domingo, 3 de fevereiro de 2008

A POBREZA NA PERSPECTIVA DA BÍBLIA DE ESTUDO BATALHA ESPIRITUAL E VITÓRIA FINANCEIRA

"A minha oração é que você, ao estudar esta Bíblia única, tenha uma nova revelação de Deus [...]." (Morris Cerullo)

"É chegado o momento da liberação de uma unção financeira especial [...]." (Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira)

A presente Bíblia já é conhecida de muitos, visto que é bastante divulgada no programa Vitória em Cristo, apresentado pelo Pr. Silas Malafaia. Nosso propósito neste post é comentar o que a mesma trás quando o tema é "pobreza", e deixar claro os seus erros doutrinários, fruto de uma exegese tendenciosa, que a distancia neste aspecto, da teologia cristã ortodoxa.

Observe a nota sobre "pobreza", publicada na referida Bíblia:

"Pobreza é escravidão! Ela amarra as pessoas, impedindo-as de terem as coisas que necessitam. A pobreza leva à depressão e ao medo. Não é a vontade de Deus que você viva na escravidão da pobreza. É hora de Deus acabar com a escravidão das dívidas e da pobreza no meio do seu povo! É chegado o momento da liberação de uma unção financeira especial, que quebrará as cadeias da escassez e o capacitará a colher com abundância!" (Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira)

Discordo destas idéias e declarações. Passarei a citar ordenadamente as idéias e declarações, comentando logo em seguida as mesmas:

1. Pobreza é escravidão

Pobreza não é escravidão, trata-se apenas de uma condição sócio-econômica, fruto do pecado, da acomodação, da injustiça social, do egoísmo e de outras mazelas. Você pode ser pobre, e mesmo assim, não ser escravo da pobreza. Você pode ser pobre e ser feliz! João Batista (Mt 3.4), Jesus (Lc 2.21-24 com Lv 12.8), Pedro e João (At 3.1-6), Paulo (2 Co 6.10) e tantos outros servos de Deus, apesar de pobres não eram "escravos" da pobreza. É preciso lembrar que a riqueza também pode pode promover escravidão (Mt 6.19-24). Desta maneira, não é a pobreza ou a riqueza em si que torna alguém escravo, mas sim, a forma como lidamos com essas condições sócio-econômicas.

2. A pobreza leva à depressão e ao medo

A pobreza "pode" levar alguém à depressão e ao medo, mas não necessariamente. Todos nós conhecemos pessoas que sobrevivem com poucos recursos financeiros, que não são depressivas nem vivem amendrontadas, pois confiam no Senhor que supre todas as nossas necessidades (Mt 6.31-34). Conhecemos também muitos ricos que são depressivos e amedrontados. A própria Bíblia adverte quanto ao males da riqueza mal adquirida e administrada (1 Tm 6.9-10).

3. Não é a vontade de Deus que "você" viva na escravidão das dívidas e da pobreza no meio do seu povo

Você quem? Isso significa que todos os crentes deveriam ser ricos? Você quem? Aquele que comprou a referida Bíblia, ou foi alcançado por seus princípio e ensinamentos? Não amados, nem todos seremos ricos. As razões pelas quais isto não vai acontecer são as mais diversas e complexas possíveis e envolvem fatores sociais, pessoais, espirituais, circunstanciais e outros. Se você contribui com as suas ofertas e dízimos, é trabalhador honesto, se esforça para manter-se qualificado na profissão que exerce, administra com sabedoria o salário que recebe e mesmo assim não alcança a riqueza, não fique triste nem frustrado, contente-se com o que tens (Fp 4.11; Hb 13.5). Seja rico para com Deus (Lc 12.21). Saiba que o mais importante nesta vida não é o quanto você tem, mas o que você é diante do Senhor. Se um dia você ficar rico, dê graças a Deus, se nunca isso acontecer, dê graças a Deus também (1 Ts 5.18).

4. É hora de Deus acabar com a escravidão das dívidas e da pobreza no meio do seu povo

Por qual razão Deus só resolveu acabar com a escravidão das dívidas e da pobreza agora, se os fundamentos da interpretação de Morris Cerullo sempre estiveram na Bíblia? Será que Jesus, Paulo, os demais apóstolos, os pais da igreja, os reformadores, os missionários que experimentaram fome e nudez pela causa do mestre nunca enxergaram isso? Deus os privou desta "visão" (aliás, mais uma daquelas visões que só trazem confusão e promovem heresias no Reino de Deus)? Somos uma geração "especial"? Outra coisa, quem disse que a riqueza acaba com as dívidas? Muitos ricos estão proporcionalmente mais endividados do que alguns pobres. A questão da dívida relaciona-se com a forma com de administrarmos os recursos e não em sermos pobres ou ricos.

5. É chegado o momento da liberação de uma unção financeira especial

Trata-se de mais uma "unção especial", como foi a "unção do riso", "unção do leão" e outras "unções", todas fruto de uma interpretação bíblica equivocada e tendenciosa, desassociada de uma análise exegética séria e genuinamente cristã (é bom lembrar que boa parte dos argumentos e notas da citada Bíblia está fundamentada no Antigo Testamento em promessas direcionadas para o povo de Israel). Não existe uma "unção especial financeira". O que a Bíblia nos revela é a bondade, generosidade, misericórdia e graça de Deus, que faz com ele derrame abundantedemente suas dadívas sobre aqueles que contribuem com alegria e liberalidade, promovendo assim socorro aos necessitados, recursos para a obra missionária, manutenção do trabalho do Senhor e o suprimento de outras necessidades (2 Co 9.6-15).

Com temor e tremor.

Pr. Altair Germano 03/02/2008

44 comentários:

Daladier Lima disse...

O que mais me espanta é que esse pessoal, o Cerullo e o Malafaia, sempre foram de casa, conhecidos. Precisamos de uma renovação na nossa liderança, urgente!

Elisomar disse...

Quando a minha família vivia numa situação menos favorável, que agora, nós só tinhamos uma casa velha no fundo do quintal. Sete filhos pequenos, e dez anos de desemprego. Minha mãe vendia peixe frito, e meu pai doce em calda. Comprava as frutas no final da feira de Peixinhos, as bóias. Uma tarde, minha mãe levantou os olhos para os céus, e disse: Deus vai ter que me dar vitória, pois não aguento mais. O Senhor falou pra ela: Eu dou vitória a quem eu quero. ELe só quis esclarecer, pois sabia que era um momento de aflição, de sua filha. E fez uma grande promessa; Vou tirar tudo que tu tens (material),depois vou te abençoar,abençoar e abençoar. E a cheia de 66 levou a nossa casa. Te farei como uma árvore frondosa, que as aves dos céus vêm aninhar-se. E ai, de ti, se fechares a tua mão ao necessitado. Hoje o nosso lar, tem servido de socorro para muitos, e Deus tem nos enriquecido. Glória para ELe! Mas foi no tempo dELe.

Caleb disse...

A paz do Sr. Pastor Altair, meu nome é Caleb e comprei esta bíblia e já a estudei um pouco, como leigos nós até podemos ter esta visão, no entanto não podemos desprezar o fato de que os comentários foram escritos por um americano, onde em sua visão não existe meio termo, logo podemos colocar em cheque algumas expressões ou melhor adequar para nossa maneira de ver e entender os comentários, visto que é uma tradução e todas as traduções são no mínimo regulares já que não se pode fazer alterações textuais, por isso ao meu ver os comentários não são ruins, e me levam a pensar, o que temos que fazer é ensinar o nosso povo a ler e filtrar o que é bom, e refutar o que é ruim, mais será que nossas igrejas querem isto? Pois na maioria das vezes os pastores refutam tudo sem antes fazer uma pesquisa detalhada sobre a visão do autor, para depois passa-la a igreja, antes muitas teorias geravam confusão nas interpretações bíblicas entre os ministros, e hoje são aceitas como corretas, simplesmente porque nos esforçamos em estudar e tentar entender a idéia do autor, comum numa interpretação de texto através de uma análise, como é realizada em um trabalho acadêmico. De forma nenhuma tenho a intenção de não validar seus argumentos, diga-se de passagem muito bem fundamentado na bíblia, mas um estudo mais detalhado da biografia de todos os discípulos nos mostram que eles não eram pobres ou miseráveis como por muito tempo se afirmou, logo não discordo da maneira como o Dr. Morris Cerullo coloca suas afirmações, assim como não discordo da maneira como o Sr. disserta sobre os comentários do livro, mas me pergunto, porque em vez de simplesmente querer levar as descrédito os comentários, o Sr. não publica o seu ponto de vista sobre esses temas polêmicos, para então termos ciência do seu pensamento e podermos assim ter uma idéia real do assunto dentro do seu ponto de vista, e postar no blog as duas idéias, para vermos os pontos fortes e fracos de cada argumento, acho que isso sim será mais proveitoso do que apenas o Sr. e refutar totalmente a idéia, eu como pesquisador e estudioso acho mais interessante, mesmo que os outros discordem e achem enfadonho, porque assim teremos argumentos sólidos para pensar e discutir.
Continue seu trabalho porque é muito bom, que Deus o abençoe.

wendelberg disse...

Na página 1176 dessa mesma Biblia temos o seguinte texto: "As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça" Mt 8.20

Lucimauro*Assembléia de Deus disse...

A paz do senhor,pastor altair!
Volto a afirmar pastor,Deus precisa de homens como o sr para jogar por terra essas heresias,parabéns pelas refutações biblicas da parte do pastor,sua maneira de blogar tem sido uma escola para mim,quanto ao autor dessa obra e quem for anunciador dela é preciso ele se voltar ao que está escrito em (APOC 2.5),lembra-te de onde caiste,e arrepende-te,e pratica as primeiras obras;quando não,brevemente a tí virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal,se não te arrependeres.

Zwinglio, Pr. disse...

O irmão já leu todos os comentários da Bíblia em questão?

O escopo final do q pensa Morris Cerullo sobre o assunto só deve ser compreendido depois de conhecer todas as suas palavras descritas no Livro comentado.

Ou ñ?

Um abraço.

Marcos Wandré disse...

Quando Jesus deixa de ter importância no entendimento da Palavra e em nossas vidas, quando não percebemos que a bíblia tem que ser entendida a partir de Jesus, surgem estas perversões...

Jesus acaba sendo a cerejinha do bolo, ao invés de ser a Palavra encarnada, viva e explicada que encontramos nos evangelhos.

Infelizmente, para estas pessoas, o mais importante é a "vitória financeira" e "batalha espiritual", do que o caminhar simples no Evangelho, em amor e graça, que aprendemos ao lermos a bíblia a partir de Jesus.

Profundamente lamentável...

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Em Cristo,

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Retrocesso! É assim que eu defino a publicação dessa “Bíblia de Estudo” pela editora do Pr. Silas Malafaia. Antes, o Malafaia foi um apologista combatente contra o G-12, Maldição Hereditária e Teologia da Prosperidade, e agora é divulgador do triunfalismo e da vitória financeira, além de formar laços com líderes neopentecostais. RETROCESSO!

Gutierres Fernandes Siqueira
www.teologiapentecostal.blogsot.com

ALTAIR GERMANO, disse...

Caro Daladier, se não for uma renovação de pessoas, pelo menos um renovo no compromisso com a são doutrina já resolve!

ALTAIR GERMANO, disse...

Elisomar, o Senhor tem poder para suprir nossas necessidades e nos abençoar abundantemente.

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Calebe, entendo bem vossas colocações. Fiz uma leitura sobre o que a Bíblia diz em relação a pobreza e neste ponto específico não concordo com as idéias do Pr. Morris Cerullo. Minha opinião sobre o referido tema encontram-se nas refutações aqui colocadas. Penso que que este debate é construtivo pois permite que as pessoas analisem o tema sob vários aspectos.

Um abraço!

ALTAIR GERMANO, disse...

Wendelber, há muitos outros textos que falam da situação de pobreza de muitos servos de Deus que não foraqm comentados pelo editor da Bíblia. Obrigado pela colaboração!

ALTAIR GERMANO, disse...

Lucimauro, conto com vossas orações para que possa continuar com condições de expor aqui minhas idéias, para que elas possam ser analisadas à luz da Palavra de Deus!

Shalom!

ALTAIR GERMANO, disse...

Pr. Zwinglio, li os comentários. O texto que citei da referida Bíblia é um resumo do pensamento do editor. Obrigado pela colaboração.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Marcos Wandré, vivemos em tempos difíceis, caracterizado por "visões" e "revelações" que precisam passa pelo crivo da Santa Palavra de Deus. Precisamos relamente da misericórdia do Senhor!

Zwinglio, Pr. disse...

"além de formar laços com líderes neopentecostais. RETROCESSO!" (GS)

Kro irmão Gutierres,

O irmão tome cuidado para vc, no vigor dos seus 19 anos, com o seu ministério apologético, não arrancar o trigo juntamente com o joio.

Este último é para ser colhido no tempo do fim.

Eu acredito em Maldições Hereditárias e Estou ligado ao Movimento Celular (M12), no entanto,

"... [O]Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai" Rm 8:15,

Está em mim.

Pois,

"O mesmo Espírito testifica com o nosso [MEU] espírito que somos [SOU] filhos de Deus. Rm 8:16.

Neste âmbito do subjetivo, ninguém pode legislar a ñ ser

"AQUELE Q SONDA MENTES E CORAÇÕES."

Graças a Deus por isso!!!

Devagar com o andor porque o santo (EU, VOCÊ) é de barro".

Tenho uma admiração por vc meu irmão.

Um abraço.

Pastor Geremias do Couto disse...

Esta não é a visão dos cristãos americanos em geral acerca da pobreza e, sim, de um segmento capitaneado por líderes como Morris Cerullo, Benin Hinn, Kenneth Copeland e outros que também vez ou outra aparecem por aqui.

Acredito até mesmo que tal posicionamento radical seja um desrespeito aos irmãos que não estão na categoria dos ricos, mas vivem de maneira digna com o suor do seu rosto para ganhar o pão de cada dia.

Por outro lado, embora respeite a posição do Caleb, não há nenhum respaldo bíblico que sustente a idéia de que os discípulos eram ricos, ao contrário, Pedro e João, diante do coxo na porta formosa, disseram: "Não temos ouro nem prata!" Ora, essa afirmação não foi meramente retórica, mas certamente expressou a realidade em que viviam.

Por fim, se alguém conseguir encontrar no Novo Testamento uma única passagem que estimule a busca de riquezas como um fim para o cristão, mudo de opinião no ato.

No entanto, isso não quer dizer que as pessoas não devam ser estimuladas a lutar pela vida, a buscar o pão de cada dia, pois o trabalho, segundo a Bíblia, dignifica o homem.

Se alguém quiser conhecer um pouco mais sobre o assunto, leia o livro: "Cristianismo em Crise", da CPAD.

Abraços

Douglas disse...

Prezado pastor...
espero que o Senhor Deus continue dando graça ao senhor para que assim continue falando desses temas tão interessante e importantíssimo aos cristãos de todo o Brasil e no mundo.
Parabéns!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Pr. Geremias do Couto, vosso conhecimento do contexto evangélico americano sempre nos proporciona informações importantíssimas.

Nossos leitores agradecem pela indicação da referida obra literária, que em muito enriquecerá os conhecimentos acerca das "crises doutrinárias" do cristianismo contemporâneo.

Um abraço e a paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Querido Douglas, vossas palavras são combustível que me motivam a continuar blogando, sabendo que de alguma forma pessoas estão sendo abençoadas!

Paz do Senhor!

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Caro Pr. Zwinglio.

Não me tenha por intolerante e inflexível, pois em nenhum texto na blogosfera, eu julgo a salvação de alguém. O que eu faço, sendo um dever de todo cristão, é avaliar idéias e movimentos.
Vejo como um RETROCESSO à associação com líderes neopentecostais, no que tange a ser compatível com suas doutrinas. Fiquei muito triste quando soube que o Edir Macedo participaria de um congresso do CIMEB, na época dirigido por Silas Malafaia. Não precisamos desse tipo de “comunhão”, onde todo mundo fica sorrindo e tolerando as heresias de homens sem compromisso com a Palavra.
Antes (antes do Moris Cerullo), eu estava muito feliz com o Malafaia, pois ele tinha publicado a obra do teólogo conservador Warren W.Wiersbe. Ora, a unidade cristã deve ser em volta da verdade!

Gutierres Siqueira
www.teologiapentecostal.blogspot.com

Euller disse...

Caro Pr Altair e demais irmãos, Graça e Páz.

Tenho acompanhado este blog, e o do Pr Ciri Zibord, à uns 5 meses ou mais, tem sido muito edificante, más falta algo à mais.

Falo por mim, sou um homem maduro, e cresci na igreja, sou de tradição de família metodista tradicional, e vim conhecer o batismo do Espirito Santo aos 18 anos, em uma igreja batista, tenho um conhecimento bíblico razoável, (pois aspiro ter um maior conhecimento), contudo hoje eu vejo e vivo em um contexto de uma igreja fraca, sem palavra, e cuja liderança (mesmo que aparente amar realmente a obra e querer fazer a obra com zelo) só sabe falar sobre vitória e conquista, espiritual e financeira, hoje eu sinto falta de ter uma pessoa mais madura para poder receber conselhos e desabafar, não suporto mais esta mensagem, ela não tem edificado, sinto falta das mensagens que reportavam meus pensamentos à cruz de Cristo, e à comunhão em amor dos irmãos.

Sinceramente, eu não sei mais o que esperar das igrejas, se vocês nossos irmãos da AD, estão assim, imagine nós batistas, sinceramente gostaria de ter um lugar onde possa levar minha esposa e filhos, e que neste lugar, as pessoas realmente estivessem buscando o genuino leite espiritual.

Minha experiência com este atual evangélho que está sendo pregado me tem sido traumática. Eu era professor da classe de escola dominical dos adultos, tinha que lecionar usando a revista da central gospel (minstério do Pr Silas)eu pedi para que a revista fosse trocada, pois a mesma ao meu ver ia gradativamente induzindo os alunos à doutrina da teologia da prosperidade e da vitória. Recebi um não, e com tristeza eu preferi me afastar da escola, nos cultos de semana é impossível participar, pois tem seção do descarrego, (imagine isto em uma igreja batista)querem expulsar demÔnio de crentes que são menbros assíduos da igreja, (será que eles não são libertos?, eu creio e aprendi que onde habita o Espirito do Senhor não pode Habitar outro "espirito", ainda mais o do inimigo.

Reamente eu desejo desabafar, más se eu for escrever tudo o que estou sentindo, a solidão que tenho passado dentro de minha igreja, onde parece estar lutando sozinho, onde todos parecem apreciar esta mensagem, onde todos querem as campanhas, querem a vitória, querem toda a vitória e conquista.

Irmãos orem por mim, para que eu não desfaleça nem desanime, para que Deus me guie pelo caminho santo e puro, e que me seje dado sabedoria no meu falar, no meu ajir, no meu pensar, e que as palavras da minha boca e o meditar do meu coração sejam todas para o louvor e glória do nosso Senhor e Deus, e que em mim habite a palavra revelada no nosso Deus, e que o dom do discernimento desça sobre mim e sobre mais irmãos em minha igreja e assim possamos prosseguir no caminho que realmente agrada ao nosso Deus.

Carinhosamente:
Euller

Wilma Rejane disse...

Pr. Altair, a Bíblia diz em Dt.15:11:"Pois nunca cessará o pobre do meio da terra: Pelo que te ordeno, dizendo:Livremente abrirás a mão para o teu irmão, para o teu necessitado e para o teu pobre na terra." Os pobres, não necessitam de criticas, mas sim da nossa compaixão. Qualquer ensinamento contrário ao biblico não
deve ser levado a sério. A biblia de estudos do Cerullo não me faz falta.
Que Deus em Cristo o abençõe!

Anônimo disse...

A paz do Senhor Pr. Altair

Lendo o seu cometário e os demais que postaram, não sou contra a nenhum, porque todos já tem as suas opiniões formadas e não sou eu que me levantarei p/ dizer o que está certo ou errado porque não conheço essa bíblia embora já tive vontade de compra-la não a comprei porque antes pedi opinião de um grande homem de Deus Pr. Paulo Romeiro e ele não me aconselhou compra-la, todos temos as nossas bíblias e nos guiamos por ela através do seu Espírito, desde que me converti, sempre ouvi falar do Pr. Morris Cerullo e sempre achei um homem que tem visão de Deus, todos nós temos pensamentos de prosperar na vida, não acredito que tenha crente conformado com sua vida de pobreza, quem não gostaria de comer o melhor desta terra? quem não ora a Deus pedindo um bom carro ou uma boa casa? mas o que o Pr. Geremias falou é certo, devemos buscar o pão de cada dia, só que nem todos tem os mesmos sonhos, uns gostam de voar como águia, outros não querem voar tão alto, se conformam em voar à meia altura, quando se fala que os discípulos não eram ricos, eu até creio que não eram, mas isso não nos tira o direito de não sonhar em crescer na vida financeira, Daniel falou que o conhecimento se multiplicaria, vemos um mundo que tudo gira em torno da economia, vemos aplicações de tudo que é tipo e tambem bolsas de valores, quem tem a suas reservas vai colocalas debaixo do colchão? não, vai aplicar porque quer ver o seu dinheiro render, e isso é pecado? não, isso é conhecimento de mercado finaceiro, quem também se beneficia não é a igreja? que não precisa viver das notas de um real que mais gira na hora da oferta e pode muito bem aumentar a capacidade de lugares em seus templos? Não induzo ninguém a buscar a riqueza e menosprezar a pobreza, porque a bíblia diz " No dia da prosperidade goza do bem, mas no dia da adversidade considera" o que o crente tem que ter é carater formado, ter a palavra em seu coração p/ não pecar contra o Senhor, se o Senhor quiser nos dar riquezas, amém porque é dom de Deus, se não quiser, amém também porque o nosso Deus é soberano e sábio.

Que Deus continue abençoando o seu povo com toda sorte de benção.

Pr. Robson Aguiar disse...

A paz do Senhor, amados!
Por já ter postado sobre o assunto em outros temas, e já ser do conhecimento dos irmãos a minha posição sobre o assunto, quero só acrescentar mais um livro que trará auxílio aos pesquisadores. Trata-se do livro "A Sedução do Cristianismo" de Dave Hunt - editora - Chamada da Meia Noite.
Boa leitura!

Pr. Robson Aguiar
www.prrobsonaguiar.nireblog.com

Pastor Geremias do Couto disse...

Gostaria de saber o nome do anônimo que postou o último comentário, pois seu raciocínio está coberto de lógica e complementa o que o pastor Altair Germano e outros, como eu, estamos defendendo.

A Bíblia jamais condena que as pessoas busquem crescer na vida, que tenham sonhos e lutem para concretizá-los. O referencial para a postura do crente em relação a tudo isso está em 1 Coríntios 10.31: "Quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus".

Por outro lado, quando o apóstolo Paulo adverte aos ricos da igreja para que não ponham o coração nas riquezas, fica claro que ser rico não é pecado, mas o apego às riquezas sim, pois nesse caso ela passa a ocupar o lugar do próprio Deus na vida.

Mas o mesmo Paulo que diz isso também afirma que os que querem ser ricos caem nas ciladas do diabo por fazer das riquezas o seu alvo primordial.

Em suma, Deus é o nosso bem maior e é sob essa perspectiva que as demais coisas devem ser colocadas, de modo que na fartura ou na necessidade o Senhor é quem nos fortalece.

É aqui que reafirmo o que disse anteriormente: não há no Novo Testamento qualquer estímulo à busca das riquezas, ao contrário, todas as passagens que tratam do assunto são de advertência. Assim, respeitemos os pobres e os ajudemos a crescer na vida, mas não façamos dos ricos a classe privilegiada da igreja até porque conheço alguns deles que nem fiéis nos dízimos são.

Abraços

Silva disse...

Encontro virtual entre o Silas de ontem e o Silas de hoje:

http://br.youtube.com/watch?v=utnJp59evxg

é uma pena ver tanta gente com a fé já pervertida pelo Silas Malafaia para o evangelho da prosperidade,o que dizer do Apóstolo Paulo que passou fome e nudez, prisões, açoites até ser morto por amor a Cristo?

Ednaldo disse...

Dessa vez, como em algumas outras, sou obrigado a discordar do Irmão Gutierres não é um RETROCESSO, é um avanço.

Pois retroceder é exatamente o que deve ser feito, deve-se voltar as Veredas Antigas, estas sim estão sendo abandonadas por muitos.

Ednaldo.

Davi Luan disse...

Graça e paz seja contigo, pr. Altair!

É a primeira vez que visito o seu blog, e como me regozijei ao ler este post! Realmente sempre vejo propagandas dessa Bíblia de estudo na televisão e sinceramente me dá nojo ver esse tipo de coisa.

Necessitamos, urgentemente, de um avivamento na Igreja, para que as antigas doutrinas da graça de Deus tornem a ser pregadas com ousadia e poder. Não podemos mais agüentar essa pregação diabólica disfarçada de evangélica, essas doutrinas humanas que prendem o nosso povo e os impedem de ver as verdadeiras glórias de Jesus Cristo.

Queira Deus, por Seu Espírito, visitar o Seu povo com poder e glória e nos levar novamente a Jesus Cristo, e a nos fazer abandonar as heresias de perdição que tem sido ensinadas em nosso meio.

Irmão, quero lhe apresentar o meu blog, chamado Teologia e Vida. O endereço é: http://teologia-vida.blogspot.com.

É um blog de mensagens e estudos bíblicos, o ritmo de postagens não está como queríamos, mas já temos várias postagens que, nas mãos de Deus, podem ser úteis ao Seu povo.

Que Deus te abençoe!

Zwinglio, Pr. disse...

"Ora, a unidade cristã deve ser em volta da verdade!"

Irmão Gutierres,

De qual VERDADE vc está falando?!!!

Se vc tá falando de VERDADES DOUTRINÁRIAS "SECUNDÁRIAS",vc ñ poderá, por exemplo, unir-se ao irmão Ednaldo que é calvinista.

Eis as razões:

Ele deve ser PÓS-MILENISTA

Vc deve ser DISPENSACIONALISTA

Ele deve ser PREDESTINISTA

Vc deve ser ARMINIANO

Ele deve ser CESSACIONISTA

Vc além de não sê-lo, deve crer na EVIDÊNCIA DE LÍNGUAS como sinal inicial.

Ele deve acreditar que BATISMO NO ESPÍRITO SANTO seja o batismo no Corpo de Cristo.

Vc deve acreditar na SEGUNDA BENÇÃO.

Duas teologias podem existir,

mas

DUAS VERDADES DOUTRINAIS "SECUNDÁRIAS" Ñ.

Quer ser intransigente com os irmãos q apregoam a TP porque vc entende q os ensinos dele quanto ás finanças são HEREGES?

Q seja.

Agora, tenha coerência e posicione-se para com os calvinistas da mesma maneira, visto q vc ñ concorda com as doutrinas deles -COMO BOM ASSEMBLEIANO -...

Se assim ñ for, o irmão acaba usando de

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS.
------------------------

"As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça" Mt 8.20

Irmão Wendelberg,

Jesus ñ tinha onde repousar a cabeça, mas

CERTAMENTE O IRMÃO TEM, ñ é verdade?

Incoerências, incoerências em nome de teologias e tradições denominacionais.
-------------------------

Por favor, alguém me aponte uma ESTRUTURA TEOLOGAL impecável de alguma denominação aqui.

Lembrando q todas as denominações estão com a Bíblia na retina.

-------------------------

Ninguém pense q sou adepto da TP porque ñ o sou.

Inclusive sou pobre e feliz, junção essa q confunde os irmãos da TP.

O q me "aborrece" é tanto ufanismo teológico a partir de tantas teologias q necessitam de muitos reparos como a do vizinho.

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Euller, infelizmente nunca encontraremos uma igreja perfeita aqui na terra. Heresias, dissoluções, contendas e outros males, são inevitáveis. Devemos pedir ao Senhor que nos conceda de sua graça para caminharmos e chegarmos ao nosso objetivo final. Faça a sua parte, confie em Deus e contribua da melhor maneira possível, juntamente com vossa família, para ao bem do Reino.

Um abraço!

ALTAIR GERMANO, disse...

Irmã Wilma Rejane, obrigado por sua participação.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre anônimo, faço das palavra do Pr. Germias do couto as minhas. obrigado por vossa participação.

Um abraço e a paz do Senhor

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Silva, continuemos a orar pelo Pr. Silas Malafaia.

Eu particularmente desejo que ele não ignore as críticas, pois além de promover alto exame e reflexão, acima de tudo nos livra do "erro" e do "engano".

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Pr. Robson Aguiar, obrigado pela indicação da obra. Toda leitura feita com criticidade é útil.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Davi Luan, fico honrado com sua visita e participação. Vou conferir vosso blog.

Um abraço!

>> Teo Jornalista disse...

Realmente, o Silas regrediu muito; se ele avançou, foi rumo ao abandono da fé cristã. Isso é, evidentemente, um indício de APOSTASIA. Em nome de uma paixão louca e desmedida pelo dinheiro, um homem conhecedor da Palavra e que outrora foi canal de bênçãos para muitas vidas por meio de suas mensagens e que foi fundamental para a minha consolidação na fé cristã e doutrina dos apóstolos, Silas se presta a um papel ridículo desses, se associando a homens descomprometidos com a palavra de Deus e comprometidos com a mentira.

Está certo que todos os homens são sujeitos a erros, mas uma coisa é você errar incidentalmente, outra é você cometer um erro consciente disto, e outra muito pior é você deixar perverter a consciência por amor ao dinheiro, preterindo o ensino sadio da Palavra de Deus às 'bolotas' da Teologia da Prosperidade. Quando se perde (perverte) a consciência, não existe mais limite entre o certo-errado, bem-mal, Deus-diabo...

É lamentável isso.

Anônimo disse...

Prezado Pr. Geremias do Couto
A paz do Senhor

Desculpe aparecer no Blog como anonimo, é que foi a primeira vez que dei a minha opinião e não estou muito familiarizado com a WEB, meu nome é Claudio e congrego na Assembléia de Deus do Belenzinho, e agradeço sobre o seu cometário a respeito da minha opinião.
Que Deus o abençõe.

Clique Aqui veja o video disse...

Silas Malafaia contra Silas Malafaia, encontro virtual entre o Silas de ontem e o de hoje acessem:


http://br.youtube.com/watch?v=JsrUqvbQJ9Y

Lukas Migliori disse...

Na paz.

concordo com todos voces.

Essa biblia meu pai tem ela, e dei uma lida boa nela.

Pr. Silas Malafaia de uns tempos para cá, tem feito tudo o que ele era contra no passado. como as coisas mudam não é verdadee?

Pastor Geremias do Couto, isso mesmo que eu iria falar.
Pode ter certeza que se Deus prometeu a alguma pessoa que ira dar uma vida finançeira melhor abrir portas para ela, pode ter certeza que isso acontece.

A quem ele promete ele cumpre.

Não existe alguma pessoa evangelica que seja feliz com a vida de pobreza como disse o anonimo aqui.

pode sair perguntando naquelas igrejas do interior que tem pessoas pobres se elas estão felizes, elas podem falar que sim, felizes com Cristo, mais infelizes com sua situação social.

Quem aqui não quer um carro novo? uma casa de praia? uma apartamento no centro do RJ? quem?

todos querem né?

Lukas Migliori

www.realidadecrista.blogspot.com

Anônimo disse...

Eu, particularmente fiquei triste de ver o Silas Malafaia mudando desse jeito, quem lê a revista dele vê como ele mudou, por que olha os livros: O empreendedor fora do comum e 34 razões por que as pessoas não recebem sua colheita financeira, Os segredos do homem mais rico que já existiu, mas também existem outros livros referentes a batalhas espirituais, santidade, espirito santo, etc. Eu fiquei triste QUANDO ELE FALOU NA TELEVISÃO, QUE SE VOCÊ ESTÁ NA POBREZA, MISERÁVEL, E DOENTE TEM ALGUMA COISA ERRADA COM VOCÊ!!! Gente, se o que ele falou é totalmente correto, então A BÍBLIA ESTARIA ERRADA, pois fala que "Em tudo isto não pecou Jó, nem atribuiu a Deus falta alguma" (Jó 1.22). Eu acredito que Deus abençoa com riquezas, mas antes de tudo "buscar o reino de Deus, e a Sua justiça" (Mt 6.33). Eu penso que eles, na necessidade de pagar mais de 100000 por mês com programas de TV, acabam pregando um Deus banqueiro "se você deu, Deus tem obrigação de te devolver, porque se você plantou, vai colher"... Olha só o que aconteceu com o povo de Israel, na hora de contribuir para a construção da tenda do tabernáculo em EX.35.21 (e veio todo o homem A QUEM O SEU CORAÇÃO MOVEU), istoé, foi uma atitude de FÉ, manifestada pela ATITUDE, o problema é que às vezes não fica esclarecido, que só dando o dinheiro sem fé é inútil, pois é impossível agradar a Deus sem fé (HB 11.6)

O pior é que segundo relatos, esse tal Pr. Morris Cerullo está preso, acusado, por exemplo, de crimes como estelionato. Então, se isso for verdade, ainda dá para acreditar que tal bíblia tem uma "nova revelação" de Deus? Ainda mais porque li certa vez e comprovei na tal "bíblia" que a grande maioria das passagens que tratam sobre a "vitoria financeira" se baseiam em textos que retratam promessas feitas por Deus A ISRAEL!!! Esquecem-se disso, não analisam contextos, e se valem de "exejegues" como comentou o Pr. Altair, aliás, que eu gosto muito deste blog, e desejo bênçãos (em especial as espirituais) ao seu ministério.

Outra coisa: há uma crescente onda de "ecumenismo" na "igreja" evangélica brasileira, senão na mundial. Dando um exemplo: O Pr. "moderno e não mundano" Marco Feliciano, disse há umas 3 semanas que é amigo (veja bem) de Estevam e Sônia Hernandez, que são acusados (pasmem) em mais de 50 processos na justiça, e que ora por eles (o que é correto, devemos orar por todos). Esse abençoado pregou na festa de 30 anos do Voz da Verdade, considerada uma seita, que considera a doutrina da trindade como "algo diabólico", seita esta, que cantou no 25ºGMUH. O tal Pr. Marco, eu respeito e considero o minsiterio que Deus lhe deu, mas ele tem partido para esta onda de ecumenismo como já falei. Gostava de vê-lo pregar, mas tenho me decepcionado com esse negócio de "revolução na igreja", amor entre as "denominações", artistas e jogadores que querem ser "pastores" sem terem recebido uma chamada específica, etc. E pior (me perdoem): As carnalidades nesse negocio de "dança no espirito" e outros modismos perpetrados por esses "ungidos" que enfatizam a espiritualidade externa, e não mais a modéstia (1Tm2.9)


Cadê a ortodoxia bíblica? Cadê a união em torno da verdade, como frisou nosso amigo Gutierres? Eu realmente, tenho ficado triste com os rumos da Igreja evangélica no Brasil! Mas a própria bíblia fala que estes seriam tempos difíceis, em que "surgiriam falsos profetas" (Mt 24.11)--- ênfase no "enganarão a muitos", como disse certa vez o Ciro Zibordi, cuidado com o "muitos".

Para terminar, um versículo: 2Co13.8 --- Nada podemos CONTRA a verdade senão PELA verdade!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor e amigo Altair Germano,

Li a sua postagem e os comentários, seus e dos colegas, e posso lhe dizer que valeu a pena!

Felizes somos nós que temos, além da Bíblia e dos bons livros, blogs como o seu, esclarecedor e compromissado com a sã doutrina.

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

jonatas disse...

Pr Altair, gostei muito do seu blog, sou novo na fé, e em estudos, mas uma coisa eu sei, se nós aplicarmos as nossas vidas em conhecermos mais a Cristo como nosso salvador, seremos o que seremos em qualquer situaçao feliz. Pois ele diz em uma parabola, a parabola de um comprador de perolas que a maior riqueza é ele. temos de aprender a estar bem com Cristo e isto nos dará confiança em prosperar, pois a prosperidade no meu entender é meditar na palavra, e meditando na palavra ela nos levará a Cristo pois a palavra é cristo.. como um estudante acredito se dermos mais espaço a Cristo nos nossos estudo chegaremos a um equilibrio.

Dirley dos Santos disse...

Pr. Altair, fico extremamente feliz quando vejo gente esclarecida, que não foi alienada por essa ideologia anti-bíblica e porque não dizer até mesmo maligna da teologia da prosperidade e que tem sido tão propagada por esses tele-evangelistas maliciosos, megalomaníacos, que só visam o lucro a fama e a utopia da construção de impérios evangélicos, estão contaminados pela síndrome de lúcifer, como por exemplo, o srº Silas Malafaia, espero que o amado continue firme nesta postura. Deus o abençõe meu amado irmão.

Dirley dos Santos

SOLI DEO GLORY