domingo, 17 de fevereiro de 2008

A BÍBLIA DE ESTUDO BATALHA ESPIRITUAL E VITÓRIA FINANCEIRA E A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

Esta é a terceira análise que faço sobre os comentários da Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira. Os dois primeiros podem ser lidos nos links que segue:



Passemos então para a nossa terceira análise. Leia os textos abaixo:

"Muitos cristãos nascidos de novo e cheios do Espírito vivem num baixo nível de vida, vencidos pelo diabo. Na realidade, falam mais do diabo do que em qualquer outra coisa. Cada vez que contam uma des ventura, exaltam o diabo. Cada vez que contam quão doentes se sentem, exaltam o diabo (ele ó autor das doenças e das enfermidades - e não Deus)." (HAGIN, 1988, p. 19 apud PIERATT, 1993, p. 55)

" [...] Um outro observou: ' Sabe, Jesus e os discípulos nunca andaram num Cadilac.' Não havia Cadilac naquela época. Mas Jesus andou num jumento. Era o Cadilac naquela época - o melhor meio de transporte existente. Os crentes têm permitido ao diabo lesá-los em todas as bençãos que poderiam usufruir. Não era intenção de Deus que vivêssemos em pobreza. Ele disse que éramos para reinar em vida como reis. quem jamais imaginariaq um rei vivendo em estrita pobreza? A idéia de pobreza simplesmente não combina com reis." (HAGIN, p. 48 apud PIERAT, 1993, p. 59)

" Não ore mais por dinheiro [...] Exija tudo o que precisar." (HAGIN, p. 17 apud ROMEIRO, 1998, p. 43)

Agora observe o que está publicado como comentário na Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira:

"Jesus veio destruir as obras do Diabo: 'Para isso o Filho do Homem se manifestou: para destruir as obras do Diabo' (1 Jo 3.8). O pecado, a enfermidade, a pobreza e a morte são jugos do Inimigo! Você não tem de ficar amarrado à pobreza! Jesus veio libertá-lo de todo jugo que o Inimigo queira impor sobre você!" (p. 278)

O que há em comum entre os textos citados? A resposta é clara: todos estão construídos sobre os fundamentos da Teologia da Prosperidade. A lógica desta teologia é simples: doença e pobreza são do diabo. Se o Cristão está doente ou vive em pobreza, encontra-se debaixo do jugo do inimigo, ou nem é crente de verdade.

"Alguém uma vez me disse: Mas, Deus não colocou os médicos no mundo? [...] eu respondi: É verdade. Ele é tão bom que pensou nos crentes incrédulos. (SOARES, 1987, p. 40 apud PIERATT, 1993, p. 57)

Seguindo esse raciocínio, segue abaixo uma lista ampliada de personagens bíblicos que viveram debaixo do jugo do Inimigo:

- Eliseu (2 Rs 13.14-21) Enfermidade
- João Batista (Mt 3.4) Pobreza
- Jesus (Lc 2.21-24 com Lv 12.8) Pobreza (imagina que nem ele escapou!!!!)
- Lázaro (Jo 11.1-5) Enfermidade
- Pedro e João (At 3.1-6) Pobreza
- Paulo (2 Co 6.10) Pobreza
- Epafrodito (Fp 2.27) Enfermidade
- Timóteo (1 Tm 5.23) Enfermidade
- Trófimo (2 Tm 4.20) Enfermidade

Certamente você conhece na atualidade, homens e mulheres de Deus (como os citados acima), que encontram-se enfermos ou vivem em situação de pobreza (alguns vivenciam as duas situações). Será que todos eles estão debaixo do jugo de Satanás. Você que lê estas linhas e encontra-se enfermo ou passando por dificuldade financeira, está também debaixo do jugo do Diabo? Embora o Inimigo possa promover enfermidades e pobreza, nem toda enfermidade e pobreza surge da parte dele:

"Por que, pois, se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados."
(Lm 3.39)

Se não fizermos exames periódicos ou não tivermos uma boa educação alimentar, e isto resultar numa enfermidade, a culpa é do Diabo? É claro que não, a culpa é nossa!

Se não administrarmos bem as finanças, não tratarmos com cuidado o orçamento doméstico, se fizermos um mal investimento, a culpa sempre será do do Inimigo?

Volto a ressaltar que fatores sociais, econômicos, culturais e pessoais são a causa de muitos sofrimentos e privações na vida do cristão.

Não caia no engano teológico dos profetas da Teologia da Prosperidade e da Vitória Financeira. Não seja também conivente com os seus ensinos, que não passam de distorções das verdades bíblicas.

Se você já adquiriu, conhece alguém que possui ou pretende adquirir uma Bìblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira (não estou lhe dizendo para não comprar, apenas faço um alerta quanto aos erros doutrinários de alguns comentários publicados na referida Bíblia), fique atento e alerte o seu irmão quanto aos equívocos de seus comentários em relação aos temas aqui tratados.

Não tenho um programa de rádio ou de televisão para uma divulgação maior destes erros. Só disponho do púlpito e da internet para tal propósito. Como membro do Conselho de Educação e Cultura Religiosa da CGADB e também pela graça de Deus, na posição de Presidente do Conselho de Doutrina da UMADENE (União dos Ministros das Assembléias de Deus no Nordeste), juntando-se a estas, outras responsabilidades no meio cristão, não poderia ficar omisso diante dos fatos aqui expostos.

Para finalizar, deixo claro que todos os artigos e comentários de minha autoria neste blog, sobre este ou qualquer outro assunto, estão autorizados a serem reproduzidos por qualquer meio.

Orem por mim!

BIBLIOGRAFIA

Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira. Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2007.

PIERATT, alan B. O evangelho da prosperidade: análise e resposta. São Paulo: Edições Vida Nova, 1993.

ROMEIRO, Paulo. Supercrentes: o evangelho segundo Kenneth Hagin, Valnice Milhomens e os profetas da prosperidade. 6. ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1996.

SOARES, Esequias. Heresias e modismo: uma análise crítica das sutilezas de Satanás. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.

12 comentários:

Lucimauro*Assembléia de Deus disse...

A paz do senhor,pastor altair!
O povo evangélico sincero e também os assembléianos que amam a Jesus e desejam manter uma unidade doutrinaria nessa obra,agradece a sinceridade do pastor em batalhar pelo evangelho pleno,ao invés de trilhar pelo caminho do mercenarismo que muitos estão trilhando,eu pessoalmente louvo a Deus pela vida do pastor,continue assim meu amado.
Daquele que ama assembléia de Deus e seus orgãos históricos.

Elisomar disse...

O que eu consigo ver nisso tudo é que o verdadeiro motivo que leva o homem procurar manter-se fiél, é exatamente a mensagem da volta de Jesus. Mas está acontecendo o contrário; Jesus cada vez mais perto e o alerta cada vez mais longe. conheço bem de perto uma pessoa, que quase enlouqueceu,por achar que não tinha parte com Deus. pois a mesma não conseguia se livrar da "pobreza" pregada na igreja. Graças a Deus, ela ouviu a mensagem da cruz, e hoje já tem uma nova visão do que é ser abençoada por Deus.

Daladier Lima disse...

Como presidente do conselho de doutrina o senhor deveria exigir uma condenação mais firme da editora da obra, cujos rumos são ditados por ninguém menos que o tesoureiro da CGADB! Sugiro uma declaração conjunta no MP de todos os líderes assembleianos brasileiros. Esta providência visa alertar os irmãos leigos.

Zwinglio, Pr. disse...

Elisomar,

Não entendi porque o irmão colocou a palavra pobreza entre aspas.

Afinal de contas, a pessoa q tu conhecias era pobre financeiramente falando, ou não?

Outra coisa, eu também conheço sujeitos q ficaram transtornados por acharem q cometeram o pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo e, por isso, não tinham mais perdão.

O q se prega de porcaria pelas denominações afora não está no gibi não é meu irmão?

Eu já escutei kda coisa como conselheiro q se eu for te contar...

Abraços!!!

------------------------------

Pr. Altair,

quando vc achar q estou invadindo demais o seu blog, é só falar.

Djlinux disse...

Não tenho duvidas que o Pastor Silas Mafaia aderiu ao evangelho da prosperidade basta comparar o discurso antigo com o novo oremos por ele:

http://br.youtube.com/watch?v=vIqlgON1Sn4

Elisomar disse...

Amado pastor Zwinglio,
coloquei entre aspas a palavra pobreza para mostrar a visão errada desses segmentos religiosos que dizem que pobreza é somente não ter bens materiais, quando é muito mais do que isso. Ser pobre é não ter Deus,iniciativa, nem perspectiva. O resto é só situação momentanea que com a misericódia de Deus e sabedoria pode ser vencida. Obs: Sou uma mulher. rsrs

ALTAIR GERMANO, disse...

Amaso Lucimauro, obrigado pelas palavras de incentivo ao memsmo tempo em que lhe parabenizo pelo sentimento de preservar o que temos de bom e saudável.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Elisomar, assim como essa pessoa que você conhece, muitos já se frustaram, vítimas do fardo da teologia da prosperidade e da vitória financeira. É lámentável.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Daladier, envieie e-mail para o editor do Mensageiro da Paz com artigo sobre o assunto, só não sei se será publicado. Estou enviando também par ao conselho de doutrina da CGAD texto sobre o assunto para análise, onde solicito um posicionamento.

Estou procurando fazer a minha parte.

Paz do Senhor!

ALTAIR GERMANO, disse...

Djlinux, uma imagem vale mais do que mil palavras.

Um abraço!

Zwinglio, Pr. disse...

"A lógica desta teologia é simples: doença e pobreza são do diabo." Pr. Germano
------------------------
Estes são os erros teológicos q norteiam a TP.

De fato os pregadores deste ensino estão errados.

É a partir deles q se constrói a tão propalada vitória financeira da TP.

Mas, me digam:

Fora estes desvios doutrinais, quais seriam os outros?

O q mais caracteriza -doutrinariamente falando - os pregadores da TP como "falsos profetas"?
------------------------

Elisomar, vc é irmã?!!!

Me desculpe.

Abraços fraternos.

Clóvis disse...

Pr. Altair,

Excelente a sua análise da Bíblia BEVF. Fiz uma chamada para os três artigos no Cinco Solas

Em Cristo,

Clóvis