terça-feira, 7 de outubro de 2008

PLANO DE MOBILIZAÇÃO DE IGREJAS CRISTÃS PELA EDUCAÇÃO

O Plano de Mobilização de Igrejas Cristãs pela Educação foi elaborado por igrejas cristãs representadas por suas entidades (Conselho Latino Americano de Igrejas - CLAI, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB e Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil - CONIC), visando a definir uma estratégia de mobilização social pela educação. Participam desse esforço, também, o Compromisso Todos pela Educação e a Unesco.

O Plano de Ação resultante dessa estratégia aponta o público-alvo a ser mobilizado prioritariamente, os agentes mobilizadores (ou multiplicadores), os meios a serem utilizados e os principais pontos a serem enfatizados na mobilização.

A proposta tem como fundamentos os direitos humanos, a cidadania, a ética, a inclusão e a tolerância.

ATORES-CHAVE PARA A MOBILIZAÇÃO

- Lideranças
- Instituições educacionais
- Entidades representativas de Igrejas
- Voluntários.

PÚBLICO A SER MOBILIZADO

- Famílias e responsáveis
- Lideranças comunitárias

PONTOS A SEREM ENFATIZADOS NA MOBILIZAÇÃO

O Plano de Mobilização tomou como referência as diretrizes do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), lançado em 2007 pelo Ministério da Educação. Elas expressam as boas práticas encontradas em escolas e redes públicas de aprendizagem nas quais os alunos apresentam bom desempenho.

Com base nessas diretrizes, foram relacionadas ações e atividades que poderiam ser implementadas, essencialmente de duas formas:

2.1. Dialogar com a comunidade e refletir sobre os temas relevantes para a promoção da educação:

Ø despertando a consciência comunidade sobre o compromisso social na afirmação do direito à educação de qualidade;
Ø reafirmando o papel de cada pessoa como protagonista dessa agenda na comunidade onde vive, com amigos, vizinhos, associação de moradores, empregados/as e outros atores locais;
Ø utilizando os momentos de contato para:

- Falar sobre o papel da família na educação dos filhos, mostrando a importância da educação (aprender para a vida);
- Reunir as forças da comunidade para um compromisso sócio-interativo no processo educacional;
- Estimular a solidariedade para dar ênfase aos sinais de vida; e
- Mostrar que a construção da identidade só se dá na relação com o outro.


2.2. Promover ações de fortalecimento da educação,

Ø realizando atividades que contribuam para fortalecer a educação e melhorar sua qualidade, na perspectiva de garantir a todos os brasileiros acesso, permanência e conclusão com sucesso em sua trajetória educacional. Essas atividades podem ter diferentes formas e momentos, expressando-se, por exemplo, em campanhas de conscientização, trabalho voluntário que aproxime a escola da comunidade, formação de multiplicadores, reuniões, pregações em missas, cultos e celebrações, entre outras.

Linda Goulard

Fonte: Blog da Mobilização

LINKS RELACIONADOS:

FAMÍLIA EDUCADORA
TODOS PELA EDUCAÇÃO


4 comentários:

Elisomar disse...

Muito bom esse projeto. Tomara Deus que seja levado a sério e veremos os frutos desse trabalho.

fernandortega disse...

DEUS abençoe esse projeto!!!
Vitórias!!

Fernando Ortega

d.felix disse...

bastante interessante este projeto eu mesmo jah mencionei que dentro de paratibe a nossa igreja deveria ter uma escola para nossos filhos. Existem tantos profissionais da educação dentro da nossa convenção , assim poderiamos juntar o util ao agradavel ensinariamos o secular e o espiritual, os nossos filhos nao passariam tao pouco tempo do dia ouvindo a palavra de Deus. Sabemos que nao eh o papel da igreja educar filhos de membros, mas, no entanto se eles tivessem mais contato com o ensinamento do evangelho, certamente teriamos jovens e adultos menos violentos.
Este projeto do governo eh louvavel esperamos em Deus que dê certo,uma vez que envolve muito interesse politico, e é ai onde mora o perigo.

Pr. Mateus Francisco disse...

Em nossa comunidade fomos a luta, mobilizamos as principais lideranças (religiosos, educadores, vereadores, sindicalistas) e formamos o comitê local. Agora, para dar melhor embasamento a nossa atividade como mobilizador, estamos planejando para o início de 2010 a realização de uma oficina de capacitação com presença de nada menos que a própria Prfª Linda, o que além de importante será "chic no último". Pastor Mateus Francisco