da internet. A China tem mais de 20 milhões de blogs, e o país bloqueia o acesso a sites que considera contrários às visões de governo e também restringe a participação em alguns grupos de discussão online.

Blogs corporativos são uma tendência mundial, mas estão conquistando espaço nas empresas brasileiras de forma lenta. Poucas empresas utilizam no Brasil os blogs e as redes sociais de relacionamento nas suas estratégias de comunicação e marketing. Pesquisa da consultoria Rapp Collins, que ouviu 1.008 empresas entre agosto e setembro de 2006, constatou que apenas 0,54% das empresas brasileiras utilizam blogs próprios e 2,62% capturam dados dos clientes em blogs externos à empresa. O estudo apontou ainda que 8% das companhias pesquisadas permitem que pessoas de fora da empresa alimentem o blog sem restrições.

Visando tornar a blogosfera evangélica conhecida, inclusive entre os não-cristãos, o pastor Altair Germano, presidente do Diretório Estadual em Pernambuco da Sociedade Bíblica do Brasil, criou, há cerca de seis meses, a União dos Blogueiros Evangélicos (UBE) – http://blogueirosevangelicos.blogspot.com/ –, um blog que já possui 70 associados de todos os estados do Brasil e de países como Alemanha e Estados Unidos.

“A violência e outros fenômenos socioculturais estão levando as pessoas a se fecharem em suas residências, e as novas tecnologias de informação e comunicação devem ser percebidas pela Igreja como portas que se abrem para a evangelização dessas pessoas.” É o que pensa Germano, presidente do Conselho de Doutrina da União de Ministros das Assembléias de Deus no Nordeste, professor e capelão da Faculdade Teológica das Assembléias de Deus no município de Abreu e Lima, em Pernambuco.

Germano criou seu blog (http://altairgermano.blogspot.com/) há nove meses e a praticidade da ferramenta e a interatividade o conquistaram. Sua experiência não se limitou ao blog pessoal, e foi aí que, junto com o teólogo e pedagogo Esdras Bentho e o advogado Valmir Milomen (http://comoviveremos.com/), descobriu que compartilhavam da idéia de criar um blog que pudesse reunir os blogueiros evangélicos com o propósito de integração e divulgação. Daí criaram a UBE.

BLOGS PARA TODOS OS GOSTOS E PÚBLICOS

Voltado para os acadêmicos em Teologia, professores e alunos, o blog Teologia e Graça (http://teologiaegraca.blogspot.com/), do teólogo Esdras Costa Bentho, trata dos temas teológicos de modo bíblico, exegético e filosófico. Ele também avalia que se a igreja tem a possibilidade de editar um blog bilíngüe, suas chances de cumprir com sucesso a missão evangelística são descomunais. “Tenho participado de alguns blogs europeus e hispano-americanos e posso afirmar: funciona.” Ele acredita que os novos manuais de evangelismo e missiologia devam incluir os blogs como ferramentas evangelísticas.

Eliseu Antônio Gomes, evangélico pentecostal que vive em São Paulo, sempre gostou de escrever para se expressar. Ele ouviu falar do formato blog pela primeira vez quando estourou a guerra no Iraque e um soldado norte-americano começou a relatar seus dias por lá. “Seus relatos foram recebidos e alçados à importância de um jornalista em campo de batalha pela mídia americana.” Algum tempo depois, ele conheceu o blog Olhar Cristão (http://olharcristao.blogspot.com/), de João Cruzué. Recebeu algumas dicas e criou seu primeiro blog, precursor do atual: http://belverede.blogspot.com/.

Ter ética cristã e saber que o blog será lido não apenas por cristãos são pontos fundamentais a serem considerados. “Qualquer posicionamento opinativo e conotação corporativista pode gerar mais estrago que edificação espiritual”, pondera Gomes, ressaltando ainda que o blog não é um livro nem púlpito da congregação.

Walder de Miranda Júnior, profissional de Ciência da Computação, explica que os blogs possuem a vantagem de permitir aos visitantes que comentem as informações ali publicadas. “Hoje, as homepages e sites estão utilizando as funcionalidades advindas dos blogs, tais como a possibilidade de comentar uma informação, publicar uma foto ou vídeo. O internauta deixa de ser passivo e passa a interagir com as pessoas. Um site que não tenha um blog temático por trás, para sua divulgação, deixa a desejar.”

Júnior orienta aos novatos em blog que deixem claro as regras de funcionamento e que sempre respondam a qualquer questionamento. “Nunca deixe esperando uma pessoa que poderá falar bem do seu blog”, ensina. A Enfoque também criou seu blog institucional (http://blog.revistaenfoque.com.br/) em maio passado, buscando interação com seus leitores e internautas e propondo uma discussão sobre temas que estejam ou não publicados na revista. “As pessoas também se comunicam entre si e, à medida que isso acontece, vão se formando outros assuntos. Isso é ótimo!”, observa a editora geral, Virgínia Rodrigues.

No livro Blog – Entenda a Revolução que Vai Mudar seu Mundo, o escritor e jornalista Hugh Hewitt, influente blogueiro norte-americano, sustenta que as pessoas devem ficar atentas a essa nova mídia para não perderem mercado em pouco tempo. Ele diz que os blogs são megafones da mídia. Hewitt considera fundamental a atenção aos conteúdos, levando-se em conta a velocidade e o alcance de um blog. Em seu livro, ele faz um alerta: um engano ou uma informação mal usada, e o blog se esvazia rapidamente. Nesse caso, a empresa vai amargar uma repercussão negativa quase que instantânea. Ou seja, é preciso saber usar o potencial dos blogs ou o efeito será pior do que se ele não existisse". (Fonte: Revista Enfoque Gospel)