terça-feira, 23 de setembro de 2008

USOS E COSTUMES: IMPOR OU NÃO IMPOR LIMITES?

Uma das questões mais controversas, pelo menos no meio assembleiano, são os usos e costumes (leia USOS E COSTUMES: QUESTÕES ASSEMBLEIANAS CONTEMPORÂNEAS). Acontece que entre igrejas batistas, presbiterianas e demais denominações, a discussão também está presente.

Outro dia, estava com alguns amigos presbíteros presbiterianos, e os mesmo falavam sobre um problema que estava acontecendo na igreja, onde um jovem resolveu usar brincos. Em outros lugares se discute sobre tatuagens, estilos de roupas, tipos e modelos de jóias que se deve ou não usar, uso de barba, bigode etc.

A prática pastoral nos revela que essa discussão nunca acabará. Sempre que algumas reivindicações e mudanças acontecerem, outras surgirão.

Visto que a Bíblia não impõem um modelo padrão para os usos e costumes cristãos, pois trata da questão sempre em seu contexto histórico-cultural, deixando apenas princípios para serem observados, cabe a seguinte pergunta: Os limites impostos (ou sugeridos) pelas lideranças ou pela cultura coletiva das igrejas são válidos? Devem ser observados? Em caso da não observação dos mesmos, esgostadas todas as tentativas de diálogo, deverá haver aplicação de disciplina? Até onde a liberdade cristã é permitida ou reprimida?

Sou favorável a imposição de limites dentro dos parâmetros e dos princípios bíblicos e cristãos , como sou também favorável a aplicação de disciplina nos casos extremos.

Todos nós precisamos de limites. Deus estabelece limites, o Estado, as empresas, as organizações públicas e privadas, as associações, a família etc. Qualquer relação entre pessoas precisa de limites claros. A falta de limites gera o caos, a desordem, o abuso.

Nossa natureza carnal não aceita limites, ela é transgressora, insaciável.

A Bíblia é clara que não devemos utilizar nossa liberdade cristã para dar ocasião à carne.

Entendo que nunca haverá consenso e unanimidade quando o assunto é usos e costumes na igreja, mas, tendo como parâmetros os princípios bíblicos da boa conduta, comportamento e convivência, a posição e o entendimento da maioria (liderança, membros e congregados) deve prevalecer;

"Então, se reuniram os apóstolos e os presbíteros para examinar a questão. [...] E toda a multidão silenciou, passando a ouvir a Barnabé e a Paulo, que contavam quantos sinais e prodígios Deus fizera por meio deles entre os gentios. Depois que eles terminaram, falou Tiago, dizendo: Irmãos, atentai nas minhas palavras: [...]." (At 15.6, 12, 13) "Então, pareceu bem aos apóstolos e aos presbíteros, com toda a igreja, tendo elegido homens dentre eles, enviá-los, juntamente com Paulo e Barnabé, a Antioquia: foram Judas, chamado Barsabás, e Silas, homens notáveis entre os irmãos, [...]." (Atos 15.22) "Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas essenciais:" (At 15.28)

Um fato, é que na maioria das vezes os membros e congregados não participam das discussões. Percebam que até na escolha de um apóstolo a congregação participava;

"Naqueles dias, levantou-se Pedro no meio dos irmãos (ora, compunha-se a assembléia de umas cento e vinte pessoas) e disse: [...]. É necessário, pois, que, dos homens que nos acompanharam todo o tempo que o Senhor Jesus andou entre nós, começando no batismo de João, até ao dia em que dentre nós foi levado às alturas, um destes se torne testemunha conosco da sua ressurreição. Então, propuseram dois: José, chamado Barsabás, cognominado Justo, e Matias. E, orando, disseram: Tu, Senhor, que conheces o coração de todos, revela-nos qual destes dois tens escolhido para preencher a vaga neste ministério e apostolado, do qual Judas se transviou, indo para o seu próprio lugar. [...] E os lançaram em sortes, vindo a sorte recair sobre Matias, sendo-lhe, então, votado lugar com os onze apóstolos. (At 1.15, 21-26)

O fato é que os "irmãos", em muitos lugares, vivem num regime de talibã, ditatorial, opressor, onde as decisões são impostas pelo clero (ou por seu sumo-pontífice), os questionamentos são vistos como atitudes rebeldes, e a mínima desobediência é punida com um "apedrejamento de palavras e ações exemplares". Não participam das decisões, nem de assembléias.

Tal atitude é tão insana quanto a de querer mudar os padrões de usos e costumes (onde ainda existem) sem nenhum objetivo relevante. É o mudar pelo mudar. É o egoísmo pessoal em detrimento do bem comunal. A libertinagem camuflada de liberdade cristã.

Sei que este tema para muitos não é relevante, principalmente para quem não sofre com isto, ou faz parte de um grupo opressor.

Em meio a toda essa discussão, a grande questão é: a mudança de hábitos, usos e costumes vai melhorar e aumentar nossa comunhão com Deus e com os irmãos? Nos tornará crentes mais envolvidos com a obra de Deus? Glorificará o nome do Senhor?

"Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus." (1 Co 10.31)

42 comentários:

Matias Borba disse...

pr Altair, a paz do Senhor!

como falei anteriormente,certos usos e costumes não podem ser considerados como pecados mas apenas como costume que se modificou com o tempo. mas suas palavras ficaram claras quanto ao "todos nos precisarmos de limites",cada denominação tem seus costumes então creio que cada menbro deve respeitá-los pois os mesmo estão ali para o bem do povo,desde que não se use de legalismo. e uma granda verdade é,essa discussão nunca tera fim,seja em qualquer igreja. um abraco e a paz de Senhor!

Elisomar disse...

De tudo que se fala ou do que alguém queira mudar, nada é mais importante do que pensar que nossas ações em estado normal, dizem exatamente quem somos. Acho que não deveria haver liberação declarada de "nada" novo, uma vez que os costumes são exatamente a cultura de um povo e à tradição pode até se acrescentar outros costumes e nunca tirar os que já existiam. O que mais me deixa intrigada, é que esses defensores de mudanças radicais na igreja nunca procuram um crente "moderno" pra pedir oração em suas aflições, mas são às irmãs e irmãos tradicionais a quem se dirigem. Por que será? preconceito contra os modernos? Faço minhas as palavras da música do Roberto...Eu não sou contra o progresso, mas uso o bom senso um erro não conserta o outro, isso é que eu penso.
E tratando-se de denominação, todo o cuidado é pouco.

João Batista Gregório Jr. disse...

Pr. Altair! Paz do Eterno!

Venho solicitar do Amado que na possibilidade, recoloque o link do meu blog na sua Relação de Blogs Cristãos, seria de grande ajuda para a divulgação do meu blog:

Nome do Blog:
Protesto Cristão
Link: www.protestocristao.blogspot.com

Aguardo reposta!

Matias Borba disse...

twcjaojPr. Atair, a paz.

Se um costume foi posto ou escolhido numa época diferente e se tal coastume foi escolhido de numa época diferente,esses costumes podem sim serem retirados de qualquer intituição ou denominação se realmente foi colocado de forma erronia ou legalista,(falei podem e nao devem ser retirados). creio que oraçoes sao ouvidas por Deus seja ele quem for,crentes assembleianos,batistas,presbiterianos,católicos e até não crentes,o que vai determinar a ação de Deus para se dar uma respostas a essas orações é se eu estarei apto a ouvir e entender a voz de Deus. ainda sobre tauis "mudanças" de costunes assembleianos,eu particularmente sou a favor que os seus usos e costumes permaneçam os mesmos,o problema muitas vezes é o legalismo que este tema levanta. como falei,se existir algum que se interpretado de forma errônia e criando enfase no legalismo eles não podem permanecer convencendo de forma errada os propósitos dos mesmos. o que nós precisamos é saber a diferença entre doutrina e costumes e esse conhecimento é que nos darão a capacidade de diferenciar a genuína e imutável doutrina e princípios de Deus dos bons costumes. ai alguém pode dizer "mas se nao é pecado e sim um costume porque então não mudarmos?" porque alguns costumes não precisam de mudanças pois algo que faz parte da história e tradição de uma intituição ou denominação nao é pecado,pecado repito,é a má interpretação desse costume gerando um legalismo incomum.

Espero ter sido claro sobre minha posição. uma grande abraço a todos!

sandre disse...

Em toda a história da igreja, estilo de vida, de culto, usos e costumes, sempre foram um tema controvérso.
sempre dependeu do contexto cultural de cada igreja, povo, etc.
Na própria Assembléia de Deus, é de uma mistura dispare.
Pois alguns pastores colocam costumes outros não.
Vejo sempre pelo aspecto cultural, pois uma pessoa com 65 anos, nunca vai pensar como um de 30 anos, é a ordem natural das coisas.
Muitas pessoas precisam de costumes para ficar na igreja (conheço casos assim, ja outros como é o meu caso (tenho banda de rock, uso bermuda, etc,).
Acho que para cada realidade tem suas nuanças.
Acho que tudo deve ser equilibrado na igreja.
Pois pecado, vai ser pecado em qualquer igreja:
Assmbléia, batista, etc.

Abçs
Sandre

Heitor disse...

A Paz do Senhor !
Pr.Altair,
Mais uma vez o parabenizo pelo excelente nível de temas e de debates em seu blog. Lendo o comentário postado acima pelo irmão Matias Borba, concordo com ele quando escreveu :
... alguns costumes não precisam de mudanças pois algo que faz parte da história e tradição de uma intituição ou denominação não é pecado,pecado repito,é a má interpretação desse costume gerando um legalismo incomum."

E particularmente se tratando da ASSEMBLÉIA DE DEUS, o problema NÃO SÃO os usos e costumes em si. O problema é que, pelo menos aqui onde moro, é que muitas AD's daqui deixaram de orar como antes e de evangelizar como antes. Há cerca de 20 anos atrás, todos os domingos víamos vários irmãos e irmãs cumprindo a nossa obrigação (Mc.16:15), e DEUS era glorificado em nosso meio ! éramos conhecidos também como o Povo que evangelizava nas ruas e praças, e que era diferente em tudo. O problema, repito, NÃO SÃO os usos e costumes em si. O problema é a mornidão espiritual que tem assolado as nossas Igrejas e infelismente até nossos Pastores e Líderes. Falta mais amor e cuidado pelas ovelhas. Oro para que os nossos púlpitos sejam usados "apenas" para sua finalidade, que é pregar a Palavra de Deus e assuntos ligados a ela, e não para promoção da Denominação, promoção de homens e até como palanque eleitoral (inadmissível !).
Para nossa leitura, meditação e prática : Jr.33:03 e 2ªCr.07:14

Anônimo disse...

Já saiu, no Mensageiro da Paz (CPAD) de agosto, o informativo e também os assuntos que serão tratados na próxima AGO, que será em Vitória - ES. Pastores, Evangelistas e Obreiros em geral, que estarão lá e estão lendo os comentários postados, é bom alertar ao maior número de Obreiros que as AD's estão vivendo um momento único, inclusive nesta área (Usos e Costumes): Ainda dá tempo prá salvar o barco do naufrágio também nesta área e isto depende de "atitude, coragem e amor" a DEUS e a nossa Denominação que, mesmo com todas suas falhas (é formada por pessoas que são falhas !), DEUS a usou prá salvar a muitos neste Brasil e em outras nações também, mesmo com tanta crítica e tanta pedrada. Ou a gente é "assembleiano de verdade" ou então, pede prá sair e vai congregar numa Igreja que a gente se sinta mais a vontade !

Matias Borba disse...

A paz do Senhor!

eu acho que quando agente tem concsciencia do que é écado e do que e tradição e costume, agente não deve sair de uma denominaçao só porque ela tem uma tradição antiga. quando temos essa consciencia creio eu que teremos mais prazer em estar nesta denominaçao pois perceberemos que esse costumes são respeitados por Deus pois se não o fossem Deus não faria tanta coisa na assembleia de Deus no brasil a quase 100 anos.pracisamos apenas ter a consciencia de não agirmos com legalismo. concordo que precisa-se continuar com o mesmo avivamento das assembleia de Deus,como o fervor das orações,isso tambem é uma identidade assembleiana.
a paz a todos.

Anônimo disse...

Pr Altair, interessante o comentário,

O assunto gera controvérsias, porém, uma detalhe para os crentes que desejam viver uma vida que glorifiquem a Deus, e sejam luz no meio das trevas. Precisamos ser "diferentes", não apenas por ser, mas, que haja diferença daqueles que servem a Deus e os que não servem. Paulo nos recomenda "modestia", ainda o nosso corpo é templo de Deus. As coisas mudam, contudo, havendo mudanças que sejam para melhor. O nosso parâmetro não é cultura da sociedade, mas, um crente guiado pelo Espírito Santo através da iluminação da palavra de Deus.

Um grande abraço.

Luiz Sérgio
Evangelista
Vila da Chesf/Igarassu

Késia Mesquita disse...

Pr. Altair...

Primeiramente, parabéns pela escolha do tema. É claro que o tal tema sempre gerará controvérsias...e quanto aos bons costumes adquiridos por nossa igreja Assembléia de Deus, creio que o maior problema, foi a falta de ensinamento coerente para a aquisição dos mesmos. Ainda hoje, muitos são ensinam que usar isso ou aquilo é pecado, e quando questionados do porque tal costume ser pecado, respondem que simplesmente é pecado. Esse tipo de ensinamento, gerou muitos grupos de crentes juízes dos próprios irmãos e legalistas, movidos tão somente pela aparência. Houve um tempo, que a Assembléia de Deus quase virou uma seita, pois alguns de seus líderes e adeptos achavam que só quem fosse assembleiano teria o direito de ir morar no céu. Enão pensem que essa realidade está distante....pois sou nova, e já ouvi isso muitas vezes. Outro problema dos usos e costumes assembleianos...é que a cartilha de regras do que pode ou não se pode usar, só cai em cima das mulheres. Dizem que mulher não deve seguir a moda, mas nossos líderes, estão constantemente vestidos com lindos ternos....de griffes e criação de estilistas homossexuais. Conheci várias pessoas que foram discipinadas do corpo de Cristo, por usarem uma camisa vermelha (que alguns consideravam a cor do diabo), ou porque a mulher aparou as pontas do cabelo, usou um cinto, uma calça jeans ou um salto alto. Não pensem que estou exagerando...talvez isso não exista mais nas sedes das capitais.....mas por onde tenho andado, nos interiores e até mesmo na cidade, encontro exemplos do que falo, constantemente. A mulher é impedida de usar jóias....um símbolo de realeza, e que o próprio Deus se utiliza quando fala que vai adornar a Israel como sua noiva querida. O ensinamento deveria ser contra a sensualidade! Concordo que como mulheres cristãs...devemos nos portar com modéstia, pois não devemos chamar a atenção sobre o nosso corpo, mas sim para as nossas virtudes espirituais. Mas uma mulher espiritual...se conhece por sua postura....e não pelo tamanho do seu cabelo. Não creio que liberar ou proibir seja o caminho certo.....o caminho certo é ensinarmos e incentivarmos as ovelhas do rebanho com base na palavra de Deus. Para que as jovens da minha igreja se vistam decentemente, não preciso dizer que isso ou aquilo é pecado...mas lhes fazer enxergar o propósito espiritual que cada uma tem...e quando a alma e o coração estão voltados para o Senhor, duvido muito que dessa forma, alguém procederá indecentemente. O que todos precisam entender é que não adianta seguirmos os padrões dos homens por fora...se não seguimos o padrão de Deus em nosso interior!...Concordo que precisamos sim de limites! Pra mim, uma mulher com roups muito transparente ou curta não deveria subir no púlpito. Lembremos que a casa de Deus é um santuário de louvor e adoração. Quanto aos homens, tão bem ajustados aos costumes...pois estes quase não lhes afetam....sejam fiéis a Deus em seus olhares!...
Contudo, como ainda há muita divergências de congregação para congregação, nós...que sabemos que somos livres....façamos como Paulo, e em determinadas ocasiões....guardemos a nossa opinião para nós mesmos, e não escandalizemos os irmãos de mente mais fraca...pois se assim o fizermos....como Paulo diz, é contra Cristo que pecamos. São alguns tipos de sacrifício que fazemos por amor! Pois até Jesus, sendo filho de Deus, não procurou fazer a sua própria vontade!....
Que Deus nos livre do farisísmos....e da falta de compromisso. Os extremos nunca são benéficos. Procuremos através da Palavra, o que realmente agrada a Deus!
Um abraço a todos e a paz do Senhor!...

Elisomar disse...

Irmão Matias Borba,
Eu não falei que Deus não ouvia oração de outros crentes, eu falei que há preconceito da parte de irmãos da assembléia de Deus em relação a crentes que tinham uma postura em relação aos costumes e de repente começam a agir diferente. E isso é fato, pelo menos dentro da assembléia. Por isso perguntei: Por que será? Preconceito contra os modernos? è preciso ver o contexto do que foi escrito.
Paz do Senhor

Anônimo disse...

HTML, anônimo diz...
Parabéns pr.por debater assuntos de elevada importância no seu blog.Sabe-se que as pessoas que compõem a igreja do Senhor Jesus Cristo,hoje estão mais esclarecidas e querem respostas claras para as suas indagações.Quando alguém ver um membro da Assembléia de Deus (feminino) de calças compridas começam, logo a ficar indiferente e a criticar .Concordo em até certo ponto quando se falam que se devem preservar alguns costumes da Assembléia,muitos até falam doutrina,porém fico um pouco intrigada quando alguém usa e diz que é com autorização do Pr.presidente, se ele autoriza para alguns está dando margem para as pessoas desobedecerem, a doutrina Assembléia"doutrina" como falam alguns.Já ouvi um comentário de um evangelista dizer que a filha dele usava calças compridas com autorização do Pr.E o caso da filha dele não é por motivo de trabalho,ela usa deliberdamente,e ai como se explica isto! É bom que se esclareça esses fatos,existem muitas jovens e até senhoras que gostaria de usar, mas ficam com medo de estar pecando,esse mesmo evangelista frisou o assunto em uma classe da EBD,dizendo que quem usava calças compridas estavam em pecado de deseobediência a doutrina da Assembléia de Deus.É complexo , não é?

Matias Borba disse...

Paz do Senhor!

Elisomar, como falei creio que Deus ouve a oração de qualquer pessoa e entendo a vossa posição e sei que isso é uma verdade mas o que eu quis dizre é exatamente o que creio e sei que voce cre da mesma forma quanto a Deus ouvir as orações. Prazer falar covosco.

Apaz!

Delio Visterine disse...

Pr. Altair,
Ao meu ver o maior problema com os usos e costumes é o que eles carregam em si. Muitos cristãos se sentem os melhores e mais abençoados por se sentirem os mais santos uma vez que guardam tais usos-costumes. Ai está a doença que mata a alma. A pessoa se sente de tal forma superior aos demais que passa a julgar os outros devido a eles estarem fora dos "padrões" e assim surgem muitos males dentro da igreja.
Outro problema é quando se condiciona o uso de tais "padrões" ao alcance de uma benção, se vai para o céu ou para o inferno, ou um certo patamar espiritual. Quando a coisa chega nesse ponto, ai tudo desenda e voltamos aos rudiemntos do mundo, como disse Paulo. Puro legalismo. Não toques, não proves, não manuseies. O sábado se torna mais importante do que o homem. Dependendo dos limites que impomos podemos simplesmente estar mascarando uma "conversão" e o tal sempre se achará convertido pelo simples fato de que guarda a "lista". Ai o individuo vai se jactanciando de ser alguma coisa quando não é nada e ainda por cima usa isso para ofender e atribular a outros. Ai fica mais ou menos como os cristãos-judaizantes queriam fazer com os gentios: tem que circuncidar. Ai usos-costumos se tornam o prepúcio de muitos cristãos, quem tem está fora da aliança, em pecado ou qualquer coisa parecida. Deveriamos aprender com Tiago no concílio da igreja em Jerusalém a não impor julgo sobre nós mesmos os gentios: Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios(nós), que se convertem a Deus(At 15:19-20). Limites? Ora já é ora de aprendermos a andar como pessoas adultas em Cristo e pararmos de ficar nos escandalizando com qualquer coisa e de julgarmos os outros por tais coisas. Enquanto impormos "padrões" as pessoas nunca serão de fato livres em Cristo para aprenderem a viver a liberdade com responsabilidade de quem sabe que todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém. Liberdade em Cristo não é libertinagem. Só entende assim quem defato não entendeu a boa nova do evangelho.
Abraços.

Valmir disse...

PR.Altair,a paz do Senhor

usos e costumes esse assunto é muito importante minha opinião é que deve-se com certeza impor limites não em usar ou deixar de usar calças compridas,brincos, pulseiras batons,e sim em usar roupas compostas porque muitas irmãs não usam calças compridas brincos batons mas vestem roupas indecentes,transparentes que da pra ver suas peças intimas mini-saias que muitas vezes até quem não é evangelica se escandaliza pessoas que não são cristãs mas são modestas,decentes e muitas vezes essas que não usam calças brincos,batons não vou dizer que´são usadas pelo diabo mas que não tem vergonha mesmo,expoem suas partes intimas e muitas vezes tira até nosso momento de adoração a Deus no templo com suas acões carnais querendo ser o centro das atenções essas sim devem se impor limites e se continuam até disciplina para ver se criam vergonha.

Cristo a única Esperança disse...

USOS E COSTUMES

DEFENDIDOS PELAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS NO BRASIL

DEFININDO OS TERMOS

Princípio

“Ato de principiar. Causa primeira. Origem. Razão fundamental. Elemento que predomina na constituição de um corpo organizado. Ex.: Princípio da vida. Convicção. (Grande Dicionário Ilustrado – Novo Brasil. Ed. 1979).

“Começo. Causa, Origem. Razão fundamental. Base. Preceito. Regra”. (Dicionário Álvaro Magalhães – E. Globo).

Princípios são bases estabelecidas por Deus para orientação da sociedade humana, que estabelecem parâmetros, dentro dos quais o homem é aceito e se relaciona com o Criador.

“Regras fundamentais e gerais de qualquer ciência ou arte. Ex.: Princípios fundamentais das Ciências, da Física, da Química, da Matemática, da Filosofia, ...da Religião”.

Tradição

É a transmissão de ensinos, práticas, crenças de uma cultura de uma geração a outra. A palavra grega para tradição é paradosis, usada no sentido negativo (Mt 15.2; Gl 1.14); e também no sentido positivo (2 Ts 2.15). Quando se coloca a tradição acima da Bíblia ou em pé de igualdade com ela a tradição assume uma conotação negativa. Muitas vezes é usada simplesmente para camuflar nossos pecados. O problema dos fariseus e da atual Igreja Católica é justamente por receber a tradição como Palavra de Deus. Disse alguém: “Tradição é a fé viva dos que agora estão mortos, e tradicionalismo é a fé morta dos que agora estão vivos”.
Quando afirmamos que temos as nossas tradições, não estamos com isso dizendo que os nossos usos e costumes tenham a mesma autoridade da Palavra de Deus, mas que são bons costumes que devem ser respeitados por questão de identidade de nossa igreja. Temos quase 90 anos, somos um povo que tem história, identidade definida, e acima de tudo, nossos costumes sãos saudáveis. Deus nos trouxe até aqui da maneira que nós somos e assim, cremos, que sem dúvida alguma ele nos levará até ao fim.

A RESOLUÇÃO DE SANTO ANDRÉ NOS DIAS ATUAIS

A Resolução

“E ser-me-eis santos, porque eu, o Senhor, sou santo, e separei-vos dos povos, para serdes meus”, Lv 20.26.

“ - A 22ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, reunida na cidade de Santo André, Estado de São Paulo, reafirma o seu ponto de vista no tocante aos sadios princípios estabelecidos como doutrina na Palavra de Deus – a Bíblia Sagrada – e conservados como costumes desde o início desta Obra no Brasil. Imbuída sempre dos mais altos propósitos, ela, a Convenção Geral, deliberou pela votação unânime e dos delegados das igrejas da mesma fé e ordem, em nosso país, que as mesmas igrejas se abstenham do seguinte:


1. Uso de cabelos crescidos, pelos membros do sexo masculino;

2. Uso de traje masculino, por parte dos membros ou congregados, do sexo feminino;

3. Uso de pinturas nos olhos, unhas e outros órgãos da face;

4. Corte de cabelos, por parte das irmãs (membros ou congregados);

5. Sobrancelhas alteradas;

6. Uso de mini-saias e outras roupas contrárias ao bom testemunho da vida cristã;

7. Uso de aparelho de televisão – convindo abster-se, tendo em vista a má qualidade da maioria dos seus programas; abstenção essa que justifica, inclusive, por conduzir a eventuais problemas de saúde;

8. Uso de bebidas alcoólicas.

Esta Convenção resolve manter relações fraternais com outros movimentos pentecostais, desde que não sejam oriundos de trabalhos iniciados ou dirigidos por pessoas excluídas das ‘Assembléias de Deus’, bem como manter comunhão espiritual com movimentos de renovação espiritual, que mantenham os mesmos princípios estabelecidos nesta resolução. Relações essas que devem ser mantidas com prudência e sabedoria, a fim de que não ocorram possíveis desvios das normas doutrinárias esposadas e defendidas pelas Assembléias de Deus no Brasil”.

O texto

Atendendo parecer do Conselho Consultivo da CGADB encaminhado ao 5º ELAD, em 25 de agosto de 1999, a Comissão analisou à luz da Bíblia, de nosso contexto e de nossa realidade, expressando esses princípios numa linguagem atualizada.

O primeiro ponto que precisa ser expresso numa linguagem atualizada é a declaração: “sadios princípios estabelecidos na Palavra de Deus – a Bíblia Sagrada – e conservados como costumes desde o início desta Obra no Brasil”. O texto não faz distinção entre doutrina e costume. O O Manual do CAPED, edição de 1999, CPAD, Rio, p. 92, diz:

“Há pelo menos três diferenças básicas entre doutrina bíblica e costume puramente humano. Há costumes bons e maus. A doutrina bíblica conduz a bons costumes.

Quanto à origem
• A doutrina é divina
• O costume é humano

Quanto ao alcance
• A doutrina é geral
• O costume é local

Quanto ao tempo
• A doutrina é imutável
• O costume é temporário

A doutrina bíblica gera bons costumes, mas bons costumes não geram doutrina bíblica. Igrejas há que têm um somatório imenso de bons costumes, mas quase nada de doutrina. Isso é muito perigoso! Seus membros naufragam com facilidade por não terem o lastro espiritual da Palavra”.

A palavra grega usada para “doutrina” no NT é didache, que segundo o Dicionário Conciso Griego – Español del Nuevo Testamento, significa: “o que se ensina, ensino, ação de ensinar, instrução”. (Jo 7.16, 17; At 5.28; 17.19; e didaskalia, que segundo o já citado dicionário é: “o que se ensina, ensino, ação de ensinar, instrução”. O Léxico do N.T. Grego/Português, de F. Wilbur Gingrich e Frederick W. Danker, Vida Nova, São Paulo, 1991, p. 56,diz que didasskalia é: “Ato de ensino, instrução Rm 12.7; 15.4; 2 Tm 3.16. Num sentido passivo = aquilo que é ensinado, instrução, doutrina Mc 7.7; Cl 2.22; 1 Tm 1.10; 4.6; 2 Tm 3.10; Tt 1.9)”; e didache: “ensino como atividade, instrução Mc 4.2; 1 Co 14.6; 2 Tm 4.2. Em um sentido passivo = o que é ensinado, ensino, instrução Mt 16.12; Mc 1.27; Jo 7.16s; Rm 16.17; Ap 2.14s, 24. Os aspectos at. e pass. podem ser denotados em Mt 7.28; Mc 11.18; Lc4.32”. Segundo a Pequena Enciclopédia Bíblica, Orlando Boyer, doutrina é “tudo o que é objeto de ensino; disciplina” (Vida, S. Paulo, 1999, p. 211).

À luz da Bíblia, doutrina é o ensino bíblico normativo terminante, final, derivado das Sagradas Escrituras, como regra de fé e prática de vida, para a Igreja, para seus membros, vista na Bíblia como expressão prática na vida do crente, e isso inclui as práticas, usos e costumes. Elas são santas, divinas, universais e imutáveis.

Nos próprios dicionários seculares encontramos esse mesmo conceito sobre doutrina: “É o complexo de ensinamentos de uma escola filosófica, científica ou religiosa. Disciplina ou matéria do ensino. Opinião em matéria científica” (Dicionário Álvaro de Magalhães). “Conjunto de princípios de um sistema religioso, políticos ou filosóficos. Rudimentos da fé cristã. Método, disciplina, instrução, ensino” (Dicionário Ilustrado Novo Brasil, ed. 1979).

Costume

A Pequena Enciclopédia Bíblica, Orlando Boyer, define costume como “Uso, prática geralmente observada”. (p. 169). As palavras gregas usadas para “costume são ethos (Lc 2.42; Hb 10.25) e synetheia (Jo 18.19; 1 Co 8.7; 11.16).A primeira, de onde vem a palavra “ética”, significa costume com sentido de “lei, uso” (Lc 1.9). Não é biblicamente correto usar doutrina e costume como se fosse a mesma coisa. O costume é “Prática habitual. Modo de proceder. Jurisprudência baseada em uso; modo vulgar; particularidade; moda; trajo característico, procedimento; modo de viver”. Os costumes visto pela ótica cristã, são linhas recomendáveis de comportamento. Estão ligados ao bom testemunho do crente perante o mundo. Estão colocados no contexto temporal, não estão comprometidos diretamente com a salvação.

Os costumes em si são sociais, humanos, regionais e temporais, porque ocorrem na esfera humana, sendo inúmeros deles gerados e influenciados pelas etnias, etariedade, tradições, crendices, individualismo, humanismo, estrangeirismo e ignorância.

Convém atualizar essa redação omitindo a expressão “como doutrina”, ficando assim: “sadios princípios estabelecidos na Palavra de Deus – a Bíblia Sagrada – e conservados como costumes desde o início desta Obra no Brasil”.

Quanto aos 8 princípios da Resolução, uma maneira de colocar numa linguagem atualizada é:

1. Ter os homens cabelos crescidos (1 Co 11.14), bem como fazer cortes extravagantes;

2. As mulheres usarem roupas que são peculiares aos homens e vestimentas indecentes e indecorosas, ou sem modéstias (1 Tm 2.9, 10);

3. Uso exagerado de pintura e maquiagem - unhas, tatuagens e cabelos- (Lv 19.28; 2 Rs 9.30);

4. Uso de cabelos curtos em detrimento da recomendação bíblica (1 Co 11.6, 15);

5. Mal uso dos meios de comunicação: televisão, Internet, rádio, telefone (1 Co 6.12; Fp 4.8);

6. Uso de bebidas alcoólicas e embriagantes (Pv 20.1; 26.31; 1 Co 6.10; Ef. 5.18)

Os itens 2 e 6 foram colocados num mesmo item, pois se trata de um mesmo assunto. Colocamos referências bíblicas porque os nossos costumes são norteados pela Palavra de Deus. Precisamos ter consciência de que os nossos costumes não impedem o crescimento da Igreja. Hoje em dia há igrejas para todos os gostos, mas nós temos compromisso com Deus, com sua Palavra e com o povo. O objetivo de conquistar as elites da sociedade em detrimento de nossos costumes e tradições não é bom negócio. Isso tem causado muitos escândalos e divisões e não levam a resultados positivos. Somos o que somos, devemos aperfeiçoar as nossas estratégias de evangelismo e não mudar arbitrariamente os nossos costumes, pois isso choca a maioria dos crentes. Criar novos métodos para alcançar os pecadores, isso sim, para que o nosso crescimento possa continuar.

Falta de crescimento

Outro ponto que convém ressaltar que a falta de crescimento de algumas igrejas não é pelo fator usos e costumes, como muitas vezes tem sido enfatizado nas AGOs da CGADB, como foi ressaltado no 5º ELAD, pois mais de 85% dos líderes das Assembléias de Deus reconhecem a necessidade de preservação de nossas tradições, usos e costumes e de nossa identidade, mas sim, por falta de visão e de objetivos de seus líderes. Essa deficiência pode ser vista e comprovada dos dois lados, tantos dos favoráveis às mudanças como com os que querem manter o mesmo sistema histórico das Assembléias de Deus. O crescimento da igreja, à luz da Bíblia, é conseqüência de evangelismo, discipulado e oração; e o avivamento, fruto de jejum, oração e de arrependimento, e não resultado de usos, costumes e tradição.

Nem tudo que é extra bíblico é antibíblico. Nem tudo que nos interessa é condenado e pecado. Não podemos julgar ou condenar outros grupos porque adotaram liturgias estranhas e costumes diferentes dos nossos, e nem alcunhar nossos companheiros de ministério de liberais, pois “liberal” é uma palavra ofensiva. Os liberais sãos os que não acreditam na inspiração e autoridade das Escrituras, os que negam o nascimento virginal de Jesus, não reconhecem a existências de verdades absolutas. Discordar deles é uma coisa, mas agredir é outra muito diferente, e fere o espírito cristão do amor fraternal. Devemos, sim, preservar os nossos costumes.

A salvação é um ato da graça de Deus pela fé em Jesus. A Bíblia ensina que somos salvos pela fé em Jesus (Rm 3.28; Gl 2.16; Ef 2.8-10; Tt 3.5). Todos os crentes são salvos porque um dia ouviram alguém falar de Jesus e creram nessa mensagem. Ninguém fez nada, absolutamente, para ser salva, a não ser a fé em Jesus. Como conseqüência da salvação temos o fruto do Espírito (Gl 5.22). A vida de santificação é resultado da nova vida em Cristo, e não um meio para a salvação. Cristianismo é religião de liberdade no Espírito e não um conjunto de regras e de ritos. Acrescentar algo mais que a fé em Jesus como condição para salvação é heresia e desvio da fé cristã (Gl 5.1-4). Mas, ir além da liberdade cristã, extrapolando os limites é libertinagem (Gl 5.13). A fé cristã requer compromissos e por isso vivemos uma vida diferente do mundo, do contrário essa fé seria superficial e não profunda, como encontramos no apóstolo Paulo (Gl 2.20). Não existe instituição sem normas, nós temos as nossas.

Quando os gentios de Antioquia se converteram à fé cristã a igreja de Jerusalém enviou Barnabé para discipular aqueles novos crentes (At 11.20-22). Ele Entendia que os costumes só devem ser mantidos quando necessários, pois ensinar costumes, culturas e tradições como condição para salvação, é heresia e caracteriza seita. Barnabé sabia que a tradição judaica era mais uma forma de manter a identidade nacional e que isso em nada implicaria na salvação desses novos crentes, portanto, não seria necessário observar o ritual da lei de Moisés (At 15.19, 20).

Os judeus não eram mais crentes do que os gentios por causa dos seus costumes e nem consideravam os gentios menos crentes do que eles. Pedro pregava aos judeus o “evangelho de circuncisão”, enquanto Paulo o da “incircuncisão”, ou seja, Pedro pregava aos judeus e Paulo aos gentios (Gl 2.7-9). Não se trata de dois evangelhos, mas de um só evangelho, apresentado de forma diferente. Isso é muito importante porque as convicções religiosas são pessoais e o apóstolo Paulo respeitava essas coisas. Havia os irmãos que achavam que devia guardar dias e se abster de certos alimentos, outros consideravam iguais todos os dias e comiam de tudo (Rm 14.1-8). Ele não procurou persuadir a ninguém dessa ou da outra maneira.

Diante disso, aprendemos que nenhum pastor deve persuadir o crente para deixar de observar os costumes da igreja. Isso é algo de foro íntimo. Da mesma forma, um não deve criticar o outro, porque o que ambos fazem é para Deus, além disso, o apóstolo via que se tratava de uma questão cultural (Rm 14.6-10). Proibições sem a devida fundamentação, principalmente bíblica, é fanatismo. Quem faz de sua religião o seu Deus não terá Deus para sua religião.

Isso nos mostra que o nossos costumes não são condição para a salvação, eles devem ser mantidos para a preservação de nossa identidade como denominação. Não devemos criticar os outros e nem forçar ninguém a crer contra suas próprias convicções religiosas. Há pastores que agridem o rebanho e desrespeitam seus companheiros porque querem demolir nosso patrimônio histórico-espiritual a todo custo. Deus quer a Assembléia de Deus como ela é, na sua maioria. As outras denominações foram chamadas como elas são, é assim que Deus quis, Ele é soberano. O mesmo Jesus que chamou Mateus disse para outros que não o seguisse. A vontade de Deus para a minha vida não a mesma para a vida de outras pessoas. Embora todos nós estejamos na direção e vontade de Deus, porém com chamadas diferente.

Da liturgia

Cada igreja tem seu público alvo que pretende alcançar. A nossa Igreja é bem conhecida em todo o país e tem sua linha traçada. As Assembléias de Deus não nasceram com projeto político, empresarial e nem com plano específico para evangelizar as elites da sociedade. O nosso projeto é ganhar o povo para Jesus e fundar igrejas locais em todos as cidades e bairros de nosso país. Foi com essa estrutura que Deus nos trouxe até aqui e nos fez a maior igreja evangélica do país.
Nós somos pentecostais clássicos, isso significa que somos modelos para os outros, são eles, portanto, eles é que devem aprender com as Assembléias de Deus e não nós com eles, em matéria de doutrina pentecostal. É muita falta de bom senso e de respeito para com nossa denominação copiar grupos neo-pentecostais que sequer sabemos quem são, nem de onde vêm e nem para onde vão.

A avalanche de igrejas neo-pentecostais com liturgias e crenças para todos os gostos, tem levado alguns de nossos líderes a se fascinarem por esses movimentos, imitando e copiando seu sistema litúrgico. Ora, quem pertence a nossa Igreja não está enganado, são crentes que sabem o que querem, que conhecem nossa doutrina, tradição, usos e costumes e com a nossa forma de adoração. É também correto afirmar que a grande maioria se sente bem em nossos cultos de adoração a Deus.

As tentativas de mudanças são sempre um fiasco porque, quem não gosta de nossa maneira de cultuar a Deus já saiu, já foi embora para outras denominações. Por que imitar e copiar outros movimentos? Se eles inventaram suas inovações, certamente as conhece muito melhor que nós. Quem procura imitar esses movimentos não se identifica com a nossa denominação e nem com a deles. Imitação sempre é imitação. Não conquista os pecadores para Cristo, pois não tem público alvo definido. Não conquista outro público porque essas pessoas já conhecem a Assembléia de Deus. Por mais que se queira provar que são outros costumes, que as coisas mudaram, não persuadir as pessoas porque a marca das Assembléias de Deus são muito fortes.


Rio de Janeiro, RJ, 16 de agosto de 1999

Cristo a única Esperança disse...

A Paz do Senhor!

Pastor Altair.
Gostaria muito de entender porque o Senhor nem ninguém falou sobre o que está em pauta para a próxima convenção?
Vejo muitos líderes incitando os demais para votarem contra na próxima convenção, parece até Miriã incitando Arão contra o líder que era irmão deles. O espírito de rebelião está invadindo os corações nestes últimos dias;
Porquê discutir sobre costumes da igreja que estão do mesmo jeito desde o início e olha que o Pastor líder mundial da Igreja metodista veio no Brasil em meados de 2002 para estudar a Assembléia de Deus e entender o motivo pelo qual a igreja cresceu tanto uma vez que segundo pesquisas realizadas juntando todas as igrejas neopentecostais somam menos da metada da Assembléia de Deus, e olha que a metodista começou primeiro a evangelizar o Brasil;
Quando se discute possíveis mudanças é porque as coisas precisam melhorar, usos e costumes não fecha as portas do céu, muito pelo contrário, todas as igrejas que conheço que abriram mão deles, passados apenas dois anos estão pior do que um clube dançante, onde já se realizaram arrais oh glória; lual evangélico; arraiá fora de época; já estão planejando o caia na alegria(pra não dizer folia) a cada dia estas ditas igrejas que se saíram da assembléia alegando que usos e costumes não tinham nada a ver, só falta realizar casamentos gays;As pessoas de tais igrejas rolam no chão quebram braço, perna, dizendo que estão recebendo poder, batismo com espírito santo, grupos de danças e coreografias (Domingão do fautão, e domingo legal) fazem as pessoas dançaram ao som da úsica, e querem fazer o espírito santo dançar conforme a música; Adultério, prostituição, fornicação entre outras coisas escândalos e mais escândalos, os funcionários onde trabalho me perguntam você é daquela igreja? Qual a diferença não é tudo evangélico? Mais parece um concerto de rock; Como evangelizar e ganhar almas? Estas devem ser a preocupação da Igreja Evangélica Assembléia de Deus nos últimos dias.

Pérgunto se os Senhores que opinaram neste blog, sabem qual é a vontade de Deus que Jesus citou
ser em Mateus 7v21?

valmir disse...

PR.Altair a paz do Senhor

infelizmente ainda existe pessoas alienadas,me lembro de certa vez num sabado no estudo biblico o senhor falou sobre alguns costumes que se guardavam,tais como era pecado usar sandálias,ouvir rádio as mulheres usar coco hoje se ver o quanto era ridiculo e o senhor disse que futuramente nossos filhos e netos rirriam com alguns costumes que a gente guardava não é diferente daqueles que não tem nada absolutamente nada com a biblia sagrada nem tão pouco com a doutrina das sagradas escrituras eu acho que esse tempo que o senhor falou já chegou

MARCOS PAULO disse...

EXISTEM DOIS VERSÍCULOS QUE EXPRESSAM MUITO BEM ESTE ASSUNTO , SL 119 . 96 E EC 7. 16 , UM DIZ QUE TODA PERFEIÇÃO TEM LIMITE E OUTRO QUE NÃO SE DEVE SER EXAGERADAMENTE JUSTO , O QUE SERÁ QUE ESTES TEXTOS QUEREM DIZER ? SERÁ QUE A PALAVRA DE DEUS NÃO É TOTALMENTE SUFICIENTE PARA A SANTIFICAÇÃO DO HOMEM ? EM RELAÇÃO AO TEMA A BÍBLIA PERMITE E A IGREJA PROÍBE , COM QUEM FICAR ? EM SUMA , FALAR DESTE TEMA USOS E COSTUMES É MUITO COMPLICADO , COVERSANDO CERTA VEZ COM UM PASTOR DE RAIZ ASSEMBLEIANA ELE ME EXPLICOU DIREITINHO O PORQUÊ DESTA VISÃO FECHADA DA ASSEMBLÉIA DE DEUS E O MOTIVOS DOS USOS E COSTUMES , ELE DISSE : " MARCOS PAULO , A AD TRAZ ESSES COSTUMES ATÉ HOJE PELO SEGUITE FATO , TODO DISCIPULO COSTUMA IMITAR SEU MESTRE , OS MISSIONÁRIOS DANIEL BERG E GUNNAR VINGREN ERAM SUECOS E RESPECTIVAMENTE AS ESPOSAS DELES , TODO MUNDO SABE QUE EM 1910 OS COSTUMES E A MODA ERAM OUTROS E TEM MAIS O CLIMA DA EUROPA ERA FRIO , POR ISSO AS ROUPAS LONGAS , GRAVATAS E PALETÓS . SE NÓS OBSERVARMOS PASTOR ALTAIR , ISSO TEM MUITA LÓGICA E CREIO PELO QUE JÁ PASSEI NA AD BELÉM E JÁ VI , TEM TOTAL CERTEZA QUE ISSO É VERDADE . TRANSFERIR UM COSTUME OU UMA MODA DE UM PAÍS FRIO PARA UM PAÍS TROPICAL NÃO SERIA UM EXAGERO ? LENDO UM LIVRO SOBRE A HISTÓRIA DA AD , ENTENDI PELO QUE FOI PASSADO QUE O INTERESSE DOS MISSIONÁRIOS ERA FAZER UMA IGREJA DIFERENTE DA IGREJA BATISTA , DAÍ USOS E COSTUMES DIFERENTES , SERÁ QUE NÃO É SÓ PRA CONTRARIAR ? PAULO DIZ A IGREJA DE CORINTIOS , NA PRIMEIRA CARTA , QUE TODOS DEVERIAM DIZER A MESMA COISA E QUE NÃO HOUVESSE DIFERENÇA ENTRE ELES , E POR QUÊ ISSO NÃO É OBSERVADO PASTOR ? EU PASSEI 6 ANOS DA MINHA VIDA NA AD BELÉM AQUI EM ARACATI NO CEARÁ TENTANDO ESCLARECER O PORQUÊ DESTA VISÃO E UM DETALHE PASTOR ALTAIR EM MOMENTO ALGUM DISSE QUE DEVERIAM MUDAR TAIS COSTUMES E SIM O MOTIVOS PELO QUAL SEGUIR , MAS ASSIM COMO O QUERIDO PASTOR SAMUEL CÂMARA , NÃO FUI COMPREENDIDO , ENTÃO DECIDI CONGREGAR - ME , EU E MINHA ESPOSA , NA AD BOM RETIRO , QUE É UMA IGREJA QUE LEVA O MESMO PADRÃO DOUTRINÁRIO DAS AD , MAS SEM ESSES USOS E COSTUMES . EM MC 7 . 9, 13 DIZ QUE MUITOS INVALIDAM A PALAVRA DE DEUS PELA VOSSA TRADIÇÃO , O QUE SANTIFICA O HOMEM É A PALAVRA E NÃO OS USOS E COSTUMES , JO 17.17 . ESPERO SER COMPREENDIDO E QUE ESTE COMENTÁRIO SEJA POSTADO . A PAZ DO SENHOR . MARCOS PAULO - OBREIRO DA AD BOM RETIRO - ARACATI - CEARÁ - FONE : 88 - 9918 - 1897.

D Laeticia disse...

Amados, é incrível, sempre quando este assunto entra em pauta a Assembléia de Deus vai para o banco dos réus!!! Não podemos olvidar que diante de tantas pedradas, para a glória de Deus estamos chegando aos 100 anos de muito, poder, unção e principalmente temos cumprido o IDE de Jesus Cristo. Observe o que diz Hebreus 13.7-17. Usos e costumes é questão de bom senso e respeito aos domésticos na fé e às pessoas com quem convivemos, meu alvo é Jesus! Estou na AD há 8 anos e NUNCA um Pr. exortou-me a deixar calças, brincos e maquiagens, mas ao longo dos anos, buscando a Cristo, considerei tais coisas tão pequenas, jamais tiveram espaço para malograrem minha fé. É tão fácil amados obedecermos ao chefe, às normas da empresa, então pq não obedecermos àqueles que velam por nossas almas Hb13.17. Que tudo seja feito com decência e ordem, pq Deus sabe como tratar com seu povo e a salvação é individual.São tantas coisas acontecendo no seio das igrejas que requer de nós mais oração e mais dedicação em ensinar. Sigamos o conselho de Paulo a Timóteo: "Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a "longanimidade" e doutrina"(2Tm 4:2)E o Espírito Santo convecerá os incomodados/constrangidos/entristecidos sem que estes se ausentem da congregação, pois está escrito:"Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia (Hb 10:25). Para reflexão: "Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo"(2 Co 11:2) A paz do Senhor Jesus Cristo.

MARCOS PAULO disse...

À AMADA IRMÃ QUE POSTOU UM COMENTÁRIO APÓS O MEU ÚLTIMO , QUERO DIZER Q FICO FELIZ EM SABER QUE A IRMÃ NUCA PASSOU NENHUM CONSTRAGIMENTO PELA FORMA COM SE VESTIA OU PELAS JÓIAS Q USAVA , MAS QURO FAZER UMA PERGUNTA A AMAADA , NESSE PERÍODO Q VC ANDAVA DESSA FORMA , QUANTAS OPORTUNIDADES VC TEVE PARA LOUVAR OU PREGAR ? FAÇO OUTRA PERGUNTA , A SENHORA PARTICIPAVA DE ALGUM CONJUNTO DA IGREJA ? PERGUNTEI ISSO PELO FATO DE QUE EM ALGUMAS CONGREGAÇÕES DA AD DE ARACATI , OS DIRIGENTES NÃO MANDAVAM DIRETAMENTE OS NOVOS CONVERTIDOS TIRAR TAIS ADEREÇOS , MAS FICAVAM COM INDIRETAS NOS PÚLPITOS E PRINCIPALMENTE NOS CULTOS DE DOURINA DETONAVAM , OUTRO DETALE , TAIS IRMÃOS NÃO PODIAM PARTICIPAR DOS CONJUNTOS . TODOS NÓS SABEMOS QUE O PASTOR É UMA AUTORIDADE CONSTITUÍDA POR DEUS PARA IGREJA E DEVEMOS OBEDIÊNCIA A ELE , PELO FATO DE SER O ANJO DA IGREJA E RM 13 EXPLICA MUITO BEM SOBRE ISSO , EM RELAÇÃO ÀS AUTORIDADES , MAS NÓS SÓ SOMOS SUJEITOS A ELE SE O MESMO ESTIVER RESPAUDADO NA PALAVRA DE DEUS E NÃO NO COSTUME HUMANO IMPOSTO PELA IGREJA OU PELA OBEDIENCIA À LEI JUDAICA QUE CRISTO JÁ ABOLIU PAGANDO NA CRUZ . AMO A AD E FAÇO PARTE DE UMA DELAS , CONHEÇO MUITO SOBRE A MESMA POR TER PASSADO 6 ANOS NELA , NÃO QUERO COLACÁ - LA NO BANCO DOS RÉUS , PELO CONTRÁRIO QUEREMOS QUE ELA AMADUREÇA E CRESÇA CADA VEZ MAIS , A IGREJA AD É UMA OBRA DE DEUS , O QUE PRECISA SER FEITO É QUE A BÍBLIA VENHA SER A ÚNICA REGRA DE FÉ E PRÁTICA , POIS A BÍBLIA É AUTAMENTE SUFICIENTE PARA A NOSSA SANTIFICAÇÃO , PORQUÊ SE NÃO A IGREJA AD VAI FICAR IGUAL A IGREJA CATÓLICA COM BÍBLIA E DOGMAS E TRADIÇÕES E NÓS COM BÍBLIA E USOS E COSTUMES , QUE A AMADA IRMÃ PENSE NISSO , LEIA MC 7 E VEJA O COMO É PERIGOSO DEIXAR - MOS A TRADIÇÃO DOMINAR , POIS TRADIÇÃO PASSA , MAS A PALAVRA PERMANECE PARA SEMPRE . MARCOS PAULO - OBREIRO DA AD BOM RETIRO - ARACATI - CE - FONE : 88 - 9918 - 1897

DLaeticia disse...

Nobre irmão Marcos, a paz do Senhor! Quero deixar claro que em nenhum momento reportei-me ao seu comentário de forma a criticá-lo, pelo contrário, lendo atentamente ao que o irmão escreveu como resposta, acredito que houve um equívoco de como foi interpretado o comentário, mas deixemos isto de lado. Respondendo á sua pergunta: Graças a Deus que meus líderes são homens idôneos e esclarecidos e me deram sim oportunidades em testemunhar do amor de Cristo e de seu poder transformador, inclusive em fazer parte do grupo de oração/evangelismo, do qual me recordo com saudades, pois mudamos de Estado e me congrego na AD em uma outra cidade. Em relação às jóias acredito que elas tem que sair do coração, se assim a irmã ou o irmão que usar entender. Existem outros adornos profundamente arraigados em alguns irmãos, infelizmente, e que estes precisam sair nome de Jesus, nos quais são a ira, coração dobre, murmuração, etc.. oremos para que a Palavra que é fiel e digna de toda aceitação continue lavando corações feridos e transformando vidas. A Paz querido e tenhas um feliz 2009!

MARCOS PAULO disse...

Á AMADA IRMÃ QUE POSTOU O ÚLTIMO COMENTÁRIO , A IRMÃ LAETÍCIA , QUERO PEDIR DESCULPAS SE A INTERPRETEI MAL , RECEBA MESMO , MAS EU , QUERIDA IRMÃ QUANDO AFIRMO QUE ACONTECEM CERTAS COISAS NA AD QUE DEVERIAM SER MUDADAS , NÃO FALO APENAS POR FALAR E NEM POR ESTAR EM OUTRA DENOMINAÇÃO QUE NÃO PERTENCE A CGADB E SIM PORQUÊ VI , ACOMPANHEI DE PERTO , SENTI NA PELE . EM RELAÇÃO AO QUE AMADA RESPONDEU FICO FELIZ EM SABER QUE EM ALGUMAS LOCALIDADES DO NOSSO BRASIL EXISTEM PASTORES MADUROS E IGREJAS SADIAS , QUE COLOCAM A BÍBLIA EM PRIMEIRO LUGAR . NADA AMADA IRMÃ DEVE ESTAR NO NOSSO CORAÇÃO TOMANDO A PRIMAZIA DE DEUS , MAS ISSO NÃO QUER DIZER QUE A PESSOA NÃO POSSA SE VESTIR BEM OU SE ADORNAR DE FORMA DECENTE , O QUE ACONTECE É QUE MUITA GENTE CRITICAR OUTROS MINISTÉRIOS POR TEREM UMA VISÃO ABERTA DAS COISAS E TAXAM AS PESSOAS DE COLOCAR AS ROUPAS E ADORNOS NO CORAÇÃO , QUANDO ELAS VIVEM UMA VIDA RELIGIOSA E ROTINEIRA , COLOCANDO ELAS MESMOS LEVAM NO CORAÇÃO A PLACA DA SUA IGREJA , SEI Q ISSO NÃO É O SEU CASO . NO PRÓPRIO ESTATUTO DA AD , BEM NO FINAL DOS PARAGRÁFOS DO TÓPICO USOS E COSTUMES , ELE DIZ QUE A IGREJA AD NÃO PODE TAXAR AS DEMAIS IGREJAS DE LIBERAIS POR NÃO TER OS MESMOS COSTUMES QUE ELA . A MULHER CRISTÃ NÃO DEVE DE FORMA NENHUMA FUGIR DA DECENCIA E DA MODÉSTIA , MAS ISSO NÃO IMPLICAR QUE ELA NÃO POSSA USAR UMA JÓIA OU UMA CALÇA DECENTE , DA MESMA FORMA O HOMEM , DIZER QUE O HOMEM QUE USA UMA BERMUTA VAI PRO INFERNO NÃO É DEMAIS ? REALMENTE É , E ISSO OUVI DO MEU ANTIGO PASTOR NUM CULTO DE DOUTRINA . O NOSSO CORPO É TEMPLO E MORADA DO ESPÍRITO SANTO E PODEMOS SIM ADORNÁ - LO ASSIM COMO FAZEMOS COM O TEMPLO ONDE CONGREGAMOS , ONDE REBOCAMOS , PINTAMOS , ORNAMENTAMOS E CADA VEZ MAIS PROCURAMOS DEIXÁ - LO BONITO , POR QUÊ VC ACHA QUE DEUS NOS COMPARA COM UM TEMPLO ? SE SER SIMPLES É NÃO PODER USAR UM POUCO DE MAQUIAGEM OU UM BRINCO OU UMA CALÇA , NO CASO DA MULHER , ENTÃO DA MESMO FORMA DEVEMOS FAZER COM O TEMPLO , DEIXANDO SÓ NO TIJOLO E NUNCA PINTANDO - O PARA NÃO FUGIR DA SIMPLICIDADE , LOGO ELE , O TEMPLO MDE TIJOLO É UM SANTUÁRIO DO SENHOR . TERMINO AS MINAS PALAVRAS DIZENDO UMA FRASE QUE OUVI UM DETERMINADO PASTOR , " O MAL DO POVO É A RELIGIÃO " . QUE DEUS TE ABENÇOE QUERIDA IRMÃ , ESPERO Q NÃO FIQUE MAGOADA COMIGO , TUDO ISSO SERVE PARA QUE AMADUREÇAMOS NA PALAVRA E APRENDAMOS UNS COM OS OUTROS . PR ALTAIR OBRIGO POR POSTAR OS MEUS COMENTÁRIOS E PARABÉNS PELO BLOG , QUE DEUS ABENÇOE A TODOS EM NOME DE JESUS . MARCOS PAULO - COOPERADOR DA AD BOM RETIRO - ARACATI - CE - FONE : 88 - 9918 - 1897.

MARCOS PAULO disse...

PR ALTAIR , DESCULPE-ME POR ALGUNS ERROS DE DIGITAÇÃO MEUS , POIS DIGITO MUITO RÁPIDO . TEM ALGUMAS PALAVRAS QUE ACRESCENTEI R SEM TER E NA ÚLTIMA FRASE A PALAVRA QUE QUIZ DIZER FOI OBRIGADO E NÃO OBRIGO. MARCOS PAULO

MARCOS PAULO disse...

AMADO PASTOR ALTAIR GERMANO , INSPIRADO NESTE TÓPICO DO SEU BLOG , CRIEI UM UM BLOG EXCLUSIVO NESTE ASSUNTO , GOSTARIA QUE O SENHOR TAMBÉM POSTASSE SUA OPINIÃO NO MESMO , ASSIM COMO FAÇO NO DO SENHOR . O ADMIRO MUITO E SEI O A SUA PESSOA TEM CONTRIBUIDO MUITO PARA O CRESCIMENTO ESPIRITUAL DE TODOS NÓS . TAMBÉM PEÇO AOS AMADOS QUE PARTICIPAM DESTE BLOG , QUE POSTEM SUAS OPINIÕES O ENDEREÇO É legalismoealiberdadecrist.blogspot.com. SE ACHAREM MAIS FÁCIL É SÓ CLICAR NAS MINHAS POSTAGENS NESTE BLOG , QUE VAI APARECER NO MEU PERFIL . MARCOS PAULO

francisca disse...

FRAN
PR.ALTAIR,A PAZ

É TÃO POLÊMICO ESSE TEMA, E TEM SIDO DESGASTANTES DENTRO DAS ASSEMBLEIAS,QUE SE DIVIDEM SEM MUITA DISTANCIA,OU SEJA,SEPARADOS SOMENTE POR BAIRROS,OS USOS E COSTUMES SÃO DIFERENTES,OU DEPENDENDO DA POSIÇÃO SOCIAL,RICOS PODEM USAR A VONTADE,ENQUANTO POBRES SÃO DISCIPLINADOS.HÁ UMA GRANDE HIPOCRÍSIA COM RELAÇÃO A USOS E COSTUMES. CONCORDO QUE TEMOS LIMITES,ORIENTAR A IGREJA DO SENHOR É OBRIGAÇÃO DOS LÍDERES,MAS SEM DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS.
O PIOR NÃO É ISSO,É ALGUNS TRADICIONAIS QUE FAZEM DA TRADIÇÃO SUA RAZÃO DE JULGAR E OLHAR PRA OS OUTROS COMO SE FOSSE UM LEPROSO,VIVEM NO ESCESSO DE USO E COSTUMES E O CORAÇÃO SEPULCRO CAIADO.CLARO QUE NÃO ISENTO QUE HÁ ALGUNS QUE SE APROVEITAM DE SUAS IGREJAS NÃO TEREM RESTRIÇÃO A USO E COSTUMES, E VÃO COM CHORTINHOS(MULHERES)QUE PARECEM IR A PRAIA, CASO FOSSE FALAR COM UM JUIZ CERTAMENTE SERIAM BARRADAS. SÃO DOIS EXTREMOS, SE ACHAR O CRENTÃO E JULGAR OS OUTROS, E SER MODERNINHO A PONTO DE NÃO TER DESCENCIA NA CASA DO SENHOR!! IMAGINE NA RUA???
É SÓ LER A PALAVRA E VERÁ QUE DEUS QUER SEU POVO DESCENTE.
QUEM BUSCA AO SENHOR, BUSCA VIVER UMA VIDA DESCENTE,HARMONIOSA,SEM PRECONCEITOS, MAS TB SEM EXAGEROS!!
DEUS O ABENÇÕE!!

MARCOS PAULO disse...

CONCORDO EM NÚMERO , EM GÊNERO E GRAU COM A IRMÃ FRANCISCA . SOU UM DEFENSOR RADICAL DA LIBERDADE CRISTÃ , MAS TAMBÉM NÃO COSTUME DEIXAR DE FORA O LIMITE DAS COISAS , EM GL 5.13 DIZ QUE NÃO DEVEMOS USAR DA LIBERDADE QUE TEMOS EM CRISTO , PARA DAR OCASIÃO A CARNE . ISSO QUE A IRMÃ FRANCISCA FALOU É MUITO VERDADE , HÁ NA ASSEMBLÉIA DE DEUS UMA BALANÇA ENGANOSA , COMO BEM RELATA PROVÉRBIOS , OS DE BOA CONDIÇÃO FINANCEIRA ANDAM DO JEITO QUE QUER ( TAMBÉM O DÍZIMO É ALTO EIN ? ) , JÁ OS DE POUCA CONDIÇÃO APRONTEM O LOMBO PRA " PEIA " , POIS O JULGAMENTO É DESIGUAL . AQUI EM ARACATI NO CEARÁ É DO MESMO JEITO , NA IGREJA SEDE QUE FICA NO CENTRO DA CIDADE , AS IRMÃS ANDAM DO JEITO QUE QUER , JÁNAS CONGREGAÇÕES DO INTERIOR O COURO COME , REALMENTE É MUITA HIPOCRÍSIA , HAJA ÓLEO DE PEROBA . MARCOS PAULO - CONTATO : 88 - 9918-1897

Anônimo disse...

celso carvalho-sim sim,não naão.creio que os nossos pastores da convenção deverian decidirem um padrão.ou se sim ou se não,isso acabaria com a contenda entre 'nos'(igreja)chega-se ao cumulo de achar que e santificado pelas vestes e que aqueles que não estão no perfil são pecadores...a biblia diz: crescer na graça e no conhecimento e nos estamos estacionados abservando vestes,eas almas e o batismo c/ e.santo.a palavra de DEUS nos molda a ponto de entendermos o que significa MODERADO,TEMPERADO.erram por não conhecer as escrituras,falta conhecimento e APLICAÇÃO desse conhecimento;e humildade para ser corrigido quanto a santidade.ISAIAS pregou 3 anos nu e era santo! PAULO sofreu nudez e era santo! hoje não se identifica a prostituta pelas vestes,pois as vestimentas são identicas as das mulheres respeitaveis da sociedade e de algumas de nossas irmãs.iden os homens nas modas(pircing,tatuagem,cortes de cabelos)não condeno ninguem,creio que o conteudo da biblia ajusta,molda,edifica,coloca o homem ea mulher de DEUS como embaixadores de CRISTO ;nem escravos de custumes e nem liberais demais a ponto de trazer escandalo p/ a igreja.pois o que da crescimento para uma igreja e jejum ,oração,evangelismo,obediencia,amor as almas PERDIDAS.a contenda traz lepra!!!!!!.obrigado pr ALTAIRGERMANO.paz do SENHOR,salmo 32-8 pra todos.

Débora disse...

SOU DA AD E INFELIZMENTE FUI VÍTIMA DESTE RADICALISMO DESENFREADO, QUANDO A DOIS ANOS ATRÁS FUI COAGIDA A PEDIR PERDÃO NA SANTA CEIA PORQUE CORTEI UNS QUATRO DEDOS DO CABELO, PORTANTO PERGUNTO: CONSTRANGER UM MEMBRO É FATO PRA GLÓRIA DE DEUS? ISTO NÃO SERIA CRIME?E QUANTAS VIDAS NÃO SE PERDERAM POR QUE PASSARAM POR SITUAÇÃO SEMELHANTE? E QUEM DARÁ CONTA POR ESTAS ALMAS? FAÇO MINHA AS PALAVRAS DE UM IRMÃO, "TALVEZ NÃO ERAM PREDESTINADAS”, TUDO É QUESTÃO DE EDUCAÇÃO, E COMO EDUCADOR O SR. SABE BEM DISTO,PRECISA HAVER A ORIENTAÇÃO POR PARTE DOS LÍDERES , E VOU MAIS ALÉM, QUEM TEM DE FATO O ESPIRITO DE DEUS E NASCEU DE NOVO SABE PORTAR-SE COMO VERDADEIRO CRISTÃO EM TODAS AS ÁREAS DE SUA VIDA, E JAMAIS HAVERÁ EXAGERO NO SEU ADORNO, PORQUE CONCERTEZA DEIXARÁ QUE CRISTO APAREÇA, E O QUE CONTA PRA QUE DEUS RESPONDA AS ORAÇÕES NÃO É A APARÊNCIA MAIS A SINCERIDADE DO CORAÇÃO, LEMBRO-ME QUANDO DEUS DISSE PRA SAMUEL QUE ELE NÃO ATENTASSE PARA APARÊNCIA, POIS SAMUEL VIA A APARÊNCIA MAIS ELE “DEUS” ATENTAVA PARA O CORAÇÃO, O QUE SERÁ QUE DEUS QUIS DIZER COM ISSO?É FATO. NASCI E ME CRIEI NESTA IGREJA, TENHO 35 ANOS E JÁ VI MUITA COISA ABSURDA, BASTA OLHARMOS UM POUQUINHO PARA TRÁS E LEMBRAMOS DE ALGUMAS PROIBIÇÕES ABSURDAS, COMO POR EXEMPLO: JEANS, SANDÁLIA HAVAIANAS, PALETÓ LASCADO, TV, PRAIA,... E POR AI VAI. FELIZMENTE OBSERVAMOS QUE AOS POUCOS A HISTÓRIA VAI MUDANDO, POIS NÃO TEM CABIMENTO CONTINUAR ESTE FARDO, (QUE DIGA-SE DE PASSAGEM É MAIOR SOBRE AS MULHERES) É SOBRE NÓS QUE RECAI O PESO DE MANTER-SE A IDENTIDADE DA AD. POR CONTA DESTE RADICALISMO EM RALAÇÃO AOS COSTUMES MUITOS, MUITOS MESMO ESTÃO VIVENDO UMA VIDA HIPÓCRITA, UMA FALSA SIMPLICIDADE, E QUEM SALVA, QUEM TRANSFORMA, QUEM LIBERTA, QUEM REGENERA, É O PODER DA PALAVRA E NÃO DENOMINAÇÃO, MUITOS QUE ACEITAM O EVANGELHO NA AD OBSERVANDO ESTA APARÊNCIA EM POUCOS DIAS SE DECEPCIONAM, POR VEREM QUANTAS ATITUDES ANTICRISTÃS OS SANTARRÕES EXECUTAM. SÃO PASTORES PRESIDENTES QUE SOBEM NOS PÚLPITOS E PREGAM AMOR, UNIDADE, TOLERÂNCIA, E A PRÁTICA NÃO ACONTECE, SÃO PRESBÍTEROS QUE DE FORMA ARROGANTE TRATAM OS CRENTES COMO EMPREGADOS. DITADURA, LEGALISMO E IDOLATRIA TEM SIDO A MARCA DA AD EM UM DOS ESTADOS DO NORDESTE, E MUITOS NÃO FALAM POR MEDO, MUITAS IGREJAS TEM SIDO ERGUIDAS, QUASE TODA SEMANA ABRE-SE UM TEMPLO NOVO, MAIS SERÁ QUE ISTO É SINÔNIMO DE CRESCIMENTO ESPIRITUAL??? PRECISAMOS OBSERVAR A PALAVRA DE DEUS, RESPEITAR AS DEMAIS DENOMINAÇÕES, E ORAR PARA QUE OS NOSSOS PASTORES NOS VEJAM COMO OVELHAS, E NÃO APENAS COMO NÚMERO. AINDA EXISTEM OBREIROS E PASTORES QUE REALMENTE SÃO COMPROMETIDOS COM A PALAVRA DE DEUS E QUE CONCORDA CONOSCO EM RELAÇÃO AO ASSUNTO ABORDADO,, PORÉM ESTES NÃO TEM,COMO NÓS TAMBÉM NÃO TEMOS, NEM VEZ NEM VOZ, E ISTO NÃO SE PODE NEGAR. QUE OS NOSSOS PASTORES ENTREM NUM CONSENSO, POIS NÃO É POSSÍVEL QUE O QUE É PECADO PRA UNS PRA OUTROS NÃO É. E A REPRESSÃO É COISA DE DITADURA.


OBRIDADA PELO ESPAÇO, E PAZ DO SENHOR!!!

MARCOS PAULO disse...

CONCORDO PLENAMENTE COM AS PALAVRAS DA IRMÃ . FOMOS VÍTIMAS EU E MINHA ESPOSA DESTES EXAGEROS QUE DE UMA FORMA LAMENTÁVEL ACONTECEM EM ALGUMAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS PELO PAÍS E COMO BEM DESTACOU A IRMÃ , O NORDESTE TEM MUITO DISSO , AQUI EM ARACATI , A CIDADE CONHECIDA PELA SUA PRAIA DE CANOA QUEBRADA , TEM MUITO DISSO , CRIEI UM BLOG SOBRE O ASSUNTO , LEGALISMO E LIBERDADE CRISTÃ , É SÓ CLICAR NO MEU PERFIL E VER OS MEUS BLOGS . A PAZ DE CRISTO . DC. MARCOS PAULO.

Anônimo disse...

PRA MIM ESSE ASSUNTO É UM DOS MENORES DA IGREJA, CADA CRENTE TEM O ESPIRITO SANTO E SABE O QUE PODE E O QUE NÃO PODE NÃO CABE A IGREJA E NEN PASTOR ESTAR OLHANDO ROUPA DE NINGUEN ELE DEVE PREGAR A PALAVRA SOMENTO, AS ASSENBLÉIAS SÃO MUITO FARIZAICAS NO SENTIDO DE CONDENAR AS OUTRAS IGREJAS ACHANDO QUE SÃO OS UNICOS CORRETOS ISSO É UM NOJO NO MEIO EVANGELICO. DEUS NÃO VEM BUSCAR PLACA DE IGREJA ELE VEM BUSCAR UM POVO. O EVANGELICALISMO DE HOGE SÓ JESUS.

Cristo a única Esperança disse...

A Paz do Senhor!

Irmão Marcos Paulo, quem te colocou como obreiro?
Qual foi o uso e costume praticado por Jesus e que todas as igrejas praticam até hoje?
Vejo que você foi enganado por alguém (1 Co.15v33);

MARCOS PAULO disse...

TENHO CERTEZA DO MEU CHAMADO , SEI QUE MESMO ME ACHANDO INCAPACITADO , DEUS TEM ME DADO DA SUA GRAÇA . ELE NÃO CHAMA CAPACITADOS , ELE CAPACITA OS ESCOLHIDOS . DEUS USOU O PR. SANTIAGO AQUI EM ARACATI E ME LEVANTOU COMO OBREIRO , DEPOIS NA AD BOM RETIRO DEUS CONFIRMOU SEU CHAMADO , ME DANDO A INCUBENCIA DE SERVI-LO COMO DIÁCONO , TUDO PELA SUA GRAÇA , OU SEJA , SEU FAVOR IMERECIDO. APRENDI COM JESUS QUE O QUE SANTIFICA O HOMEM É A SUA PALAVRA ( JO 17.17) . TAMBÉM APRENDI QUE ANTES IMPORTA OBEDECER A ELE DO QUE AOS HOMENS ( AT 5.39). OS BONS COSTUMES DEVEM SER MANTIDOS , MAS NÃO DEVEM SER ENSINADOS COMO DOUTRINA COMO MUITOS FAZEM , ISTO É ACRESCENTAR A BÍBLIA ( DT 4.2). AMADO QUE DEUS TE ESCLAREÇA E TE FAÇA ENTENDER A SUA VONTADE. DC MARCOS PAULO

Anônimo disse...

A paz do senhor.
Meus amados irmãos sou nascido na assembleia de Deus e na verdade infelizmente as coisas mudaram muito e p/ pior pois os tais crentes que se acham modernos e que acham que usos e costumes sao de cultura de cada lugar ou ensinamento de homem , mas na realidade é que estes tais crentes querem na verdade ter aparencia dos não crentes ou sejam não querem ser diferente do mudano antes eram muito facil identificar um cristão inclusive até mesmo dentro de nossas igrejas, me lembro quando o pastor fazia o apelo para alguem aceitar a Jesus o diacono dirigia a certa pessoa pois ele sabia que tal pessoa nao era crente e perguntava se ela queria aceitar a jesus e hoje quando ele vai perguntar muitas destas pessoas responde que ja é evangelico. muitos dizem o que importa é o interior mas o apostolo Paulo afirmou corpo alma e espirito. Lendo os comentarios um irmão comentou que pode ser que os primeiros crentes seguiram os costumes dos missionarios de estilo europeus e que tais vestimentas eram de clima frio. vejamos bem hoje sejam homem ou mulher todos usam calça jeans e todos sabemos que sua origem e de pais de clima frio devido seu tecido mas nós de clima tropical usamos o jeans e o mais absurdo e que tem irmã que usa a mais colada possivel. Ele comentou ainda que o motivo dos usos e costume pode ter sido uma tática dos missionários se foi uma tatica eles acertaram e Deus com certeza aprovou pois o crescimento da obra todos conhece. Queridos tem que ter a diferença tudo igual não tem graça os outros tem de copiar de nós e não nós copiar dos outros.antigamente os pastores proibia muita coisa na igreja só que não devemos esquecer que os milagres aconteciam naturalmente eram comum Jesus batisar no Espirito santo em qualquer culto. Ao cantar os hinos da harpa a glória do senhor decia sobre a igreja .Aos crentes que são contra os bons costumes existe igrejas para todos os gosto, aos pastores da assembleia de Deus não queiram copiar dos outros vamos manter nossas origens não se esquecendo dos nossos primeiros ensinamentos,pois a diferença vai render muito mais almas e vai chamar atenção das demais eu acho lindo os nossos costumes e olha que eu sou jovem .Muitos podem dizer que isso ou auilo não está registrado na biblia como pecado.imagine se fosse colocar tudo na biblia o que é certo e errado,pois muita coisa não está na biblia e no entanto é pecado.Queridos pode não fazer parte da salvação os costumes.mas se não haver limites aonde vai parar? um abraço a todos e a paz do Senhor.

MARCOS PAULO disse...

No SL 119:97 , afirma a palavra de Deus , que a toda perfeição vi limite . Nós temos como nosso norte a BÍBLIA SAGRADA , ela é quem nos direciona no que devemos ou não fazer e não os usos e costumes humanos que não santificam nem que os criou , é só conferir Jo 17:17 e ver o que a Palavra inerrante diz , quem santifica é a VERDADE e não mandamentos humanos . PAZ DO SENHOR

MARCOS PAULO disse...

PEÇO PERMISSÃO AO PR. ALTAIR PARA AQUI NESTE ESPAÇO FAZER A DIVULGAÇÃO DO MEU NOVO BLOG. CLICK NO MEU PERFIL E NAVEGUEM NA " FOLHA GOSPEL ARACATIENSE " . TUDO QUE VC QUER SABER EM RELAÇÃO AOS EVENTOS DAS IGREJAS AQUI DE ARACATI.

Igor disse...

Opa!

Tem certeza que o sr é realmente pastor? E da Assembleia de Deus? :O

Pergunto isso porque não é raro encontrar pastores que gritam com aqueles que indagam qualquer afirmação, como se fossem donos da razão em todas as circunstâncias... É claro que devemos submissão e honra aos pastores, mas em contrapartida eles também devem ouvir as ovelhas.. As dúvidas são legítimas e quando respondidas satisfatoriamente elevam a fé dos cristãos "de menor classe".

Esses dias o Estatuto da minha igreja foi levado a uma AGE para "aprovação", mas o pastor (que também é advogado) foi logo dizendo que na igreja não havia democracia, etc e tal... Discorrendo sobre coisas que em nada se encaixavam no contexto... Ele queria simplesmente empurrar o Estatuto goela a baixo com artigos claramente elaborados para beneficiar pessoas em particular, em prejuízo da coletividade..

Graças dou a Deus por pastores sensatos como o sr, que usam do raciocínio e da oratória não apenas para se impor, mas principalmente para ensinar e para ouvir... Alguns usam os ouvidos apenas para segurar os óculos... :(

Que o Senhor te abençoe e continue abençoando-o com essa lucidez que é latente.

Abraços, e que a paz do Eterno seja sobre tua vida.

MARCOS PAULO disse...

Isso que o nosso amado irmão Igor falou infelismente é uma grande verdade . Não vou ser injusto em dizer que é só nas Assembléias De Deus que isso acontece , nos outros ministérios também tem muito disso , pastores que se acham donos do rebanho , quando não são nem donos deles mesmos , tudo é do Senhor ( sl 24 . 1 ) . Deus não deu igreja a pastor e sim pastor a igreja , por isso não podemos fazer da casa de Deus a nossa , existem limites e responsabilidades , igreja não é curral eleitoral , igreja é aprisco de Jesus , por isso fora nepotismo e egocentrismo .

Carlos disse...

GOSTARIA DE QUE FOSE LIBERADO TUDO POIS O QUE ESTÁ ACONTECENDO EMNOSSA A SSMBLEIA D E DEUS INFELISMENTE É PIOR QUE ESTÁ NA CATOLICA, SÓ CORRUPÇÃO EM TODOS OS NIVEIS E NINGUEM VE ISTO? FICAM BATEN DO EM USOS E COSTUMES ENQUANTO PASTORES ESTÃO ROUBANDO OS FIEIS. AMEM , VÃO QUAIEMAR NO FOGO DO INFERNO, PORQUE DEIXA RAM A CRUZ MUITO TEMPO.
PR. CARLOS DIAS, ASSEMBLEIA DE DEUS.

Ricardo Jeremmy disse...

Todo homem tem direito de viver como quiser.http://costumeseconceitos.blogspot.com

elson disse...

Impor em qualquer circunstância é algo ditatorial, pois se está violentando a vontade, o livre harbitrio de outro ser humano. Quando aceitei Jesus, infelizmente essa era a ordem do dia "conforme o toque era a dança", ou seja não havia a menor possibilidade de se pedir esclarecimento dos porquês, era a doutrina da igreja e assim formava-se escola de pseudos "mestres" e o "saber" ia se perpetuando de analfabetos funcionais do real sentido historico-gramatical, exege-se, hermeneutica muito menos. Não se tinha acesso a biblias de estudo, dicionários, enciclopédias, vivia-se um tempo de "manda quem pode e obedece quem tem cabeça". As questões que o nobre Pr. Altair coloca são importantes para nos levar a reflexões importantes e com certeza concomitantemente trazer um pouco de luz sobre alguns tabus que a despeito do crescimento das AD, não podemos nos esquecer que temos nos ultimos anos perdido muitos membros e congregados para outras denominações além de outras AD que surgiram.
A missão da Igreja é evangelizar, ganhar almas, determinados usos e costumes colaboram nesse sentido? Muito se fala em bons costumes e fica-se apenas no plano visivel ou seja: roupas e cabelo, e deixa-se de lado tantos outros aspectos que o mundo de fato olha e vê que é o nosso comportamento fora das paredes dos templos quanto ao nosso relacionamento social: como profissionais, familiar, estudantil, linguajar, trocando por miúdos: que empregado ou patrão somos? Que esposa (o)? O que falamos longe dos irmãos é condizente com a fé que professamos? Que pai, mãe, filho somos quanto ao respeito e obediência? Honramos nossa palavra nos negócios? Não camuflamos vendendo gato por lebre? Como obreiros, principalmente quem está à frente de uma Igreja aplica o mesmo rigor com os seus como aplica nos membros?
Ou seja expressamos na vida prática que somos além de cidadãos da terra que também somos cidadãos do reino de Deus?
Os limites que precisamos estão na Palavra de Deus e está não escravisa ninguém mas sim liberta e o agente que convence é o Espirito Santo, nós que pregamos e ensinamos somos apenas vasos de barro nem um maior e nem menor do que os outros.

Elayne Oliveira! disse...

A paz do Senhor!
Amado pr. Altair, Gostei muito da sua postagem sobre "Usos e costumes: Impor ou não impor Limites?" Era justamente isso que eu estava precisando, pois estes dias eu estava conversando com meu amigo e entramos em questionamento sobre este assunto, então meu tio me passou este texto e agora quando fui postar no meu blog eu resolvi pesquisar o autor e encontrei o seu blog! Eu postei no meu blog o seu texto e coloquei sua autoria, espero que o amado não se importe!
Obrigada! Fica na Paz!