sábado, 12 de abril de 2008

VOCÊ SABIA?

IRMÃ FRIDA VINGREN

IRMÃ LÍDIA FERNANDES
Joaquina de Souza Carvalho, por volta de 1926, mediante suas pregações, foi responsável pelo início das Assembléias de Deus na Bahia.

Matilde Brusaca, após a década de 30, dirigiu a igreja de Tucuruí-PA, durante 10 anos, antes da chegada do primeiros pastor.

Florência Silva Pereira, na década de 50, dirigiu um campo com seis igrejas no Estado de Sergipe.
Antonieta Rosa Vieira, em 1992, tornou-se dirigente da congregação "Porta das Ovelhas", ligada à Assembléia de Deus da Penha -RJ.

No ensino bíblico cristão, temos também em destaque o trabalho das irmãs Frida Vingren, Ruth Doris Lemos, Albertina Malafaia, Helena Figueiredo, Lídia Fernandes, dentre outras que poderíamos aqui citar.

Não conseguimos na internet, imagens das irmãs brasileiras citadas neste post. Agradeço se alguém nos enviar por e-mail.

Fonte: Dicionário do Movimento Pentecostal.

5 comentários:

Fisio e futura Fono disse...

Paz do Senhor Pastor Altair!
Que alegria ao ler esse post!Que bom o senhor lembrar que o Senhor usou essas e outras santas mulheres.
Há uma foto da irmã Lídia Fernandes em seu blog:
http://www.amigadoamigo.blogspot.com/
Que Deus continue a abençoá-lo.

Elisomar disse...

Essas mulheres se destacaram por seus valiosos trabalhos na seara do Senhor. Mas há muitas outras que ficaram no anonimato, porém seus serviços estão registrados no livros das crônicas de Deus. E todas elas serão recompensadas.
Mulheres de fibra!

Sóstenis Moura disse...

O ministério da Palavra desempenhado por mulheres tem se apresentado, tanto na Bíblia como em datas posteriores, de grande valor para a Igreja, no entanto, creio que não seja papel da mulher dirigir igrejas. Mesmo havendo casos históricos, é importante destacar que elas desempenharam "pastorado" na ausência de homens, e devido às dificuldades do trabalho e dos locais. A mulher é uma ótima auxiliadora, dá sustento ao homem; não a direção.
Além do mais, seria bem mais interessante que desenvolvessem seu ministério dentro de suas casas e famílias; não que eu seja extremamente machista, mas de que adianta tanta dedicação nas congregações, se os presídios, e o crime estão superlotados de filhos de crentes.
Cabe à mulher o pastorado diário com seus filhos e sua casa.

Sóstenis Moura
www.embaixadoressiao.blogspot.com

Anônimo disse...

Parece-me que para o irmão a tradição e a história falam melhor do que a Bíblia, que em nenhum versículo ápóia o CHAMADO "ministério feminino". Cuidado com as concessões, amado...

Tatiane Dias disse...

A Paz do Senhor. Longe de mim levantar bandeira em favor ou contra o ministério pastoral feminino! No entanto, ainda surpreendo-me com posições tão contraditórias no nosso meio assembleiano:
"não que eu seja extremamente machista, mas de que adianta tanta dedicação nas congregações, se os presídios, e o crime estão superlotados de filhos de crentes.
Cabe à mulher o pastorado diário com seus filhos e sua casa."(Irmão Sóstenis Moura)
Com todo respeito que o senhor merece, gostaria de saber com que base bíblica faz tal afirmação acima? Desde quando a educação dos filhos cabe somente a mulher?
Uma característica fundamental tanto no ministério pastoral masculino ou "feminino" (este só em casos de exceção, quando homens não se colocam a disposição para o trabalho (?))é o cuidado que AMBOS devem ter com suas famílias. (1 Tm 5.8)
Louvo ao Deus Eterno que usa das "exceções" em tempos de crise para a manifestação do seu amor.
Em Cristo,

Tatiane Dias