domingo, 24 de maio de 2009

O DIA EM QUE JESUS CHEGOU ATRASADO NO CÍRCULO DE ORAÇÃO


O fato aconteceu numa igreja onde trabalhei como pastor.

Era dia de círculo de oração, a casa estava cheia e o trabalho “animado”. Por volta das três horas da tarde, certo irmão que estava com a palavra, para a surpresa de todos, anunciou o seguinte:

- O que tenho “pra dizê” é só “pra quem “crê”!

O auditório ficou na expectativa e o irmão continuou:

- Estou recebendo uma revelação, e quero vos dizer, que Jesus está do lado de fora do templo querendo entrar com uma legião de anjos!

Aquela declaração mexeu com a emoção de muita gente. Logo uma grande “euforia” se apoderou do povo. O pregador não parou:

- Eu quero saber quem tem coragem e fé, para ir até a porta da frente da congregação e sob o meu sinal, abri-la para que o Senhor entre com os seus anjos!

Um jovem logo se dispôs e disse:

- Eu vou!

Ele foi e ficou aguardando as ordens do pregador.

- "Abra a porta e saia da frente loooooooogo! ". Ordenou desta forma o pregador para jovem de "fé".

O jovem abriu e a porta e saiu nas “carreiras” da frente (para não ser atropelado)! A euforia do povo aumentava a cada momento! De repente, o pregador olhou firmemente para a porta, e bradou:

- Entra Jesus, entra legião de anjos!

Foi um alarido só na igreja! Só quem ficou chateado foi o diácono (atualmente Evangelista) que me narrou o episódio, e um grupo de irmãos que não aceitaram o que ouviram e presenciaram.

Disseram-me o seguinte:

- Pastor, não se pode admitir uma coisa dessas! Como é que a gente chega na igreja cedo para orar, e Jesus só vem aparecer juntamente com os anjos lá pelas três da tarde?

Querido leitor, tais fatos só acontecem quando o descontrole emocional entorpece a razão, repudia a sã doutrina (que por sinal era ensinada na igreja) e ridiculariza a fé.

Apesar destes exageros (que são possíveis de serem corrigidos), vale a pena ser pentecostal!

Publicado originalmente neste blog em 29/06/2007, com o título "Entra Jesus, entra Legião!"

17 comentários:

victorleonardov disse...

Caro Pr. Altair!

É interessante como as coisas heréticas e absurdas são aceitas de forma tão fáceis em nosso meio.

Tudo bem que, de acordo com o Evangelista Mateus (Cap. 13), Jesus havia afirmado por parábola que haveria o joio em meio ao trigo. Mas, é aí que está o que pouco se percebe: joio em meio ao trigo, e não o inverso.

Parece que nos dias de hoje, de maneira geral, há trigo no meio do joio. Parece que joio é a grande maioria dos que se julgam evangélicos, havendo poucos trigos, ou verdadeiros cristãos na Igreja brasileira.

E sendo assim, parece ser mais fácil abraçar as heresias e modismos de muitos "pelágios" existentes por aí, infiltrados em nossas igrejas, especialmente as pentecostais.

Semana passada vivi uma experiência dessas, numa de nossas igrejas, porém, para a infelicidade do "irmão", eu estava presente. Estive presente numa festividade de Umadal, quando um determinado adjunto foi convidado a pregar no culto.

Seu estilo de pregação era semelhante ao Pr. Marco Feliciano. Achei até uma espécie de réplica ou imitação dele, cheia de gritos, línguas e pouco conteúdo bíblico, além de, algumas vezes, um conteúdo herético.

Esse sujeito, ou melhor, "adjunto", começou a pregar sobre a história de Paulo e Silas na prisão. Quando estes cantavam e oravam na prisão, "perto da meia-noite" Deus realizou um milagre. Alegou também que Cristo nascera à meia-noite, e que, portanto, Deus trabalhava mais à meia-noite. Ainda ousou dizer que o Senhor trabalhava pela manhã, pela tarde e pela noite, mas trabalhava mais à meia-noite! Fez um tremendo movimento, fazendo a igreja levantar-se mandando os irmãos falarem uns aos outros a frase: "Deus trabalha mais à meia-noite!"

Sentado como estava, permaneci, orando ao Senhor que eu não tivesse uma oportunidade ao microfone, para não envergonhar o irmão.

Ao final do culto, fui até o irmão, e argumentei contra sua heresia, e, simplesmente ele mandou eu ler mais a Bíblia! O fato é que ele não aceitou minha argumentação, foi embora com uma grande aversão à minha pessoa.

São coisas simples, como essas, que entram e tomam conta de nossos cultos, as pessoas se deixam levar por essas emoções e fica por isso mesmo!

Precisamos de pessoas corajosas que sejam, de fato, apologistas da Palavra do Senhor. Protestantes contra o pecado e as heresias absurdas existentes em nosso meio!

Precisamos mesmo, é que o Senhor mantenha sobre a nós a sua graça, e assim, possamos permanecer firmes e inabaláveis, e sempre defender a Verdade de Cristo.

Sola Scriptura!

Forte Abraço,
Victor L. G. Oliveira.

Benicio disse...

Pastor, esse irmão que mandou Jesus entrar as 3:00h, é crente que Deus o livre. Será que alguém cantou ? " FICA JESUS MAIS UM POUQUINHO, NÃO VÁ SEM EU ANTES LHE FALAR......."

Cibele disse...

Querido Pr.Altair!

Quantas vezes tenho me deparado com situações semelhantes a essas nos circulos de orações,e o pior de tudo é que quem passa por (crua) sou eu,e ainda nos dizem que vamos ser feridas.E percebo que os circulos de orações que na maioria tem uma frequência mior tem sido aqueles que aderem a esse tipo de mpvimento.È uma pena que em algumas pessoas a VERDADEIRA ESCRITURA não esteja fazendo nenhum efeito.Estão trocando-a pelos movimentos carnais,pois não condiz com a PALAVRA de DEUS.
Hoje querem mais movimento e menos PALAVRA,pois enquanto viver a defenderei.Precisamos cada dia vivermos mais pela bíblia.Salmos 106:25,meditemos.
Fiquem com Deus.

ALTAIR GERMANO disse...

Paz do Senhor Víctor! O que você passou com o jovem "pregador" acontece com bastante frequência. A mensagem infundada, o estilo "imitador", a falta de humildade para ouvir conselhos,tudo isso demonstra imaturidade. Oremos para que ele cresça na fé e possa ser bastante útil napara obra de Deus. Errar faz parte do processo de aprimoramento de Deus para nossa vida, permanecer no erro é fatal.

ALTAIR GERMANO disse...

Cara Cibele, Shalom! É isso aí, fica firme na Palavra custe o que custar. Peça a Deus cada vez mais sabedoria, para poder enfrentar estas situações.

ALTAIR GERMANO disse...

Paz do Senhor Benício! Quanto ao hino, é bem provável!

Um abraço!

Elisomar disse...

A gente não sabe nem o que dizer de uma besteira dessa. Já recebi a visita de um anjo do Senhor que me trouxe a cura de uma doença incurável. Mas ele não me pediu permissão para entrar, estava cumprindo ordem do Deus Altíssimo, e ao executá-la foi embora como chegou. A casa é do Senhor e sendo d'ELe , entra e sai quando quiser. E sem contar que uma igreja que Jesus chega às três da tarde...coitada!

ALTAIR GERMANO disse...

altAElisomar,

lendo seu texto, mim lembrei de um hino que fez sucesso durante certo tempo por essas bandas. Ele dizia em certo trecho o seguinte:

Contempla esse varão que chegou "AGORA",
abra a boca irmão e dê "UM GLÓRIA"!

O "varão" só chegava atrasado nos cultos.

disuethi disse...

oi

Edcleyton Souza disse...

Pr. até que ponto vamos chegar? O povo diz que tem essas tais "visões" só para emocionalismo de muito. Na nossa linguagem: "só pra dizer que pregar e o fogo cai". São mero desconhecedores das escrituras sagradas. Creio em revelações e na manifestação da presença de Deus. Desde já digo que sou leitor assíduo deste blog, e também estou add seu blog a lista de blogs parceiros no meu. Deus possa vos abençoar mais e mais e levantar os enhor mais ainda com sabedoria, para nos ensinar e combatar estas e outras heresias.

Paz.

Elisomar disse...

É melhor ouvir essas coisas do que ser surdo. rsrs

Paulo Mororó disse...

Caro pastor altair, a Paz do Senhor.
Esta é mais uma "pérola". Porém, não nos cansemos de ensinar, insistir e perseverar na DOUTRINA. Uma dica é tentar trazer estes irmãos para serem aluno assíduos da Escola bíblica Dominical e fazer um tratamento especial de ensinamento. O nosso meio pentescostal fica muitas vezes vulnerável à estes desvios e exageros.
Um abraço
Paulo Mororó

antonio saraiva disse...

faltau ele ir ao culto de doutrina.

Pr.Edson disse...

Prezado Pr Altair...
Essa matéria foi demais..rsrs
A que ponto chegam algumas igrejas em acreditar numa chocarrice dessa!
É uma pena que ainda existam crentes acreditando em contos de fada. Com tantos ensinamentos abençoados acreca da Palavra de Deus, infelizmente tem pregadores tapados como descreve esta história... Ainda ontem passei em frente uma igreja pentecostal e o pregador estava começando a pregar e disse para a Igreja: Vamos abrir nossas Bíblias no livro de Salmos 139, capítulo 7. Parei pra ouvir porque achei que ele tinha cometido um equivoco mas, ele confirmou repetindo a mesma coisa:Vamos abrir nossas Bíblias no livro de Salmos 139, capítulo 7!!! Acho que estes pregadores precisam pelo menos fazer um Curso Básico de Teologia.

Heitor disse...

Situações parecidas com esta são passíveis de acontecerem em qualquer Igreja Evangélica, mas principalmente em Igrejas que não teem um ensino sistemático da Sã Doutrina Bíblica : Sou crente em JESUS CRISTO, Pentecostal, Batizado com o ESPÍRITO SANTO e com FOGO, falo em línguas estranhas quando o E.S me move a falar, creio que DEUS usa vasos prá entregar mensagens proféticas à Igreja, creio que ELE também fala através de sonhos, revelações e visões porém, vivemos uma época em que a cultura do "fast - food" é praticada também na vida espiritual de muito crente. É mais "prático" ir atrás de uma solução pronta (tipo macarrão Nissin Lamen)do que "descer" nas madrugadas, aos Pés daquele que fala da forma que ELE quer, mas principalmente através de sua Palavra ensinada e pregada.
Que nos alicercemos mais e mais n'Ele através dela, a Palavra !

Rev. Geremias dos Anjos disse...

Amados irmãos, isso acontece porque muitos 'pregadores ou conferencistas" estão tão envolvidos na obra, que não tem tempo para participar da EBD, das ministraçoes do ensino, e quando convidados a entrarem para um seminario para serem preparados, se recusam afinal "a letra mata". mais a culpa não é só deles, é de quem os convida, e de quem os envia sem preparo algum. Sem aprendizado não ha mudança, sem ensino o povo perece, graças a Deus que a Igreja do Senhor é imbativel, isso não abala suas estruturas, porem, temos a responsabilidade de ensinar, entendo que nem todo mestre é pastor, mais todo pastor tem que ser mestre, afinal o pulpito é tambem nossa catedra, temos o dever de ensinar, isso é dar alimento, e não so fazer uso de mensagens de auto-ajuda, ou com o objetivo de alisar o ego dos ouvintes. Quem aprende errado, ministra errado.
shalom!

leila disse...

É verdade isso acontece muito,muita zuada e pouca palavra