quinta-feira, 4 de setembro de 2008

O CRISTÃO E A POLÍTICA: QUANTO VALE?


Quanto vale o seu voto?

Quanto vale a sua dignidade?

Quanto vale a sua honra?

Quanto vale o seu caráter?

Quanto vale a sua integridade?

Quanto vale a sua autoridade?

Quanto vale a sua vocação?

Quanto vale a sua chamada?

Quanto vale o seu ministério?

Quanto vale o seu nome?

Ainda há valores para se preservar?

Ainda há respeito para se conservar?

Ainda há uma trajetória para se construir?

Ainda há sonhos para se realizar?

Ainda há combates para se combater?

Ainda há carreira para se completar?

Ainda há fé para se guardar?

Ainda há coroa de justiça para se receber?

Ainda há amor pela volta de Jesus?

Ainda há temor de Deus?

9 comentários:

JOSIEL disse...

ANTIGAMENTE CANTAVAMOS UM CORINHO EM NOSSAS IGREJAS QUE DIZIA ASSIM:

SEREI FIEL AO MEU JESUS SEREI FIEL

A UMA CARREIRA PARA CORRER A UMA VITÓRIA PARA ALCANÇAR
A CADA DIA AO MEU JESUS SEREI FIEL

JOSIEL.

Blog do Zé disse...

do Senhor Pastor Altais.
Muito oportuno este post sobre o Cristão e a Politica. Infelizmente amado muitos obreiros têm trocado o ministerio que Deus tão graciosamente lhes deu apoios políticos espúrios negociando o voto que nem deles é por algo que desconhecemos. Só sabemos que não vale mais que a dignidade, honestidade, moralidade, santidade e outros atributos que um homem (lider) de Deus deve ter. Ontem tentaram "o maestr" influenciar meu filho no ensaio do órgão de cantico que participa, sob alegação de que devemos ser obedientes aos nosso líderes e votar no "candidato da igreja". Quem já se viu isso? Estou deveras envergonhado e cada dia decepcionado.

Elisomar disse...

Se muitos Já não guardam a fé, ainda existem aqueles que não se curvam diante da corrupção. Qual seria o candidato de Jesus se ele andasse por aqui? Ser político ou apoiar alguns deles não tem nada demais, desde que esses tenham compromisso com Deus e o povo. E seja ele um evangélico ou não, jamais deveria se eleger outra vez se não fizesse jus ao apoio dos eleitores. O voto é de grande valor não deve ser vendido por qualquer coisa, e a entrada no céu não tem valor estimado, nada nesta terra paga o ingresso.

Daladier Lima disse...

Infelizmente as respostas para muitos líderes evangélicos é:

Quanto vale o seu voto?
- Quem der mais, leva.

Quanto vale a sua dignidade?
- Quem comprar meu voto vai saber.

Quanto vale a sua honra?
- O valor do meu voto.

Quanto vale o seu caráter?
- Depende do quanto pagarem.

Quanto vale a sua integridade?
- O mesmo valor do caráter.

Quanto vale a sua autoridade?
- De bolso cheio isso é irrelevante.

Quanto vale a sua vocação?
- Troco por um prato de lentilhas. De que vale minha vocação se eu estiver sem dinheiro e meus filhos desamparados? A necessidade meu irmão, a necessidade...

Quanto vale a sua chamada?
- O dono da chamada sou eu. Logo quem estabelece o preço...

Quanto vale o seu ministério?
- Bobagem. Ministério é uma profissão como outra qualquer, podemos mudar a qualquer momento.

Quanto vale o seu nome?
- O que conta é o meu patrimônio.

Ainda há valores para se preservar?
- Depende de que valore$ você fala.

Ainda há respeito para se conservar?
- Todo mundo está fazendo. Eu não sou melhor do que ninguém.

Ainda há uma trajetória para se construir?
- Se no fim houver um cargo político? De preferência, com muito dinheiro.

Ainda há sonhos para se realizar?
- Claro! Os sonhos de Deus para um Brasil governado por evangélicos, mesmo sem ética. Êta palavrinha desgastada.

Ainda há combates para se combater?
- O combate da urna, da campanha, do voto manipulado.

Ainda há carreira para se completar?
- Carreira política.

Ainda há fé para se guardar?
- Só ao final, se houver um.

Ainda há coroa de justiça para se receber?
- O céu é aqui e agora. Ou seja, vamos acumular algum já? Essa história de coroa é muito piegas.

Ainda há amor pela volta de Jesus?
- Faz tempo que ouço essa história.

Ainda há temor de Deus?
- Na vantagem pessoal não há temor. Somente desfaçatez. E lembre quem muito semeia, muito colhe.

Edilson disse...

A paz do senhor para todos.

Quem dera se pastores e obreiros tivessem esse pensamento pastor Altair,seria uma benção!.parabéns!!!

Marcos Barros disse...

Paz, amados.

Sou da opinião de que a política é necessária para o pleno estado democrático de direito. Devemos, sem, ter representantes que sejam a nossa voz contra a imoralidade e a corrupção; que defendam os princípios pregados por Jesus. Devemos, sim, eleger homens que mereçam o nosso voto, a nossa confiança. Saibamos, então, escolher.
Sou da opinião, ainda, de que o nosso voto deva ser dado aos nossos irmãos que estão verdadeiramente em Cristo, pois são eles a voz de Deus aonde quer que estejam e, desta forma, sendo praticantes da Palavra de Deus, todos os brasileiros, independentes de cor, raça, etc., serão beneficiados com as suas decisões.

“O NOSSO VOTO VALE MUITO E, COM CERTEZA, AINDA EXISTEM MUITOS QUE MERECEM O NOSSO VOTO”.

Ir. Marcos Barros / Dirigente da EBD em Casa Caiada.

Anônimo disse...

sou muito leigo na politica mas
nesta ultima hora creio que está se cuprindo a palavra de jesus onde
está escrito:e por se multipricar a
iniquidade o amor de muitos se esfriará,parece que os irmãos que
everedam pela politica acabam como
uma luz escondida que não conseguem
brilhar mas sendo influenciado do que influenciando que DEUS tenha misericordia 1111111111111

Robinson J. De Souza (Roberas) disse...

Boa noite Pr.Altair.
Esse tema sobre cristãos e política tem me levado a refletir bastante acerca da nossa contribuição cristã cidadã nesse mundo. Tenho militado em algumas esferas políticas aqui em Londrina e acredito que pela integralidade do evangelho isso é mais que uma obrigação...é um dever de todos!

Abraço fraternal

OBS. Desejando uma reflexão bíblico-teológica acerca do tema, acesse o link
http://roberas.blogspot.com/2008/04/cristianismo-e-poltica-i-subverso-da.html

OBSII estarei fazendo referencia do Sr. em meu blog

Anônimo disse...

Como diz o meu pastor, Igreja e culto é lugar e momento de adorar a Deus...politica é muito suja para prestar honras dentro da igreja e no culto.Sevocê quer fazer politica faça no lugar certo...e não na Casa de Deus e os pastores que colocam politicos no pulpito estão profanando a casa de Deus, e se foi comprado, tá caido, perdeu o ministério, tirou a visão da cruz e colocou no cruzeiro.