terça-feira, 2 de setembro de 2008

BOM MARIDO: UMA QUESTÃO GENÉTICA


"Se as mulheres prestes a casar levarem ao pé da letra as conclusões de estudo publicado hoje pela revista "PNAS" --o que geneticistas e psicólogos não recomendam-- vão pedir um seqüenciamento genético dos noivos."

Pesquisas acabam de revelar que um dos segredos de se ter ao lado um marido companheiro, compreensível, que promova uma boa relação conjugal, é também uma questão genética.

Leia em Folha Online

Partindo destas novas informações, segue abaixo algumas dicas para as nossas amadas irmãs, na hora de escolher o par "quase perfeito":

- Um cristão temente a Deus
- Inteligente
- Elegante
- Charmoso
- Atencioso
- Sensível
- Romântico
- Amável
- Com uma boa sensibilidade ao hormônio "vasopressina"
- Não portador do "alelo 334"

Não sei se desta vez a ciência está ajudando, ou complicando mais ainda o processo desencadeador das relações afetivas.

Em meio a tudo isto, é bom continuar contando com uma boa dose de oração na hora da escolha!

5 comentários:

Elisomar disse...

A oração e um olhar clínico é sempre o essencial. Acho que a ciência tem um tanto de razão também, mas acho que isso está mais ligado ao caráter dos pais, já que os filhos têm uma tendencia muito grande a fazer uso dos costumes dos pais. Bom, pra mim não espero tanto de um Homem, basta que ele tema a Deus, me ame, não seja mão-de-arara (que detesto) até porque é uma porta fechada pra benção de Deus na vida, seja charmoso, atencioso e trabalhador. Esse é o kit completo. rsrs

Marcos Barros disse...

Paz, amados.

Se isso serve para se ter um "bom marido", também deve servir para se ter uma "boa esposa"...
Acredito, sim, que para aqueles que dependem de Deus, Este é quem traça o seu caminho como melhor lhe apraz, pois a sua vontade é: BOA, PERFEITA E AGRADÁVEL (Rm 12.2.

Ir. Marcos Barros / Dirigente da EBD em Casa Caiada.

Elisomar disse...

Ih, esqueci que tem que ser inteligente.

Silvio Araujo disse...

Pelo menos a coisa saiu do adágio:
"O importante é o 'cara ter'"

Elisomar disse...

Irmão Silvio,
Se ficar só no "cara ter" grande será a luta. rsrs