sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

MEDO DE AVIÃO

"Policiais civis de Brasília contaram com o auxílio de uma turbulência para conseguir a confissão de um acusado. O pastor evangélico Sandoval Silva dos Santos, 37, – acusado de assassinar a companheira Zélia Carvalho, 46, em janeiro –, resolveu revelar onde estava o corpo da vítima depois que o avião da polícia entrou em uma zona de turbulência. O autor do crime ficou com medo de morrer. Sandoval foi preso em Santos. O criminoso confessou que a matou a pauladas num matagal, após discussão por causa de uma amante dele. Em seguida, enterrou o corpo numa cova rasa, cobrindo-o de folhas. Quando, já preso, retornava a Brasília, ficou assustado com os balanços do jatinho e, como os agentes, de brincadeira, fingiam estar apavorados com a iminente “queda” do avião, o pastor começou a chorar e contou tudo, até onde estava o corpo, já localizado."

As informações são da Gazeta do Sul - edição de 13/02/07

Que o Senhor Jesus tenha misericórdia deste obreiro.

Haja turbulências para revelar "alguns pecados" por esse Brasil afora!

4 comentários:

Elisomar disse...

Se fossemos fazer uma interpretação de texto,teríamos muito do que falar. Coitado...ele temeu o inferno. A paixão mal administrada é loucura.

Ednaldo disse...

Essa historia está mal contada.

Digo isto porque pesquisei mais acerca desse caso e um jornal o chama de pastor, outro o chama de presbítero, outro diz que ele era vendedor de roupas, outros que ele não tinha ocupação, a idade dele também não é consenso. Apenas um diz que a sua "esposa", pois não eram casados, o conheceu numa "Assembleia de Deus".

Só coisa é certa, ele é um assassino, que como disse o Elisomar temeu o inferno, quando pensou que sua hora era chegada.

Que Deus tenha misericórdia.

Ednaldo.

Elisomar disse...

Graça e Paz,
Querido irmão Ednaldo, eu sou uma mulher. rsrs

Daniel disse...

eu li a reportagem alguns dias atras, mas não tinha visto com a trilha sonora.

mto boa