sábado, 1 de março de 2008

PASTORES MODERNOS?!

Não, o Michael Jackson não virou pastor. É sobre outro assunto que gostaria de falar.


Existe algum problema em ser moderno, mesmo sendo um pastor ou pregador do evangelho? Penso que não.

Há diferença entre ser moderno e ser ridículo? Tenho certeza que sim?

O obreiro precisa ter cuidado para não confundir “modernidade” com “banalidade”, e jeito de “ser” com jeito de “aparecer”. Ele só precisa imitar Jesus!

É bem verdade que alguns comportamentos extravagantes, são resultados de:

- Traumas na infância
- Adolescência amputada ou abortada
- Crise dos 40 antecipada, vivenciada ou prolongada
- Perda do bom senso
- Síndrome do pop-star (lembra do Michel Jackson - veja a foto)

Amado companheiro, seja moderno e contextualizado, mas seja acima de tudo moderado. Perceba os limites. Pense, reflita mais um pouco antes de adotar certos comportamentos, ou de seguir certas tendências da “moda”.

Por você ter recebido mais de Deus (responsabilidades), será mais cobrado.

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar [...]” (2 Timóteo 2.15)

Licitude e conveniência precisam andar de mãos dadas na vida do homem de Deus.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm” (1 Coríntios 6.12 e 10.23 )

8 comentários:

elizabeth assis da silva disse...

Amem!


existem pessoas que não aceitam sua aparência física,e quando melhoram financeiramente a primeira coisa é mudar, e muitas vezes radicalmente, só que o cristão precisa ter a mente de Cristo, se cuidar é natural, mas todo exagero resulta no desequilíbrio se tornando ridículo. Outros não estão nem aí querem aparecer de toda forma, mesmo que choquem, e quando é pastor é motivo de escândalo.

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Pastor Altair Germano!
Recebí hoje por e-mail, um artigo, de autoria de um famoso pregador da atualidade, infelizmente sob nossa bandeira denominacional, sob o título: "Moderno sem ser mundano".
Para mim, o referido artigo trata-se apenas de uma JUSTIFICATIVA no sentido de somar uma sobrevida, ao que de fato ele próprio sabe que já acabou.
A Bíblia recomenda que homens de Deus sejam sóbrios, discretos e moderados em toda sua maneira de viver, e que acima de tudo sejam exemplo dos fiéis.
Ninguém deve se dar ao luxo de escandalizar, muito menos os pastores. Esta é uma condiçao "sine qua non"
Artistas e playboys é que costumam ser extravagantes.

Ruthe Alves de Araújo Barreto disse...

Pr. Altair,
Já cadastramos o seu blog no PENIELWORLD.
OBRIGADO!!!!

Valdomiro disse...

Tem "pastores", isso mesmo, do sexo masculino, fazendo sobrancelhas >:( , coisa que nem todo homossexual faz.

E o povo que gosta de estar anestesiado com a voz do "depilado", fecha os olhos a esse tipo de coisa.

Elisomar disse...

O homem é verdadeiramente o que ele é por dentro. A diferença é a falta de oportunidade ou um fator que o impede de viver o que ele quer. Quando esse fator é o temor a Deus, e este o perde, toda ação tem justificativa.

Claudio disse...

Existe pastor que se ele estiver andando a pé na contra mão em uma de nossas marginais aqui em São Paulo, não teria como ser atropelado, parece um semáfaro aceso ambulante.

Anônimo disse...

iNTERESSANTE COMO ALGUNS FALAM DOS HOMOSEXUAIS DE UM MODO SEM UM PINGO DE AMOR...SOU PASTOR NA EUROPA E TRABALHO COM HOMENS QUE SAO HOMOSEXUAIS MAS AMAM A DEUS E ESTAO EM UM PROCESSO DE LIBERTACAO...Jesus nunca tratou com indiferenca e nem menosprezou as prostitutas, e foram tantas que ele encontrou, pediria respeito pela pessoa humana, porque Deus tem poder e vontade de mudar cada um deles. Obrigado.

Elisomar disse...

Irmão anônimo,
penso que quem deveria comentar seu comentário, era o pastor Altair. No entanto, tomei a liberdade de fazê-lo. O que eu entendi aqui nesse tema, foi uma crítica às mudanças de comportamento espiritual desses líderes e não do aspecto físico. Uma vez que ele vem combatendo heresias de alguns. Se nã estou enganada, os irmãos não entenderam, ou só eu tive essa visão distorcida. rsrs