quinta-feira, 11 de outubro de 2007

PRESOS, MAS RICOS


Este é o título da matéria publicada pela Revista Veja desta semana, que dá ênfase a suposta riqueza acumulada pelo casal Hernandes, líderes da igreja Renascer em Cristo.

130 milhões de reais é o patrimônio estimado de Sonia e Estevam Hernandes, segundo as investigações do Ministério Público, conforme a matéria assinada por Juliana Linhares.

Trata-se ainda de uma investigação. Acontece que o fato me fez pensar (novamente) sobre as seguintes questões:

1. Até que ponto um líder evangélico deve "acumular um grande patrimônio material", enquanto muitos membros da igreja que lidera, vivem na pobreza e na miséria (não estamos falando aqui sobre "voto de pobreza, nem de socialismo cristão", mas de "distância econômica, financeira e social")?

2. O que significa "viver dignamente como "pastor evangélico"?

3. Como diferenciar entre uma igreja e uma "empresa" com fins lucrativos?

4. A "teologia da prosperidade", não seria uma versão "capitalista selvagem" do evangelho de Jesus?

5. Na igreja, a injustiça social que impera no Brasil, está sendo reproduzida?

Enquanto aguardamos o desfecho do caso, pensemos sobre as questões acima.

14 comentários:

Eliseu Antonio Gomes disse...

Pr Altair

Embora haja veracidade em muitas informaçõs vindas do mundo secular, sempre coloco em questão o fato de que a imprensa não é 100% isenta no que diz e também que existe a questão espiritual envolvento tudo isso.

Embora existam líderes repreensível ainda existe os perseguidores, existe Simbalates da Silva no século XXI.

Direto de um lan house...

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Tentando responder suas perguntas, sem querer ser o dono da verdade:

1. Até que ponto um líder evangélico deve "acumular um grande patrimônio material", enquanto muitos membros da igreja que lidera, vivem na pobreza e na miséria?

Creio que a regra deveria ser nunca. Mas entendo que entre os ricos o pastor deve também ser da mesma classe social para que flua com menos dificuldade a mensagem da salvação. "Fiz me de tudo para de algum modo salvar alguns", escreveu Paulo em 1ª Corintios 9.

O pastor com 50 membro humildes debaixo de sua responsabilidade não precisa de um jato particular para viajar... Mas um pastor com responsabilidade de 5000, sim, se esses membros estão espalhados por todo o Brasil, várias residências, poder aquisitivo alto.

2. O que significa "viver dignamente como "pastor evangélico"?

Significa dedicação total à Obra de Deus. Colocar a vida e às finanças em nome da instituição e não em conta corrente particular.

Nisto vemos onde está o coração dos pastores. Perguntemos aonde estão os cifrõe$ das ofertas e dízimos.

3. Como diferenciar entre uma igreja e uma "empresa" com fins lucrativos?

A igreja cuida das almas. As empresas coisificam almas. Conheci pastor com capacidade de sair do seu merecido descanso para apaziguar um casal de membros. E tive o desprazer de conhecer outro pastor que disse "jamais liguem para a minha casa". O primeiro tem o senso de vocação (24 horas de disponibilidade); o segundo tem o senso de profissão (trabalha por expediente - acabo o turno não podemos contar com a ajuda dele!)

Vale dizer que esse falso pastor não é da IURD!

4. A "teologia da prosperidade", não seria uma versão "capitalista selvagem" do evangelho de Jesus?

Até hoje creio que falta aprofundar melhor esse assunto, porque há mais críticos do que criticados.

O texto da Lição Bíblica (CPAD), do Pr Geremias do Couto) deste trimestre, lição 7, faz uma abordagem feliz, mas devido ao espaço creio que ele não fez um aprofundamento como a demanda desse caso pede e ele é capaz de fazer.

5. Na igreja, a injustiça social que impera no Brasil, está sendo reproduzida?

Em parte, sim. Mas isso é desde os primórdios. Lembremos dos alertas do apóstolo Tiago, que escreveu aos seus irmãos contemporâneos também.

Abraço.

Elisomar disse...

Pastor, estamos vivendo um tempo, em que ser corrupto está se tornando algo "banal" Políticos, advogados, juizes, empresários e outros. Mas como crente sempre foi espelho, a imagem é passada com mais nitidez. A gente já não sabe mais o que dizer para o mundo quando nos questiona. Só sei que no dia do Senhor, não haverá escapatória, nem pra corruptos "crentes' e nem para aqueles que dizem não ser...pois nenhum será inocente diante do Grande Juiz.

Anônimo disse...

A questão em pauta é mais seria do que se imagina, porque as coisas tornou-se tão corriqueira e natural, são os homens sem afeição e sem o temor do Deus vivo, ora vem Senhor Jesus.
Paz do Senhor
Luiz Carlos

Anônimo disse...

Como disse um "sábio" pastor em seu programa de televisão em rede nacional: "A globo persegue os evangélicos!"

Bom, no caso citado, é a Veja, mas de qualquer forma, seguindo a lógica do "sábio" pastor, "é perseguição!"

Não reclamamos da falta de isenção da imprensa, quando ela denuncia um político corrupto, um governo incompetente, empresários que lavam dinheiro, padres pedófilos e por aí vai...

Mas em se tratando de "evangélicos", ela não é "isenta" e seguindo a lógica do "sábio" pastor e seu programa televisivo "esclarecedor", é "perseguição!"

Profundamente lamentável...


Marcos

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene.
Sabemos que não há qualquer lei seja bíblica seja jurídica que impeça ou impossibilita qualquer pessoa, principalmente líderes cristãos de serem ricos. Mas a sociedade secular sempre vê negativamente a riqueza dos evangélicos, e neste episódio, especificamente, o caso se agrava. Devemos ler de modo crítico as informações de Veja, separando o joio do trigo. Se o casal Hernandes declaram corretamente o seu Imposto de Renda, se estão quites com o "Leão", e têm como comprovar sua renda, qual o problema de serem ricos? Mas se a riqueza dos tais é injusta, propensa à fraude ou ilícita, que respondam como qualquer cidadão brasileiro.

Edson Cabral disse...

O que estamos presenciando é lamentável!
Sem dúvidas a liderança evangélica brasileira passa por uma grande crise onde os escândalos estão em todas as áreas.
Aqui vemos um na área financeira.

O que seria melhor pra esse casal?

Presos, mas ricos ou
Ricos, mas presos?

Graça e paz a todos.

>> Teo Jornalista disse...

Sei de uma coisa: quem não deve, não teme.

Eu já estou saturado dessa conversa de perseguição da Globo contra os evangélicos. Ela tem sim, seus interesses, e não são poucos. Mas também muitos evangélicos fazem por merecer: além de se fechar em seus conceitos e preconceitos, se envolvem em práticas nada ortodoxas e até proibidas pela Bíblia. Que o digam os Hernandes e os Macedos da vida.

Eles não são cristãos genuínos e suas obras denunciam.

E isso pode acontecer com qualquer um, independentemente de sexo, cor, raça, religião etc, etc.

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Anônimo disse...

O próprio Jesus já nos alertou: "onde está o teu coração, aí estará o teu tesouro". Não foi divulgado na imprensa o quanto de bens, nem quanto de dinheiro acumulado em suas contas pessoais o casal citado tinha conseguido acumular antes do crescimento vertiginoso da igreja. Realmente não nos cabe julgar, mas é visto que, ambos estão sendo expostos, publicamente, como resultado dos seus frutos. Que pena não serem conhecidos pelos frutos do amor, da justiça e da retidão que poderiam, até mesmo ser demostrados através do bom uso que pederiam fazer c/o dinheiro arrecado das mãos do que dizimam e ofertam de boa fé.
Jesus também disse: "buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais te será acrescentado". Eis a marca que diferencia quem acumula um verdadeiro tesouro!
*Jesus não se fez rico p ganhar ricos e nem pobre para alcançar pobres"; o homem vem a Cristo porque Ele nos atraiu pelo amor! E Felizes os que se vêem necessitados em mudar a miséria da sua alma com o fim de ter vida eterna.
Que Deus tenha misericórdia da sua Igreja, pq vivemos dias em que assistimos, homens mais "perseguidos" por práticas que envergonham o verdadeiro cristianismo, do que por amor a Cristo.
Lamentemos e oremos! Di

Elisomar disse...

Querido, Edson Cabral...tudo dá no mesmo, né? rsrs Só que tem uma coisa...'mas vale um bom nome do que as muitas riquezas; principalmente quando são mal adquiridas. Nunca mais na vida, algúem que soube desse caso esquecerá! Que Deus nos dê temor ao seu Nome.

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro Pastor Altair!
A Paz do Senhor!
Importante seu post, pois é assunto para séria reflexão.
Corroboro os comentários de Eliseu Antônio Gomes e Esdras Costa Benho.
Cada caso é um caso e deve ser analisado à luz da realidade de cada um.
Hoje no Brasil, temos evangélicos em todas as camadas sociais, lógicamente a situação dos líderes também variarão de acordo com a situação e tamanho do seu rebanho.
Quanto aos exageros que se observa, vejo sinais do juízo de Deus se manifestando.
Quem Deus tenha misericórdia da Sua Igreja.

Anônimo disse...

Caro Pr. Altair, não sei se estes comentários glorificam ao rei Jesus, pois de forma tão publica , acho que é um assinte as lideranças sérias, e um desrespeito a igreja. Esta é minha opinião.

Obrigado!

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado anônimo,

como já comentei em outros posts, não existe livro mais lido e público como a Bíblia. Lá encontramos os bons e os maus exemplos dos servos de Deus expostos. Os bons exemplos são para ser imitados e os maus para nos advertir.

Obrigado por sua participação e opinião.

rafael pereira disse...

sENHOR PERDOA... Esse PR NÃO SABe O QUE ta DIZENDO.... EU SOU DA IGREJA RENASCER, NÃO DOS HERNANDES, MAS SIM DE CRISTO, POIS NA PLACA DA IGREJA NÃO ESTÁ ESCRITO: IGREJA APOSTOLO ESTEVAM HERNANDES, MAS SIM IGREJA APOSTOLICA RENASCER EM CRISTO... A IGREJA É DO SENHOR, NA QUAL O POVO VAIO E MANTEM COM SEU DINHEIRO( QUE GANHAM HONESTAMENTE E FAZEM O QUE QUER COM ELE). ENTÃO ACHO QUE VCS DEVERIAM PARAR DE QUESTIONAR, E LITERALMENTE RENASCEREM EM CRISTO, AI VCS SABERAM A VERDADE, POR CAMINHAR CONOSCO, E NÃO PELO QUE MUITOS ENVIADOS DE NÃO SEI ONDE FALAM!!!!

RESPONDIDO?
RAFAEL
RENASCER ATÉ DEPOIS DE MORRER!!!! RSRS