quarta-feira, 4 de junho de 2008

A BELEZA DO TESTEMUNHO CRISTÃO - Subsídio para Lição Bíblica

Não são poucos os casos de cristãos que adotam um procedimento na igreja e outro fora dela. É clássica a frase “nossas ações falam mais alto do que nossas palavras”. A presente lição fala-nos mais uma vez, da necessidade de vivermos o evangelho com uma alta qualidade de vida e testemunho cristão, dentro de todas as esferas de nosso convívio e relacionamentos.

Conforme o Dicionário Vine (p. 1020), “testemunho” deriva-se do grego marturion, como ocorre em At 4.33, At 7.44; Tg 5.3 e 2 Ts 1.10. Pode-se referir a mensagem proclamada ou ensinada, como também às evidencias materiais, visíveis ou atitudinais, relacionadas aos fatos anunciados. Simplificando, dar testemunho cristão significa viver de conformidade com a Palavra de Deus.

1. O Testemunho Cristão na Família (Ef 5.22-33; 6.1-4)

Alguém já declarou que a família é o lugar mais difícil de ser crente. É de fato o lugar onde alguns cristãos, em virtude da privacidade, acabam tirando a mascaram e mostrando quem realmente são. Eis algumas condutas que denigrem o bom testemunho cristão na família:

- Maridos que maltratam esposa e filhos

- Maridos que não dão sustento a família por pura acomodação

- Maridos que vivem de aparência enquanto falta o sustento básico para a esposa e os filhos

- Esposas que afrontam e desrespeitam os maridos

- Esposas que negligenciam a criação e a educação dos filhos

- Esposas que vivem fofocando ou reclamando da vida

- Filhos insubmissos aos pais

- Filhos cujos pais acobertam os seus erros

- Vocabulário inadequado dentro de casa

- Brigas constantes diante dos filhos

- Locação de filmes e acessos a sites pornográficos

Seus parentes e amigos percebem na sua família o bom testemunho cristão? Sua família tem condições de evangelizar os seus vizinhos?

2. O Testemunho Cristão na Sociedade

“Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” (Fp 2.15)

O sal continua com sabor? A luz brilha intensamente? (Mt 5.13-15)

De influenciadores para influenciados. Esta é a condição vivida por muitos cristãos em meio a sociedade pós-moderna. Observemos algumas evidências deste fato:

- Líderes cristãos se vendem e vendem a igreja para políticos corruptos

- Patrões cristãos exploram seus empregados com salários pequenos, visando lucros maiores

- Empregados cristãos que na ausência do patrão ou chefe imediato não produzem

- Professores e alunos cristãos que se vestem e comportam-se inconvenientemente nas escolas e faculdades

- Cristãos que compram e que vivem de calote em calote

- Cristãos que não honram os compromissos assumidos

Os “evangélico” ou “crentes”, em muitos lugares, já perderam o crédito moral e ético, devido ao mau testemunho de alguns. O seu testemunho lhe dá autoridade para falar de Jesus onde trabalha ou estuda?

3. O testemunho cristão na Igreja

Tem gente (líderes, pregadores, cantores, congregados, membros) que nem na igreja consegue esconder a falta de caráter cristão, agindo como um verdadeiro filho de Belial. Dentre algumas atitudes, salientamos;

- São semeadores de contendas

- São irreverentes

- Fofoqueiros

- Grosseiros

- Constantemente insatisfeitos

- Autoritários

- Desobedientes

- Arrogantes

- Mentirosos

- Arruaceiros

- Indecentes

Em certos casos, não dá nem para acredita que o indivíduo já nasceu de novo. Está mais para “convencido” do que para “convertido”.

Infelizmente, milhares de pessoas que se dizem “cristãos” (inclusive superintendentes, dirigentes, secretárias, professores e alunos de Escola Dominical), não vivem como tal, contribuindo desta maneira para denegrir a imagem da Igreja e macular a credibilidade do Evangelho de Jesus.

A Bíblia nos exorta a vivermos de uma forma que agrade e glorifique ao Senhor:

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” (Mt 5.16)

“Portai-vos de modo, que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus”. (1 Co 10.32)

Amém!

6 comentários:

Elisomar disse...

Tempos trabalhosos! Mas desse tempo já falava a Bíblia em suas profecias.

Debora disse...

Pastor Altair,gostei bastante do seu comentário,foi claro e bastante objetivo,seu blog é uma excelente auternativa para professores de escola dominical. A paz do SENHOR e que DEUS continue lhe abencoando.

sandre disse...

Pastor Altair,

vivemos em tempos tempestuosos mesmo,
me lembro da minha infância, onde a palavra crente a pastor eram sinônimos de respeito.
Mas infelizmente nos dias de hoje, estas mesmas palavras, não representam mais nada.
Pois infelizmente, são sinônimos de falcatruas, mentiras e dinheiro.
Hoje é coisa comum, a vida dupla dos crentes e infelizmente, temos grandes exemplos vindos da próprias lideranças.

Parabéns pelo post.

Abçs
Elessandre

ALTAIR GERMANO, disse...

Debora, obrigado pelas palavras de incentivo. Ore por mim!

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Elisomar, haja trabalho!

ALTAIR GERMANO, disse...

Sandre, infelizmente essa é adura realidade!

Paz do Senhor!