sexta-feira, 29 de agosto de 2008

NEGOCIADORES DO VOTO ALHEIO

"Quantos obreiros hoje não se deixam comprar,principalmente nos períodos eleitorais, alguns infelizmente vendem a própria alma ao demônio, mas Daniel não agiu assim. Obreiro, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, você foi chamado para ser incorruptível,não venha negociar portanto, os votos de sua igreja, de seu rebanho, ou não venha negociar aquilo que não lhe pertence, pois a Igreja é santa e é a noiva do cordeiro de Deus."

(Fonte: Pr. Claudionor Corrêa de Andrade, CD Série de Mensagens da Revista Manual do Obreiro n. 39, CPAD.)

"Também conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou." (1 Rs 19.18)

Senhor, tenha misericórdia de nós, livra as lideranças de tua Igreja, da sedução, das garras e da corrupção da política suja, das negociatas indecentes, do escárnio de políticos que sobem em nossas tribunas, entram em nossas igrejas e depois zombam, rindo e escarnecendo, afirmando que nossas lideranças estão em suas mãos!

2 comentários:

Jair M. disse...

Pastor Altair, como seria bom se os nossos líderes trabalhassem o tema "Política" de forma coerente, se utilizassem a política para atender aos anseios sociais, não aos seus próprios caprichos. Não discordo de tratarmos o assunto na igreja, afinal, Política é uma ciência como outra qualquer e precisa ser debatida em todos os âmbitos. O que é vergonhoso é vermos alguns líderes fazendo uso da influência que possuem para convencer irmãos incautos sobre em quem eles devem votar e para envergonhar o nome de Deus e da Igreja. Não é ÉTICO um Pastor dizer no púlpito qual a sua predileção política, ou melhor, dizer em quem vai votar, pois ele é um formador de opinião, mas isso não significa ser 'O DONO DO SABER OU DA ESCOLHA ALHEIA', muito menos dizer que um certo fulano é o candidato da igreja por se intitular "amigo da mesma". Ao que me consta e de acordo com a palavra de DEUS o amigo da igreja é O SENHOR JESUS CRISTO. Fiquei muito triste quando ouvi do meu lar, num comício do outro lado da rua, um candidato fazendo comparações entre os dois políticos concorrentes dizendo que um era o Judas e o outro era o Jesus Cristo. E o que mais revolta é que o dito candidato, ou melhor, vice-candidato é membro de nossa igreja. Queridos irmãos, pensemos bem, não vamos alienar nossos direitos, votem de forma consciente, deliberada, não sejam influenciados por quem vota no candidato A ou no candidato B. Pesquisem sobre o respectivo político em quem vai votar, vejam sua história, suas propostas, sua coerência, sua forma de fazer política e enfim, vote consciente, esse esforço é muito válido, afinal sua cidade será no amanhã o lar dos seus filhos, seus netos, etc, se Cristo não voltar até então. Por fim, olhemos para Cristo, para não nos corrompermos com as glórias deste mundo nem com os manjares oferecidos. Um abraço e a Paz do Senhor!

Sóstenis Moura disse...

Pastor Altair, este tema é dos mais melindrosos que existem.
Muitas vezes o vício aos maus políticos foi imposto pela própria Igreja, que pede contribuições para cousas extremamente desnecessárias, como por exemplo: cortina de congregação, fardamento para grupos de oração ou de cântico, viagens a passeio para grupos de jovens, "shows" evangélicos, e por aí vai.
O não-crente fica achando que a Igreja é isto, e o que é pior, o crente também.
É preciso um grande esforço para a reeducação do Povo de Deus para uma atuação política e de cidadania decente e consciente.

Sóstenis Moura
www.embaixadoressiao.blogspot.com