quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Portas Abertas - Grupo Logos

"E o filho disse: 'Pai, pequei contra Deus e contra o senhor e não mereço mais ser chamado de seu filho!' Mas o pai ordenou aos empregados: "Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Ponham um anel no dedo dele e sandálias nos seus pés. Também tragam e matem o bezerro gordo. Vamos começar a festejar porque este meu filho estava morto e viveu de novo; estava perdido e foi achado." E começaram a festa.'
(Lc 15.21-24)

A parábola do filho pródigo é uma das belas expressões do amor, da misericórdia e da graça de Deus. Se você está afastado de seu Pai celestial, saiba que Ele te ama e te espera de portas e braços abertos.

Um comentário:

Elisomar disse...

Pastor, esse hino faz parte da minha vida. Ainda bem que Deus nos dar a chance do retorno. Foi nessa fase de vida, que entendí muitas coisas, pois achava que só acontecia com outros. Mas ouví a voz do Senhor dizendo: Nada está perdido. Felizmente...